SlideShare uma empresa Scribd logo
Outros aspectos da Guerra Fria:
O muro de Berlim:
• Quando a Segunda Guerra Mundial terminou,
a capital alemã, Berlim, foi dividida em quatro
áreas. Estados Unidos, Grã-Bretanha, França e
União Soviética passaram a comandar e
administrar cada uma destas regiões.
• No ano de 1949, os países capitalistas
(Estados Unidos, França e Grã-Bretanha)
fizeram um acordo para integrar suas áreas à
República Federal da Alemanha (Alemanha
Ocidental). O setor soviético, Berlim Oriental,
passou a ser integrado a República
Democrática da Alemanha (Alemanha
Oriental), seguindo o sistema socialista, pró-
soviético.
• Até o ano de 1961, os cidadãos berlinenses podiam
passar livremente de um lado para o outro da
cidade. Porém, em agosto de 1961, com o
acirramento da Guerra Fria e com a grande migração
de berlinenses do lado oriental para o ocidental, o
governo da Alemanha Oriental resolveu construir um
muro dividindo os dois setores. Decretou também
leis proibindo a passagem das pessoas para o setor
ocidental da cidade.
• O muro, que começou a ser construído em 13
de agosto de 1961, não respeitou casas,
prédios ou ruas. Policiais e soldados da
Alemanha Oriental impediam e até mesmo
matavam quem tentasse ultrapassar o muro.
Muitas famílias foram separadas da noite para
o dia. O muro chegou a ser reforçado por
quatro vezes.
• Possuía cercas elétricas e valas para dificultar
a passagem. Havia cerca de 300 torres de
vigilância com soldados preparados para
atirar.
Soldados construindo o muro:
• Em 9 de novembro de 1989, com a crise do
sistema socialista no leste da Europa e o fim
deste sistema na Alemanha Oriental, ocorreu
a queda do muro. Cidadãos da Alemanha
foram para as ruas comemorar o momento
histórico e ajudaram a derrubar o muro. O ato
simbólico representou também o fim da
Guerra Fria e o primeiro passo na reunificação
da Alemanha.
Queda do Muro em 1989:
Comemoração no Portão de
Brandenburg:
O fim da Guerra Fria:
• A Guerra Fria passou a entrar em crise
durante a década de 1980. Em 1989, a queda
do muro de Berlim foi o ato simbólico que
decretou o fim de décadas de disputas
econômicas, ideológicas e militares entre o
bloco capitalista, comandado por Estados
Unidos e o socialista, dirigido pela União das
• Repúblicas Socialistas Soviéticas URSS). Depois disso,
houve a reunificação da Alemanha Ocidental e
Oriental.
• A crise nos países socialistas contribuiu para o fim da
Guerra Fria. Os países do bloco socialista, incluindo a
União Soviética, passavam por uma grave crise
econômica na década de 1980.
União Soviética:
Mikhail Gorbachev:
• A falta de concorrência, os baixos salários e a falta de
produtos causaram uma grave crise econômica. A
falta de democracia também gerava uma grande
insatisfação popular.
• No começo da década de 1990, o presidente da
União Soviética Mikhail Gorbachev começou a
implementar a Glasnost (reformas políticas
priorizando a liberdade) e a Perestroika
(reestruturação econômica).
• As reformas que eram encaminhadas por Gorbachev,
e eventualmente aprovadas pelo Congresso, não
surtiam efeito. Aumentava a insatisfação popular. Na
véspera da votação de um nova lei sobre a estrutura
da federação, membros conservadores do Partido
Comunista promovem um golpe contra Mikhail
Gorbachev.
Mikhail Gorbachev:
• Ele foi preso em uma casa de campo,
enquanto os golpistas falavam na televisão
sobre um retorno aos antigos princípios
comunistas da URSS. Os golpistas conclamam
o povo e as Forças Armadas a apoiá-los.
Entretanto não há reação, nem do povo, nem
do Exército.
• Isso dá oportunidade para os grupos que
haviam conseguido destaque durante os
tempos de glasnost promovessem um
contragolpe. Liderados por Boris Yeltsin e com
o apoio dos presidentes de outras repúblicas,
eles libertaram Gorbachev e prenderam os
líderes reacionários do Partido Comunista.
Boris Yeltsin:
• Gorbachev tentou retomar a liderança da
URSS, mas era tarde demais. O golpe
conservador havia acabado com a força moral
do Partido Comunista. Foi proibida a atuação
do Partido Comunista, e os presidentes da
Rússia, Ucrânia e Bielorrússia decidem pelo
fim da URSS.
• Em 25 de dezembro de 1991 tem fim a URSS,
fazendo surgir 15 novos países. Além dos
bálticos, ganharam a independência Rússia,
Ucrânia, Bielorrússia, Moldávia, Geórgia,
Armênia, Azerbaijão, Casaquistão,
Turcomenistão, Tajiquistão, Uzbequistão e
Quirguistão.
• Assim a URSS, cuja criação e história no século
XX resultou na morte de milhões de pessoas, é
extinta praticamente sem grandes violências.
• A década de 1990 marcou o fim da Guerra Fria
e da divisão do mundo em dois blocos
ideológicos. O medo de uma guerra nuclear e
as disputas armamentistas e ideológicas
também foram sepultadas.
• Na década de 1990, sem a pressão soviética,
os outros países socialistas (Polônia, Hungria,
Romênia, Bulgária, entre outros) também
foram implementando mudanças políticas e
econômicas para o retorno da democracia e
engajamento na economia de mercado.
Fragmentação da URSS
• Começa em Setembro de 1991 com a
independência das Repúblicas Bálticas
(Lituânia, Letônia e Estônia). Após este
acontecimento a URSS passou a ser formada
por 12 repúblicas. Em 08 de Dezembro de
1991, foi assinado o Acordo de Minsk por
Rússia, Ucrânia e Bielorússia formado a CEI
(Comunidade dos Estados Independentes).
• Com isso, os Estados Unidos, vencedores da
Guerra Fria, tornaram-se a única
superpotência mundial e encontraram novos
inimigos contra os quais lutar, como os
fanáticos do Islã, de um lado, e os
narcotraficantes, de outro lado.
Projeto Guerra nas Estrelas:
A Guerra Fria na África:
• Havia um motivo peculiar para o interesse dos
países desenvolvidos pela África: as ditaduras
africanas, miseráveis e violentas, eram
excelentes compradoras de armas. Só por
esse fato o continente ganhou destaque no
panorama global do período. Na África, houve
várias guerras de independência,
principalmente das colônias portuguesas em
1975: Angola e Moçambique.
• A saída de Portugal abriu caminho para o surgimento
de regimes comunistas em Angola e Moçambique, e
para a deflagração de conflitos tribais em diversos
países do continente. As disputas internas e
regionais estimularam os governantes a investir em
armas poderosas, apesar da situação de miséria de
suas populações.
• O fim da Guerra Fria não mudou a situação no
continente africano. O único fato de grande
importância nos anos 90 foi o fim do regime
racista da África do Sul e a ascensão ao poder
do líder negro Nelson Mandela, em 1994. No
aspecto político e econômico, a África não
exercia influência no cenário internacional.
Nelson Mandela:
Oriente Médio:
• A Guerra Fria envolveu o Oriente Médio. Esta região
se destaca por três razões. Do ponto de vista
econômico, é a mais rica em reservas de petróleo.
Do ponto de vista geopolítico, serve de passagem
entre Ásia e Europa. E no aspecto cultural, é o berço
das três principais religiões monoteístas: o judaísmo,
o cristianismo e o islamismo.
• Com todas essas características, o Oriente Médio
tornou-se um dos centros problemáticos da Guerra
Fria. O interesse pela região já era visível nos anos
40, quando as principais potências mundiais
negociaram a criação do Estado de Israel, em 1948.
Havia muitos interesses geopolíticos em jogo no
Oriente Médio. A União Soviética, de um lado, e os
Estados Unidos, de outro lado, acreditavam que
Israel poderia se tornar um importante parceiro
político na região.
• Os palestinos e os países árabes vizinhos, no
entanto, nunca aceitaram a criação de Israel.
A primeira guerra árabe-israelense, vencida
por Israel em 1949, teve como conseqüência o
fim do Estado árabe-palestino. Foi dividido
entre Israel, Jordânia e Egito. Nas décadas
seguintes, outras três guerras modificariam o
panorama geopolítico do Oriente Médio.
Intifada:
Arafat:
• Por trás de cada conflito estava um jogo de alianças
internacionais que evidenciava o interesse das
superpotências na região. Somente em 1993,
quando Israel e a OLP assinaram um acordo de paz, é
que se acendeu uma pequena luz de esperança na
região.
• Em outra parte do Oriente Médio, no entanto,
havia um elemento complicador: em 1979, o
Irã converteu-se ao islamismo xiita, com
pretensões de levar o mundo na direção da fé
muçulmana.
A revolução Islâmica no Irã:
Aiatolá Khomeini:
• Uma situação que fugia à lógica da Guerra
Fria. O aiatolá Khomeini tratava Estados
Unidos e União Soviética como o Grande Satã,
como inimigos que deveriam ser combatidos
em nome do Islã. A revolução iraniana era um
fato novo no cenário internacional no fim dos
anos 70. Até hoje, terminada a Guerra Fria, o
Islã continua sendo um grande enigma
contemporâneo.
A Guerra Fria na América Latina:
• Na verdade, no chamado Terceiro Mundo era
a América Latina o principal foco de atenção
das superpotências. Esse interesse, natural
por causa da proximidade geográfica dos
Estados Unidos, aumentou bastante a partir
de 1959, quando Fidel Castro chegou ao poder
em Cuba.
Golpe Militar no Chile:
Golpe Militar na Argentina:
Golpe Militar no Brasil:
• "O que me preocupa não é nem o grito dos
corruptos, dos violentos, dos desonestos, dos
sem caráter, dos sem ética... O que me
preocupa é o silêncio dos bons."
• Martin Luther King
•

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

SLIDE DA BIPOLARIZAÇÃO À MULTIPOLARIZAÇÃO
SLIDE DA BIPOLARIZAÇÃO À MULTIPOLARIZAÇÃOSLIDE DA BIPOLARIZAÇÃO À MULTIPOLARIZAÇÃO
SLIDE DA BIPOLARIZAÇÃO À MULTIPOLARIZAÇÃO
Alice Barros
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
eiprofessor
 
A velha ordem e a nova ordem.
A velha ordem e a nova ordem.A velha ordem e a nova ordem.
A velha ordem e a nova ordem.
J R Messias
 
Guerra Fria - O mundo capitalista
Guerra Fria - O mundo capitalistaGuerra Fria - O mundo capitalista
Guerra Fria - O mundo capitalista
luannycas
 
Mundo bipolar
Mundo bipolarMundo bipolar
Mundo bipolar
Carla Teixeira
 
Geografia o mundo bipolar e guerra fria
Geografia   o mundo bipolar e guerra friaGeografia   o mundo bipolar e guerra fria
Geografia o mundo bipolar e guerra fria
Gustavo Soares
 
Principais eventos da Guerra Fria
Principais eventos da Guerra FriaPrincipais eventos da Guerra Fria
Principais eventos da Guerra Fria
CADUCOC
 
Antecedentesgeopoliticoseestrategico
AntecedentesgeopoliticoseestrategicoAntecedentesgeopoliticoseestrategico
Antecedentesgeopoliticoseestrategico
borgesnuria
 
Guerra fria parte 2 - geografia , 9° ano B
Guerra fria parte 2 -  geografia , 9° ano BGuerra fria parte 2 -  geografia , 9° ano B
Guerra fria parte 2 - geografia , 9° ano B
Nádya Dixon
 
O mundo pós guerra
O mundo pós guerraO mundo pós guerra
O mundo pós guerra
Carla Teixeira
 
Mundo pos guerra guerra fria
Mundo pos guerra guerra friaMundo pos guerra guerra fria
Mundo pos guerra guerra fria
Adriana Gomes Messias
 
Guerra fria e a cultura
Guerra fria e a culturaGuerra fria e a cultura
Guerra fria e a cultura
Vagner Roberto
 
Guerra fria 3os
Guerra fria   3osGuerra fria   3os
Ordem geopolítica e econômica
Ordem geopolítica e econômicaOrdem geopolítica e econômica
Ordem geopolítica e econômica
Oberlania Alves
 
A geopolítica durante o período da ordem bipolar
A geopolítica durante o período da ordem bipolarA geopolítica durante o período da ordem bipolar
A geopolítica durante o período da ordem bipolar
Rafael Marques
 
Guerra fria e Conflitos
Guerra fria e ConflitosGuerra fria e Conflitos
Guerra fria e Conflitos
drikalima
 
Mundo Bipolar
Mundo BipolarMundo Bipolar
Mundo Bipolar
Carlos Vieira
 
Revisão de geografia 1º bimestre - cap. 2 - 3º ano
Revisão de geografia   1º bimestre - cap. 2 - 3º anoRevisão de geografia   1º bimestre - cap. 2 - 3º ano
Revisão de geografia 1º bimestre - cap. 2 - 3º ano
Simone Aguiar
 
O mundo saido da guerra
O mundo saido da guerraO mundo saido da guerra
O mundo saido da guerra
Joana Ferreira
 
EUA
EUAEUA

Mais procurados (20)

SLIDE DA BIPOLARIZAÇÃO À MULTIPOLARIZAÇÃO
SLIDE DA BIPOLARIZAÇÃO À MULTIPOLARIZAÇÃOSLIDE DA BIPOLARIZAÇÃO À MULTIPOLARIZAÇÃO
SLIDE DA BIPOLARIZAÇÃO À MULTIPOLARIZAÇÃO
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
 
A velha ordem e a nova ordem.
A velha ordem e a nova ordem.A velha ordem e a nova ordem.
A velha ordem e a nova ordem.
 
Guerra Fria - O mundo capitalista
Guerra Fria - O mundo capitalistaGuerra Fria - O mundo capitalista
Guerra Fria - O mundo capitalista
 
Mundo bipolar
Mundo bipolarMundo bipolar
Mundo bipolar
 
Geografia o mundo bipolar e guerra fria
Geografia   o mundo bipolar e guerra friaGeografia   o mundo bipolar e guerra fria
Geografia o mundo bipolar e guerra fria
 
Principais eventos da Guerra Fria
Principais eventos da Guerra FriaPrincipais eventos da Guerra Fria
Principais eventos da Guerra Fria
 
Antecedentesgeopoliticoseestrategico
AntecedentesgeopoliticoseestrategicoAntecedentesgeopoliticoseestrategico
Antecedentesgeopoliticoseestrategico
 
Guerra fria parte 2 - geografia , 9° ano B
Guerra fria parte 2 -  geografia , 9° ano BGuerra fria parte 2 -  geografia , 9° ano B
Guerra fria parte 2 - geografia , 9° ano B
 
O mundo pós guerra
O mundo pós guerraO mundo pós guerra
O mundo pós guerra
 
Mundo pos guerra guerra fria
Mundo pos guerra guerra friaMundo pos guerra guerra fria
Mundo pos guerra guerra fria
 
Guerra fria e a cultura
Guerra fria e a culturaGuerra fria e a cultura
Guerra fria e a cultura
 
Guerra fria 3os
Guerra fria   3osGuerra fria   3os
Guerra fria 3os
 
Ordem geopolítica e econômica
Ordem geopolítica e econômicaOrdem geopolítica e econômica
Ordem geopolítica e econômica
 
A geopolítica durante o período da ordem bipolar
A geopolítica durante o período da ordem bipolarA geopolítica durante o período da ordem bipolar
A geopolítica durante o período da ordem bipolar
 
Guerra fria e Conflitos
Guerra fria e ConflitosGuerra fria e Conflitos
Guerra fria e Conflitos
 
Mundo Bipolar
Mundo BipolarMundo Bipolar
Mundo Bipolar
 
Revisão de geografia 1º bimestre - cap. 2 - 3º ano
Revisão de geografia   1º bimestre - cap. 2 - 3º anoRevisão de geografia   1º bimestre - cap. 2 - 3º ano
Revisão de geografia 1º bimestre - cap. 2 - 3º ano
 
O mundo saido da guerra
O mundo saido da guerraO mundo saido da guerra
O mundo saido da guerra
 
EUA
EUAEUA
EUA
 

Destaque

O muro de berlim
O muro de berlimO muro de berlim
O muro de berlim
Beatriz Noronha
 
8 serie divisao alemanha e guerra
8 serie divisao alemanha e guerra8 serie divisao alemanha e guerra
8 serie divisao alemanha e guerra
lgreggio10
 
A divisão da alemanha
A divisão da alemanhaA divisão da alemanha
A divisão da alemanha
Danielle Ariane
 
Mundo bipolar guerra fria
Mundo bipolar guerra friaMundo bipolar guerra fria
Mundo bipolar guerra fria
anabnsouza
 
Guerra fria - O mundo bipolar
Guerra fria - O mundo bipolar Guerra fria - O mundo bipolar
Guerra fria - O mundo bipolar
Elizangela Silva
 
Guerra fria e o mundo bipolar
Guerra fria e o mundo bipolarGuerra fria e o mundo bipolar
Guerra fria e o mundo bipolar
Thamires Bragança
 
História 9º ano slide Guerra Fria
História   9º ano slide Guerra FriaHistória   9º ano slide Guerra Fria
História 9º ano slide Guerra Fria
Janaína Bindá
 

Destaque (7)

O muro de berlim
O muro de berlimO muro de berlim
O muro de berlim
 
8 serie divisao alemanha e guerra
8 serie divisao alemanha e guerra8 serie divisao alemanha e guerra
8 serie divisao alemanha e guerra
 
A divisão da alemanha
A divisão da alemanhaA divisão da alemanha
A divisão da alemanha
 
Mundo bipolar guerra fria
Mundo bipolar guerra friaMundo bipolar guerra fria
Mundo bipolar guerra fria
 
Guerra fria - O mundo bipolar
Guerra fria - O mundo bipolar Guerra fria - O mundo bipolar
Guerra fria - O mundo bipolar
 
Guerra fria e o mundo bipolar
Guerra fria e o mundo bipolarGuerra fria e o mundo bipolar
Guerra fria e o mundo bipolar
 
História 9º ano slide Guerra Fria
História   9º ano slide Guerra FriaHistória   9º ano slide Guerra Fria
História 9º ano slide Guerra Fria
 

Semelhante a A guerra fria final

A guerra fria final
A guerra fria   finalA guerra fria   final
A guerra fria final
Nelia Salles Nantes
 
Outros aspectos da guerra fria
Outros aspectos da guerra friaOutros aspectos da guerra fria
Outros aspectos da guerra fria
historiando
 
Texto fragmentado
Texto fragmentadoTexto fragmentado
Texto fragmentado
diretoriabraganca
 
Revisão bimestral de prova de geografia 2º ano
Revisão bimestral de prova de geografia 2º anoRevisão bimestral de prova de geografia 2º ano
Revisão bimestral de prova de geografia 2º ano
eunamahcado
 
Geopolítica da Europa
 Geopolítica da Europa Geopolítica da Europa
Geopolítica da Europa
Colégio Nova Geração COC
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
A queda do muro de berlim
A queda do muro de berlimA queda do muro de berlim
A queda do muro de berlim
Antonio Justino
 
A organização da europa após a segunda guerra
A organização da europa após a segunda guerraA organização da europa após a segunda guerra
A organização da europa após a segunda guerra
Paulo Fabricio Peixoto Jaquet
 
Europa geopolítica
Europa geopolíticaEuropa geopolítica
Europa geopolítica
Colégio Nova Geração COC
 
Guerra fria II
Guerra fria   IIGuerra fria   II
Guerra fria II
Alan
 
O mundo saído da guerra
O mundo saído da guerraO mundo saído da guerra
O mundo saído da guerra
SilviaBatista98
 
O mundo saído da guerra
O mundo saído da guerraO mundo saído da guerra
O mundo saído da guerra
Silvia Batista
 
Sintese power point
Sintese power pointSintese power point
Sintese power point
Íris Ferreira
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
Edwin Juan
 
Pós guerra e impactos da guerra fria
Pós guerra e impactos da guerra friaPós guerra e impactos da guerra fria
Pós guerra e impactos da guerra fria
carlosbidu
 
ATIVIDADES GUERRA FRIA E ORDEM BIPOLAR.docx
ATIVIDADES GUERRA FRIA E ORDEM BIPOLAR.docxATIVIDADES GUERRA FRIA E ORDEM BIPOLAR.docx
ATIVIDADES GUERRA FRIA E ORDEM BIPOLAR.docx
Fabi294142
 
Alemanha da divisão à reunificação
Alemanha   da divisão à reunificaçãoAlemanha   da divisão à reunificação
Alemanha da divisão à reunificação
LUIS ABREU
 
Segunda guerra mundial (1939 1945)
Segunda guerra mundial (1939   1945)Segunda guerra mundial (1939   1945)
Segunda guerra mundial (1939 1945)
guiurey
 
Europa Ocidental na Guerra Fria
Europa Ocidental na Guerra FriaEuropa Ocidental na Guerra Fria
Europa Ocidental na Guerra Fria
ProfessoresColeguium
 
Guerra fria 1
Guerra fria 1Guerra fria 1
Guerra fria 1
Jorge Almeida
 

Semelhante a A guerra fria final (20)

A guerra fria final
A guerra fria   finalA guerra fria   final
A guerra fria final
 
Outros aspectos da guerra fria
Outros aspectos da guerra friaOutros aspectos da guerra fria
Outros aspectos da guerra fria
 
Texto fragmentado
Texto fragmentadoTexto fragmentado
Texto fragmentado
 
Revisão bimestral de prova de geografia 2º ano
Revisão bimestral de prova de geografia 2º anoRevisão bimestral de prova de geografia 2º ano
Revisão bimestral de prova de geografia 2º ano
 
Geopolítica da Europa
 Geopolítica da Europa Geopolítica da Europa
Geopolítica da Europa
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
A queda do muro de berlim
A queda do muro de berlimA queda do muro de berlim
A queda do muro de berlim
 
A organização da europa após a segunda guerra
A organização da europa após a segunda guerraA organização da europa após a segunda guerra
A organização da europa após a segunda guerra
 
Europa geopolítica
Europa geopolíticaEuropa geopolítica
Europa geopolítica
 
Guerra fria II
Guerra fria   IIGuerra fria   II
Guerra fria II
 
O mundo saído da guerra
O mundo saído da guerraO mundo saído da guerra
O mundo saído da guerra
 
O mundo saído da guerra
O mundo saído da guerraO mundo saído da guerra
O mundo saído da guerra
 
Sintese power point
Sintese power pointSintese power point
Sintese power point
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
Pós guerra e impactos da guerra fria
Pós guerra e impactos da guerra friaPós guerra e impactos da guerra fria
Pós guerra e impactos da guerra fria
 
ATIVIDADES GUERRA FRIA E ORDEM BIPOLAR.docx
ATIVIDADES GUERRA FRIA E ORDEM BIPOLAR.docxATIVIDADES GUERRA FRIA E ORDEM BIPOLAR.docx
ATIVIDADES GUERRA FRIA E ORDEM BIPOLAR.docx
 
Alemanha da divisão à reunificação
Alemanha   da divisão à reunificaçãoAlemanha   da divisão à reunificação
Alemanha da divisão à reunificação
 
Segunda guerra mundial (1939 1945)
Segunda guerra mundial (1939   1945)Segunda guerra mundial (1939   1945)
Segunda guerra mundial (1939 1945)
 
Europa Ocidental na Guerra Fria
Europa Ocidental na Guerra FriaEuropa Ocidental na Guerra Fria
Europa Ocidental na Guerra Fria
 
Guerra fria 1
Guerra fria 1Guerra fria 1
Guerra fria 1
 

Mais de historiando

Os negros no brasil colônia
Os negros no brasil colôniaOs negros no brasil colônia
Os negros no brasil colônia
historiando
 
Os iorubás
Os iorubásOs iorubás
Os iorubás
historiando
 
O pri meiro reinado
O pri meiro reinadoO pri meiro reinado
O pri meiro reinado
historiando
 
Os árabes
Os árabesOs árabes
Os árabes
historiando
 
O império bizantino
O império bizantinoO império bizantino
O império bizantino
historiando
 
Os francos, imp. carolingio
Os francos, imp. carolingioOs francos, imp. carolingio
Os francos, imp. carolingio
historiando
 
A revolução cubana
A revolução cubanaA revolução cubana
A revolução cubana
historiando
 
O reino de kush
O reino de kushO reino de kush
O reino de kush
historiando
 
A independência do brasil
A independência do brasilA independência do brasil
A independência do brasil
historiando
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasil
historiando
 
Roma antiga da república ao império
Roma antiga   da república ao impérioRoma antiga   da república ao império
Roma antiga da república ao império
historiando
 
A república romana
A república romanaA república romana
A república romana
historiando
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
historiando
 
Reinos africanos
Reinos africanosReinos africanos
Reinos africanos
historiando
 
História da áfrica
História da áfricaHistória da áfrica
História da áfrica
historiando
 
A guerra do vietnã
A guerra do vietnãA guerra do vietnã
A guerra do vietnã
historiando
 
A guerra fria 1945 a 1989
A guerra fria   1945 a 1989A guerra fria   1945 a 1989
A guerra fria 1945 a 1989
historiando
 
A 2ª guerra mundial do dia d ao fim da g na europa - 2013
A 2ª guerra mundial  do dia d ao fim da g na europa - 2013A 2ª guerra mundial  do dia d ao fim da g na europa - 2013
A 2ª guerra mundial do dia d ao fim da g na europa - 2013
historiando
 
O holocausto e as bombas atômica
O holocausto e as bombas atômicaO holocausto e as bombas atômica
O holocausto e as bombas atômica
historiando
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
historiando
 

Mais de historiando (20)

Os negros no brasil colônia
Os negros no brasil colôniaOs negros no brasil colônia
Os negros no brasil colônia
 
Os iorubás
Os iorubásOs iorubás
Os iorubás
 
O pri meiro reinado
O pri meiro reinadoO pri meiro reinado
O pri meiro reinado
 
Os árabes
Os árabesOs árabes
Os árabes
 
O império bizantino
O império bizantinoO império bizantino
O império bizantino
 
Os francos, imp. carolingio
Os francos, imp. carolingioOs francos, imp. carolingio
Os francos, imp. carolingio
 
A revolução cubana
A revolução cubanaA revolução cubana
A revolução cubana
 
O reino de kush
O reino de kushO reino de kush
O reino de kush
 
A independência do brasil
A independência do brasilA independência do brasil
A independência do brasil
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasil
 
Roma antiga da república ao império
Roma antiga   da república ao impérioRoma antiga   da república ao império
Roma antiga da república ao império
 
A república romana
A república romanaA república romana
A república romana
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
 
Reinos africanos
Reinos africanosReinos africanos
Reinos africanos
 
História da áfrica
História da áfricaHistória da áfrica
História da áfrica
 
A guerra do vietnã
A guerra do vietnãA guerra do vietnã
A guerra do vietnã
 
A guerra fria 1945 a 1989
A guerra fria   1945 a 1989A guerra fria   1945 a 1989
A guerra fria 1945 a 1989
 
A 2ª guerra mundial do dia d ao fim da g na europa - 2013
A 2ª guerra mundial  do dia d ao fim da g na europa - 2013A 2ª guerra mundial  do dia d ao fim da g na europa - 2013
A 2ª guerra mundial do dia d ao fim da g na europa - 2013
 
O holocausto e as bombas atômica
O holocausto e as bombas atômicaO holocausto e as bombas atômica
O holocausto e as bombas atômica
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
 

A guerra fria final

  • 1. Outros aspectos da Guerra Fria:
  • 2.
  • 3.
  • 4. O muro de Berlim: • Quando a Segunda Guerra Mundial terminou, a capital alemã, Berlim, foi dividida em quatro áreas. Estados Unidos, Grã-Bretanha, França e União Soviética passaram a comandar e administrar cada uma destas regiões.
  • 5.
  • 6. • No ano de 1949, os países capitalistas (Estados Unidos, França e Grã-Bretanha) fizeram um acordo para integrar suas áreas à República Federal da Alemanha (Alemanha Ocidental). O setor soviético, Berlim Oriental, passou a ser integrado a República Democrática da Alemanha (Alemanha Oriental), seguindo o sistema socialista, pró- soviético.
  • 7. • Até o ano de 1961, os cidadãos berlinenses podiam passar livremente de um lado para o outro da cidade. Porém, em agosto de 1961, com o acirramento da Guerra Fria e com a grande migração de berlinenses do lado oriental para o ocidental, o governo da Alemanha Oriental resolveu construir um muro dividindo os dois setores. Decretou também leis proibindo a passagem das pessoas para o setor ocidental da cidade.
  • 8.
  • 9. • O muro, que começou a ser construído em 13 de agosto de 1961, não respeitou casas, prédios ou ruas. Policiais e soldados da Alemanha Oriental impediam e até mesmo matavam quem tentasse ultrapassar o muro. Muitas famílias foram separadas da noite para o dia. O muro chegou a ser reforçado por quatro vezes.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13. • Possuía cercas elétricas e valas para dificultar a passagem. Havia cerca de 300 torres de vigilância com soldados preparados para atirar.
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19. • Em 9 de novembro de 1989, com a crise do sistema socialista no leste da Europa e o fim deste sistema na Alemanha Oriental, ocorreu a queda do muro. Cidadãos da Alemanha foram para as ruas comemorar o momento histórico e ajudaram a derrubar o muro. O ato simbólico representou também o fim da Guerra Fria e o primeiro passo na reunificação da Alemanha.
  • 20. Queda do Muro em 1989:
  • 21.
  • 22. Comemoração no Portão de Brandenburg:
  • 23. O fim da Guerra Fria: • A Guerra Fria passou a entrar em crise durante a década de 1980. Em 1989, a queda do muro de Berlim foi o ato simbólico que decretou o fim de décadas de disputas econômicas, ideológicas e militares entre o bloco capitalista, comandado por Estados Unidos e o socialista, dirigido pela União das
  • 24. • Repúblicas Socialistas Soviéticas URSS). Depois disso, houve a reunificação da Alemanha Ocidental e Oriental. • A crise nos países socialistas contribuiu para o fim da Guerra Fria. Os países do bloco socialista, incluindo a União Soviética, passavam por uma grave crise econômica na década de 1980.
  • 26.
  • 28.
  • 29. • A falta de concorrência, os baixos salários e a falta de produtos causaram uma grave crise econômica. A falta de democracia também gerava uma grande insatisfação popular. • No começo da década de 1990, o presidente da União Soviética Mikhail Gorbachev começou a implementar a Glasnost (reformas políticas priorizando a liberdade) e a Perestroika (reestruturação econômica).
  • 30.
  • 31. • As reformas que eram encaminhadas por Gorbachev, e eventualmente aprovadas pelo Congresso, não surtiam efeito. Aumentava a insatisfação popular. Na véspera da votação de um nova lei sobre a estrutura da federação, membros conservadores do Partido Comunista promovem um golpe contra Mikhail Gorbachev.
  • 33. • Ele foi preso em uma casa de campo, enquanto os golpistas falavam na televisão sobre um retorno aos antigos princípios comunistas da URSS. Os golpistas conclamam o povo e as Forças Armadas a apoiá-los. Entretanto não há reação, nem do povo, nem do Exército.
  • 34. • Isso dá oportunidade para os grupos que haviam conseguido destaque durante os tempos de glasnost promovessem um contragolpe. Liderados por Boris Yeltsin e com o apoio dos presidentes de outras repúblicas, eles libertaram Gorbachev e prenderam os líderes reacionários do Partido Comunista.
  • 36. • Gorbachev tentou retomar a liderança da URSS, mas era tarde demais. O golpe conservador havia acabado com a força moral do Partido Comunista. Foi proibida a atuação do Partido Comunista, e os presidentes da Rússia, Ucrânia e Bielorrússia decidem pelo fim da URSS.
  • 37. • Em 25 de dezembro de 1991 tem fim a URSS, fazendo surgir 15 novos países. Além dos bálticos, ganharam a independência Rússia, Ucrânia, Bielorrússia, Moldávia, Geórgia, Armênia, Azerbaijão, Casaquistão, Turcomenistão, Tajiquistão, Uzbequistão e Quirguistão.
  • 38. • Assim a URSS, cuja criação e história no século XX resultou na morte de milhões de pessoas, é extinta praticamente sem grandes violências.
  • 39.
  • 40. • A década de 1990 marcou o fim da Guerra Fria e da divisão do mundo em dois blocos ideológicos. O medo de uma guerra nuclear e as disputas armamentistas e ideológicas também foram sepultadas.
  • 41. • Na década de 1990, sem a pressão soviética, os outros países socialistas (Polônia, Hungria, Romênia, Bulgária, entre outros) também foram implementando mudanças políticas e econômicas para o retorno da democracia e engajamento na economia de mercado.
  • 42. Fragmentação da URSS • Começa em Setembro de 1991 com a independência das Repúblicas Bálticas (Lituânia, Letônia e Estônia). Após este acontecimento a URSS passou a ser formada por 12 repúblicas. Em 08 de Dezembro de 1991, foi assinado o Acordo de Minsk por Rússia, Ucrânia e Bielorússia formado a CEI (Comunidade dos Estados Independentes).
  • 43. • Com isso, os Estados Unidos, vencedores da Guerra Fria, tornaram-se a única superpotência mundial e encontraram novos inimigos contra os quais lutar, como os fanáticos do Islã, de um lado, e os narcotraficantes, de outro lado.
  • 44.
  • 45.
  • 46. Projeto Guerra nas Estrelas:
  • 47. A Guerra Fria na África: • Havia um motivo peculiar para o interesse dos países desenvolvidos pela África: as ditaduras africanas, miseráveis e violentas, eram excelentes compradoras de armas. Só por esse fato o continente ganhou destaque no panorama global do período. Na África, houve várias guerras de independência, principalmente das colônias portuguesas em 1975: Angola e Moçambique.
  • 48.
  • 49.
  • 50.
  • 51. • A saída de Portugal abriu caminho para o surgimento de regimes comunistas em Angola e Moçambique, e para a deflagração de conflitos tribais em diversos países do continente. As disputas internas e regionais estimularam os governantes a investir em armas poderosas, apesar da situação de miséria de suas populações.
  • 52. • O fim da Guerra Fria não mudou a situação no continente africano. O único fato de grande importância nos anos 90 foi o fim do regime racista da África do Sul e a ascensão ao poder do líder negro Nelson Mandela, em 1994. No aspecto político e econômico, a África não exercia influência no cenário internacional.
  • 54.
  • 56. • A Guerra Fria envolveu o Oriente Médio. Esta região se destaca por três razões. Do ponto de vista econômico, é a mais rica em reservas de petróleo. Do ponto de vista geopolítico, serve de passagem entre Ásia e Europa. E no aspecto cultural, é o berço das três principais religiões monoteístas: o judaísmo, o cristianismo e o islamismo.
  • 57.
  • 58. • Com todas essas características, o Oriente Médio tornou-se um dos centros problemáticos da Guerra Fria. O interesse pela região já era visível nos anos 40, quando as principais potências mundiais negociaram a criação do Estado de Israel, em 1948. Havia muitos interesses geopolíticos em jogo no Oriente Médio. A União Soviética, de um lado, e os Estados Unidos, de outro lado, acreditavam que Israel poderia se tornar um importante parceiro político na região.
  • 59. • Os palestinos e os países árabes vizinhos, no entanto, nunca aceitaram a criação de Israel. A primeira guerra árabe-israelense, vencida por Israel em 1949, teve como conseqüência o fim do Estado árabe-palestino. Foi dividido entre Israel, Jordânia e Egito. Nas décadas seguintes, outras três guerras modificariam o panorama geopolítico do Oriente Médio.
  • 60.
  • 62.
  • 63.
  • 65. • Por trás de cada conflito estava um jogo de alianças internacionais que evidenciava o interesse das superpotências na região. Somente em 1993, quando Israel e a OLP assinaram um acordo de paz, é que se acendeu uma pequena luz de esperança na região.
  • 66. • Em outra parte do Oriente Médio, no entanto, havia um elemento complicador: em 1979, o Irã converteu-se ao islamismo xiita, com pretensões de levar o mundo na direção da fé muçulmana.
  • 67.
  • 70. • Uma situação que fugia à lógica da Guerra Fria. O aiatolá Khomeini tratava Estados Unidos e União Soviética como o Grande Satã, como inimigos que deveriam ser combatidos em nome do Islã. A revolução iraniana era um fato novo no cenário internacional no fim dos anos 70. Até hoje, terminada a Guerra Fria, o Islã continua sendo um grande enigma contemporâneo.
  • 71. A Guerra Fria na América Latina: • Na verdade, no chamado Terceiro Mundo era a América Latina o principal foco de atenção das superpotências. Esse interesse, natural por causa da proximidade geográfica dos Estados Unidos, aumentou bastante a partir de 1959, quando Fidel Castro chegou ao poder em Cuba.
  • 72.
  • 74. Golpe Militar na Argentina:
  • 75. Golpe Militar no Brasil:
  • 76. • "O que me preocupa não é nem o grito dos corruptos, dos violentos, dos desonestos, dos sem caráter, dos sem ética... O que me preocupa é o silêncio dos bons." • Martin Luther King •