Geo 2 OcupaçãO AntróPica E Problemas De Ordenamento Zonas Costeiras

6.597 visualizações

Publicada em

1 comentário
8 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.597
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
194
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
485
Comentários
1
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Geo 2 OcupaçãO AntróPica E Problemas De Ordenamento Zonas Costeiras

  1. 1. GEOLOGIA - 11 Ocupação antrópica e problemas de ordenamento – Zonas Costeiras
  2. 2. A ocupação antrópica levou a grandes alterações paisagísticas, o que tem levado à deterioração ambiental. Albufeira Ofir 2 Nuno Correia 09/10
  3. 3. 3  Cerca de dois terços da superfície da Terra são ocupados pelo mar.  A energia das ondas, das correntes e das marés é um importante factor modelador. Cabo Mondego Nuno Correia 09/10
  4. 4. Acção do Mar 4  Erosão  Transporte  Deposição Boca do Inferno - Cascais Nuno Correia 09/10
  5. 5. Erosão 5  Desgaste provocado pelo impacto da água Armação de Pêra – Abrasão marinha. Nuno Correia 09/10
  6. 6. Tipos de Litoral 6 Falésia ou arribas Praias Cabo Mondego Cortegaça Nuno Correia 09/10
  7. 7. 7 Nuno Correia 09/10
  8. 8. Plataforma de abrasão 8  Região que corresponde à superfície litoral aplanada pela acção conjunta do ataque directo das ondas do mar na base das arribas. Plataforma de abrasão com “marmitas de gigante” em Olhos de Água. Nuno Correia 09/10
  9. 9. Marmitas de Gigante 9 Nuno Correia 09/10
  10. 10. Erosão depende da natureza das rochas 10 Arenito Praia da Falésia - Açoteias Nuno Correia 09/10
  11. 11. 11 Leça de Palmeira Granitos e Gnaisses Nuno Correia 09/10
  12. 12. Estrutura Geológica 12 A estrutura geológica (orientação dos planos de estratificação) favorece a instabilidade da arriba. São Pedro de Moel Nuno Correia 09/10
  13. 13. Erosão Litoral Arenoso Rochoso Recuo das arribas Factores condicionantes Tipos de Rochas Grau de meteorização Estrutura Geológica 13 Nuno Correia 09/10
  14. 14. Arribas Fósseis 14 Nuno Correia 09/10
  15. 15. Transporte 15 Nuno Correia 09/10
  16. 16. Formas de deposição 16 Nuno Correia 09/10
  17. 17. Praia 17 Nuno Correia 09/10
  18. 18. Restinga 18 Nuno Correia 09/10
  19. 19. 19 Cabedelo do Rio Minho, junto a Caminha. Nuno Correia 09/10
  20. 20. Tômbolo 20 Ilha do Baleal - Peniche Nuno Correia 09/10
  21. 21. 21 Nuno Correia 09/10
  22. 22. Ilha Barreira 22 Ilha de Faro Nuno Correia 09/10
  23. 23. Litoral 23 Nuno Correia 09/10
  24. 24. Transgressões e regressões 24 São fenómenos Naturais !!! Terraços marinhos - Lavadores Nuno Correia 09/10
  25. 25. Questão de aula 25 "Durante uma transgressão ocorre um aumento da biodiversidade." Comente a afirmação. Nuno Correia 09/10
  26. 26. Erosão Costeira – riscos associados 26 ampliados pela acção humana Azenhas do Mar Cortegaça Vale do Lobo Esposende S. Bartolomeu do Mar Nuno Correia 09/10
  27. 27. Zonas de maior risco 27 Causas da erosão costeira Subida do Retenção de nível do mar sedimentos nas bacias hidrográficas Global Pontual Nuno Correia 09/10
  28. 28. 28 O litoral é uma zona dinâmica que evolui naturalmente, modificando-se. Queda da Falésia em Albufeira - 2009 Nuno Correia 09/10
  29. 29. Causas antrópicas 29  Ocupação da faixa litoral com construções.  Diminuição da quantidade de sedimentos.  Destruição de defesas naturais. Praia do Carvoeiro Esposende Dunas Nuno Correia 09/10
  30. 30. Ocupação da faixa litoral 30 Azenhas do Mar Nuno Correia 09/10
  31. 31. Diminuição da quantidade de sedimento 31 Nuno Correia 09/10
  32. 32. Destruição de defesas naturais 32 São Bartolomeu do Mar - Esposende Uma praia de areia deu lugar a uma praia de calhaus. Nuno Correia 09/10
  33. 33. Medidas de prevenção 33  Obras de engenharia  Retirada estratégica  Estabilização de arribas  Alimentação artificial das praias com inertes  Recuperação das dunas Nuno Correia 09/10
  34. 34. Obras de engenharia 34  Paredões  Esporões  Quebra-mares Nuno Correia 09/10
  35. 35. Paredões / enrocamentos 35  Estruturas longitudinais, desenvolvendo-se ao longo da praia. Nuno Correia 09/10
  36. 36. Esporões ou Molhes 36  Obras de protecção perpendiculares à costa. Nuno Correia 09/10
  37. 37. Quebra-mares 37  Estruturas longitudinais destacadas, geralmente paralelas à linha de costa. Nuno Correia 09/10
  38. 38. Efeitos negativos 38 É uma solução localmente eficaz, mas que causa distúrbios na dinâmica litoral a nível regional. Para além de ser uma solução muito dispendiosa, ela própria pode ser uma causa para o aumento da erosão litoral. Nuno Correia 09/10
  39. 39. Retirada estratégica 39  desocupar a faixa costeira que previsivelmente virá a ser perturbada nas próximas décadas, transferindo para local seguro as construções mais importantes e destruindo as menos importantes.  Do ponto de vista ambiental é, talvez, a solução mais correcta, pois deixa a Natureza funcionar naturalmente. Nuno Correia 09/10
  40. 40. Estabilização de arribas 40 Nuno Correia 09/10
  41. 41. Alimentação com inertes 41 Nuno Correia 09/10
  42. 42. Recuperação das Dunas 42 Nuno Correia 09/10

×