A era napoleônica 2013

632 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
632
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A era napoleônica 2013

  1. 1. A Era Napoleônica:1799 - 1815
  2. 2. Napoleão Bonaparte:
  3. 3. • Desde 1794, após a derrubada deRobespierre, a burguesia havia retomado ocontrole da revolução, no entanto o novogoverno - o Diretório - enfrentava sucessivasrevoltas internas, organizadas por grupospopulares de tendência jacobina, assim comoa ameaça externa, representadaprincipalmente pela Áustria.
  4. 4. • Essa situação não representava apenas umaameaça ao poder da burguesia, masprincipalmente às suas conquistas sociais eeconômicas.• Os movimentos populares representavamuma ameaça direta aos privilégios burgueses,enquanto que a Áustria pretendia recolocarno poder um rei com poderes absolutos naFrança.
  5. 5. • Através da ação do exército, a burguesiabuscou estabelecer no país um governoestável, forte, que eliminasse a possibilidadede participação política da plebe de Paris e deseus líderes "radicais". Somente um governomilitarizado poderia garantir as conquistasburguesas da revolução.
  6. 6. • Napoleão Bonaparte, líder do golpe, nasceuna Córsega, em 1769 e ficou conhecido pelasua invejável habilidade militar e suacapacidade de vencer batalhas que pareciamestar praticamente perdidas. Em poucotempo, a população francesa reconheceu emsua imagem a figura de um herói defensor doideal revolucionário.
  7. 7. • Castigada pelas crises internas, a burguesia viuem Napoleão a oportunidade perfeita paraque os problemas políticos acabassemhouvesse desenvolvimento econômico. Porisso, em 1799, Bonaparte teve o apoio políticonecessário para derrubar o Diretório eorganizar o Consulado.
  8. 8. O Consulado - 1799 a 1804 :• O governo do consulado foi instalado depoisda queda do Diretório. O consulado possuíacaráter republicano e militar. No poderExecutivo, três pessoas eram responsáveis:dois cônsules e o próprio Napoleão(Napoleão, Roger Ducos e Sieyés). Apesar dapresença de outros dois cônsules, quem maisdispunha de influência e poder era o próprioNapoleão, que foi eleito primeiro-cônsul daRepública.
  9. 9. • No consulado, a burguesia detinha o poder eassim, foi consolidada com o grupo central daFrança. A forte censura à imprensa, a açãoviolenta dos órgãos policiais e a repressão àoposição ao governo colocaram em questãoos ideais de “liberdade, igualdade efraternidade” características da RevoluçãoFrancesa.
  10. 10. • Entre os feitos de Napoleão (na época),podemos citar:Economia – Criação do Banco da França, em1800, controlando a emissão de moeda e ainflação; criação de tarifas protecionistas,fortalecendo a economia nacional.
  11. 11. • Logo em seguida, reatou as relações doEstado com a Igreja, que passou a reconhecera perda de suas propriedades e todas asdemais satisfações que os clérigos deviam aoregime republicano.
  12. 12. • Religião – Elaboração da Concordata entre aIgreja Católica e o Estado, o qual dava odireito do governo francês de confiscar aspropriedades da Igreja, e em troca, o governoteria de amparar o clero e não poderiainterferir nas questões religiosas.
  13. 13. • Direito – Criação do Código Napoleônico em1804, representando em grande parte osinteresses dos burgueses, como casamentocivil (separado do religioso), respeito àpropriedade privada, direito à liberdadeindividual e igualdade de todos perante à lei,etc.
  14. 14. • Educação – Reorganização e prioridades paraa educação e formação do cidadão francês.• Os resultados obtidos neste período dogoverno de Napoleão agradaram à elitefrancesa. Com o apoio destas, Napoleão foielevado ao nível de cônsul vitalício, em 1802.
  15. 15. O Império Napoleônico:• Um plebiscito realizado em 1804, a nova faseda era napoleônica foi aprovada com quase60% dos votos, e a monarquia foireestabelecido na França, Napoleão foiindicado para ocupar o trono. Em 2 deDezembro foi oficializado Napoleão I, naCatedral de Notre Dame.
  16. 16. Napoleão coroa sua esposa:
  17. 17. • Nesse período, podemos destacar o grandenúmero de batalhas de Napoleão para aconquista de novos territórios para a França.O exército francês tornou-se o mais poderosode toda a Europa.
  18. 18. Arco do Triunfo:
  19. 19. Europa no Período Napoleônico:
  20. 20. • O principal e mais poderoso inimigo francês, naépoca, era a Inglaterra. Os ingleses seopunham a expansão francesa, e vendo a forçado exército francês, formaram alianças comÁustria, Rússia e Prússia. Embora o governofrancês dispusesse do melhor exército daEuropa, a Inglaterra era a maior potência navalda época, o que dificultou a derrota dosingleses.
  21. 21. • Em 1805 a França tentou invadir a Inglaterra,mas foi derrotada na Batalha de Trafalgar. Porcausa desta derrota, Napoleão tentouenfraquecer a Inglaterra de outras maneiras.
  22. 22. Batalha de Trafalgar:
  23. 23. Localização da Batalha deTrafalgar:
  24. 24. Almirante Lord Nelson:
  25. 25. O Bloqueio Continental:• O Bloqueio Continental foi um decreto de 21de novembro de 1806, que impedia o acesso aportos dos países dominados pelo ImpérioFrancês a navios do Reino Unido da GrãBretanha (Inglaterra) e Irlanda. Com isso, oprincipal objetivo era isolar economicamentea Inglaterra, sufocando suas relaçõescomerciais.
  26. 26. • Em contraste aos ganhos militares, o governo francêstinha enormes dificuldades para melhorar suaeconomia. O principal e mais poderoso inimigofrancês, na época, era a Inglaterra; além disso odomínio industrial britânico era o seu principalobstáculo para o desenvolvimento da economiafrancesa e os ingleses se opunham a expansãomilitar francesa.
  27. 27. • Todo o país que desobedecesse este tratado,seria implacavelmente invadido pelas tropasfrancesas. Em pouco tempo, não resistindo àdependência com relação aos produtosingleses, várias nações desobedeceram aoacordo e foram invadidas por Napoleão. Aliás,a invasão das tropas napoleônicas emPortugal foi o que levou à fuga da família realpara o Brasil.
  28. 28. • Apesar de ter um grande exército, as invasõesnapoleônicas acabaram retirando a agilidadee o poder de reação das tropas francesas.
  29. 29. Rendição espanhola:
  30. 30. • Em 1812, a Rússia descumpriu o BloqueioContinental e Napoleão preparou uma grandeinvestida militar que contava com seiscentosmil soldados.Os generais francesesacostumados com grandes vitórias conduziamsuas tropas pelo imenso território russo,enquanto as tropas czaristas recuavamcolocando fogo nas plantações e em tudo queservisse aos invasores.
  31. 31. Território percorrido pelosfranceses na Rússia:
  32. 32. Palácio Imperial Russo – Krenlim:
  33. 33. • Em Moscou as tropas russas começaram aenfrentar as tropas francesas que estavammal-alimentadas e cansadas, por isso,Napoleão não teve outra escolha a não ser emir embora.
  34. 34. • Surpreendido pela tática de terra arrasada e origor do inverno siberiano, NapoleãoBonaparte acabou perdendo milhares desoldados. Calcula-se que dos 600 mil soldadosfranceses que foram para a Rússia, só 37 miltenham voltado à França.
  35. 35. • A desastrosa campanha militar na Rússiaencorajou outros países europeus a reagiremcontra a supremacia francesa. Em 6 de Abrilde 1814 um exército formado por ingleses,austríacos, russos e prussianos tomaram Parise capturaram Napoleão enviando-o para a Ilhade Elba. O trono francês foi entregue a LuísXVIII, irmão de Luís XVI (que foi morto naRevolução).
  36. 36. Ilha de Elba:
  37. 37. Casa de Napoleão na Ilha de Elba:
  38. 38. Governo dos cem dias:• Entretanto, um grupo de soldados fiéisconseguiu libertar Napoleão e ele volta àFrança em março de 1815. Ele foi recebido emParis como herói e com gritos de “viva oimperador!”, ele se instalou no poder,obrigando a família real a fugir, mas a suapermanência no poder durou apenas cemdias.
  39. 39. • Pouco tempo depois, a Inglaterra, Prússia,Áustria e Rússia decidiram recomeçar a guerracontra Napoleão. O imperador francêsaproveitou o entusiasmo na França paraorganizar um novo exército e, em seguida,marchou com 125 mil homens e 25 milcavalos para a Bélgica, a fim de impedir aunião dos exércitos inglês e prussiano.
  40. 40. Batalha de Waterloo:
  41. 41. • Napoleão marcha sobre a Bélgica e vence osprussianos, comandados por Blucher, emLigny. Dias depois, em 18 de junho, emWaterloo, foi derrotado pelo Duque deWellington e pelo general Blucher, quecomandavam um exército coligado.
  42. 42. • No dia 21 de junho, Napoleão renunciou pelasegunda vez, sendo deportado em exíliodefinitivo para a ilha de Santa Helena, ondemorre em 5 de maio de 1821. A dinastia dosBourbons voltou a reinar na França. Era o fimdo império Napoleônico.
  43. 43. Ilha de Santa Helena:
  44. 44. Residência de Napoleão em SantaHelena:
  45. 45. O Congresso de Viena e a "Santa"Aliança• Assim que o Império Napoleônico acabouÁustria, Prússia, Rússia, Inglaterra, Suécia ,sereuniram no Congresso de Viena parareorganizar o mapa político da Europa.
  46. 46. • Dois princípios básicos orientaram asresoluções do Congresso de Viena :• A restauração das dinastias destituídas pelaRevolução e consideradas "legítimas" ;• A restauração do equilíbrio entre as grandespotências, evitando a hegemonia de qualqueruma delas ;
  47. 47. • Para garantir, em termos práticos, a aplicaçãodas medidas conservadoras do Congresso deViena, o Czar da Rússia propôs a criação daSanta Aliança . Esta servia de ajuda mútua dasmonarquias européias em nome "da religião,da paz e da justiça" .
  48. 48. • Seu objetivo era estabelecer o direito deintervenção em qualquer região européia emque se iniciasse um movimento liberal ou umarevolução burguesa . Porém após aindependência das Colônias Latino-Americanas, a Santa Aliança se enfraquece e aInglaterra por motivos econômicos se retirada Santa Aliança .
  49. 49. O Mapa da Europa depois doCongresso de Viena:
  50. 50. A Santa Aliança:

×