SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
Baixar para ler offline
Tendências nas Metodologias de
    Investigação em TIC na Educação
     (2005-2011): em direção a uma
             agenda de investigação


    João Filipe Matos, Neuza Pedro, Ana Pedro, Pedro Cabral
jfmatos@ie.ul.pt; nspedro@ie.ul.pt; aipedro@ie.ul.pt; pmcabral@ie.ul.pt

       Unidade de Investigação em Educação e Formação
        Instituto de Educação da Universidade de Lisboa
Análise da dimensão metodológica (elementos de natureza
metodológica) de teses de mestrado e doutoramento
produzidas em Instituições do Ensino Superior Universitário
(IESU) Público, no âmbito das Tecnologias de Informação e
Comunicação e Educação entre 2005 e 2011 em Portugal


      Metodologias de investigação

      Métodos de recolha de dados

      Contexto de investigação

      Identificação de participantes

      Volume de participantes
Meta-análise  análise da análise (Cohen, Manion &
Morrison, 2010)


• Identificação de categorias e dados mediante a análise
  de estudos independentes

Implica:
  • Metodologia quantitativa
  • Análise de vários estudos
  • Extração de dados preexistentes e criação de relações entre
    eles, mediante categorias definidas previamente
  • Desenvolvimento de resultados através de análise estatística



Conclusões obtidas como resposta às categorias criadas
Meta-análise




                   RCAAP




   Palavras-chave:           Seleção de
tecnologia, educação,      Repositórios das
  TIC, online, ensino           IESU
(método conjuntivo)
Resultados (dados preliminares)

 Total de trabalhos analisados



 122 Mestrado           22 Doutoramento

 • Total de instituições consideradas  10
 • Total de cursos considerados  49 (18
   doutoramentos, 31 mestrados)
Distribuição de investigação por IEUS
                     (n=144)
100%


75%


50%                          35.4%
              34.0%


25%                                  14.6%
                                             11.1%
       1.4%           0.7%                           0.7% 1.4% 0.0% 0.7%
 0%
Metodologias utilizadas
100%
 90%
 80%
 70%
                         48.1%
 60%
 50%
 40%
 30%
                                 14.3%
 20%              9.7%
 10%
  0%
Metodologias utilizadas – 4 UIES mais expressivas

      Est.   Est. q-                 Est.   Est.         Est. Est. Est. Est. Est.
                     Correl. Surv.                 I-A                                Out.
      exp.    exp.                   Etn.   Fen.         Caso Ava. Desen. Lon. Descr.




UM    2%      4%      0%     8%      0%     4%     4%    46% 4%    12%    0%    6%   10,0%




UA    0%      0%     1,8%    3,6%    0%     0% 16,1% 60,7% 3,6%     0%    0%   1,8% 12,5%




UL    0%     4,5%   13,6% 9,1%       0%     0%     9,1% 31,8% 0%    0%    0% 13,6% 18,2%




UAb 6,3%      0%      0%    12,5%    0%     0%     6,3% 56,3% 0%    0%    0%    0%   18,8%
Métodos de recolha de dados

25.0%                  24.0%

20.0%                                  18.2%
                                                      13.4%   13.7%
15.0%   12.3%                  11.6%

10.0%
                                               4.1%
 5.0%           2.7%

 0.0%
Distribuição de Métodos de Recolha de dados
                por Estudo de Caso (n=74)
40
               35         35
35
30
     26
25
                                      18   21
20
                     13
15
                                 8
10
          5
 5
 0
2005    2006 2007 2008 2009 2010 2011
Estudo experimental        0%      0%     0%   11,8%   0%     0%   0%
Estudos quase-
experimentais              0%     4,8%    0%    0%     3,1% 2,2%   0%
Correlacionais             0%     4,8%    0%    0%     0%     4,3% 8,3%
Survey                     0%     4,8%    0%   11,8% 6,3% 10,9% 8,3%
Estudos etnográficos       0%      0%     0%    0%     3,1%   0%    0%
Estudos fenomenológicos
                           0%     4,8% 4,8%     0%     0%     0%   0%
Investigação-ação          0%      0%     9,5% 5,9% 12,5% 15,2% 8,3%
Estudo de caso            20,0% 42,9% 52,4% 64,7% 43,8% 47,8% 50%
Estudos de avaliação      20,0%   9,5% 4,8%     0%     0%     0%   0%
Estudos de
Desenvolvimento            0%     14,3%   0%    0%     3,1% 6,5%    0%
Estudos longitudinais      0%      0%     0%    0%     0%     0%   0%
Estudos descritivos        0%     9,5% 4,8%     0%     9,4% 4,3% 8,3%
Outros estudos            60%     4,8% 23,8% 5,9% 18,8% 8,7% 16,7%
Âmbito da investigação
100%
 90%
 80%
 70%
 60%          48.0%
 50%
 40%
 30%                  20.7%
                              16.7%
 20%                                          9.3%
       0.7%                            4.7%
 10%
  0%
Distribuição de Participantes


          49
50
45
40             36
35
30                                        26
25
20                   15
     13
15
10
                           2     3
 5
 0
Conclusões (dados preliminares)

• 95,1% da investigação em tecnologias na educação é
  da responsabilidade da Universidade de
  Aveiro, Universidade do Minho, Universidade de
  Lisboa e Universidade Aberta
• 84,7% da investigação na área são dissertações de
  mestrado
• 48,1% da investigação realizada entre 2005 e 2011
  enquadram-se em Estudos de Caso
• Estudos de Caso têm como métodos de recolha de
  dados predominantes Observação Participante
  (47,3%)e Questionários em Papel (47,3%)
• Aumento no interesse pela temática que se verifica com
  o aumento, ano após ano, das teses na área
• Número elevado de vários métodos de recolha de dados
  por investigação

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Tendências em Metodologias de Investigação em TIC na Educação (2005-2011

Métodos de pesquisa: survey
Métodos de pesquisa: surveyMétodos de pesquisa: survey
Métodos de pesquisa: surveyAristides Faria
 
Resultado da Avaliação Institucional - 2016 - 2º semestre
Resultado da Avaliação Institucional - 2016 - 2º semestreResultado da Avaliação Institucional - 2016 - 2º semestre
Resultado da Avaliação Institucional - 2016 - 2º semestreUnimonte
 
Impacto Socio-Economico das Estratégias de Protecção final
Impacto Socio-Economico das Estratégias de Protecção finalImpacto Socio-Economico das Estratégias de Protecção final
Impacto Socio-Economico das Estratégias de Protecção finalDomingos Reane
 
Smsi2005 - Estudo de uso de periódicos eletrônicos: Portal Periódicos CAPES n...
Smsi2005 - Estudo de uso de periódicos eletrônicos: Portal Periódicos CAPES n...Smsi2005 - Estudo de uso de periódicos eletrônicos: Portal Periódicos CAPES n...
Smsi2005 - Estudo de uso de periódicos eletrônicos: Portal Periódicos CAPES n...luizclaudiomaia
 
Pesquisa Nacional para Educação Básica - ANEC
Pesquisa Nacional para Educação Básica - ANECPesquisa Nacional para Educação Básica - ANEC
Pesquisa Nacional para Educação Básica - ANECMarlos Carmo
 
Apres contr qualid - ia
Apres contr qualid - iaApres contr qualid - ia
Apres contr qualid - iaAndréa Santos
 
Programme for International Student Assessment (Pisa)
Programme for International Student Assessment (Pisa)Programme for International Student Assessment (Pisa)
Programme for International Student Assessment (Pisa)Marco Zero Conteúdo
 
Aula 1 data de provas e apresentações
Aula 1   data de provas e apresentaçõesAula 1   data de provas e apresentações
Aula 1 data de provas e apresentaçõesAriel Rennó Chaves
 
Impacto no Desenvolvimento Profissional no âmbito dos MOOC, na perceção dos P...
Impacto no Desenvolvimento Profissional no âmbito dos MOOC, na perceção dos P...Impacto no Desenvolvimento Profissional no âmbito dos MOOC, na perceção dos P...
Impacto no Desenvolvimento Profissional no âmbito dos MOOC, na perceção dos P...Fernanda Ledesma
 
EST008_Amostragem_19092023.ppt
EST008_Amostragem_19092023.pptEST008_Amostragem_19092023.ppt
EST008_Amostragem_19092023.pptBolaoTavares
 
Dalila Oliveira Trabajo docente en la Educacipon básica de Brasil
Dalila Oliveira Trabajo docente en la Educacipon básica de BrasilDalila Oliveira Trabajo docente en la Educacipon básica de Brasil
Dalila Oliveira Trabajo docente en la Educacipon básica de Brasilredesformaciondocente
 
Implementação do E@D - Alunos e ou Enc. Educação (Resultados do Inquérito)
Implementação do E@D - Alunos e ou Enc. Educação (Resultados do Inquérito)Implementação do E@D - Alunos e ou Enc. Educação (Resultados do Inquérito)
Implementação do E@D - Alunos e ou Enc. Educação (Resultados do Inquérito)Carlos Ferreira
 
Apresentação - Avaliação Institucional 2018 - 1º Semestre
Apresentação - Avaliação Institucional 2018 - 1º SemestreApresentação - Avaliação Institucional 2018 - 1º Semestre
Apresentação - Avaliação Institucional 2018 - 1º SemestreUnimonte
 
Slides spaece2011 3° ano
Slides spaece2011 3° anoSlides spaece2011 3° ano
Slides spaece2011 3° anoAdson Nunes
 
Inovação em Saúde: onde estamos e aonde podemos chegar? - Fernanda De Negri
Inovação em Saúde: onde estamos e aonde podemos chegar? - Fernanda De NegriInovação em Saúde: onde estamos e aonde podemos chegar? - Fernanda De Negri
Inovação em Saúde: onde estamos e aonde podemos chegar? - Fernanda De NegriFundação Fernando Henrique Cardoso
 
Apresentação Luiz Roberto Liza Curi - UNESP
Apresentação Luiz Roberto Liza Curi - UNESPApresentação Luiz Roberto Liza Curi - UNESP
Apresentação Luiz Roberto Liza Curi - UNESPRodrigo Junqueira
 
Métodos e Técnicas de investigação em ciências sociais
Métodos e Técnicas de investigação em ciências sociaisMétodos e Técnicas de investigação em ciências sociais
Métodos e Técnicas de investigação em ciências sociaisturma12c1617
 
Apresentacaoeducacaoinfantil
ApresentacaoeducacaoinfantilApresentacaoeducacaoinfantil
ApresentacaoeducacaoinfantilMarcia Gomes
 

Semelhante a Tendências em Metodologias de Investigação em TIC na Educação (2005-2011 (20)

Métodos de pesquisa: survey
Métodos de pesquisa: surveyMétodos de pesquisa: survey
Métodos de pesquisa: survey
 
Resultado da Avaliação Institucional - 2016 - 2º semestre
Resultado da Avaliação Institucional - 2016 - 2º semestreResultado da Avaliação Institucional - 2016 - 2º semestre
Resultado da Avaliação Institucional - 2016 - 2º semestre
 
Impacto Socio-Economico das Estratégias de Protecção final
Impacto Socio-Economico das Estratégias de Protecção finalImpacto Socio-Economico das Estratégias de Protecção final
Impacto Socio-Economico das Estratégias de Protecção final
 
Smsi2005 - Estudo de uso de periódicos eletrônicos: Portal Periódicos CAPES n...
Smsi2005 - Estudo de uso de periódicos eletrônicos: Portal Periódicos CAPES n...Smsi2005 - Estudo de uso de periódicos eletrônicos: Portal Periódicos CAPES n...
Smsi2005 - Estudo de uso de periódicos eletrônicos: Portal Periódicos CAPES n...
 
Pesquisa Nacional para Educação Básica - ANEC
Pesquisa Nacional para Educação Básica - ANECPesquisa Nacional para Educação Básica - ANEC
Pesquisa Nacional para Educação Básica - ANEC
 
Apres contr qualid - ia
Apres contr qualid - iaApres contr qualid - ia
Apres contr qualid - ia
 
Programme for International Student Assessment (Pisa)
Programme for International Student Assessment (Pisa)Programme for International Student Assessment (Pisa)
Programme for International Student Assessment (Pisa)
 
Aula 1 data de provas e apresentações
Aula 1   data de provas e apresentaçõesAula 1   data de provas e apresentações
Aula 1 data de provas e apresentações
 
Impacto no Desenvolvimento Profissional no âmbito dos MOOC, na perceção dos P...
Impacto no Desenvolvimento Profissional no âmbito dos MOOC, na perceção dos P...Impacto no Desenvolvimento Profissional no âmbito dos MOOC, na perceção dos P...
Impacto no Desenvolvimento Profissional no âmbito dos MOOC, na perceção dos P...
 
EST008_Amostragem_19092023.ppt
EST008_Amostragem_19092023.pptEST008_Amostragem_19092023.ppt
EST008_Amostragem_19092023.ppt
 
O estado atual do sci elo e perspectivas a médio e longo prazo - Abel L Packer
O estado atual do sci elo e perspectivas a médio e longo prazo - Abel L PackerO estado atual do sci elo e perspectivas a médio e longo prazo - Abel L Packer
O estado atual do sci elo e perspectivas a médio e longo prazo - Abel L Packer
 
Dalila Oliveira Trabajo docente en la Educacipon básica de Brasil
Dalila Oliveira Trabajo docente en la Educacipon básica de BrasilDalila Oliveira Trabajo docente en la Educacipon básica de Brasil
Dalila Oliveira Trabajo docente en la Educacipon básica de Brasil
 
Implementação do E@D - Alunos e ou Enc. Educação (Resultados do Inquérito)
Implementação do E@D - Alunos e ou Enc. Educação (Resultados do Inquérito)Implementação do E@D - Alunos e ou Enc. Educação (Resultados do Inquérito)
Implementação do E@D - Alunos e ou Enc. Educação (Resultados do Inquérito)
 
Apresentação - Avaliação Institucional 2018 - 1º Semestre
Apresentação - Avaliação Institucional 2018 - 1º SemestreApresentação - Avaliação Institucional 2018 - 1º Semestre
Apresentação - Avaliação Institucional 2018 - 1º Semestre
 
Forum Sao Carlos Prof. Zago
Forum Sao Carlos Prof. ZagoForum Sao Carlos Prof. Zago
Forum Sao Carlos Prof. Zago
 
Slides spaece2011 3° ano
Slides spaece2011 3° anoSlides spaece2011 3° ano
Slides spaece2011 3° ano
 
Inovação em Saúde: onde estamos e aonde podemos chegar? - Fernanda De Negri
Inovação em Saúde: onde estamos e aonde podemos chegar? - Fernanda De NegriInovação em Saúde: onde estamos e aonde podemos chegar? - Fernanda De Negri
Inovação em Saúde: onde estamos e aonde podemos chegar? - Fernanda De Negri
 
Apresentação Luiz Roberto Liza Curi - UNESP
Apresentação Luiz Roberto Liza Curi - UNESPApresentação Luiz Roberto Liza Curi - UNESP
Apresentação Luiz Roberto Liza Curi - UNESP
 
Métodos e Técnicas de investigação em ciências sociais
Métodos e Técnicas de investigação em ciências sociaisMétodos e Técnicas de investigação em ciências sociais
Métodos e Técnicas de investigação em ciências sociais
 
Apresentacaoeducacaoinfantil
ApresentacaoeducacaoinfantilApresentacaoeducacaoinfantil
Apresentacaoeducacaoinfantil
 

Mais de Pedro Barbosa Cabral

Desenho de cursos massivos online e abertos
Desenho de cursos massivos online e abertosDesenho de cursos massivos online e abertos
Desenho de cursos massivos online e abertosPedro Barbosa Cabral
 
Regulating Tutoring in Distance Higher Education: the Portuguese Experience
Regulating Tutoring in Distance Higher Education: the Portuguese ExperienceRegulating Tutoring in Distance Higher Education: the Portuguese Experience
Regulating Tutoring in Distance Higher Education: the Portuguese ExperiencePedro Barbosa Cabral
 
How about increasing the student-student interaction in a MOOC to provide a m...
How about increasing the student-student interaction in a MOOC to provide a m...How about increasing the student-student interaction in a MOOC to provide a m...
How about increasing the student-student interaction in a MOOC to provide a m...Pedro Barbosa Cabral
 
Business models – online learning
Business models – online learningBusiness models – online learning
Business models – online learningPedro Barbosa Cabral
 
Towards An Approach For Measuring Different Types And Intensities Of Interact...
Towards An Approach For Measuring Different Types And Intensities Of Interact...Towards An Approach For Measuring Different Types And Intensities Of Interact...
Towards An Approach For Measuring Different Types And Intensities Of Interact...Pedro Barbosa Cabral
 
What have they done with the MOOCs?!
What have they done with the MOOCs?!What have they done with the MOOCs?!
What have they done with the MOOCs?!Pedro Barbosa Cabral
 
20160308 createyour opencoursedesign (final)
20160308 createyour opencoursedesign (final)20160308 createyour opencoursedesign (final)
20160308 createyour opencoursedesign (final)Pedro Barbosa Cabral
 
Avaliação de Cursos a partir do TEI
Avaliação de Cursos a partir do TEIAvaliação de Cursos a partir do TEI
Avaliação de Cursos a partir do TEIPedro Barbosa Cabral
 

Mais de Pedro Barbosa Cabral (12)

Desenho de cursos massivos online e abertos
Desenho de cursos massivos online e abertosDesenho de cursos massivos online e abertos
Desenho de cursos massivos online e abertos
 
LMS e MOOCs: Projeto NAU
LMS e MOOCs: Projeto NAULMS e MOOCs: Projeto NAU
LMS e MOOCs: Projeto NAU
 
Boas Práticas Avaliação Remota
Boas Práticas Avaliação RemotaBoas Práticas Avaliação Remota
Boas Práticas Avaliação Remota
 
Regulating Tutoring in Distance Higher Education: the Portuguese Experience
Regulating Tutoring in Distance Higher Education: the Portuguese ExperienceRegulating Tutoring in Distance Higher Education: the Portuguese Experience
Regulating Tutoring in Distance Higher Education: the Portuguese Experience
 
Próximos passos do Projeto NAU
Próximos passos do Projeto NAUPróximos passos do Projeto NAU
Próximos passos do Projeto NAU
 
How about increasing the student-student interaction in a MOOC to provide a m...
How about increasing the student-student interaction in a MOOC to provide a m...How about increasing the student-student interaction in a MOOC to provide a m...
How about increasing the student-student interaction in a MOOC to provide a m...
 
Business models – online learning
Business models – online learningBusiness models – online learning
Business models – online learning
 
OOFHEC2017 conference
OOFHEC2017 conferenceOOFHEC2017 conference
OOFHEC2017 conference
 
Towards An Approach For Measuring Different Types And Intensities Of Interact...
Towards An Approach For Measuring Different Types And Intensities Of Interact...Towards An Approach For Measuring Different Types And Intensities Of Interact...
Towards An Approach For Measuring Different Types And Intensities Of Interact...
 
What have they done with the MOOCs?!
What have they done with the MOOCs?!What have they done with the MOOCs?!
What have they done with the MOOCs?!
 
20160308 createyour opencoursedesign (final)
20160308 createyour opencoursedesign (final)20160308 createyour opencoursedesign (final)
20160308 createyour opencoursedesign (final)
 
Avaliação de Cursos a partir do TEI
Avaliação de Cursos a partir do TEIAvaliação de Cursos a partir do TEI
Avaliação de Cursos a partir do TEI
 

Último

Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no textoMariaPauladeSouzaTur
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETODouglasVasconcelosMa
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAEdioFnaf
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 

Último (20)

“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no texto
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 

Tendências em Metodologias de Investigação em TIC na Educação (2005-2011

  • 1. Tendências nas Metodologias de Investigação em TIC na Educação (2005-2011): em direção a uma agenda de investigação João Filipe Matos, Neuza Pedro, Ana Pedro, Pedro Cabral jfmatos@ie.ul.pt; nspedro@ie.ul.pt; aipedro@ie.ul.pt; pmcabral@ie.ul.pt Unidade de Investigação em Educação e Formação Instituto de Educação da Universidade de Lisboa
  • 2. Análise da dimensão metodológica (elementos de natureza metodológica) de teses de mestrado e doutoramento produzidas em Instituições do Ensino Superior Universitário (IESU) Público, no âmbito das Tecnologias de Informação e Comunicação e Educação entre 2005 e 2011 em Portugal  Metodologias de investigação  Métodos de recolha de dados  Contexto de investigação  Identificação de participantes  Volume de participantes
  • 3. Meta-análise  análise da análise (Cohen, Manion & Morrison, 2010) • Identificação de categorias e dados mediante a análise de estudos independentes Implica: • Metodologia quantitativa • Análise de vários estudos • Extração de dados preexistentes e criação de relações entre eles, mediante categorias definidas previamente • Desenvolvimento de resultados através de análise estatística Conclusões obtidas como resposta às categorias criadas
  • 4. Meta-análise RCAAP Palavras-chave: Seleção de tecnologia, educação, Repositórios das TIC, online, ensino IESU (método conjuntivo)
  • 5. Resultados (dados preliminares) Total de trabalhos analisados 122 Mestrado 22 Doutoramento • Total de instituições consideradas  10 • Total de cursos considerados  49 (18 doutoramentos, 31 mestrados)
  • 6. Distribuição de investigação por IEUS (n=144) 100% 75% 50% 35.4% 34.0% 25% 14.6% 11.1% 1.4% 0.7% 0.7% 1.4% 0.0% 0.7% 0%
  • 7. Metodologias utilizadas 100% 90% 80% 70% 48.1% 60% 50% 40% 30% 14.3% 20% 9.7% 10% 0%
  • 8. Metodologias utilizadas – 4 UIES mais expressivas Est. Est. q- Est. Est. Est. Est. Est. Est. Est. Correl. Surv. I-A Out. exp. exp. Etn. Fen. Caso Ava. Desen. Lon. Descr. UM 2% 4% 0% 8% 0% 4% 4% 46% 4% 12% 0% 6% 10,0% UA 0% 0% 1,8% 3,6% 0% 0% 16,1% 60,7% 3,6% 0% 0% 1,8% 12,5% UL 0% 4,5% 13,6% 9,1% 0% 0% 9,1% 31,8% 0% 0% 0% 13,6% 18,2% UAb 6,3% 0% 0% 12,5% 0% 0% 6,3% 56,3% 0% 0% 0% 0% 18,8%
  • 9. Métodos de recolha de dados 25.0% 24.0% 20.0% 18.2% 13.4% 13.7% 15.0% 12.3% 11.6% 10.0% 4.1% 5.0% 2.7% 0.0%
  • 10. Distribuição de Métodos de Recolha de dados por Estudo de Caso (n=74) 40 35 35 35 30 26 25 18 21 20 13 15 8 10 5 5 0
  • 11. 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Estudo experimental 0% 0% 0% 11,8% 0% 0% 0% Estudos quase- experimentais 0% 4,8% 0% 0% 3,1% 2,2% 0% Correlacionais 0% 4,8% 0% 0% 0% 4,3% 8,3% Survey 0% 4,8% 0% 11,8% 6,3% 10,9% 8,3% Estudos etnográficos 0% 0% 0% 0% 3,1% 0% 0% Estudos fenomenológicos 0% 4,8% 4,8% 0% 0% 0% 0% Investigação-ação 0% 0% 9,5% 5,9% 12,5% 15,2% 8,3% Estudo de caso 20,0% 42,9% 52,4% 64,7% 43,8% 47,8% 50% Estudos de avaliação 20,0% 9,5% 4,8% 0% 0% 0% 0% Estudos de Desenvolvimento 0% 14,3% 0% 0% 3,1% 6,5% 0% Estudos longitudinais 0% 0% 0% 0% 0% 0% 0% Estudos descritivos 0% 9,5% 4,8% 0% 9,4% 4,3% 8,3% Outros estudos 60% 4,8% 23,8% 5,9% 18,8% 8,7% 16,7%
  • 12. Âmbito da investigação 100% 90% 80% 70% 60% 48.0% 50% 40% 30% 20.7% 16.7% 20% 9.3% 0.7% 4.7% 10% 0%
  • 13. Distribuição de Participantes 49 50 45 40 36 35 30 26 25 20 15 13 15 10 2 3 5 0
  • 14. Conclusões (dados preliminares) • 95,1% da investigação em tecnologias na educação é da responsabilidade da Universidade de Aveiro, Universidade do Minho, Universidade de Lisboa e Universidade Aberta • 84,7% da investigação na área são dissertações de mestrado • 48,1% da investigação realizada entre 2005 e 2011 enquadram-se em Estudos de Caso • Estudos de Caso têm como métodos de recolha de dados predominantes Observação Participante (47,3%)e Questionários em Papel (47,3%)
  • 15. • Aumento no interesse pela temática que se verifica com o aumento, ano após ano, das teses na área • Número elevado de vários métodos de recolha de dados por investigação