Geo 14 - Génese

655 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
655
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Geo 14 - Génese

  1. 1. Génese das rochas magmáticas
  2. 2.  Numa rocha magmática, a génese dos diferentes minerais não é simultânea, porque os minerais têm diferentes temperaturas de cristalização. Nuno Correia 10/11 2
  3. 3.  Tempo Espaço disponível Temperatura Nuno Correia 10/11 3
  4. 4.  As partículas organizam-se ordenadamente nas diferentes direcções do espaço, o que determina um crescimento harmónico. Nuno Correia 10/11 4
  5. 5.  Formada por  Fiadas de partículas ordenadas ritmicamente segundo diferentes direcções do espaço. Nuno Correia 10/11 5
  6. 6. Nuno Correia 10/11 6
  7. 7. Nuno Correia 10/11 7
  8. 8. FluoriteNuno Correia 10/11 8
  9. 9.  As propriedades físicas dos minerais resultam da sua composição química e das suas características estruturais.A clivagem ocorreparalelamente aosplanos mais densos ecom mais espaço Clivagem na Fluorite Nuno Correia 10/11 9
  10. 10.  Revela-nos que as forças de coesão do plano que se separam são muito fortes, enquanto as perpendiculares às mesmas são débeis. Nuno Correia 10/11 10
  11. 11.  A forma poliédrica é uma consequência do arranjo interno das partículas. Euédrico Nuno Correia 10/11 11
  12. 12.  Estrutura desordenada semelhante ao estado líquido. Nuno Correia 10/11 12
  13. 13. Moldavite – Vidro natural. Formadodurante um impacto meteorítico Vidro distorcido Nuno Correia 10/11 13
  14. 14. Nuno Correia 10/11 14
  15. 15. Nuno Correia 10/11 15
  16. 16. Olivina Piroxenas Anfíbolas BiotitePlagioclases Moscovite Feldspato Quartzo Nuno Correia 10/11 16
  17. 17. Isos = mesmo + morphé = forma Labradorite Nuno Correia 10/11 17
  18. 18. Forsterite Faialite Nuno Correia 10/11 18
  19. 19. Albite Anortite Nuno Correia 10/11 19
  20. 20. Polys = vários+ morphé = forma Aragonite Calcite Nuno Correia 10/11 20
  21. 21. Nuno Correia 10/11 21
  22. 22. Nuno Correia 10/11 22
  23. 23. Nuno Correia 10/11 23
  24. 24. Nuno Correia 10/11 24
  25. 25. Nuno Correia 10/11 25
  26. 26. Granito XenólitoNuno Correia 10/11 26
  27. 27. Lavadores – Gaia - Xenólitos. Nuno Correia 10/11 27
  28. 28. Nuno Correia 10/11 28
  29. 29. Lavadores – Gaia - fenocristais rosados com uma orla exterior branca, representandouma textura rapakivi. Nuno Correia 10/11 29
  30. 30. Nuno Correia 10/11 30
  31. 31. Nuno Correia 10/11 31
  32. 32. Nuno Correia 10/11 32
  33. 33. Nuno Correia 10/11 33
  34. 34. Nuno Correia 10/11 34
  35. 35. Lavadores – Gaia – Filão. Filões róseos de grão fino que cortam o granito. Estas estruturas são em geral de pequena espessura, apresentando uma atitude horizontal ou levemente inclinadas (sub-horizontais) (Teixeira, 1970). A natureza destes filões é considerada aplítica ou aplito-pegmatítica e os minerais que os constituem são basicamente o feldspato e quartzo.Nuno Correia 10/11 35
  36. 36. XenólitoPrincípios :• Inclusão• Intersecção Filão Nuno Correia 10/11 36
  37. 37. Nuno Correia 10/11 37
  38. 38. Estas estruturas que parecem demonstrar um fluxo magmático são caracterizadas pela disposição alternada de faixas escuras, essencialmente de constituição biotítica, e outras mais claras, assim como pela orientação de megacristais, alinhados de um modo concordante com as faixas mencionadas (Teixeira, 1970).Nuno Correia 10/11 38
  39. 39. Nuno Correia 10/11 39
  40. 40. Fluxo magmático caracterizad0 pela disposição alternada de faixas escuras, essencialmente de constituição biotítica, e outras mais claras, assim como pela orientação de megacristais, alinhados de um modo concordante com as faixas mencionadas (Teixeira, 1970).Nuno Correia 10/11 40
  41. 41. Nuno Correia 10/11 41
  42. 42. Nuno Correia 10/11 42
  43. 43. Lavadores - GaiaNuno Correia 10/11 43
  44. 44. Nuno Correia 10/11 44
  45. 45. Nuno Correia 10/11 45
  46. 46. Nuno Correia 10/11 46
  47. 47. Nuno Correia 10/11 47
  48. 48. Nuno Correia 10/11 48
  49. 49. Nuno Correia 10/11 49
  50. 50. Nuno Correia 10/11 50
  51. 51. Olivina Piroxenas Anfíbolas BiotitePlagioclases Moscovite Feldspato Quartzo Nuno Correia 10/11 51
  52. 52. Nuno Correia 10/11 52
  53. 53. Nuno Correia 10/11 53
  54. 54. Nuno Correia 10/11 54
  55. 55. Nuno Correia 10/11 55
  56. 56. Nuno Correia 10/11 56
  57. 57. Nuno Correia 10/11 57
  58. 58. Nuno Correia 10/11 58
  59. 59. Nuno Correia 10/11 59
  60. 60. Nuno Correia 10/11 60
  61. 61. Granito Róseo. Louvre. ParisNuno Correia 10/11 61
  62. 62. Nuno Correia 10/11 62
  63. 63. Nuno Correia 10/11 63
  64. 64. Nuno Correia 10/11 64
  65. 65. Nuno Correia 10/11 65
  66. 66. Nuno Correia 10/11 66
  67. 67. Nuno Correia 10/11 67

×