Civilizações Hidráulicas antiguidade oriental

8.075 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Civilizações Hidráulicas antiguidade oriental

  1. 1. História Geral -Idade Antiga: as civilizações hidráulicasA evolução das comunidades primitivas para as sociedades antigas, no final do neolítico,resultou em duas novas formas de organização sócioeconômica – as sustentadas na servidãocoletiva (asiáticas ou orientais) e as escravistas (ocidentais).Os primeiros povos nasceram no Oriente Próximo, numa área em forma de meia lua, chamada“Crescente Fértil”, devido aos grandes rios, Nilo, Tigre e Eufrates, que lhes garantiram osprincipais meios de sobrevivência e lhes possibilitaram, como conseqüência, atingir o estágiode civilização.As sociedades asiáticas ou hidráulicas tinham uma economia, predominantemente, agrária, naqual a propriedade da terra era do Estado e dos sacerdotes, enquanto sua posse doscamponeses, que trabalhavam limitados pelo regime de servidão coletiva. O comércio, comexceção dos fenícios e hebreus, era uma atividade secundária e complementar, assim como aprodução artesanal.Pouca mobilidade e forte hierarquização e estratificação, caracterizaram as relações sociaisdessas comunidades, nas quais a família, de estrutura patriarcal, era o pólo central.Na política três estruturas podem ser identificadas: a tradicional e absoluta monarquiateocrática, os grandes impérios centralizados e as cidades-Estado. Os poderes ilimitados dosgovernantes, reforçados pela sua divinização, demonstram a marcante simbiose existenteentre poder e religião.Ocupando lugar de destaque, a religião exercia múltiplas funções e influências, especialmentenas artes, ciências e política. Na maioria dos casos foram religiões politeístas, animistas e comforte idolatria.Majestosos templos e túmulos e uma rica literatura específica, confirmam a direta penetraçãoda religião no campo cultural. Com função de complementar a Arquitetura estavam a Pintura ea Escultura.As necessidades práticas como, construções, irrigação, determinar os períodos das cheias emumificação, propiciaram um marcante desenvolvimento das ciências, como a Matemática, aFísica, a Química e a Astronomia. O legado neste campo foi significativo, merecendo destaqueos cálculos de eclipses, calendários e sistemas sexagesimal e decimal.EgitoEconomia• forte intervenção do Estado, caracterizando uma economia dirigida;• principal atividade – agricultura de regadio, desenvolvida às margens do Nilo (“Egito é umadádiva do Nilo”);• atividades comerciais avançaram a partir do Médio Império, atingindo seu apogeu no NovoImpério, devido sua política expansionista.Política• marcante teocracia – regime no qual a religião e a política estavam interligadas e seinfluenciavam reciprocamente;• faraó – monarca e encarnação do deus.Religião• politeísta;• deuses com características antropozoomórficas (aparência humana e animal);• crença na imortalidade da alma;
  2. 2. • reinado de Amenófis IV – reforma religiosa, que implantou, temporariamente ummonoteísmo religioso.Cultura• profundamente marcada pela religião;• grande originalidade;• ciências ligadas às necessidades práticas;• escritas – demótica, hierática e hieroglífica.Mesopotâmia (atual Iraque)Economia• Estado menos interventor;• principal atividade – agricultura de regadio, desenvolvida às margens dos rios Tigre eEufrates;• comércio desenvolvido, região como ponto de passagem de rotas comerciais.Política• maior variedade de estruturas, devido às constantes invasões de diferentes povos;• principais períodos imperiais – I Império Babilônico, Império Assírio e II Império Babilônico.Religião• politeísta;• usavam da magia, adivinhação e Astrologia, como importantes meios para descobrir avontade dos deuses.Cultura• marcantes avanços no campo da Matemática, Astronomia e Astrologia;• na Arquitetura religiosa o destaque foram os Zigurats;• no campo das leis o marco é o Código de Hamurábi, formulado segundo a Lei de Talião(“olho por olho, dente por dente”);• escrita – cuneiforme.Fenícia (atual Líbano)Economia• principal atividade – comércio marítimo (bom litoral e abundância de cedro, madeira idealpara a construção de navios);• condições naturais não permitiram o desenvolvimento da agricultura;• artesanato desenvolvido.política• principais cidades-Estados – Ugarit, Biblos, Sidon e Tiro;• forte influência política da camada dos ricos comerciantes;• fundaram importantes colônias e feitorias – Cartago (norte da África), Cádiz (sul da Espanha)e na Sicília.Religião• politeísta;• faziam sacrifícios humanos.Cultura• principal contribuição – alfabeto fonético.Antiga Palestina (atual Israel)Economia• atividades agro-pastoris desenvolvidas;
  3. 3. • forte comércio.Política•estrutura diretamente relacionada à religião dos hebreus;• divisão – período dos Patriarcas, dos Juízes e dos Reis (Saul, Davi e Salomão).Religião• monoteísta.Cultura• principal destaque – influenciou o surgimento de outras religiões monoteístas (cristianismo eislamismo).Pérsia (atual Irã)Economia• atividades agro-pastoris desenvolvidas;• significativo avanço comercial durante o reinado de Dario I, quando houve a unificação dopadrão monetário (dárico), dos pesos e medidas e construção de estradas, que melhorinterligaram o Império Persa.Política• monarquia absoluta e teocrática;• conquistas geraram um vasto império, que foi, durante o governo de Dario I dividido emsatrápias;• principais monarcas – Ciro, Cambises e Dario I (apogeu persa).Religião • mazdeísmo ou zoroastrismo, religião com caráter dualista (luta entre o bem e omal).Cultura • pouca originalidade;• destaque arquitetônico foi a construção de grandes e luxuosos palácios.

×