SlideShare uma empresa Scribd logo
Aula 3 e 4 – Capítulo 2: Antiguidade Oriental 
Prof. Lenício Dutra Marinho Júnior
1. Das aldeias pré-históricas aos primeiros Estados; 
2. O surgimento do Estado; 
3. Antigas civilizações orientais – SUMÉRIOS; 
4. Antigas civilizações orientais – EGÍPCIOS; 
5. Semelhanças e diferenças – mesopotâmicos e egípcios 
Introdução
1. Das aldeias pré-históricas aos primeiros Estados 
Fonte estável de alimento 
Sedentarização 
Aldeias 
REVOLUÇÃO AGRÍCOLA 
(12 mil anos atrás)
Revolução Agrícola/Neolítica = “Crescente Fértil” 
1. Das aldeias pré-históricas aos primeiros Estados
A vida nas aldeias neolíticas 
1. Das aldeias pré-históricas aos primeiros Estados
Antiguidade oriental
Comunidades agro-pastoris - Neolítico 
Praticavam 
Construíram 
Inventaram 
Vestiam-se 
Abrigavam-se em 
Monumentos megalíticos: dólmenes, menires, alinhamentos 
• Novas técnicas: cestaria, tecelagem e cerâmica 
• Novas ferramentas: foice, enxada de pedra e a roda 
Panos grosseiros feitos de linho e lã 
Casas fixas feitas com pedras ou madeira 
Agricultura e criação de animais (pastoreiro) 
1. Das aldeias pré-históricas aos primeiros Estados
•Riqueza, comércio e desigualdade: 
Inovações agrícolas 
Aumento da produção 
Excedentes 
Crescimento populacional 
e Comércio 
1. Das aldeias pré-históricas aos primeiros Estados 
Desigualdade econômica e social
1. Das aldeias pré-históricas aos primeiros Estados 
Revolução Urbana – Idade dos Metais 
(8.000 anos atrás) 
Cidades 
Artesanato e divisão do trabalho 
Comércio
2. O surgimento do Estado 
Vários estudos apontam que as primeiras cidades surgiram na Mesopotâmia, e foram fundadas por povos sumérios que habitavam o atual território do Iraque.
•As cidades, o crescimento populacional e o desenvolvimento do comércio exigiam uma organização política centralizada (CIDADE- ESTADO). 
•Controle estatal = religiosos e/ou chefes militares; 
2. O surgimento do Estado 
Os Zigurates eram templos sumérios, controlados pelos sacerdotes, onde eram tomadas as principais decisões políticas, e onde se desenvolveu a organização do processo produtivo.
Desenvolvem a agricultura, com técnicas de irrigação, construção de canais, diques e reservatórios 
Utilizam instrumentos de tração animal. 
 Empregam a metalurgia do bronze. 
Utilizam carros com rodas e desenvolvem atividades comerciais com outras cidades. 
3. Antigas civilizações orientais - SUMÉRIOS
POLÍTICA: 
- O centro político, econômico e religioso = templo (ZIGURATE). 
- O rei = autoridade máxima e sumo sacerdote, com poder político e militar hereditário. 
- Os sacerdotes = responsáveis pela administração dos templos. 
3. Antigas civilizações orientais - SUMÉRIOS
CULTURA E RELIGIÃO 
- escrita cuneiforme (gravação com estilete sobre tábua de argila); - desenvolvem a cerâmica e a estatuária de pedra e metal; - sistema numérico sexagesimal para medir o dia (24 horas, 60 minutos e 60 segundos); - dividem o círculo em 360 graus e o ano em 12 meses. - religião politeísta, na qual coexistem os deuses da natureza e os deuses ligados aos sentimentos. 
3. Antigas civilizações orientais - SUMÉRIOS
Há aproximadamente 6.000 anos atrás os primeiros grupos humanos se fixaram no vale do rio Nilo e se organizaram em pequenas comunidades chamadas nomos. Em 3.500 a.C. formaram-se dois reinos: o Alto Egito e o Baixo Egito. Trezentos anos depois, Menés, unificou o Egito territorialmente e politicamente, tornando- se o primeiro faraó. 
4. Antigas civilizações orientais – EGÍPCIOS
4. Antigas civilizações orientais – EGÍPCIOS
4. Antigas civilizações orientais – EGÍPCIOS
Antiguidade oriental
4. Antigas civilizações orientais – EGÍPCIOS 
Sociedade
Economia 
-A agricultura era a base da economia egípcia e dependia das águas do Nilo. O trigo, a cevada, os legumes e as uvas constituíam as principais culturas. 
-Os egípcios dedicavam- se também à criação de bois, asnos, patos e cabritos. Além disso, praticavam também a mineração de ouro, pedras preciosas e cobre. O comércio era feito à base de trocas, mas limitava-se ao pequeno comércio e à permutação de artigos de luxo com o exterior. 
4. Antigas civilizações orientais – EGÍPCIOS
4. Antigas civilizações orientais – EGÍPCIOS
Economia 
Base = Agricultura (pecuária) 
- necessidade dos rios 
Egito = Nilo 
Mesopotâmia = Tigre e Eufrates 
→ Modo de produção Asiático ou Servidão coletiva = propriedade das terras do Estado (“dos Deuses”), distribuidor dos excedentes 
5. Semelhanças e diferenças – mesopotâmicos e egípcios
Política 
→ Regimes Teocráticos 
Egito – Faraó = “deus encarnado na Terra” 
Mesopotâmia – Soberano = “espécie de intermediário entre os deuses e a comunidade” 
“monarquias despóticas de origem divina” 
→ não havia separação entre os campos político/religioso/econômico 
5. Semelhanças e diferenças – mesopotâmicos e egípcios
Religião 
→ POLITEÍSTAS 
Mesopotâmia → Deuses relacionados com as forças da natureza 
Egito → Deuses com corpo humano e cabeça de animais 
→ Tentativa frustrada de implantar o monoteísmo no Egito 
5. Semelhanças e diferenças – mesopotâmicos e egípcios
Sociedade 
→ Sociedades estratificadas/hierárquicas, com reduzida mobilidade social 
→ Religião no centro de tudo 
→ Mulheres oprimidas 
→ Sistemas de escrita próprios 
Mesopotâmia = cuneiforme 
Egito = hieróglifos 
5. Semelhanças e diferenças – mesopotâmicos e egípcios
Mesopotâmia 
→ Território: hoje = Iraque 
→ Principais povos: sumérios, acádios, assírios, persas, etc. 
→ 1° código de leis escrito: 
Código de Hamurábi 
“lei de talião” 
→ Diversos avanços científicos 
→ Primeiros a utilizarem a escrita - cuneiforme 
5. Semelhanças e diferenças – mesopotâmicos e egípcios
Egito 
→ Faraó = soberano absoluto, encarnação do deus Hórus na terra 
(monarquia despótica de origem divina) 
→ Crença na vida após a morte 
Pirâmides = “tumbas monumentais” 
- forma: visava facilitar a subida do faraó para junto dos deuses 
→ Múmias = processo de embalsamamento visava conservar o corpo para a vida após a morte 
5. Semelhanças e diferenças – mesopotâmicos e egípcios

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

China Antiga - 6º Ano (2016)
China Antiga - 6º Ano (2016)China Antiga - 6º Ano (2016)
China Antiga - 6º Ano (2016)
Nefer19
 
A grécia antiga período clássico
A grécia antiga   período clássicoA grécia antiga   período clássico
A grécia antiga período clássico
historiando
 
Igreja na idade media
Igreja na idade mediaIgreja na idade media
Igreja na idade media
Marcela Marangon Ribeiro
 
O império romano
O império romanoO império romano
O império romano
Fatima Freitas
 
Antiguidade Clássica: A Grécia
Antiguidade Clássica:  A GréciaAntiguidade Clássica:  A Grécia
Antiguidade Clássica: A Grécia
Edenilson Morais
 
Roma religião
Roma religiãoRoma religião
Roma religião
Maria Gomes
 
Grecia antiga período pré-homérico e homérico
Grecia antiga   período pré-homérico e homéricoGrecia antiga   período pré-homérico e homérico
Grecia antiga período pré-homérico e homérico
Fatima Freitas
 
Resumo alta idade média
Resumo   alta idade médiaResumo   alta idade média
Resumo alta idade média
Claudenilson da Silva
 
Grécia antiga.
Grécia antiga.Grécia antiga.
Grécia antiga.
Lara Lídia
 
Império Macedônico
Império MacedônicoImpério Macedônico
Império Macedônico
Adriana Gomes Messias
 
historia da mesopotamia
historia da mesopotamiahistoria da mesopotamia
historia da mesopotamia
Ewerton Anacleto de Souza
 
monarquias nacionais 2022.pptx
monarquias nacionais 2022.pptxmonarquias nacionais 2022.pptx
monarquias nacionais 2022.pptx
AlineS17
 
Antiguidade Clássica
Antiguidade ClássicaAntiguidade Clássica
Antiguidade Clássica
eiprofessor
 
Brasil pré colonial
Brasil pré colonialBrasil pré colonial
Brasil pré colonial
Rose Vital
 
A mesopotâmia
A mesopotâmiaA mesopotâmia
A mesopotâmia
Bruno Machado
 
Fenícios, Hebreus e Persas
Fenícios, Hebreus e PersasFenícios, Hebreus e Persas
Fenícios, Hebreus e Persas
Silmara Nogueira
 
Idade média
Idade médiaIdade média
Idade média
Dirair
 
Império Romano
Império RomanoImpério Romano
Império Romano
Carlos Vieira
 
Deuses egípcios Rita Rosado
Deuses egípcios  Rita RosadoDeuses egípcios  Rita Rosado
Deuses egípcios Rita Rosado
ceufaias
 
Invasões bárbaras e formação do feudalismo
Invasões bárbaras e formação do feudalismoInvasões bárbaras e formação do feudalismo
Invasões bárbaras e formação do feudalismo
Renata Telha
 

Mais procurados (20)

China Antiga - 6º Ano (2016)
China Antiga - 6º Ano (2016)China Antiga - 6º Ano (2016)
China Antiga - 6º Ano (2016)
 
A grécia antiga período clássico
A grécia antiga   período clássicoA grécia antiga   período clássico
A grécia antiga período clássico
 
Igreja na idade media
Igreja na idade mediaIgreja na idade media
Igreja na idade media
 
O império romano
O império romanoO império romano
O império romano
 
Antiguidade Clássica: A Grécia
Antiguidade Clássica:  A GréciaAntiguidade Clássica:  A Grécia
Antiguidade Clássica: A Grécia
 
Roma religião
Roma religiãoRoma religião
Roma religião
 
Grecia antiga período pré-homérico e homérico
Grecia antiga   período pré-homérico e homéricoGrecia antiga   período pré-homérico e homérico
Grecia antiga período pré-homérico e homérico
 
Resumo alta idade média
Resumo   alta idade médiaResumo   alta idade média
Resumo alta idade média
 
Grécia antiga.
Grécia antiga.Grécia antiga.
Grécia antiga.
 
Império Macedônico
Império MacedônicoImpério Macedônico
Império Macedônico
 
historia da mesopotamia
historia da mesopotamiahistoria da mesopotamia
historia da mesopotamia
 
monarquias nacionais 2022.pptx
monarquias nacionais 2022.pptxmonarquias nacionais 2022.pptx
monarquias nacionais 2022.pptx
 
Antiguidade Clássica
Antiguidade ClássicaAntiguidade Clássica
Antiguidade Clássica
 
Brasil pré colonial
Brasil pré colonialBrasil pré colonial
Brasil pré colonial
 
A mesopotâmia
A mesopotâmiaA mesopotâmia
A mesopotâmia
 
Fenícios, Hebreus e Persas
Fenícios, Hebreus e PersasFenícios, Hebreus e Persas
Fenícios, Hebreus e Persas
 
Idade média
Idade médiaIdade média
Idade média
 
Império Romano
Império RomanoImpério Romano
Império Romano
 
Deuses egípcios Rita Rosado
Deuses egípcios  Rita RosadoDeuses egípcios  Rita Rosado
Deuses egípcios Rita Rosado
 
Invasões bárbaras e formação do feudalismo
Invasões bárbaras e formação do feudalismoInvasões bárbaras e formação do feudalismo
Invasões bárbaras e formação do feudalismo
 

Destaque

Antiguidade Oriental
Antiguidade OrientalAntiguidade Oriental
Antiguidade Oriental
eiprofessor
 
Antiguidade Oriental
Antiguidade OrientalAntiguidade Oriental
Antiguidade Oriental
Doug Caesar
 
Prevupe - Antiguidade Oriental
Prevupe - Antiguidade OrientalPrevupe - Antiguidade Oriental
Prevupe - Antiguidade Oriental
Rodrigo Ferreira
 
6º ano cap2 ist rafa
6º ano   cap2 ist rafa6º ano   cap2 ist rafa
6º ano cap2 ist rafa
Rafael Noronha
 
As primeiras civilizações
As primeiras civilizaçõesAs primeiras civilizações
As primeiras civilizações
inessalgado
 
Antiguidade Oriental
Antiguidade OrientalAntiguidade Oriental
Antiguidade Oriental
José Augusto Fiorin
 
Primeiras Civilizaçoes
Primeiras CivilizaçoesPrimeiras Civilizaçoes
Primeiras Civilizaçoes
Fabio Santos
 
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
Daniel Alves Bronstrup
 
Civilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e Persas
Civilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e PersasCivilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e Persas
Civilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e Persas
Edvaldo Lopes
 
2016 07-19 mesopotamia
2016 07-19 mesopotamia2016 07-19 mesopotamia
2016 07-19 mesopotamia
Carlos Daniel Chaves Avellaneda
 
Mesopotamia
MesopotamiaMesopotamia
Mesopotamia
KAtiRojChu
 
Arte egipcio multimedia
Arte egipcio multimediaArte egipcio multimedia
Arte egipcio multimedia
Victor Guevara
 
Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
Mesopotâmia
Leonardo de Oliveira
 
Republica velha
Republica velhaRepublica velha
Republica velha
Rodrigo Maltez
 
Mesopotamia
MesopotamiaMesopotamia
Mesopotamia
KAtiRojChu
 
Los sumerios final.
Los sumerios final.Los sumerios final.
Los sumerios final.
sanmarinocollege
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
MargarethFranklim
 
Povos orientais
Povos orientaisPovos orientais
Povos orientais
terceirob
 
ESCLAVISMO EN EGIPTO
ESCLAVISMO EN EGIPTOESCLAVISMO EN EGIPTO
O Egito
O EgitoO Egito
O Egito
Jean Carvalho
 

Destaque (20)

Antiguidade Oriental
Antiguidade OrientalAntiguidade Oriental
Antiguidade Oriental
 
Antiguidade Oriental
Antiguidade OrientalAntiguidade Oriental
Antiguidade Oriental
 
Prevupe - Antiguidade Oriental
Prevupe - Antiguidade OrientalPrevupe - Antiguidade Oriental
Prevupe - Antiguidade Oriental
 
6º ano cap2 ist rafa
6º ano   cap2 ist rafa6º ano   cap2 ist rafa
6º ano cap2 ist rafa
 
As primeiras civilizações
As primeiras civilizaçõesAs primeiras civilizações
As primeiras civilizações
 
Antiguidade Oriental
Antiguidade OrientalAntiguidade Oriental
Antiguidade Oriental
 
Primeiras Civilizaçoes
Primeiras CivilizaçoesPrimeiras Civilizaçoes
Primeiras Civilizaçoes
 
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
 
Civilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e Persas
Civilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e PersasCivilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e Persas
Civilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e Persas
 
2016 07-19 mesopotamia
2016 07-19 mesopotamia2016 07-19 mesopotamia
2016 07-19 mesopotamia
 
Mesopotamia
MesopotamiaMesopotamia
Mesopotamia
 
Arte egipcio multimedia
Arte egipcio multimediaArte egipcio multimedia
Arte egipcio multimedia
 
Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
Mesopotâmia
 
Republica velha
Republica velhaRepublica velha
Republica velha
 
Mesopotamia
MesopotamiaMesopotamia
Mesopotamia
 
Los sumerios final.
Los sumerios final.Los sumerios final.
Los sumerios final.
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
 
Povos orientais
Povos orientaisPovos orientais
Povos orientais
 
ESCLAVISMO EN EGIPTO
ESCLAVISMO EN EGIPTOESCLAVISMO EN EGIPTO
ESCLAVISMO EN EGIPTO
 
O Egito
O EgitoO Egito
O Egito
 

Semelhante a Antiguidade oriental

Pré-história e Antiguidade Oriental
Pré-história e Antiguidade OrientalPré-história e Antiguidade Oriental
Pré-história e Antiguidade Oriental
Breno Girotto
 
As Civilizações Mesopotâmicas
As Civilizações MesopotâmicasAs Civilizações Mesopotâmicas
As Civilizações Mesopotâmicas
João Medeiros
 
As civilizações da mesopotâmia
As civilizações da mesopotâmiaAs civilizações da mesopotâmia
As civilizações da mesopotâmia
Junior Silva
 
Antiguidade oriental pdf
Antiguidade oriental pdfAntiguidade oriental pdf
Aula 4 [1-2022] - Mesopotâmia e Egito
Aula 4 [1-2022] - Mesopotâmia e EgitoAula 4 [1-2022] - Mesopotâmia e Egito
Aula 4 [1-2022] - Mesopotâmia e Egito
Gerson Coppes
 
Reinos e Sociedades africanas.pptx
Reinos e Sociedades africanas.pptxReinos e Sociedades africanas.pptx
Reinos e Sociedades africanas.pptx
AltairBonini2
 
Civilização egipcia
Civilização egipciaCivilização egipcia
Civilização egipcia
tyromello
 
áFrica antiga
áFrica antigaáFrica antiga
áFrica antiga
Juliana Zalamena
 
Antiguidade oriental em
Antiguidade oriental  emAntiguidade oriental  em
Antiguidade oriental em
Adriana Gomes Messias
 
Egito e mesopotâmia
Egito e mesopotâmiaEgito e mesopotâmia
Egito e mesopotâmia
Pitágoras
 
"Pré-História", Egito e Mesopotâmia
"Pré-História", Egito e Mesopotâmia"Pré-História", Egito e Mesopotâmia
"Pré-História", Egito e Mesopotâmia
seixasmarianas
 
Civilizações Hidráulicas antiguidade oriental
Civilizações Hidráulicas antiguidade orientalCivilizações Hidráulicas antiguidade oriental
Civilizações Hidráulicas antiguidade oriental
Jainny F.
 
A civilização mesopotâmica
A civilização mesopotâmicaA civilização mesopotâmica
A civilização mesopotâmica
historiando
 
Egito, Mesopotâmia, Grécia, Roma, Idade Média, Idade Moderna
Egito, Mesopotâmia, Grécia, Roma, Idade Média, Idade ModernaEgito, Mesopotâmia, Grécia, Roma, Idade Média, Idade Moderna
Egito, Mesopotâmia, Grécia, Roma, Idade Média, Idade Moderna
Maycon Rock
 
Trabalho de historia
Trabalho de historiaTrabalho de historia
Trabalho de historia
Nicolly Ramires
 
Antiguidade Oriental(Egito e Mesopotamia)
Antiguidade Oriental(Egito e Mesopotamia)Antiguidade Oriental(Egito e Mesopotamia)
Antiguidade Oriental(Egito e Mesopotamia)
Refresh G0D
 
Antiguidade oriental
Antiguidade orientalAntiguidade oriental
Antiguidade oriental
Wesle Alves
 
Aula III.pptx
Aula III.pptxAula III.pptx
Aula III.pptx
MarcosSAntos712741
 
Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02
Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02
Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02
Soraya Gomes
 
Resumo da civilização do Antigo Egito ito.docx
Resumo da civilização do Antigo Egito   ito.docxResumo da civilização do Antigo Egito   ito.docx
Resumo da civilização do Antigo Egito ito.docx
celiacapucho
 

Semelhante a Antiguidade oriental (20)

Pré-história e Antiguidade Oriental
Pré-história e Antiguidade OrientalPré-história e Antiguidade Oriental
Pré-história e Antiguidade Oriental
 
As Civilizações Mesopotâmicas
As Civilizações MesopotâmicasAs Civilizações Mesopotâmicas
As Civilizações Mesopotâmicas
 
As civilizações da mesopotâmia
As civilizações da mesopotâmiaAs civilizações da mesopotâmia
As civilizações da mesopotâmia
 
Antiguidade oriental pdf
Antiguidade oriental pdfAntiguidade oriental pdf
Antiguidade oriental pdf
 
Aula 4 [1-2022] - Mesopotâmia e Egito
Aula 4 [1-2022] - Mesopotâmia e EgitoAula 4 [1-2022] - Mesopotâmia e Egito
Aula 4 [1-2022] - Mesopotâmia e Egito
 
Reinos e Sociedades africanas.pptx
Reinos e Sociedades africanas.pptxReinos e Sociedades africanas.pptx
Reinos e Sociedades africanas.pptx
 
Civilização egipcia
Civilização egipciaCivilização egipcia
Civilização egipcia
 
áFrica antiga
áFrica antigaáFrica antiga
áFrica antiga
 
Antiguidade oriental em
Antiguidade oriental  emAntiguidade oriental  em
Antiguidade oriental em
 
Egito e mesopotâmia
Egito e mesopotâmiaEgito e mesopotâmia
Egito e mesopotâmia
 
"Pré-História", Egito e Mesopotâmia
"Pré-História", Egito e Mesopotâmia"Pré-História", Egito e Mesopotâmia
"Pré-História", Egito e Mesopotâmia
 
Civilizações Hidráulicas antiguidade oriental
Civilizações Hidráulicas antiguidade orientalCivilizações Hidráulicas antiguidade oriental
Civilizações Hidráulicas antiguidade oriental
 
A civilização mesopotâmica
A civilização mesopotâmicaA civilização mesopotâmica
A civilização mesopotâmica
 
Egito, Mesopotâmia, Grécia, Roma, Idade Média, Idade Moderna
Egito, Mesopotâmia, Grécia, Roma, Idade Média, Idade ModernaEgito, Mesopotâmia, Grécia, Roma, Idade Média, Idade Moderna
Egito, Mesopotâmia, Grécia, Roma, Idade Média, Idade Moderna
 
Trabalho de historia
Trabalho de historiaTrabalho de historia
Trabalho de historia
 
Antiguidade Oriental(Egito e Mesopotamia)
Antiguidade Oriental(Egito e Mesopotamia)Antiguidade Oriental(Egito e Mesopotamia)
Antiguidade Oriental(Egito e Mesopotamia)
 
Antiguidade oriental
Antiguidade orientalAntiguidade oriental
Antiguidade oriental
 
Aula III.pptx
Aula III.pptxAula III.pptx
Aula III.pptx
 
Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02
Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02
Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02
 
Resumo da civilização do Antigo Egito ito.docx
Resumo da civilização do Antigo Egito   ito.docxResumo da civilização do Antigo Egito   ito.docx
Resumo da civilização do Antigo Egito ito.docx
 

Mais de Patrick Von Braun

Sistema Excretor
Sistema ExcretorSistema Excretor
Sistema Excretor
Patrick Von Braun
 
Sistema Circulatorio
Sistema CirculatorioSistema Circulatorio
Sistema Circulatorio
Patrick Von Braun
 
Império romano ascensão e crise
Império romano  ascensão e crise Império romano  ascensão e crise
Império romano ascensão e crise
Patrick Von Braun
 
Crise da república romana
Crise da república romana Crise da república romana
Crise da república romana
Patrick Von Braun
 
Civilização grega
Civilização grega Civilização grega
Civilização grega
Patrick Von Braun
 
Pré-história
Pré-história Pré-história
Pré-história
Patrick Von Braun
 
Expansão maritima
Expansão maritima Expansão maritima
Expansão maritima
Patrick Von Braun
 
Renascimento Cultural e Científico
Renascimento Cultural e CientíficoRenascimento Cultural e Científico
Renascimento Cultural e Científico
Patrick Von Braun
 

Mais de Patrick Von Braun (8)

Sistema Excretor
Sistema ExcretorSistema Excretor
Sistema Excretor
 
Sistema Circulatorio
Sistema CirculatorioSistema Circulatorio
Sistema Circulatorio
 
Império romano ascensão e crise
Império romano  ascensão e crise Império romano  ascensão e crise
Império romano ascensão e crise
 
Crise da república romana
Crise da república romana Crise da república romana
Crise da república romana
 
Civilização grega
Civilização grega Civilização grega
Civilização grega
 
Pré-história
Pré-história Pré-história
Pré-história
 
Expansão maritima
Expansão maritima Expansão maritima
Expansão maritima
 
Renascimento Cultural e Científico
Renascimento Cultural e CientíficoRenascimento Cultural e Científico
Renascimento Cultural e Científico
 

Último

Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redaçãoRedação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
GrazielaTorrezan
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Mary Alvarenga
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 

Último (20)

Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redaçãoRedação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 

Antiguidade oriental

  • 1. Aula 3 e 4 – Capítulo 2: Antiguidade Oriental Prof. Lenício Dutra Marinho Júnior
  • 2. 1. Das aldeias pré-históricas aos primeiros Estados; 2. O surgimento do Estado; 3. Antigas civilizações orientais – SUMÉRIOS; 4. Antigas civilizações orientais – EGÍPCIOS; 5. Semelhanças e diferenças – mesopotâmicos e egípcios Introdução
  • 3. 1. Das aldeias pré-históricas aos primeiros Estados Fonte estável de alimento Sedentarização Aldeias REVOLUÇÃO AGRÍCOLA (12 mil anos atrás)
  • 4. Revolução Agrícola/Neolítica = “Crescente Fértil” 1. Das aldeias pré-históricas aos primeiros Estados
  • 5. A vida nas aldeias neolíticas 1. Das aldeias pré-históricas aos primeiros Estados
  • 7. Comunidades agro-pastoris - Neolítico Praticavam Construíram Inventaram Vestiam-se Abrigavam-se em Monumentos megalíticos: dólmenes, menires, alinhamentos • Novas técnicas: cestaria, tecelagem e cerâmica • Novas ferramentas: foice, enxada de pedra e a roda Panos grosseiros feitos de linho e lã Casas fixas feitas com pedras ou madeira Agricultura e criação de animais (pastoreiro) 1. Das aldeias pré-históricas aos primeiros Estados
  • 8. •Riqueza, comércio e desigualdade: Inovações agrícolas Aumento da produção Excedentes Crescimento populacional e Comércio 1. Das aldeias pré-históricas aos primeiros Estados Desigualdade econômica e social
  • 9. 1. Das aldeias pré-históricas aos primeiros Estados Revolução Urbana – Idade dos Metais (8.000 anos atrás) Cidades Artesanato e divisão do trabalho Comércio
  • 10. 2. O surgimento do Estado Vários estudos apontam que as primeiras cidades surgiram na Mesopotâmia, e foram fundadas por povos sumérios que habitavam o atual território do Iraque.
  • 11. •As cidades, o crescimento populacional e o desenvolvimento do comércio exigiam uma organização política centralizada (CIDADE- ESTADO). •Controle estatal = religiosos e/ou chefes militares; 2. O surgimento do Estado Os Zigurates eram templos sumérios, controlados pelos sacerdotes, onde eram tomadas as principais decisões políticas, e onde se desenvolveu a organização do processo produtivo.
  • 12. Desenvolvem a agricultura, com técnicas de irrigação, construção de canais, diques e reservatórios Utilizam instrumentos de tração animal.  Empregam a metalurgia do bronze. Utilizam carros com rodas e desenvolvem atividades comerciais com outras cidades. 3. Antigas civilizações orientais - SUMÉRIOS
  • 13. POLÍTICA: - O centro político, econômico e religioso = templo (ZIGURATE). - O rei = autoridade máxima e sumo sacerdote, com poder político e militar hereditário. - Os sacerdotes = responsáveis pela administração dos templos. 3. Antigas civilizações orientais - SUMÉRIOS
  • 14. CULTURA E RELIGIÃO - escrita cuneiforme (gravação com estilete sobre tábua de argila); - desenvolvem a cerâmica e a estatuária de pedra e metal; - sistema numérico sexagesimal para medir o dia (24 horas, 60 minutos e 60 segundos); - dividem o círculo em 360 graus e o ano em 12 meses. - religião politeísta, na qual coexistem os deuses da natureza e os deuses ligados aos sentimentos. 3. Antigas civilizações orientais - SUMÉRIOS
  • 15. Há aproximadamente 6.000 anos atrás os primeiros grupos humanos se fixaram no vale do rio Nilo e se organizaram em pequenas comunidades chamadas nomos. Em 3.500 a.C. formaram-se dois reinos: o Alto Egito e o Baixo Egito. Trezentos anos depois, Menés, unificou o Egito territorialmente e politicamente, tornando- se o primeiro faraó. 4. Antigas civilizações orientais – EGÍPCIOS
  • 16. 4. Antigas civilizações orientais – EGÍPCIOS
  • 17. 4. Antigas civilizações orientais – EGÍPCIOS
  • 19. 4. Antigas civilizações orientais – EGÍPCIOS Sociedade
  • 20. Economia -A agricultura era a base da economia egípcia e dependia das águas do Nilo. O trigo, a cevada, os legumes e as uvas constituíam as principais culturas. -Os egípcios dedicavam- se também à criação de bois, asnos, patos e cabritos. Além disso, praticavam também a mineração de ouro, pedras preciosas e cobre. O comércio era feito à base de trocas, mas limitava-se ao pequeno comércio e à permutação de artigos de luxo com o exterior. 4. Antigas civilizações orientais – EGÍPCIOS
  • 21. 4. Antigas civilizações orientais – EGÍPCIOS
  • 22. Economia Base = Agricultura (pecuária) - necessidade dos rios Egito = Nilo Mesopotâmia = Tigre e Eufrates → Modo de produção Asiático ou Servidão coletiva = propriedade das terras do Estado (“dos Deuses”), distribuidor dos excedentes 5. Semelhanças e diferenças – mesopotâmicos e egípcios
  • 23. Política → Regimes Teocráticos Egito – Faraó = “deus encarnado na Terra” Mesopotâmia – Soberano = “espécie de intermediário entre os deuses e a comunidade” “monarquias despóticas de origem divina” → não havia separação entre os campos político/religioso/econômico 5. Semelhanças e diferenças – mesopotâmicos e egípcios
  • 24. Religião → POLITEÍSTAS Mesopotâmia → Deuses relacionados com as forças da natureza Egito → Deuses com corpo humano e cabeça de animais → Tentativa frustrada de implantar o monoteísmo no Egito 5. Semelhanças e diferenças – mesopotâmicos e egípcios
  • 25. Sociedade → Sociedades estratificadas/hierárquicas, com reduzida mobilidade social → Religião no centro de tudo → Mulheres oprimidas → Sistemas de escrita próprios Mesopotâmia = cuneiforme Egito = hieróglifos 5. Semelhanças e diferenças – mesopotâmicos e egípcios
  • 26. Mesopotâmia → Território: hoje = Iraque → Principais povos: sumérios, acádios, assírios, persas, etc. → 1° código de leis escrito: Código de Hamurábi “lei de talião” → Diversos avanços científicos → Primeiros a utilizarem a escrita - cuneiforme 5. Semelhanças e diferenças – mesopotâmicos e egípcios
  • 27. Egito → Faraó = soberano absoluto, encarnação do deus Hórus na terra (monarquia despótica de origem divina) → Crença na vida após a morte Pirâmides = “tumbas monumentais” - forma: visava facilitar a subida do faraó para junto dos deuses → Múmias = processo de embalsamamento visava conservar o corpo para a vida após a morte 5. Semelhanças e diferenças – mesopotâmicos e egípcios