SlideShare uma empresa Scribd logo

Jornal da Trindade

1 de 4
Baixar para ler offline
Edição: 167 - Ano III                                           10 e 11 de Setembro de 2011.



                                           O Perdão
    O perdão é um dos gestos mais difíceis de se         O ensinamento de Jesus é muito claro quando
praticar, pois uma ofensa recebida mexe com a        ele diz que devemos perdoar não só “até sete
estrutura da pessoa, com a sua intimidade mais       vezes, mas até setenta vezes sete”. Em uma
profunda e a fragiliza não só diante dos outros,     explícita referência à vingança ilimitada, ou
mas, sobretudo, dentro de si mesma, fazendo-a        ao espírito vingativo, que está na sentença de
experimentar um vazio tão grande, que parece         Lamec, como vimos acima, Jesus contrapõe a essa
nada poder preenchê-lo. Então, o ressentimento,      sentença selvagem o perdão sem medida, como
a mágoa, a dor na alma, o desejo de vingança se      regra fundamental da vida cristã.
tornam um peso, um fardo                                                         A história que se
tamanho, que sobrecarrega                                                    segue no Evangelho deste
quem insiste em carregá-lo                                                   domingo (Mt 18,21-35) é de
aos ombros.                                                                  um contraste absurdo. Um
    O perdão tem o poder                                                     homem que parece rico deve
de preencher esse vazio e                                                    uma fortuna a seu Credor,
eliminar o peso dos ombros,                                                  mas tem a dívida perdoada
libertando      a     pessoa,                                                bastando demonstrar um
curando, das seqüelas que                                                    gesto de boa vontade. Esse
a ofensa causa, de uma                                                       mesmo homem que foi
agressão física ou moral,                                                    perdoado de toda sua dívida
das selvagerias dos atos de                                                  tem também um credor, que
desrespeito e de desamor,                                                    lhe deve uma ninharia, mas
infelizmente tão comuns.                                                     é incapaz de perdoar-lhe a
    Jó dizia que Deus perdoa                                                 dívida, nem sequer lhe dá a
“duas ou três vezes ao                                                       chance de uma negociação;
homem” (33,29). Buscando                                                     é intolerante com o outro,
a perfeição, ou a superação                                                  não admite nenhum tipo
de si, Pedro pergunta a Jesus                                                de espera, nem prazo. É
se os seus discípulos podem                                                  mesquinho, um déspota,
perdoar até sete vezes.                                                      um tirano, quando quem lhe
Este já é, certamente, um                                                    deve, por pouco que seja a
gesto excepcional. Jesus, porém, vai mais além,      quantia, é outra pessoa. O final da história contada
extrapolando o limite quantitativo do perdão,        por Jesus todos conhecem.
anulando, inclusive, o cântico de violência de           Fica-nos a lição do Mestre: diante de Deus,
Lamec, que dizia: “Caim será vingado sete vezes,     somos sempre devedores, e nossa dívida não
mas Lamec, setenta e sete vezes” (Gn 4,24). Jesus    é pouca. Ele, porém, é sempre acessível e o seu
responde exigindo de seus discípulos o perdão        perdão, possível. Nenhuma lei O obriga. A sua
ilimitado, através de uma cifra que vai muito além   norma é a misericórdia. De igual modo, a nossa
de qualquer circunstância, “setenta vezes sete”.     relação com o outro, seja ele quem for, também
    Na verdade, Jesus reconhece a existência do      não deve estar pautada apenas pelo rigor da lei,
mal e dos malvados. Mas, embora o mal exista,        mas orientada e conduzida pela compreensão que
e também os malvados sejam aos montes, isso          brota da fé, pela abertura do coração que acolhe
não quer dizer que nós devemos cometer o mal e       o menor sinal de reconciliação e elimina toda
replicar os atos dos malvados. A existência do mal   possibilidade de retaliação e vingança. Então, pelo
não nos autoriza a cometê-lo nem justifica nosso     nosso modo de ser, fiéis a Jesus Cristo, o que se
procedimento mau.                                    propaga não é o mal, mas o bem.
Nos tempos primitivos da história bíblica, quando as populações eram pequenas, en-
                      contramos diversos casos de pessoas que se casaram com parentes próximos. No caso
                      de Jacó, foi uma alternativa para evitar que se casasse com uma mulher pagã, o que
                      daria um grande desgosto à sua mãe Rebeca. Isaac chamou seu filho Jacó, abençoou-o
                      e disse-lhe para ir à casa de seu tio materno Labão, e lá casar-se com uma de suas filhas,
                      pois não deveria casar-se com uma mulher de Canaã. Esaú, o filho mais velho, vendo
                      que Isaac não queria casamento dos filhos com cananeias, desposou uma prima: Maelet,
                      filha de Ismael, neta de Abraão, em adição às mulheres que já tinha. (Gen 28, 1-9)


 São Nicolau de Tolentino                                  Vamos Colorir
                                       Marina Campos
                             Nicolau nasceu em
                          Castel       Sant’Angelo,
                          diocese de Fermo, Itália,
                          no ano de 1245. Um de
                          seus biógrafos, frei Pedro
                          de Monte Rubiano, conta
                          que, desde a infância,
                          Nicolau     conhecia     o
                          espírito de penitência .
                          Suas ocupações eram as
                          orações, o jejum e uma
                          enorme compaixão pelos
                          menos favorecidos. Sua
                          vida se resumiu nisso:
penitência, amor e dedicação aos pobres, e uma fé
incondicional em Jesus e na Virgem Maria.
    No início da adolescência foi acolhido pelos
agostinianos de sua vila como oblato, discípulo que
obedece as regras sem ter feito os votos perpétuos.
Fez o noviciado em Sangirasio e foi ordenado
sacerdote em Cingoli. Entre os anos de 1269 e 1275
passou por vários conventos até que se fixou na
cidade de Tolentino.
    No convento de Tolentino, Nicolau amadureceu
sua santidade e ficou conhecido como “o anjo do
confessionário”. Frei Pedro, seu biógrafo, fornece
uma relação de suas extraordinárias experiências
místicas e dos prodígios realizados, como as
ressurreições da menina Filipina de Fermo, de
Tiaguinho Fatteboni e Venturino de Gigliolo.
    Nicolau possuía apenas uma túnica rota que           “ Eu vejo o Senhor , meu Deus, junto com sua
remendava como podia. Ficava a pão e água durante        Santíssima Mãe e meu pai, Santo Agostinho. Foi
quatro dias por semana. Dormia pouco, devido             canonizado em 1446. O processo de canonização de
passar muitas horas da noite em prece. Morreu aos        são Nicolau de Tolentino confirmou a autenticidade
60 anos.                                                 de 301 milagres. Quarenta anos depois de sua morte
    Ao confrade que lhe perguntou a razão de tanta       seu corpo foi encontrado incorrupto. Sua festa foi
felicidade no momento de sua morte ele respondeu:        mantida para 10 de setembro, dia de sua morte.
Santos Padres                                                 O Maior “Best Seller”
                                                                 Quando um livro está entre os mais vendidos, existe
               São Policarpo                                 uma expressão em inglês que identifica rapidamente a
  Um dos textos antigos mais famosos é “O Martírio           preferência por essa leitura -- “best seller”. Esta semana
  de São Policarpo”. Nos próximos números do Vox             temos à disposição a Feira Pan-Amazônica do Livro,
vamos transcrevê-lo, para que vocês tenham contato           cujo prefixo “pan” nos remete à idéia de uma grande
com o verdadeiro testemunho da fé em Jesus Cristo,           abrangência literária. O local é muito disputado, e todos
     como foi a vida e o martírio de São Policarpo.          querem sair com pelo menos uma obra para desfrutar do
                           ---.                              prazer da leitura. Coincidentemente, a Igreja Católica
 A Igreja de Deus, estabelecida em Esmirna, à Igreja         celebra no mês de setembro o MÊS DA BÍBLIA.
     de Deus estabelecida em Filomélia e a todas as                A Bíblia é o conjunto de livros sagrados reunidos
 comunidades da Igreja santa e universal, onde quer          em uma única edição. No sumário poderia ser dito
   que esteja: a misericórdia, a paz e a caridade de         apenas, “a Bíblia é Deus falando ao homem”! Em
 Deus Pai, de Jesus Cristo nosso Senhor, superabun-          nossa paróquia da Trindade, um grande número
                      dem em vós.                            de paroquianos está fazendo o Estudo Bíblico,
                           ---.                              demonstrando interesse em desvendar, aprender,
   Escrevemo-vos, irmãos, a respeito dos mártires e          interpretar e manusear esses livros onde existem tantos
 do bem-aventurado Policarpo, cujo martírio foi, por         estilos e gêneros literários que supera a todo e qualquer
 assim dizer, o selo final, que pôs fim à perseguição.       livro já escrito, sob todos os aspectos. É o maior “ Best
 Na verdade, quase todos os acontecimentos anterio-          Seller” de todos os tempos, e sempre o será!
  res se efetuaram para que o Senhor nos mostrasse                 Se analisarmos a Bíblia sob ângulos geralmente
 do céu o martírio narrado no Evangelho. Policarpo           abordados por críticos literários, observaremos que nos
      esperou tranquilamente ser entregue, como o            seus cinco primeiros livros, há lindas narrativas do início
Senhor, para que aprendêssemos, com seu exemplo,             dos tempos em Gênesis, ação e emoção no Êxodo, um
                                                             manual perfeito para os cultos no Levítico, e a continuação
a não ter em mira somente o que nos concerne, mas            de uma saga em Números. No Deuteronômio, o prelúdio
    também os interesses do próximo. Realmente, a            com Deus é contextualizado. Seguem-se dezessete livros
 caridade verdadeira e firme consiste em não desejar         históricos, personagens maravilhosos selecionados
     apenas a própria salvação, mas a dos irmãos.            e eternizados nas próximas páginas, catalogados na
                           ---.                              categoria “não-ficção”. Então a emoção é retomada
  Felizes, pois, e generosos todos estes mártires que        a seguir nos sete Livros Sapienciais: os Louvores
     se deram conforme a vontade de Deus. Pois é             dos Salmos, o Amor entre esposos no Cântico dos
  dever da nossa piedade tudo atribuir ao poder de           Cânticos. A sensibilidade aflora. É pura poesia que
   Deus. Deveras, quem não admiraria a generosi-             ensina Sabedoria. Então, sucedem-se aventuras e seres
  dade desses mártires, a sua paciência e amor ao            extraordinários, batalhas e eventos fantásticos. São os
   Mestre? Dilacerados pelos açoites a ponto de se           dezoito Livros Proféticos. Há um único protagonista no
tornar visível a estrutura íntima da carne, das veias        Antigo Testamento: Deus Criador!
   e das artérias, suportaram tudo com tal firmeza               Aí a leitura ganha a sua apoteose; há uma grande
 que os circunstantes se compadeciam e choravam.             virada na trama toda. Surge o mais esperado personagem,
  Eles, porém, chegaram a tanto heroísmo, que de             aquele que vinha sendo anunciado para que a história
   nenhum se ouviu grito ou se viu lágrima. Assim,           ganhasse mais consistência. Uma nova aliança se
 esses generosos mártires de Cristo mostraram que            desenha em fatos espetaculares, não há dúvidas, tudo
naquela hora em que sofriam não estavam mais no              está confirmado! É o Novo Testamento! O personagem
 corpo; mais ainda, que o próprio Cristo, presente,          central chega para dar ao leitor as maiores emoções já
  os consolava. Confiando unicamente na graça de             sentidas: Ele chega pequenino, ornado em mistério,
    Cristo, desprezavam os sofrimentos do mundo              fugas e perseguições. São capítulos, contando a história
   e, por uma hora de tormento, se resgatavam do             mais linda já escrita. Não há como não se encantar: é uma
castigo eterno. O fogo dos algozes parecia-lhes frio;        história de amor, de renúncias, de prodígios, de morte e
  pois, querendo fugir do fogo que não se apaga, fi-         de vida. Há traição, sangue e Paixão. Mas termina com a
tavam com os olhos do coração os bens reservados             mais fabulosa, espetacular e especial notícia. Bem, o fim
             aos que perseveram até o fim”.                  do livro faz parte do mistério.
          Segunda   – 12/09 - Dt 10,12-22 / Sl 147 (148) / Mt 17,22-27
          Terça     – 13/09 - Dt 31,1-8 / Sl Dt 32,3-4a. 7. 8. 9.12 / Mt 18,1-5.12-14
          Quarta    – 14/09 - 2Cor 9,6-10 / Sl 111 (112) / Jo 12,24-26
          Quinta    – 15/09 - Js 3,7-10a.11.13-17 / Sl 113 (114) / Mt 18,21-19,1
          Sexta     – 16/09 - Js 24,1-13 / Sl 135 (136) / Mt 19,3-12
          Sábado    – 17/09 - Js 24,14-29 / Sl 15 (16) / Mt 19,13-15
          Dom.      – 18/09 - Is 56,1.6-7 / Sl 66 (67) / Rm 11,13- / Mt 15,21-28
“ O Senhor é bondoso, compassivo e carinhoso”.
                                                                      Salmo 102(103)


                   Preparação para a Vida Matrimonial
 O próximo Curso de Noivos da Paróquia acontecerá nos dias 24 e 25 do mês
em curso, no auditório do Centro Paroquial. No dia 24 (sábado), das 13h30 às
19h, e no dia 25 (domingo), das 7h30 até o término da celebração da missa das
           11h30. As inscrições estão abertas na secretaria da igreja.

                                     Convite
  No dia 19 de setembro, segunda-feira, às 19h30, no auditório do Centro
Social Monsenhor Geraldo Menezes, a Irmã Ângela Tutas fará uma palestra
   sobre o tema “Amor na Família Hoje”. Inscrições pelos telefones 3252-
        3831/3222-6330 (Zebina) e 3276-4390/ 81125500 (Carol).
                              Terço dos Homens
 O Terço dos Homens acontece toda terça-feira, às 20 h, no Centro Paroquial.
Venha desfrutar desse momento de profunda devoção mariana vivenciada pelos
                        homens de nossa paróquia.

                             Caminhada Mariana
A nossa 2ª Caminhada Mariana será no dia 24 de setembro. A concentração será
na praça da Igreja e a saída às 8h, com os fiéis percorrendo as ruas com cânticos
  e orações, acompanhando com alegria e fervor a imagem peregrina de N. Sra.
 de Nazaré. Enfeitem as janelas de suas residências com vasos de flores e toalhas
                        brancas, no trajeto da caminhada.
                      Peregrinações de Nossa Senhora
 Os núcleos de oração estão fazendo os encontros em preparação ao Círio
de Nazaré. Seria bom que em todos os condomínios houvesse um momento
de oração com as famílias, para preparar a nossa grande festa em honra de
                             Nossa Senhora.
                     Nas bodas de Caná, Jesus pediu para encherem com água as
                  talhas, para transformá-la em vinho e garantir a continuidade da
                  alegria da festa. Permitiu com isso, que o homem tivesse também a
                  alegria e a honra de cooperar, para o milagre. A água é, assim, fonte
                  de vida e fonte de alegria. O dízimo também.
Anúncio

Recomendados

Estudo adicional_Morte e ressurreição_1232014
Estudo adicional_Morte e ressurreição_1232014Estudo adicional_Morte e ressurreição_1232014
Estudo adicional_Morte e ressurreição_1232014Gerson G. Ramos
 
2 cartas de uma morta (chico xavier - maria joão de deus)
2   cartas de uma morta (chico xavier - maria joão de deus)2   cartas de uma morta (chico xavier - maria joão de deus)
2 cartas de uma morta (chico xavier - maria joão de deus)luisbramao
 
A família católica, 25 edição. junho 2015
A família católica, 25 edição. junho 2015A família católica, 25 edição. junho 2015
A família católica, 25 edição. junho 2015A Família Católica
 
Jornal A Família Católica, 11 edição, abril 2014
Jornal A Família Católica, 11 edição, abril 2014Jornal A Família Católica, 11 edição, abril 2014
Jornal A Família Católica, 11 edição, abril 2014Thiago Guerino
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Jornal A Família Católica, 18 edição. novembro 2014
Jornal A Família Católica, 18 edição. novembro 2014Jornal A Família Católica, 18 edição. novembro 2014
Jornal A Família Católica, 18 edição. novembro 2014Thiago Guerino
 
Pagina 7
Pagina 7Pagina 7
Pagina 7josy145
 
A negação de Pedro
A negação de PedroA negação de Pedro
A negação de PedroFatoze
 
Pode falar, Senhor... Estou ouvindo - Loren Cunningham
Pode falar, Senhor... Estou ouvindo - Loren CunninghamPode falar, Senhor... Estou ouvindo - Loren Cunningham
Pode falar, Senhor... Estou ouvindo - Loren CunninghamGrupo Irmãos na Unção
 
A minha participação no x – ejc santana macapá – parte ii
A minha participação no x – ejc santana macapá – parte iiA minha participação no x – ejc santana macapá – parte ii
A minha participação no x – ejc santana macapá – parte iiJonas Lima
 
Livro o imensuravel amor de deus
Livro o imensuravel amor de deusLivro o imensuravel amor de deus
Livro o imensuravel amor de deusPatricia Machado
 
Alma sobrevivente - Philip yancey
Alma sobrevivente - Philip yanceyAlma sobrevivente - Philip yancey
Alma sobrevivente - Philip yanceyAlex Martins
 
Jornal de fevereiro
Jornal de fevereiroJornal de fevereiro
Jornal de fevereirojucrismm
 
Novena à santa clara
Novena à santa claraNovena à santa clara
Novena à santa claraSMS Maceió
 

Mais procurados (13)

Paulo e abigail
Paulo e abigailPaulo e abigail
Paulo e abigail
 
Jornal A Família Católica, 18 edição. novembro 2014
Jornal A Família Católica, 18 edição. novembro 2014Jornal A Família Católica, 18 edição. novembro 2014
Jornal A Família Católica, 18 edição. novembro 2014
 
Pagina 7
Pagina 7Pagina 7
Pagina 7
 
A negação de Pedro
A negação de PedroA negação de Pedro
A negação de Pedro
 
Pode falar, Senhor... Estou ouvindo - Loren Cunningham
Pode falar, Senhor... Estou ouvindo - Loren CunninghamPode falar, Senhor... Estou ouvindo - Loren Cunningham
Pode falar, Senhor... Estou ouvindo - Loren Cunningham
 
04 09 11
04 09 1104 09 11
04 09 11
 
A minha participação no x – ejc santana macapá – parte ii
A minha participação no x – ejc santana macapá – parte iiA minha participação no x – ejc santana macapá – parte ii
A minha participação no x – ejc santana macapá – parte ii
 
Joana de cuza
Joana de cuzaJoana de cuza
Joana de cuza
 
Livro o imensuravel amor de deus
Livro o imensuravel amor de deusLivro o imensuravel amor de deus
Livro o imensuravel amor de deus
 
Joana de Cusa
Joana de CusaJoana de Cusa
Joana de Cusa
 
Alma sobrevivente - Philip yancey
Alma sobrevivente - Philip yanceyAlma sobrevivente - Philip yancey
Alma sobrevivente - Philip yancey
 
Jornal de fevereiro
Jornal de fevereiroJornal de fevereiro
Jornal de fevereiro
 
Novena à santa clara
Novena à santa claraNovena à santa clara
Novena à santa clara
 

Destaque

Só Mais Uma PercepçãO D I F Orente Da V I D A
Só Mais Uma PercepçãO  D I F Orente Da  V I D ASó Mais Uma PercepçãO  D I F Orente Da  V I D A
Só Mais Uma PercepçãO D I F Orente Da V I D AMario Maco
 
normas de internet
normas de internet normas de internet
normas de internet julygpitre
 
P6 gp kader_moragon_g15
P6 gp kader_moragon_g15P6 gp kader_moragon_g15
P6 gp kader_moragon_g15gmoragon
 
Motomichi nakmura
Motomichi  nakmuraMotomichi  nakmura
Motomichi nakmuraMary Chan
 
Gae kader moragon_g15
Gae kader moragon_g15Gae kader moragon_g15
Gae kader moragon_g15gmoragon
 
T11 comercio electronico y banca electronica
T11 comercio electronico y banca electronicaT11 comercio electronico y banca electronica
T11 comercio electronico y banca electronicaCarol O
 
awsSolutionsArchitect_AE_Jesman
awsSolutionsArchitect_AE_JesmanawsSolutionsArchitect_AE_Jesman
awsSolutionsArchitect_AE_JesmanJesman Xavier
 
Francis Maiava Media Release.
Francis Maiava Media Release.Francis Maiava Media Release.
Francis Maiava Media Release.Francis Maiava
 
Diapositivas de diseño de proyectos
Diapositivas de diseño de proyectosDiapositivas de diseño de proyectos
Diapositivas de diseño de proyectosgissellemar
 
Presentación grupo 226 proyecto centros de lectura, educación, unad
Presentación grupo 226 proyecto centros de lectura, educación, unadPresentación grupo 226 proyecto centros de lectura, educación, unad
Presentación grupo 226 proyecto centros de lectura, educación, unadgrupo226proyectos
 
Areas de una empresa
Areas de una empresaAreas de una empresa
Areas de una empresaDanixa Flores
 
Digestibilidade proteica cruz et al 2005
Digestibilidade proteica cruz et al 2005Digestibilidade proteica cruz et al 2005
Digestibilidade proteica cruz et al 2005Jorge Custodio
 

Destaque (20)

Só Mais Uma PercepçãO D I F Orente Da V I D A
Só Mais Uma PercepçãO  D I F Orente Da  V I D ASó Mais Uma PercepçãO  D I F Orente Da  V I D A
Só Mais Uma PercepçãO D I F Orente Da V I D A
 
Parkour
ParkourParkour
Parkour
 
normas de internet
normas de internet normas de internet
normas de internet
 
P6 gp kader_moragon_g15
P6 gp kader_moragon_g15P6 gp kader_moragon_g15
P6 gp kader_moragon_g15
 
Omar y pau
Omar y pauOmar y pau
Omar y pau
 
Motomichi nakmura
Motomichi  nakmuraMotomichi  nakmura
Motomichi nakmura
 
Crisis
CrisisCrisis
Crisis
 
Momentosnavida
MomentosnavidaMomentosnavida
Momentosnavida
 
Tipos de clientes
Tipos de clientesTipos de clientes
Tipos de clientes
 
Gae kader moragon_g15
Gae kader moragon_g15Gae kader moragon_g15
Gae kader moragon_g15
 
T11 comercio electronico y banca electronica
T11 comercio electronico y banca electronicaT11 comercio electronico y banca electronica
T11 comercio electronico y banca electronica
 
awsSolutionsArchitect_AE_Jesman
awsSolutionsArchitect_AE_JesmanawsSolutionsArchitect_AE_Jesman
awsSolutionsArchitect_AE_Jesman
 
Francis Maiava Media Release.
Francis Maiava Media Release.Francis Maiava Media Release.
Francis Maiava Media Release.
 
Diapositivas de diseño de proyectos
Diapositivas de diseño de proyectosDiapositivas de diseño de proyectos
Diapositivas de diseño de proyectos
 
Pablo guevara .
Pablo guevara .Pablo guevara .
Pablo guevara .
 
SEO PPT
SEO PPTSEO PPT
SEO PPT
 
Presentación grupo 226 proyecto centros de lectura, educación, unad
Presentación grupo 226 proyecto centros de lectura, educación, unadPresentación grupo 226 proyecto centros de lectura, educación, unad
Presentación grupo 226 proyecto centros de lectura, educación, unad
 
Rigo
RigoRigo
Rigo
 
Areas de una empresa
Areas de una empresaAreas de una empresa
Areas de una empresa
 
Digestibilidade proteica cruz et al 2005
Digestibilidade proteica cruz et al 2005Digestibilidade proteica cruz et al 2005
Digestibilidade proteica cruz et al 2005
 

Semelhante a Jornal da Trindade

Eae 64 Estudo das Epístolas
Eae 64 Estudo das EpístolasEae 64 Estudo das Epístolas
Eae 64 Estudo das EpístolasPatiSousa1
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Julho ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Julho ...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Julho ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Julho ...ParoquiaDeSaoPedro
 
De volta para jerusalém sermão lançamento reencontro
De volta para jerusalém   sermão lançamento reencontroDe volta para jerusalém   sermão lançamento reencontro
De volta para jerusalém sermão lançamento reencontroPauloRoberto71714
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...ParoquiaDeSaoPedro
 
4. Abril.pdf
4. Abril.pdf4. Abril.pdf
4. Abril.pdfLeigos
 
Publicação
PublicaçãoPublicação
PublicaçãoLeigos
 
Publicação Mensal
Publicação MensalPublicação Mensal
Publicação MensalLeigos
 
Publicação Abril
Publicação AbrilPublicação Abril
Publicação AbrilLeigos
 
Publicação Mensal
Publicação MensalPublicação Mensal
Publicação MensalLeigos
 
Jesus Copy - Carta aos pecadores
Jesus Copy - Carta aos pecadoresJesus Copy - Carta aos pecadores
Jesus Copy - Carta aos pecadoresTalita Volponi
 
JustiçA Restaurativa Praticada Por Jesus Cristo
JustiçA Restaurativa Praticada Por Jesus CristoJustiçA Restaurativa Praticada Por Jesus Cristo
JustiçA Restaurativa Praticada Por Jesus CristoJose Filho
 
REENCARNAÇÕES DE EMMANUEL, O MENSAGEIRO DA LUZ
REENCARNAÇÕES DE EMMANUEL, O MENSAGEIRO DA LUZREENCARNAÇÕES DE EMMANUEL, O MENSAGEIRO DA LUZ
REENCARNAÇÕES DE EMMANUEL, O MENSAGEIRO DA LUZRoque Souza
 
Via sacra dia do deserto
Via sacra dia do desertoVia sacra dia do deserto
Via sacra dia do desertoconceicaoborges
 
Tua fé te salvou richard simonetti
Tua fé te salvou   richard simonettiTua fé te salvou   richard simonetti
Tua fé te salvou richard simonettiHelio Cruz
 
Jornal Aliança 01/2014
Jornal Aliança 01/2014Jornal Aliança 01/2014
Jornal Aliança 01/2014CIP2014
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Março ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Março ...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Março ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Março ...ParoquiaDeSaoPedro
 

Semelhante a Jornal da Trindade (20)

Eae 64 Estudo das Epístolas
Eae 64 Estudo das EpístolasEae 64 Estudo das Epístolas
Eae 64 Estudo das Epístolas
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Julho ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Julho ...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Julho ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Julho ...
 
De volta para jerusalém sermão lançamento reencontro
De volta para jerusalém   sermão lançamento reencontroDe volta para jerusalém   sermão lançamento reencontro
De volta para jerusalém sermão lançamento reencontro
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
 
05 02 12
05 02 1205 02 12
05 02 12
 
4. Abril.pdf
4. Abril.pdf4. Abril.pdf
4. Abril.pdf
 
Publicação
PublicaçãoPublicação
Publicação
 
Publicação Mensal
Publicação MensalPublicação Mensal
Publicação Mensal
 
Publicação Abril
Publicação AbrilPublicação Abril
Publicação Abril
 
Publicação Mensal
Publicação MensalPublicação Mensal
Publicação Mensal
 
Jesus Copy - Carta aos pecadores
Jesus Copy - Carta aos pecadoresJesus Copy - Carta aos pecadores
Jesus Copy - Carta aos pecadores
 
Jormi - Jornal Missionário n° 44
Jormi - Jornal Missionário n° 44Jormi - Jornal Missionário n° 44
Jormi - Jornal Missionário n° 44
 
Revista web
Revista webRevista web
Revista web
 
JustiçA Restaurativa Praticada Por Jesus Cristo
JustiçA Restaurativa Praticada Por Jesus CristoJustiçA Restaurativa Praticada Por Jesus Cristo
JustiçA Restaurativa Praticada Por Jesus Cristo
 
REENCARNAÇÕES DE EMMANUEL, O MENSAGEIRO DA LUZ
REENCARNAÇÕES DE EMMANUEL, O MENSAGEIRO DA LUZREENCARNAÇÕES DE EMMANUEL, O MENSAGEIRO DA LUZ
REENCARNAÇÕES DE EMMANUEL, O MENSAGEIRO DA LUZ
 
Via sacra dia do deserto
Via sacra dia do desertoVia sacra dia do deserto
Via sacra dia do deserto
 
C1324 de bracos_abertos
C1324 de bracos_abertosC1324 de bracos_abertos
C1324 de bracos_abertos
 
Tua fé te salvou richard simonetti
Tua fé te salvou   richard simonettiTua fé te salvou   richard simonetti
Tua fé te salvou richard simonetti
 
Jornal Aliança 01/2014
Jornal Aliança 01/2014Jornal Aliança 01/2014
Jornal Aliança 01/2014
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Março ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Março ...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Março ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Março ...
 

Mais de Mauricio Brabo

Mais de Mauricio Brabo (13)

Familia Brabo
Familia BraboFamilia Brabo
Familia Brabo
 
Familia Brabo
Familia BraboFamilia Brabo
Familia Brabo
 
Familia Brabo
Familia BraboFamilia Brabo
Familia Brabo
 
Familia Brabo
Familia BraboFamilia Brabo
Familia Brabo
 
Familia Brabo
Familia BraboFamilia Brabo
Familia Brabo
 
Descendentes de Antonio Nazareno da Silva BRABO
Descendentes de  Antonio Nazareno da Silva BRABODescendentes de  Antonio Nazareno da Silva BRABO
Descendentes de Antonio Nazareno da Silva BRABO
 
Familia Brabo Descendentes de Joao Cancio Brabo
Familia Brabo Descendentes de Joao Cancio BraboFamilia Brabo Descendentes de Joao Cancio Brabo
Familia Brabo Descendentes de Joao Cancio Brabo
 
Descendentes de Joao Cancio Brabo
Descendentes de Joao Cancio BraboDescendentes de Joao Cancio Brabo
Descendentes de Joao Cancio Brabo
 
Jornal da Paróquia da Trindade
Jornal da Paróquia da TrindadeJornal da Paróquia da Trindade
Jornal da Paróquia da Trindade
 
Jornal da Trindade
Jornal da Trindade Jornal da Trindade
Jornal da Trindade
 
Lucico3
Lucico3Lucico3
Lucico3
 
Lucico3
Lucico3Lucico3
Lucico3
 
Vox 167 finalizado
Vox 167 finalizadoVox 167 finalizado
Vox 167 finalizado
 

Último

Novena Da Imaculada Conceição
Novena Da Imaculada ConceiçãoNovena Da Imaculada Conceição
Novena Da Imaculada ConceiçãoNilson Almeida
 
ordem nova ordem irmandade e fraternidade
ordem nova ordem irmandade e fraternidadeordem nova ordem irmandade e fraternidade
ordem nova ordem irmandade e fraternidadececilcavalcanti
 
Oração Pedindo Sabedoria E Discernimento
Oração Pedindo Sabedoria E DiscernimentoOração Pedindo Sabedoria E Discernimento
Oração Pedindo Sabedoria E DiscernimentoNilson Almeida
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxjoseciceroroberto197
 
Novena De Santo Onofre
Novena De Santo OnofreNovena De Santo Onofre
Novena De Santo OnofreNilson Almeida
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Quadrado.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Quadrado.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Quadrado.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Quadrado.pptxjoseciceroroberto197
 
Novena Do Seguimento De Cristo
Novena Do Seguimento De CristoNovena Do Seguimento De Cristo
Novena Do Seguimento De CristoNilson Almeida
 
Oração Da Sobriedade
Oração Da SobriedadeOração Da Sobriedade
Oração Da SobriedadeNilson Almeida
 
Orações Cristãs Diárias
Orações Cristãs DiáriasOrações Cristãs Diárias
Orações Cristãs DiáriasNilson Almeida
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxRodrigoTavares484059
 
Apresentação da Campanha da Fraternidade 2024.pdf
Apresentação da Campanha da Fraternidade 2024.pdfApresentação da Campanha da Fraternidade 2024.pdf
Apresentação da Campanha da Fraternidade 2024.pdfengrobertomourafilho
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxjoseciceroroberto197
 
Lição 7 - O Ministério da Igreja - 18fev2024.pptx
Lição 7 - O Ministério da Igreja - 18fev2024.pptxLição 7 - O Ministério da Igreja - 18fev2024.pptx
Lição 7 - O Ministério da Igreja - 18fev2024.pptxCelso Napoleon
 
Novena A Santo Inácio De Loyola
Novena A Santo Inácio De Loyola Novena A Santo Inácio De Loyola
Novena A Santo Inácio De Loyola Nilson Almeida
 

Último (20)

Novena Da Imaculada Conceição
Novena Da Imaculada ConceiçãoNovena Da Imaculada Conceição
Novena Da Imaculada Conceição
 
Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 4
Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 4Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 4
Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 4
 
Novena De Santa Marta
Novena De Santa MartaNovena De Santa Marta
Novena De Santa Marta
 
ordem nova ordem irmandade e fraternidade
ordem nova ordem irmandade e fraternidadeordem nova ordem irmandade e fraternidade
ordem nova ordem irmandade e fraternidade
 
Oração Pedindo Sabedoria E Discernimento
Oração Pedindo Sabedoria E DiscernimentoOração Pedindo Sabedoria E Discernimento
Oração Pedindo Sabedoria E Discernimento
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
Novena De Santo Onofre
Novena De Santo OnofreNovena De Santo Onofre
Novena De Santo Onofre
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Quadrado.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Quadrado.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Quadrado.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Quadrado.pptx
 
Carta de Cuaresma 2024 reflexion grupo 3 PT.pdf
Carta de Cuaresma 2024 reflexion grupo 3 PT.pdfCarta de Cuaresma 2024 reflexion grupo 3 PT.pdf
Carta de Cuaresma 2024 reflexion grupo 3 PT.pdf
 
Novena Do Seguimento De Cristo
Novena Do Seguimento De CristoNovena Do Seguimento De Cristo
Novena Do Seguimento De Cristo
 
Novena A São José
Novena A São JoséNovena A São José
Novena A São José
 
Oração Da Sobriedade
Oração Da SobriedadeOração Da Sobriedade
Oração Da Sobriedade
 
Orações Cristãs Diárias
Orações Cristãs DiáriasOrações Cristãs Diárias
Orações Cristãs Diárias
 
Reflexão para grupos sobre a carta de Quaresma 2024 Parte 1
Reflexão para grupos sobre a carta de Quaresma 2024 Parte 1Reflexão para grupos sobre a carta de Quaresma 2024 Parte 1
Reflexão para grupos sobre a carta de Quaresma 2024 Parte 1
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
 
Invocação À Luz
Invocação À LuzInvocação À Luz
Invocação À Luz
 
Apresentação da Campanha da Fraternidade 2024.pdf
Apresentação da Campanha da Fraternidade 2024.pdfApresentação da Campanha da Fraternidade 2024.pdf
Apresentação da Campanha da Fraternidade 2024.pdf
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
 
Lição 7 - O Ministério da Igreja - 18fev2024.pptx
Lição 7 - O Ministério da Igreja - 18fev2024.pptxLição 7 - O Ministério da Igreja - 18fev2024.pptx
Lição 7 - O Ministério da Igreja - 18fev2024.pptx
 
Novena A Santo Inácio De Loyola
Novena A Santo Inácio De Loyola Novena A Santo Inácio De Loyola
Novena A Santo Inácio De Loyola
 

Jornal da Trindade

  • 1. Edição: 167 - Ano III 10 e 11 de Setembro de 2011. O Perdão O perdão é um dos gestos mais difíceis de se O ensinamento de Jesus é muito claro quando praticar, pois uma ofensa recebida mexe com a ele diz que devemos perdoar não só “até sete estrutura da pessoa, com a sua intimidade mais vezes, mas até setenta vezes sete”. Em uma profunda e a fragiliza não só diante dos outros, explícita referência à vingança ilimitada, ou mas, sobretudo, dentro de si mesma, fazendo-a ao espírito vingativo, que está na sentença de experimentar um vazio tão grande, que parece Lamec, como vimos acima, Jesus contrapõe a essa nada poder preenchê-lo. Então, o ressentimento, sentença selvagem o perdão sem medida, como a mágoa, a dor na alma, o desejo de vingança se regra fundamental da vida cristã. tornam um peso, um fardo A história que se tamanho, que sobrecarrega segue no Evangelho deste quem insiste em carregá-lo domingo (Mt 18,21-35) é de aos ombros. um contraste absurdo. Um O perdão tem o poder homem que parece rico deve de preencher esse vazio e uma fortuna a seu Credor, eliminar o peso dos ombros, mas tem a dívida perdoada libertando a pessoa, bastando demonstrar um curando, das seqüelas que gesto de boa vontade. Esse a ofensa causa, de uma mesmo homem que foi agressão física ou moral, perdoado de toda sua dívida das selvagerias dos atos de tem também um credor, que desrespeito e de desamor, lhe deve uma ninharia, mas infelizmente tão comuns. é incapaz de perdoar-lhe a Jó dizia que Deus perdoa dívida, nem sequer lhe dá a “duas ou três vezes ao chance de uma negociação; homem” (33,29). Buscando é intolerante com o outro, a perfeição, ou a superação não admite nenhum tipo de si, Pedro pergunta a Jesus de espera, nem prazo. É se os seus discípulos podem mesquinho, um déspota, perdoar até sete vezes. um tirano, quando quem lhe Este já é, certamente, um deve, por pouco que seja a gesto excepcional. Jesus, porém, vai mais além, quantia, é outra pessoa. O final da história contada extrapolando o limite quantitativo do perdão, por Jesus todos conhecem. anulando, inclusive, o cântico de violência de Fica-nos a lição do Mestre: diante de Deus, Lamec, que dizia: “Caim será vingado sete vezes, somos sempre devedores, e nossa dívida não mas Lamec, setenta e sete vezes” (Gn 4,24). Jesus é pouca. Ele, porém, é sempre acessível e o seu responde exigindo de seus discípulos o perdão perdão, possível. Nenhuma lei O obriga. A sua ilimitado, através de uma cifra que vai muito além norma é a misericórdia. De igual modo, a nossa de qualquer circunstância, “setenta vezes sete”. relação com o outro, seja ele quem for, também Na verdade, Jesus reconhece a existência do não deve estar pautada apenas pelo rigor da lei, mal e dos malvados. Mas, embora o mal exista, mas orientada e conduzida pela compreensão que e também os malvados sejam aos montes, isso brota da fé, pela abertura do coração que acolhe não quer dizer que nós devemos cometer o mal e o menor sinal de reconciliação e elimina toda replicar os atos dos malvados. A existência do mal possibilidade de retaliação e vingança. Então, pelo não nos autoriza a cometê-lo nem justifica nosso nosso modo de ser, fiéis a Jesus Cristo, o que se procedimento mau. propaga não é o mal, mas o bem.
  • 2. Nos tempos primitivos da história bíblica, quando as populações eram pequenas, en- contramos diversos casos de pessoas que se casaram com parentes próximos. No caso de Jacó, foi uma alternativa para evitar que se casasse com uma mulher pagã, o que daria um grande desgosto à sua mãe Rebeca. Isaac chamou seu filho Jacó, abençoou-o e disse-lhe para ir à casa de seu tio materno Labão, e lá casar-se com uma de suas filhas, pois não deveria casar-se com uma mulher de Canaã. Esaú, o filho mais velho, vendo que Isaac não queria casamento dos filhos com cananeias, desposou uma prima: Maelet, filha de Ismael, neta de Abraão, em adição às mulheres que já tinha. (Gen 28, 1-9) São Nicolau de Tolentino Vamos Colorir Marina Campos Nicolau nasceu em Castel Sant’Angelo, diocese de Fermo, Itália, no ano de 1245. Um de seus biógrafos, frei Pedro de Monte Rubiano, conta que, desde a infância, Nicolau conhecia o espírito de penitência . Suas ocupações eram as orações, o jejum e uma enorme compaixão pelos menos favorecidos. Sua vida se resumiu nisso: penitência, amor e dedicação aos pobres, e uma fé incondicional em Jesus e na Virgem Maria. No início da adolescência foi acolhido pelos agostinianos de sua vila como oblato, discípulo que obedece as regras sem ter feito os votos perpétuos. Fez o noviciado em Sangirasio e foi ordenado sacerdote em Cingoli. Entre os anos de 1269 e 1275 passou por vários conventos até que se fixou na cidade de Tolentino. No convento de Tolentino, Nicolau amadureceu sua santidade e ficou conhecido como “o anjo do confessionário”. Frei Pedro, seu biógrafo, fornece uma relação de suas extraordinárias experiências místicas e dos prodígios realizados, como as ressurreições da menina Filipina de Fermo, de Tiaguinho Fatteboni e Venturino de Gigliolo. Nicolau possuía apenas uma túnica rota que “ Eu vejo o Senhor , meu Deus, junto com sua remendava como podia. Ficava a pão e água durante Santíssima Mãe e meu pai, Santo Agostinho. Foi quatro dias por semana. Dormia pouco, devido canonizado em 1446. O processo de canonização de passar muitas horas da noite em prece. Morreu aos são Nicolau de Tolentino confirmou a autenticidade 60 anos. de 301 milagres. Quarenta anos depois de sua morte Ao confrade que lhe perguntou a razão de tanta seu corpo foi encontrado incorrupto. Sua festa foi felicidade no momento de sua morte ele respondeu: mantida para 10 de setembro, dia de sua morte.
  • 3. Santos Padres O Maior “Best Seller” Quando um livro está entre os mais vendidos, existe São Policarpo uma expressão em inglês que identifica rapidamente a Um dos textos antigos mais famosos é “O Martírio preferência por essa leitura -- “best seller”. Esta semana de São Policarpo”. Nos próximos números do Vox temos à disposição a Feira Pan-Amazônica do Livro, vamos transcrevê-lo, para que vocês tenham contato cujo prefixo “pan” nos remete à idéia de uma grande com o verdadeiro testemunho da fé em Jesus Cristo, abrangência literária. O local é muito disputado, e todos como foi a vida e o martírio de São Policarpo. querem sair com pelo menos uma obra para desfrutar do ---. prazer da leitura. Coincidentemente, a Igreja Católica A Igreja de Deus, estabelecida em Esmirna, à Igreja celebra no mês de setembro o MÊS DA BÍBLIA. de Deus estabelecida em Filomélia e a todas as A Bíblia é o conjunto de livros sagrados reunidos comunidades da Igreja santa e universal, onde quer em uma única edição. No sumário poderia ser dito que esteja: a misericórdia, a paz e a caridade de apenas, “a Bíblia é Deus falando ao homem”! Em Deus Pai, de Jesus Cristo nosso Senhor, superabun- nossa paróquia da Trindade, um grande número dem em vós. de paroquianos está fazendo o Estudo Bíblico, ---. demonstrando interesse em desvendar, aprender, Escrevemo-vos, irmãos, a respeito dos mártires e interpretar e manusear esses livros onde existem tantos do bem-aventurado Policarpo, cujo martírio foi, por estilos e gêneros literários que supera a todo e qualquer assim dizer, o selo final, que pôs fim à perseguição. livro já escrito, sob todos os aspectos. É o maior “ Best Na verdade, quase todos os acontecimentos anterio- Seller” de todos os tempos, e sempre o será! res se efetuaram para que o Senhor nos mostrasse Se analisarmos a Bíblia sob ângulos geralmente do céu o martírio narrado no Evangelho. Policarpo abordados por críticos literários, observaremos que nos esperou tranquilamente ser entregue, como o seus cinco primeiros livros, há lindas narrativas do início Senhor, para que aprendêssemos, com seu exemplo, dos tempos em Gênesis, ação e emoção no Êxodo, um manual perfeito para os cultos no Levítico, e a continuação a não ter em mira somente o que nos concerne, mas de uma saga em Números. No Deuteronômio, o prelúdio também os interesses do próximo. Realmente, a com Deus é contextualizado. Seguem-se dezessete livros caridade verdadeira e firme consiste em não desejar históricos, personagens maravilhosos selecionados apenas a própria salvação, mas a dos irmãos. e eternizados nas próximas páginas, catalogados na ---. categoria “não-ficção”. Então a emoção é retomada Felizes, pois, e generosos todos estes mártires que a seguir nos sete Livros Sapienciais: os Louvores se deram conforme a vontade de Deus. Pois é dos Salmos, o Amor entre esposos no Cântico dos dever da nossa piedade tudo atribuir ao poder de Cânticos. A sensibilidade aflora. É pura poesia que Deus. Deveras, quem não admiraria a generosi- ensina Sabedoria. Então, sucedem-se aventuras e seres dade desses mártires, a sua paciência e amor ao extraordinários, batalhas e eventos fantásticos. São os Mestre? Dilacerados pelos açoites a ponto de se dezoito Livros Proféticos. Há um único protagonista no tornar visível a estrutura íntima da carne, das veias Antigo Testamento: Deus Criador! e das artérias, suportaram tudo com tal firmeza Aí a leitura ganha a sua apoteose; há uma grande que os circunstantes se compadeciam e choravam. virada na trama toda. Surge o mais esperado personagem, Eles, porém, chegaram a tanto heroísmo, que de aquele que vinha sendo anunciado para que a história nenhum se ouviu grito ou se viu lágrima. Assim, ganhasse mais consistência. Uma nova aliança se esses generosos mártires de Cristo mostraram que desenha em fatos espetaculares, não há dúvidas, tudo naquela hora em que sofriam não estavam mais no está confirmado! É o Novo Testamento! O personagem corpo; mais ainda, que o próprio Cristo, presente, central chega para dar ao leitor as maiores emoções já os consolava. Confiando unicamente na graça de sentidas: Ele chega pequenino, ornado em mistério, Cristo, desprezavam os sofrimentos do mundo fugas e perseguições. São capítulos, contando a história e, por uma hora de tormento, se resgatavam do mais linda já escrita. Não há como não se encantar: é uma castigo eterno. O fogo dos algozes parecia-lhes frio; história de amor, de renúncias, de prodígios, de morte e pois, querendo fugir do fogo que não se apaga, fi- de vida. Há traição, sangue e Paixão. Mas termina com a tavam com os olhos do coração os bens reservados mais fabulosa, espetacular e especial notícia. Bem, o fim aos que perseveram até o fim”. do livro faz parte do mistério. Segunda – 12/09 - Dt 10,12-22 / Sl 147 (148) / Mt 17,22-27 Terça – 13/09 - Dt 31,1-8 / Sl Dt 32,3-4a. 7. 8. 9.12 / Mt 18,1-5.12-14 Quarta – 14/09 - 2Cor 9,6-10 / Sl 111 (112) / Jo 12,24-26 Quinta – 15/09 - Js 3,7-10a.11.13-17 / Sl 113 (114) / Mt 18,21-19,1 Sexta – 16/09 - Js 24,1-13 / Sl 135 (136) / Mt 19,3-12 Sábado – 17/09 - Js 24,14-29 / Sl 15 (16) / Mt 19,13-15 Dom. – 18/09 - Is 56,1.6-7 / Sl 66 (67) / Rm 11,13- / Mt 15,21-28
  • 4. “ O Senhor é bondoso, compassivo e carinhoso”. Salmo 102(103) Preparação para a Vida Matrimonial O próximo Curso de Noivos da Paróquia acontecerá nos dias 24 e 25 do mês em curso, no auditório do Centro Paroquial. No dia 24 (sábado), das 13h30 às 19h, e no dia 25 (domingo), das 7h30 até o término da celebração da missa das 11h30. As inscrições estão abertas na secretaria da igreja. Convite No dia 19 de setembro, segunda-feira, às 19h30, no auditório do Centro Social Monsenhor Geraldo Menezes, a Irmã Ângela Tutas fará uma palestra sobre o tema “Amor na Família Hoje”. Inscrições pelos telefones 3252- 3831/3222-6330 (Zebina) e 3276-4390/ 81125500 (Carol). Terço dos Homens O Terço dos Homens acontece toda terça-feira, às 20 h, no Centro Paroquial. Venha desfrutar desse momento de profunda devoção mariana vivenciada pelos homens de nossa paróquia. Caminhada Mariana A nossa 2ª Caminhada Mariana será no dia 24 de setembro. A concentração será na praça da Igreja e a saída às 8h, com os fiéis percorrendo as ruas com cânticos e orações, acompanhando com alegria e fervor a imagem peregrina de N. Sra. de Nazaré. Enfeitem as janelas de suas residências com vasos de flores e toalhas brancas, no trajeto da caminhada. Peregrinações de Nossa Senhora Os núcleos de oração estão fazendo os encontros em preparação ao Círio de Nazaré. Seria bom que em todos os condomínios houvesse um momento de oração com as famílias, para preparar a nossa grande festa em honra de Nossa Senhora. Nas bodas de Caná, Jesus pediu para encherem com água as talhas, para transformá-la em vinho e garantir a continuidade da alegria da festa. Permitiu com isso, que o homem tivesse também a alegria e a honra de cooperar, para o milagre. A água é, assim, fonte de vida e fonte de alegria. O dízimo também.