Vencendo os medos

606 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
606
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vencendo os medos

  1. 1. http://www.efadaptada.com.br Silva, T. e R. F. Silva. Metodologias utilizadas pelos professores de educação física escolar para inclusão de crianças com necessidade especiais. Movimento & Percepção, v.10, n.4, Jan./jun., p.193-209. 2009. Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs): Terceiro e Quarto ciclos do Ensino Fundamental. Educação Física. Brasília, BRASIL, 1998b. PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS: Adaptações Curriculares, Brasília: MEC SEF/SEESP, 1999. VENCENDO OS MEDOS É comum a criança com deficiência visual sentir desconforto e até medo de mexer com alguns materiais, como cola. Mostre que você mesmo costuma tocar no material em questão, estimulando-a a fazer o mesmo para mostrar que não há mal nenhum em manipular e se sujar. BRINCADEIRA EM DUPLA Nas aulas de Educação Física, privilegie atividades feitas ao pares, como o pique-pedra, em que as duplas têm de correr para não serem pegas e virarem estátua. Assim o colega ajuda na orientação espacial do aluno cego. CAIXA MÁGICA Para criar um vínculo de confiança com o aluno, o professor prepara uma caixa cheia de objetos do cotidiano, como retalhos de pano, pedaços de plástico, perfume, pó de café, palha de aço e formas geométricas. O aluno com deficiência visual será convidado a, periodicamente (pode ser todo dia), pegar uma das coisas e descrevê-la diante da classe. Disciplina: Educação Física Conteúdo: Jogos cooperativos Ano de ensino: 4º ano / 9 anos Tema: Pique-bandeira. Objetivo: Desenvolver a coordenação motora ampla, a velocidade e a percepção de espaço. Estimular a cooperação e a união em grupo, utilizando a estratégia como auxílio da atividade. Proporcionar a aproximação dos alunos, assim como a comunicação entre eles. Permitir que os alunos se toquem e tenham maior afinidade. Material: Duas bandeiras ou duas bolas. Conhecimento prévio: Conhecimento das regras do jogo e do espaço utilizado.
  2. 2. Atividade motivacional: Equilibrar os grupos, podendo até formar grupos de meninos e meninas separados. Encaminhamento metodológico: Separam-se os alunos em dois grupos que deveram esta em dupla e delimita-se o espaço em que acontecerá o jogo (podendo ser a quadra de handebol, por exemplo). Solicita-se que os grupos posicionem-se em cada metade do espaço ou quadra, alongase e coloca-se uma bandeira em cada extremidade. Os alunos terão de cruzar a metade ocupada pelo outro grupo, capturar a bandeira que lhes pertence e retornar à sua metade. Assim que os alunos cruzam a metade da quadra, os integrantes do grupo pertencentes àquele espaço poderão colá-los. Os alunos colados poderão ser descolados pelas duplas livres do seu grupo. Marca o ponto o grupo que recupera sua bandeira e posiciona-se na sua metade com todos os integrantes (não pode haver alunos colados). Plano de Aula: Adaptação Para Deficientes Visuais Pique Palmas OBJETIVO: -Inclusão de alunos com deficiência visual nas aulas de Educação Física. CONTEÚDOS: - atividade com algumas adaptações para alunos com deficiência visual; - socialização dos alunos; METODOLOGIA: Primeiramente, deve-se delimitar a área onde será realizada a atividade, em seguida é importante percorrer esse local delimitado com o aluno deficiente visual (DV), para que esse faça o reconhecimento. A atividade em si, é o pique-pega tradicional, com algumas adaptações para alunos com deficiência visual. 1- Quando o pegador for um DV todos os outros alunos deverão correr batendo palmas, para auxiliar na localização dos mesmos. 2- Quando o pegador for um dos outros alunos que não possui deficiência visual, o mesmo deverá correr com uma bola de guisos, facilitando sua localização pelo colega com deficiência visual, auxiliando assim seu deslocamento. RECURSOS: -Sala de aula, quadra ou pátio. AVALIAÇÃO: O professor perguntará aos alunos como eles se sentiram com atividade, deve-se avaliar se todos os alunos conseguiram se familiarizar com a mesma. Referências: Bruna Vieira Braga, 23 - Vitória, Espírito Santo, Brasil - E-mail: bruanbrag@yahoo.com.br.
  3. 3. Disponível em: http://www.cdof.com.br/aulas27.htm#20 Plano de Aula PLANO DE AULA DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLA: Escola. Estadual. DIFEEDUC TURMA: 41 D SÉRIE: 4º série PROFESSORES: Samanta Maciel, Greici Kelly Aires e Josimar Philippsen DATA: 040609 IDADE: 9 à 10 anos OBJETIVO GERAL Realizar atividades que exercitem habilidades motoras, cognitivas e sociais, através de brincadeiras lúdicas envolvendo á cooperação e interação. OBJETIVOS ESPECÍFICOS lEstimular a cooperação e integração; lDesenvolver a atenção e coordenação de movimentos corporais; lTrabalhar a lateralidade; MÉTODO Global
  4. 4. RECURSOS lMateriais como: vendas, bola especial, rádio, caixa com objetos. ATIVIDADES lParte Inicial: 10 minutos lRodinha social: Na rodinha social iremos falar das atividades que serão trabalhadas neste dia. lAtividade de Aquecimento: pega-pega paralítico DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE Iremos pedir um voluntário para ser o pegador e outro para ser o “anjo” e colocaremos vendas nestes dois alunos que representarão os deficientes visuais. Quando um/a aluno/a for pego, terá que ficar paralisado de pernas abertas esperando que o “anjo” venha salvá-lo para que possa continuar na brincadeira, esse anjo terá que passar debaixo de suas pernas. Depois iremos trocar o pegador e o anjo, para que quase todos possam participar da experiência de ser vendado. ·Parte principal: 25 minutos ·Brincadeiras: Girando os círculos com música e Brincando com bolas especiais DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE GIRANDO OS CÍRCULOS COM MÚSICA Os alunos formam dois círculos, um dentro do outro. No círculo do meio alguns alunos/as estarão com os olhos vendados. Ao início da música os círculos começam a girar em sentidos opostos um do outro, sendo que um vai para direita e o outro para esquerda. Ao parar a música, os alunos param em frente a um colega e usando o tato deverão tentar adivinhar quem é, e falar o nome em voz alta. DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE BRINCANDO COM BOLA ESPECIAIS Com uma bola adaptada para deficientes visuais, vamos fazer uma atividade onde dividiremos o grupo em duplas. Será feita uma goleira na sala de aula e um integrante de cada dupla será vendado e tentará fazer o gol somente com a ajuda do seu parceiro, que dará instruções de lateralidade. ·Parte final: 10 minutos
  5. 5. ·Brincadeira: Caixa com objetos DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE Alunos sentados em círculo, ao centro uma caixa com diversos objetos. O/a professor/a escolherá um aluno que será vendado e dirá para ir até a caixa e pegar um objeto, começa a manuseá-lo e deverá adivinhar do que se trata. ·Rodinha social: Na rodinha social iremos refletir sobre as atividades desenvolvidas em aula. Fonte: Samanta Maciel,Greici Kelly Aires, Josimar Philippsen

×