O slideshow foi denunciado.

Geo 12 rochas sedimentares - arquivos históricos da terra ii

2.818 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Geo 12 rochas sedimentares - arquivos históricos da terra ii

  1. 1. Rochas Sedimentares –arquivos históricos da Terra - II
  2. 2. Nuno Correia 10/11 2
  3. 3. Nuno Correia 10/11 3
  4. 4. Nuno Correia 10/11 4
  5. 5. “There´s nothing like geology.” Nuno Correia 10/11 5
  6. 6.  Os estratos sedimentares formam-se horizontalmente, isto é, os sedimentos depositam-se horizontalmente à medida que vão chegando à bacia de sedimentação, por efeito gravítico. Nuno Correia - 10/11
  7. 7.  Numa sequência estratigráfica não deformada, um estrato mais recente sobrepõe-se a um estrato mais antigo, o que significa que os estratos serão tanto mais antigos, quanto mais profundos se encontrarem. Nuno Correia - 10/11
  8. 8. Foto cedida por Paula AbreuNuno Correia 10/11 8
  9. 9.  dois estratos que contenham o mesmo fóssil de idade, apresentam a mesma idade (e tiveram a sua origem em ambientes semelhantes.) Nuno Correia - 10/11
  10. 10. Nuno Correia 10/11 10
  11. 11.  Na Natureza, não há "fósseis bons" e "fósseis maus".  Estabelecer uma divisão rígida entre fósseis que são indicadores de idade e fósseis que são inúteis para datação é um procedimento artificial e totalmente desprovido de fundamento.  Todos os fósseis encerram algum tipo de informação estratigráfica, temporal, e como tal os fósseis de qualquer grupo taxonómico, em circunstâncias propícias, podem desempenhar o papel de “óssil f índice” . Silva, C.M. da (2008) - Temas de Paleontologia: Fóssil índice. Acessível em http://webpages.fc.ul.pt/~cmsilva/Nuno Correia 10/11 11
  12. 12. 1 - Ter distribuição estratigráfica tão estreita quanto possível.2 - Ter distribuição geográfica tão ampla quanto possível.3 - Existir em grande quantidade.4 - Apresentar características morfológicas distintivas. Nuno Correia 10/11 12
  13. 13. Nuno Correia 10/11 13
  14. 14. A não existência de formas fósseis intermédias foi explicada como resultado de lacunas estratigráficas, isto é, ausência de uma ou várias camadas sedimentares que foram eliminadas pelos agentes erosivos ou que nem sequer se chegaram a constituir devido às condições de sedimentação.Nuno Correia - 10/11
  15. 15. Nuno Correia 10/11 15
  16. 16.  Em diferentes pontos da Terra, pode haver a mesma sequência estratigráfica, isto é, há correlação entre estratos distanciados lateralmente. Nuno Correia - 10/11
  17. 17. Nuno Correia 10/11 17
  18. 18. Nuno Correia 10/11 18
  19. 19.  Um fragmento incorporado num outro, é mais antigo que este. Nuno Correia - 10/11
  20. 20. Mais antigo ContemporâneoNuno Correia - 10/11
  21. 21. Nuno Correia - 10/11
  22. 22. Nuno Correia - 10/11
  23. 23.  Estruturas geológicas que intersectam outras (como as fracturas, as falhas e as intrusões magmáticas), são mais recentes que estas. Nuno Correia - 10/11
  24. 24. Nuno Correia - 10/11
  25. 25. Nuno Correia - 10/11
  26. 26. Nuno Correia - 10/11
  27. 27. Nuno Correia 10/11 27
  28. 28.  os fenómenos geológicos existentes na actualidade são idênticos aos que ocorreram no passado, por isso os acontecimentos geológicos do passado podem ser explicados pelos processos naturais que se observam na actualidade. Nuno Correia - 10/11
  29. 29. Nuno Correia 10/11 29
  30. 30. Nuno Correia - 10/11
  31. 31. Nuno Correia 10/11 31
  32. 32. Nuno Correia 10/11 32
  33. 33. Nuno Correia 10/11 33
  34. 34. Nuno Correia 10/11 34
  35. 35. Designado também por fóssil de paleoambientes, constitui um fóssil de um ser que viveu em condições ambientais muito restritas. Os fósseis de fácies são muito importantes por permitirem reconstruir os ambientes em que, no passado, as rochas onde se encontram foram geradas. Informam sobre as condições ambientais e as variações climáticas do meio através dos tempos geológicos.Nuno Correia 10/11 35
  36. 36. Nuno Correia 10/11 36
  37. 37. Fóssil de coral cretácico.Parede de edifício. Rua doAlecrim. Lisboahttp://webpages.fc.ul.pt/~cmsilva/Paleourbana/Paleourbana.htm Nuno Correia 10/11 37
  38. 38. Nuno Correia 10/11 38
  39. 39. Nuno Correia 10/11 39
  40. 40. Nuno Correia 10/11 40
  41. 41. Nuno Correia 10/11 41
  42. 42. Nuno Correia 10/11 42

×