Artigoclaudia

214 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
214
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Artigoclaudia

  1. 1. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Programa de Formação Continuada Mídias na Educação Fundação Universidade Federal de Rondônia - UNIR MÍDIA NA EDUCAÇÃO, UMA EXPERIÊNCIA NAS CLASSES MULTISSERIADAS NO MUNICÍPIO DE ARIQUEMES-RO Por Claudia Alves Mendes Silva – email claudia_semec@hotmail.com Orientador Prof. Drd. Sérgio Rodrigues Alves – contatos@profsergio.net Ji - Paraná - RO
  2. 2. INTRODUÇÃO Educar parece caminhar com a necessidade de fazê-lo de forma atrativa, contextualizada, dinâmica e outros desafios. Com o proliferação das TICs – Tecnologias da Informação e Comunicação, juntamente com a massificação dos Meios de Comunicação (MÍDIAS) e a conseqüente velocidade da informação, o professor se depara com necessidades adicionais em seu ofício, dentre elas: Ser inovador, inclusivo, “multimídia”, articulado com recursos tecnológicos e midiáticos. O tema mídia na educação, uma experiência nas classes multisseriadas no município de Ariquemes - RO, é considerado inovador às educadoras que atuam nessas escolas e precisam ser incluídas digitalmente, lidar com recursos tecnológicos/midiáticos e aplicá-los em sua prática pedagógica. Um grande desafio para quem vive em comunidades distantes dos centros urbanos, o que motivou uma a pesquisa participativa e por conseguinte a aplicação pedagógica.
  3. 3. OBJETIVOS Objetivo Geral Capacitar professoras que atuam no meio rural em classes multisseriadas do município de Ariquemes – RO, para a utilização integrada de alguns Recursos Tecnológicos (Computador e Câmera fotográfica) e Mídias (Rádio, Internet e Jornal Impresso), afim de enriquecer as atividades escolares considerando as peculiaridades das escolas do campo.
  4. 4. Objetivos Específicos •Levantar dados da comunidade servida pelas salas multisseriadas, tabulá-los já como forma de familiarizar os cursistas com softwares (planilhas eletrônicas e processadores de textos). •Promover a articulação conceitual “educador/recurso tecnológico/conteúdo/educando”, a partir da analise dos resultados da pesquisa contextualizados em propostas de atividades escolares com uso das mídias. •Capacitar as educadoras para o uso didáticopedagógico de Mídias e Recursos Tecnológicos na Educação, através de Mini-curso de inclusão digital e Mini-curso de fotografia e vídeo. (“Integração de recursos tecnológicos e mídias”).
  5. 5. Objetivos Específicos (continuação) •Promover a articulação prática “educador/recurso tecnológico/conteúdo/educando”, a partir da aplicação dos conhecimentos adquiridos na capacitação (demonstrar entre si atividades usando mídias, considerando a adequação a realidade das escolas em que atuam, conteúdos e currículo escolar). •Produzir jornal impresso sobre o trabalho das escolas multisseriadas, e circulá-lo nas escolas e comunidade, para ajudar a construir a identidade das escolas do campo. (“Desafio”).
  6. 6. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA A Constituição Federal, indica no Art. 205: “A educação, direito de todos e dever do Estado e da Família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando o pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho”. Conforme LEVY (1996, p.16), “A era da informação, atualmente conhecida como sociedade do conhecimento, é caracterizada pela virtualização do ser humano: pelos vetores da flexibilidade, deterioração e rapidez do processo de informação”. De acordo com LDB (Art. 28. p.11): “Na oferta de Educação básica para população rural, os sistemas de ensino promoverão as adaptações necessárias e a sua adequação as peculiaridades da vida rural e de cada região especialmente”.
  7. 7. METODOLOGIA: Caracterização •Tipo de estudo: Aplicação Pedagógica e pesquisa participativa. • Local da aplicação: Centro tecnológico da prefeitura municipal de Ariquemes – RO. • Período da aplicação: 06/08 a 01/09/2010, totalizando 20 horas (oficinas/mini-cursos). • Participantes e critérios de inclusão: Todas as professoras das 11 (onze) salas multisseriadas unidocentes existentes no município de Ariquemes – RO.
  8. 8. METODOLOGIA: Fluxo de Procedimentos
  9. 9. RESULTADOS Fator Relacionado Alcançado (sim/não) Integração de recursos tecnológicos. Computador e câmera fotográfica.  Integração de mídias. Rádio, Internet e Jornal Impresso.  Enriquecimento das atividades escolares por meio de novos formatos e usos da mídia impressa (mais disponível nas escolas multissereiadas). Jornal escolar (informativo), palavras cruzadas e caça palavras (lúdicocognitivo).  Objetivo Articulação conceitual e prática dos elementos: “educador/recurso_tecnológico /conteúdo/ educando” percebida em atividades como: -Matemática e geografia = Gráficos e tabelas. -História = Linha do tempo. -Português = Informativos, receitas e contos. Superação de desafio “desafio” como forma de avaliação: Elaboração de jornal impresso sobre o trabalho das escolas multisseriadas. Apêndice-B Apêndice-C Apêndice-E  
  10. 10. CONCLUSÃO A pesquisa participativa aliada a aplicação pedagógica, propiciou o envolvimento dos alunos e comunidade no processo investigativo. Ao produzir “materiais contextualizados” a realidade das escolas campesinas multisseriadas, a partir da análise dos dados obtidos na pesquisa, gerou-se um incentivo para que as educadoras buscassem a cada etapa dominar com mais segurança os recursos tecnológicos e midiáticos para aplicá-los em sua prática pedagógica. A publicação do trabalho realizado, através do jornal impresso deu consistência ao esforço e a dedicação das pessoas envolvidas no projeto, além de ajudar na construção da identidade das escolas do campo. Acredita-se que essa iniciativa foi um dos primeiros passos das escolas multisseriadas do município de Ariquemes rumo a inclusão das comunidades campesinas no uso consciente das tecnologias disponíveis para enriquecer o trabalho pedagógico.
  11. 11. REFERÊNCIAS BRASIL. Lei nº. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 20 de dezembro de 1996, 185º da Independência e 108º da República. BRASIL. Constituição da Republica Federativa do Brasil. Brasília, 1988. CALDAS, Graça. Mídia, escola e leitura crítica do mundo. In: Educ. Soc., Campinas, vol. 27, n. 94, p. 117-130, jan./abr. 2006 Disponível em <http://www.cedes.unicamp.br> ISSING, Ludwing J. Conceitos básicos de Didática para Multimídia. Disponível em: < http://www.penta.ufrgs.br/edu/teleduc/tdidmult.htm > Acesso em 20 out. 2010. KELLNER, D. A cultura da mídia. São Paulo: EDUSC, 2001. LEVY, Pierre. As Tecnologias da Inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. Rio de Janeiro: Ed. 34 1993. MASETTO, M. T. Novas tecnologias e mediação pedagógica. 3 ed. Campinas: Papirus, 2001. SAVIANI, D.; LOMBARDI, J. C. Marxismo e educação: debates Contemporâneos. Campinas: Autores Associados, 2005.
  12. 12. APÊNDICES
  13. 13. APÊNDICES
  14. 14. APÊNDICES
  15. 15. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Programa de Formação Continuada Mídias na Educação Fundação Universidade Federal de Rondônia - UNIR MÍDIA NA EDUCAÇÃO, UMA EXPERIÊNCIA NAS CLASSES MULTISSERIADAS NO MUNICÍPIO DE ARIQUEMES O B R I G A D O! Contatos: CLÁUDIA ALVES MENDES SILVA– email claudia_semec@hotmail.com Nota: Esta apresentação e o artigo relativo a mesma estão disponíveis em www.profsergio.net/midias.htm

×