Antiguidade oriental pdf

4.594 visualizações

Publicada em

Egito, Mesopotâmia, Fenícia, Pérsia, Civilização Hebraica.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.594
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
109
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Antiguidade oriental pdf

  1. 1. ANTIGUIDADE ORIENTALBERÇO DA CIVILIZAÇÃO
  2. 2. 1. IntroduçãoRevolução Neolítica (10.000 a.C)o Com a descoberta da agricultura e da pecuária as comunidades tornaram – se sedentárias e ribeirinhas ou hidráulicas.o Surgem os centros urbanos e as primeiras civilizações.
  3. 3. “O EGITO É UMADÁDIVA DO NILO” (HERÓDOTO)
  4. 4. 1. Geografia:o Localiza – se no Nordeste da África onde o Rio Nilo representa um oásis no deserto.o Norte Baixo Egito. Delta do Nilo.o Sul Alto Egito. Desertos Líbia e Arábia.
  5. 5. 2 – Evolução política:A – Pré – dinásticoEntre 4000 e 3.200 a. C.o Nomos: Clãs independentes.o Ligação por parentesco.o Descentralização política.o Estado inexistente.
  6. 6. B – Antigo ImpérioEntre 3.200 e 2.300 a. Co Menés unifica Norte e Sul.o Centralização política e territorial.o Estado criado no Egito. CENTRALIZAÇÃO POLÍTICA E ESTADO Menés unifica os territórios e o Estado surge colado na produção. O Faraó e seus ministros tinham poder de função: plantar, cultivar, colher e distribuir. Caminhos para um Estado absolutista e teocrático e o Faraó tornar –se um poderoso soberano.
  7. 7. Características:o Tínis: Capital.o Estado teocrático.o Construção das pirâmides de Queops, Quefren, Miquerinos.o Confronto entre o Faraó e os nomarcas levaram o Estado a entrar em crise.
  8. 8. C – Médio Impérioo Entre 2.000 e 1750 a. C.o Em 2040 a.C. a 12ª dinastia restaurou o poder dos faraós.o Reis legistas fortalecem os faraós.o Tebas torna – se a Capital.o Expansão imperialista: terras, riquezas, escravos e poder.o Invasão dos Hicsos e Hebreus.
  9. 9. D – Novo Impérioo Entre 1580 e 662 a. C.o Amósis I expulsou os Hicsos.o Novos domínios e riquezas.o Militarismo e expansionismo com Ramsés II e Tutmés III.o Domínios: Síria, Fenícia, Palestina, Mesopotâmia, Núbia, Creta, etc.o Aumenta o poder dos sacerdotes.
  10. 10. Revolução Religiosao Líder: Amenófis IV.o Movimento que cassou o mandato dos deuses e impôs o monoteísmo com o culto ao Deus Aton.o Amenófis tornou – se Akenaton.o Objetivo: acabar com o poder dos sacerdotes.
  11. 11. E – Renascimento Saítao Invasão dos assírios.o Psamético I expulsou os assírios.o Saís: a nova capital.o Persas tomam o Egito: 525 a. C.o Egito em decadência.Depois de assírios e persas chegaram os macedônicosde Alexandre, romanos e árabes muçulmanos. Era o fim do Egito dos Faraós e de uma cultura fantástica que se manteve isolada por séculos.
  12. 12. 5 – Economia:Agriculturao Irrigada,produzindo trigo, cevada, linho, algodão, papiro e frutas.Pecuáriao Pastoreio de bois,porcos, cabras.Comércio e artesanatoo Troca de cereais e manufaturados por escravos e metais preciosos.
  13. 13. 6 – Sociedade:o Hierarquizada.o De classes.o Faraó e elite privilegiados.o Classes inferiores exploradas. As bases da sociedade eram a servidão e a escravidão. Os camponeses pagavam tributos em forma de trabalho compulsório nas atividades econômicas e na construção dos grandes empreendimentos do Estado.
  14. 14. FARAÓ / FAMÍLIA SACERD/ARIST/MILITARES ESCRIBAS/COMER/ARTES FELÁS E ESCRAVOS.
  15. 15. 7 – Política:o Estado absolutista e teocrático.o Faraó considerado um semideus, senhor das terras, riquezas e almas do Egito.o A religião era onipresente em todos os campos da vida no Egito, por isso era uma TEOCRACIA.
  16. 16. 8 – Religião:Característicaso Politeísta e base ideológica poder.o Deuses Antropomórficos. Zoomórficos. Antropozoomórficos.o Crença na ressurreição.
  17. 17. Alguns deuses:o Ísis: vegetação, magia, mistério.o Osíris/juiz:fertilidade/ressurreição.o Hator (vaca): amor e felicidade.o Anúbis (chacal): mumificação.o Hórus (falcão): justiça.o Amon – Rá: Deus Sol.o Aton – Deus do Sol e Disco Solar.
  18. 18. 9 – Herançaso Obras faraônicas representavam o poder do Faraó: pirâmides, templos, esculturas.o Pintura representava o cotidiano dos mortos, utilizada nos templos.o Escultura estática e sem emoção.o Literatura ligada à imortalidade.
  19. 19. o Medicina desenvolveu anatomia e a propriedade medicinal de ervas.o Matemática: utilizada em cálculos nas pirâmides, utilizavam sistema decimal, criaram as bases da geometria e do cálculo.o Calendário lunar acompanhavam os ciclos do Rio Nilo.
  20. 20. Hieroglífica DemóticaGrego Antigo
  21. 21. Escrita:Hieroglíficao Sinais,ideogramas representavam idéias, conceitos e objetos.Hieráticao Simplificada, uso de sacerdotes.Demóticao Popular, retratava o cotidiano.
  22. 22. EMBALSAMAMENTO:RICOS: Com ferro curvo extraem océrebro pelas narinas; com pedracortante fazem uma incisão no flan-co, retiram os intestinos, limpam epurificam com vinho e arômatas.Enchem o ventre com mirra e cane-la. Salgam com natrão por 70 dias.
  23. 23. lavam o corpo e o enrolam com li-nho fino, metem –no num estojode madeira decorada.POBRES: Desinfetam os intesti-nos, metem –no no sal por 70dias e entregam o corpo à famí-lia. ( HERÓDOTO ).
  24. 24. O EGITO EM IMAGENS
  25. 25. MÚMIA DE HATSEPSHUT
  26. 26. LÚXOR
  27. 27. TEMPLO DE NEFERTITI
  28. 28. MESOPOTÂMIABERÇO DA CIVILIZAÇÃO
  29. 29. 1. Geografiao Localização: Oriente Médio.o Atual Iraque.o Parte do Crescente Fértil.o Parte Civilizações Hidráulicas.o Rios Tigre e Eufrates favoreciam a agricultura irrigada, a caça, a pesca e a navegação.
  30. 30. 2. Povoamento:Revolução Urbana (Neolítica)o Sumérios, Acádios, Amoritas, Caldeus, Assírios, Hititas, Gutis.o Ondas migratórias em busca de terras férteis e riquezas.o Disputas e geografia forçaram a civilização e produção de cultura.
  31. 31. 3. Economia:Agricultura irrigada.o Trigo, cevada, gergelim, linho, frutas, legumes.Pecuária:o Pastoreio de bois, porcos, cabras, gansos, patos.
  32. 32. Comércio:o A geografia estimulou o comércio que era controlado pelo Templo.o Caravanas vendiam linho, lã e tapetes e buscavam marfim,cobre, incenso, ouro, prata, perfumes.o Praticavam empréstimos a juros, corretagens com recibos e letras.
  33. 33. 4 – Sociedade:o Posição definida em função da disputa pela terra.o Estratificada e imobilista.o Posição definida no nascimento.o Elite: Rei, Nobreza, Sacerdotes, Militares, Escribas, Funcionários.o Base: Camponeses e Escravos
  34. 34. Estrutura social: REI (PATESI) SAC/MILIT/ESCRIBAS COMERC/ARTESÃOS AGRIC/ PASTORES ESCRAVOS
  35. 35. 5. Política:o Cidades – Estado.o Uruk, Lagash, Ur, Nipur.o Governo do Patesi (Rei).Poderes do Rei:o Religião, Exército, Administração. TEMPLOS: CENTROS DE PODER Os sacerdotes faziam adivinhações, mapa astral, recebiam oferendas, controlavam o comércio e a distribuição de terras e detinham grande poder.
  36. 36. 6 – Evolução Política( 2.800 a 2.000 a. C. )A – Sumérioso Primeiras Cidades – Estado.o Uruk, Ur, Lagash, Quish.o Governo em poder do Patesi.o Herança: Escrita Cuneiforme.
  37. 37. B – 1º Império Babilônico:o Domínio dos Amoritas.o Babilônia: Capital.o Estado: poder centralizado.Hamurábi – Grande Soberanoo Criou o Código de Hamurábi.o 1ª Constituição do mundo.
  38. 38. Código de Hamurabi:o Lei ou Código de Talião.o Mal pago tal qual foi cometido.Base:o “Olho por olho, dente por dente.”o Elitista: protegia a elite.o Penas de acordo com a posição social do acusado.
  39. 39. C – Assírios:o 1º Exército organizado do mundo.o Armas de ferro, carros de guerra, escudos, catapultas, cavalos.o Cruéis e sanguinários praticavam empalamento e escalpelamento.Soberanos: Senaqueribe Assurbanípal
  40. 40. D – 2º Império Babilônico:o Os Caldeus venceram os assírios e dominam: Babilônia,Egito,Lídia.o Apogeu com Nabucodonosor.Cativeiro da Babilôniao Judeus presos e escravizados. HERANÇAS CULTURAIS Os babilônicos legaram à humanidade a Torre de Babel e os Jardins suspensos da Babilônia
  41. 41. 7 – Religião:o Politeísta.o Animista.o Antropomórfica.Deuses:o Shamash (Sol) – Justiça.o Ishtar (Chuva) – Fertilidade.
  42. 42. 8 – Heranças gerais:o Escrita Cuneiforme.o Código de Hamurábi.o Astrologia.o Medicina natural.o Astronomia e Calendários.o Técnicas de guerra.
  43. 43. Matemática:o Sólidos, líquidos, zero, círculo, sistema sexagesimal (horas).Arquitetura:o Zigurats, Torre de Babel, Jardins Suspensos da Babilônia.
  44. 44. FENÍCIOS“O POVO DO MAR”
  45. 45. 1. Geografia:o Oriente Médio.o Parte do Crescente Fértil.o De frente para o Mediterrâneo.o Próximo da Mesopotâmia.Atualmente:o Líbano, Israel, Faixa de Gaza.
  46. 46. 2. Economia:o Região montanhosa.o Vocação marítima.Comércioo Navegadores e comerciantes.o Tecidos, perfumes, jóias, vidros, móveis, ouro, prata, tapetes, etc.
  47. 47. Agriculturao Prejudicada em função do relevo.o Exploração do cedro.Pesca e Caçao Inexpressivas. O POVO DO MAR Grandes navegadores e comerciantes, os fenícios tornaram –se grandes atravessadores, usaram o escambo, as moedas, traçaram rotas comerciais, fundaram colônias e desenvolveram sua cultura ( escrita, geografia, móveis, barcos, perfumes, vidros) em função de suas dificuldades.
  48. 48. 3 – Sociedade:o Hierarquizada, estratos sociais. Comerciantes Armadores Sacerdotes Proprietários Artesãos Camponeses Escravos
  49. 49. 4 – Política:o Cidades – Estado.o Tiro, Sídon, Biblos, Ugarit.o Fragmentação política.Talassocracia (poder – mar)o Elite marítima que governava.o Armadores e comerciantes.
  50. 50. 5 – Religião:o Politeísta e animista.o Cada cidade com seu “baal” ou Deus protetor do comércio.o Registro de sacrifícios humanos.Deuseso El, Elat, Astarté, Melgart, Adônis.
  51. 51. 6 – Decadência:o Invasão de assírios e persas.o Os persas se aproveitaram da navegação fenícia em batalhas.o Invasão macedônica – séc.IV a.C.o Derrota nas Guerras Púnicas para os romanos.
  52. 52. 7 – Herançaso Escrita vinculada ao comércio, fonética ( 22 letras ), base do grego, latim, português.o Matemática: operações básicas vinculadas ao comércio.o Geografia/astronomia vinculadas à navegação. “Antes de tudo negociantes, os fenícios mostraram – se hábeis em contar, medir, trocar os produtos por metais preciosos. Simplificaram os antigos sistemas de escrita e puseram em uso uma das maiores invenções humanas: o alfabeto.” (Isaac Alba)
  53. 53. PAIS DA PRÓTESE DENTÁRIA:
  54. 54. PERSAS“HERDEIROS DE PERSEU”
  55. 55. 1. Geografiao Oriente Médio.o Atual Irã (Planalto Iraniano).o Norte: Iraque / Turquia.o Sul: Paquistão.o Leste: Turcomenistão.o Oeste: Golfos Pérsico e de Omã.
  56. 56. Características:o Região montanhosa e desértica.o Vales regados por rio.Povoamento ( 2.000 a. C. )o Norte: Medos fundaram a Média.o Sul: Persas fundaram a Pérsia.
  57. 57. 2 – Economia:Agriculturao Cereais e frutas.Pecuáriao Pastoreio: cabras, porcos, bois.Metalurgiao Metais preciosos.Artesanato e Comércio.
  58. 58. 3. Sociedade: Rei Nobreza Sacerdotes (magos) Comerciantes/soldados Camponeses Nobreza privilegiada Camponeses: servidão coletiva
  59. 59. 4. Política:o Estado absolutista.o Soberanos por direito divino.o Nobreza privilegiada.o Sacerdotes com pouca expressão política.o Dario I: Principal soberano.
  60. 60. A – Ciro I (559 A 529 a. C.)o Unificou Medos e Persas.o Fundação do Império Persa.o Expansionismo militar.o Dominou a Mesopotâmia.Libertador dos Hebreuso Fim do Cativeiro da Babilônia.
  61. 61. B – Cambises (529 – 522 a.C.)o Venceu os egípcios na Batalha de Pelusa ( 525 a. C. ).C – Dario I (512 – 484 a.C.)o Apogeu do Império Persa.o Ampliou domínios territoriais.o Soberano déspota e autocrata.
  62. 62. Administração:o Criou as Satrápias (províncias).o Burocracia: rede de fiscais.o Rede de estradas e correios.o Dárico: criação de moeda padrão. Por suas realizações Dario I notabilizou –se por ser um grande administrador.
  63. 63. 5. Crise e decadência:Xerxes e Dario IIIo Ampliação dos territórios.o Disputas por hegemonia.o Derrotados pelos gregos nas Guerras Médicas.o Derrotados pelos Macedônicos de Alexandre Magno.
  64. 64. 6. Religião:o Dualista BEM (ORMUZ/ MAZDA) MAL (AHRIMÃ)o Maniqueísmo: bem X mal.o Zoroastro: Profeta iniciador.o Livro sagrado: Zend Avesta.
  65. 65. Crenças e bases doutrinárias:o Messias: vinda de um salvador.o Juízo final no fim dos tempos.o Céu e inferno.o Pecado e salvação.o Anjos e demônios. IMPORTANTEO Zoroastrismo em suas crenças e basesdoutrinárias influenciaram no Judaísmo, Cristianismo e Islamismo.
  66. 66. HEBREUS“O POVO DE DEUS”
  67. 67. Questão Palestinao Israelenses contra Palestinos.o Israel possui Estado e territórios.o Palestinos reivindicam seu Estado e luta por territórios.o Guerras, fanatismo, terrorismo, mortes, acordos fazem parte de uma longa história.
  68. 68. 1. Geografia:o Oriente Médio – Palestina.o Parte do Crescente Fértil.o Norte: Síria.o Sul: Sinai.o Leste: Arábia.o Oeste: Mediterrâneo.
  69. 69. 2 – O povo de Deus:o Base: Bíblia (Velho Testamento).A – Era dos Patriarcas“Disse o Senhor a Abraão: Sai da tua terra e da terra de teus parentes e da casa de teu pai para a terra que te mostrarei. Para ti farei uma grande nação, te abençoarei e engrandecerei o teu nome.” (Gênesis, 12.1,2).
  70. 70. Terra Prometida ( Canaã ):o Abraão sai de Ur para a Palestina.o Diante da sagrada aliança Abraão reivindica a Terra Santa em poder dos Cananeus.12 Tribos de Israelo Corresponde aos 12 filhos de Jacó filho de Abraão.
  71. 71. Escravidão no Egito(1580 a. C. a 1250 a. C.)o Os faraós não aceitavam que os egípcios fossem influenciados pela cultura hebraica.o Os hebreus se multiplicavam.o A subjugação dos hebreus foi o caminho para a escravidão.
  72. 72. B – Moisés, o salvo das águas:o Filho adotivo de Ramsés após ter sido lançado no Rio Nilo.o A vida dos hebreus era marcada por sofrimento e dor.o Moisés vai viver entre os hebreus.o Deus orienta Moisés a tornar – se o libertador do povo hebreu.
  73. 73. AS 10 PRAGAS DEVERIAM FORÇAR RAMSÉS II A LIBERTAR OS HEBREUS DA ESCRAVIDÃO.AS 10 PRAGAS DEVERIAMFORÇAR O FARAÓ RAMSÉS IIA LIBERTAR OS HEBREUS DAESCRAVIDÃO NO EGITO
  74. 74. Êxodo ( 1250 a. C. )o A fuga dos hebreus do Egito de volta à Canaã, a terra prometida, liderados por Moisés.o O Êxodo representa o Pesach dos judeus, a fuga da escravidão para a liberdade e abundância.o O Pesach tornou – se a Páscoa.
  75. 75. 10 mandamentos (decálogo)o No Monte Sinai Moisés recebeu os 10 mandamentos, considerado um Código de Ética para disciplinar os hebreus.o Idólatras, os hebreus adoravam o bezerro de ouro e o decálogo veio para liberta – los da escravidão do pecado.
  76. 76. 3 – Juizeso Na volta à Palestina os hebreus enfrentaram cananeus e filisteus.o Chefes religiosos, políticos e militares foram escolhidos para organizar e defender os hebreus.Nomes dos juizeso Gideão, Sansão, Jefté e Samuel.
  77. 77. 4 – Monarquia (Reis):Estado hebraicoo Samuel, último juiz, lançou as bases da Monarquia.o Saul foi o 1º Rei dos hebreus.o Davi derrotou o gigante Golias.o Jerusalém: capital do Estado.
  78. 78. Salomão – Grande Reio Estruturado o Estado: burocracia, impostos, obras, comércio.Templo de Jerusalém:o Dedicado a Jeová.o Símbolo do Judaísmo.o Consumiu impostos e riquezas.
  79. 79. 5 – Cisma Hebraico:o As obras de Salomão consumiram riquezas e endividaram o Estado.o Após Salomão a crise se agrava.o O enfraquecimento gera divisão.Cisma ( divisão das 12 tribos )o Norte – Israel ( 10 tribos ).o Sul – Judá ( 02 tribos ).
  80. 80. 6 – Invasões e decadênciao Assírios – 721 a. C.o Babilônios – 586 a. C. Cativeiro da Babilônia.o Persas – 539 a. C. Libertação do Cativeiro. Província persa.
  81. 81. 7 – Diáspora (dispersão)o Estado reconstruído.o Macedônicos e romanos ocupam a Palestina.o Exploração e impostos.o Revoltas e violência. DIÁSPORA Durante a dominação romana o Imperador Tito manda destruir o Templo de Jerusalém. Diante das perseguições os hebreus optaram por fugir para a Europa.
  82. 82. Antisemitismoo No sécs. XIX e XX as potências européias disputam a Palestina em busca de petróleo.o Os hebreus reaparecem quando Hitler e os nazistas passam a persegui – los e extermina – los.
  83. 83. A herança mais importante deixadapelos hebreus foi no campo religioso. O Judaísmo o Velho Testamento, com o Pentateuco de Moisés , 10 mandamentos e o monoteísmo exerceram influências profundas no Cristianismo e no Islamismo

×