Successfully reported this slideshow.
COMPARTILHAR PARA ENCANTAR:
A EXPERIÊNCIA DO CONSUMO COLABORATIVO COMO
BASE PARA A CRIAÇÃO DE AÇÕES PUBLICITÁRIAS
06
13MIN
~
PRODUTO
SERVIÇO
=ERA DO ACESSO
MUDA O CONSUMO DE PRODUTOS.
E A NOÇÃO DE NEGÓCIOS.
PRODUTOS
AÇÕES
como as empresas podem se apropriar da experiência do
consumo colaborativo como base para a criação de ações
publicitárias...
discutir conceitos de comunicação, consumo colaborativo e
economia
verificar como a cultura da participação se transforma com o
tempo
conferir a utilização do consumo compartilhado como parte
da estratégia publicitária
UMAS TEORIAS
DESENVOLVIMENTO
a televisão...
AQUI ESTÁ O
NOVO CONSUMIDOR
Anunciou, vendeu! Baseado em argumentos racionais.
Perde força com a expansão dos produtos similares.
Considera os desejos do consumidor mas ainda acredita que
ele é usuário passivo. A boa imagem era tudo.
O marketing entende o consumidor como um ser humano
completo, que busca nas empresas mais que produtos.
CONHECENDO
AS EMPRESAS
ITAÚ
TECNISA
Análise documental para conhecer melhor os
objetos e entender a forma que se apropriam
do consumo colaborativo
Entender qu...
ITAÚ
Visão de negócio: “ser o banco líder em performance
sustentável e na satisfação dos clientes”
Por renda, três públicos:
Em 2011 o banco tornou-se patrocinador. Primeiro anúncio
veiculado em 2013.
Premissas do consumo colaborativo
- Não utiliza verba de
marketing
- #issomudaomundo:
cultura, educação
mobilidade urbana e
microcrédito
- no lançamento da campanha, em 2013, apareceu junto das
outras iniciativas
- dia 3 de junho “Equilíbrio, #issomudaomundo”...
TECNISA
- Tecnisa Ideias, em 2010
- 2000 ideias
- Consumo colaborativo nos empreendimentos
- No começo, apenas posts informativos ...
ESTUDO COMPARATIVO
DE CASO
Informação sobre consumo colaborativo x
Experiência de consumo
Itaú: patrocínio em 2011, campanha em 2013
Tecnisa: menção ...
OBSERVAÇÕES
GERAIS
Consumo colaborativo pode ser utilizado em diferentes
negócios.
Tecnisa usa argumento racional, Itaú na ideia de um mundo
...
Observa-se, por fim, o consumo colaborativo como
uma experiência ainda recente e pouco utilizada
como estratégia publicitá...
Compartilhar para encantar: o consumo colaborativo como base para a criação de ações publicitárias (Trabalho de conclusão)
Compartilhar para encantar: o consumo colaborativo como base para a criação de ações publicitárias (Trabalho de conclusão)
Compartilhar para encantar: o consumo colaborativo como base para a criação de ações publicitárias (Trabalho de conclusão)
Compartilhar para encantar: o consumo colaborativo como base para a criação de ações publicitárias (Trabalho de conclusão)
Compartilhar para encantar: o consumo colaborativo como base para a criação de ações publicitárias (Trabalho de conclusão)
Compartilhar para encantar: o consumo colaborativo como base para a criação de ações publicitárias (Trabalho de conclusão)
Compartilhar para encantar: o consumo colaborativo como base para a criação de ações publicitárias (Trabalho de conclusão)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Compartilhar para encantar: o consumo colaborativo como base para a criação de ações publicitárias (Trabalho de conclusão)

1.790 visualizações

Publicada em

Trabalho de conclusão de curso apresentado ao curso de Publicidade e Propaganda da Universidade Federal do Pampa.

Publicada em: Economia e finanças
  • Seja o primeiro a comentar

Compartilhar para encantar: o consumo colaborativo como base para a criação de ações publicitárias (Trabalho de conclusão)

  1. 1. COMPARTILHAR PARA ENCANTAR: A EXPERIÊNCIA DO CONSUMO COLABORATIVO COMO BASE PARA A CRIAÇÃO DE AÇÕES PUBLICITÁRIAS
  2. 2. 06 13MIN ~ PRODUTO SERVIÇO =ERA DO ACESSO
  3. 3. MUDA O CONSUMO DE PRODUTOS. E A NOÇÃO DE NEGÓCIOS.
  4. 4. PRODUTOS AÇÕES
  5. 5. como as empresas podem se apropriar da experiência do consumo colaborativo como base para a criação de ações publicitárias para atrair e fidelizar consumidores?
  6. 6. discutir conceitos de comunicação, consumo colaborativo e economia
  7. 7. verificar como a cultura da participação se transforma com o tempo
  8. 8. conferir a utilização do consumo compartilhado como parte da estratégia publicitária
  9. 9. UMAS TEORIAS
  10. 10. DESENVOLVIMENTO
  11. 11. a televisão...
  12. 12. AQUI ESTÁ O NOVO CONSUMIDOR
  13. 13. Anunciou, vendeu! Baseado em argumentos racionais. Perde força com a expansão dos produtos similares.
  14. 14. Considera os desejos do consumidor mas ainda acredita que ele é usuário passivo. A boa imagem era tudo.
  15. 15. O marketing entende o consumidor como um ser humano completo, que busca nas empresas mais que produtos.
  16. 16. CONHECENDO AS EMPRESAS
  17. 17. ITAÚ
  18. 18. TECNISA
  19. 19. Análise documental para conhecer melhor os objetos e entender a forma que se apropriam do consumo colaborativo Entender quais foram os suportes colaborativos desenvolvidos; identificar o apelo publicitário de cada empresa; verificar a questão-problema;
  20. 20. ITAÚ
  21. 21. Visão de negócio: “ser o banco líder em performance sustentável e na satisfação dos clientes” Por renda, três públicos:
  22. 22. Em 2011 o banco tornou-se patrocinador. Primeiro anúncio veiculado em 2013. Premissas do consumo colaborativo
  23. 23. - Não utiliza verba de marketing - #issomudaomundo: cultura, educação mobilidade urbana e microcrédito
  24. 24. - no lançamento da campanha, em 2013, apareceu junto das outras iniciativas - dia 3 de junho “Equilíbrio, #issomudaomundo” - dia 12 de junho, dia dos namorados - dia dos pais,“Empurrãozinho de pai, #issomudaomundo” - No Natal, substituição de brinquedos no parque - Filme atual: cultura, educação e bike, #issomudaomundo - Usuário é meio. - Não utiliza “consumo colaborativo”
  25. 25. TECNISA
  26. 26. - Tecnisa Ideias, em 2010 - 2000 ideias - Consumo colaborativo nos empreendimentos - No começo, apenas posts informativos no blog. - Setembro de 2011 - Retorna apenas em junho de 2012. Anúncio de concorrência criativa - Caronas entre colaboradores - Agosto de 2012 – aplicativo Facebook - Setembro: campanha institucional sobre Compartilhamento. Essencialmente informativa
  27. 27. ESTUDO COMPARATIVO DE CASO
  28. 28. Informação sobre consumo colaborativo x Experiência de consumo Itaú: patrocínio em 2011, campanha em 2013 Tecnisa: menção em 2011, lançamento 2012 O consumidor busca empresas que ofereçam experiências e não apenas informação. Tecnisa nos empreendimentos. Itaú nas ruas.
  29. 29. OBSERVAÇÕES GERAIS
  30. 30. Consumo colaborativo pode ser utilizado em diferentes negócios. Tecnisa usa argumento racional, Itaú na ideia de um mundo melhor. Para o Itaú a construção de narrativas pode ser mais viável, já para a Tecnisa é uma relação direta com o tipo de negócio que oferece. Como ferramenta publicitária a longo prazo, a visão do Itaú parece mais eficaz, pois cria uma circulação da marca.
  31. 31. Observa-se, por fim, o consumo colaborativo como uma experiência ainda recente e pouco utilizada como estratégia publicitária. É, portanto, uma alternativa de comunicação com potencial a ser reconhecido. Cada empresa – assim como faz Itaú e Tecnisa – deve buscar a melhor alternativa em cada momento de negócio.

×