O Futsal é inequivocamente um fenómeno de elevada magnitude no quadro da cultura desportiva
contemporânea. Paradoxalmente,...
IV – Aumentar a cargas - Ao introduzir mais meios de treino e mais treinos próximos da
competição, podemos empregar um aum...
 Mais tempo para trabalhar a bola;
 Mais espaço de ação;
 Uma visão de jogo mais fácil;
 Mais variedade de ações tátic...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Variáveis do treino

115 visualizações

Publicada em

Variáveis e suas inter-relações que influenciam os exercícios e o treino no futsal e futebol em todas as vertentes, físicas técnicas e táticas

Publicada em: Esportes
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
115
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Variáveis do treino

  1. 1. O Futsal é inequivocamente um fenómeno de elevada magnitude no quadro da cultura desportiva contemporânea. Paradoxalmente, é possível constatar a existência de significativas “resistências” ao nível do reconhecimento do potencial educativo e formativo que esta modalidade, enquanto matéria de ensino/treino, encerra. As reflexões relativas ao Futsal têm sido, na maior parte das vezes, norteadas por demasiados juízos de valor. O conhecimento científico é escasso e pouco consistente. As metodologias de ensino/treino são coisa rara e as que existem constituem matéria quase ofensiva para aqueles que insistem na ideia de que, no Futsal, já está tudo inventado.  MÉTODO DE JOGO Há bastante verdade nos slogans “que o melhor treino é o jogo”, “aprende-se jogando”, o Futsal pode jogar-se desde a infância sem uma preparação especial pois as regras e princípios são simples. Um trabalho simples adaptado à idade terá bastante sucesso. O Futsal é um jogo de mudanças, de diversidade e de improviso, a par com as possibilidades e o talento dos jovens jogadores, eles desenvolvem as iniciativas e a criatividade que influenciam grandemente o jogo, e, é pelo jogo que se vão aferir sistematicamente conhecimentos apreendidos. É com o jogo que eles se habituarão a tomar decisões e ter noção dos riscos, desenvolver a personalidade e outras qualidades. O desenvolvimento, das qualidades e das capacidades realiza-se graças ao número de repetições das situações de treino que é tudo menos monótono. Como em jogo as crianças cometem faltas (erros) nas escolhas e soluções que tomam, o treinador tem aqui o dever de corrigir essas faltas. Em qualquer jogo, a táctica, a técnica e a condição física estão presentes, não se podem separar, mas pode-se é insistir num ou noutro elemento.  EMPREGO DE MEIOS DE TREINO ESPECÍFICOS No Futsal moderno, por consequência do nível elevado da velocidade de jogo e devido ao aumento da duração nos duelos, aparecem mais soluções técnicas e tácticas originais. A introdução de meios adaptados em função da idade determina uma parte importante do trabalho técnico, tático, da condição física, do treino didático, do aumento da carga, etc. É importante, que os exercícios escolhidos sejam executados ao ritmo de jogo, próximo da competição. I – Privilegiar a técnica - O objetivo deste trabalho é a utilização da técnica em situações de jogo, a um ritmo elevado em presença de adversários, onde o indivíduo seja obrigado a usar os dois pés e desenvolver as suas qualidades individuais e a sua capacidade de improviso. II – Privilegiar a táctica - O objetivo é aprender individual e colectivamente a táctica de ataque e de defesa em condições próximas do jogo e em presença dos adversários. Todos os jogadores que se evidenciem pelas suas ações técnicas e tácticas originais devem ser encorajados e reforçadas. III – Privilegiar a condição física - A aprendizagem de exercícios é certamente influente para o nível das qualidades físicas. Em geral, uma excelente condição física permite o aumento da duração de aprendizagem para uma eficácia elevada. É também importante no trabalho da técnica e da táctica. Então deve-se trabalhar a velocidade, a força e a resistência. É igualmente importante incutir nos jovens que as mudanças de ritmo são um fator decisivo no Futsal moderno. Todo este trabalho sem bola permite desenvolver as desmarcações, as mudanças de ritmo e de direção (o trabalho sem bola é igualmente importante como o com bola).
  2. 2. IV – Aumentar a cargas - Ao introduzir mais meios de treino e mais treinos próximos da competição, podemos empregar um aumento repartido da carga, onde se irá favorecer a elevação da eficácia dessa mesma carga. A fadiga será então igual à das situações de jogo, se o jogo de Futsal exige intensidade alta, recuperações incompletas, sprints curtos com mudanças de direção é nesta base que temos de dirigir o nosso trabalho. Quando se fala em aumentar a carga fala-se em:  Aumentar a intensidade do trabalho a ritmo elevado;  Alongar o tempo de trabalho;  Aumentar o número de repetições que influenciam a intensidade na execução dos exercícios;  Aumentar o grau de dificuldade. Em relação ao número de jogadores:  Quando se diminui o número produz-se:  Um aumento da carga física e dos percursos individuais;  Os contactos com a bola são mais frequentes;  Uma melhor visão de jogo que permite o alargamento das aplicações dos processos táticos;  Melhores possibilidades dos atacantes.  Quando se aumenta o número produz-se:  Uma diminuição da carga física;  Os contactos com a bola são menos frequentes;  Privilegia-se o espírito de grupo e de equipa.  A superioridade numérica ofensiva produz:  Aceleração do jogo ofensivo;  Trabalho defensivo em condições mais difíceis.  A superioridade numérica defensiva produz:  Um alargamento do trabalho das defesas e marcação rigorosa;  Trabalho ofensivo em condições mais difíceis.  A igualdade numérica permite:  Uma aprendizagem eficaz dos elementos táticos tanto individuais como coletivos no ataque e na defesa. Em relação às superfícies de jogo:  Uma grande superfície de jogo produz:
  3. 3.  Mais tempo para trabalhar a bola;  Mais espaço de ação;  Uma visão de jogo mais fácil;  Mais variedade de ações táticas;  Aumento da visão de jogo sem bola;  Decréscimo da carga física.  Uma pequena superfície de jogo produz:  Menos tempo para trabalhar a bola;  Menos espaço de ação;  Diminuição da visão de jogo;  Jogo mais rápido;  Aumento das exigências físicas. Regras de jogo:  O objetivo da modificação das regras é:  Aumentar a performance;  Evolução do desenvolvimento coletivo da equipa;  Aprendizagem das missões individuais no interior da equipa;  Controle do aumento de rendimento.

×