Carta a Colega de Profissão - pdf

1.999 visualizações

Publicada em

Publicada em: Carreiras
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.999
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
653
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Carta a Colega de Profissão - pdf

  1. 1. Carta a um Colega de Profissão Há alguns meses atrás, recebi um e-mail de um colega, Técnico em Segurança do Trabalho, manifestando o seu descontentamento com a área de Segurança do Trabalho, as dificuldades com a falta de experiência, a falta de apoio das empresas, os baixos salários, dentre outros motivos que estavam levando-o, cada vez mais, a desistir da profissão. Resolvi publicar esta carta contendo o meu aconselhamento, pois creio que a situação exposta é a mesma que constatamos entre muitos profissionais, sobretudo aqueles formados recentemente. Desejo que as orientações enviadas a este colega, possam ser úteis para todos aqueles que estejam enfrentando situações semelhantes em suas carreiras profissionais. Eugenio Rocha “Caro colega, Agradeço o seu contato e a confiança depositada em minha pessoa, ao solicitar algumas orientações sobre a sua carreira profissional. Aconselhar alguém é um ato de grande responsabilidade, porém, quando tenho a oportunidade de fazê-lo, procuro basear-me em minhas próprias experiências na profissão, como também nas experiências de alguns colegas que considero vitoriosas. Certamente a grande maioria dos técnicos encontra-se em situação semelhante a sua, sobretudo aqueles formados recentemente, que, na ansiedade de trabalharem na profissão, acabam se precipitando em aceitar empregos nos quais dificilmente conseguirão realizar-se profissionalmente. Em 1974, eu me formei como técnico e imaginava que rapidamente estaria empregado e ganhando um bom salário, exatamente da mesma forma que muitos profissionais pensam nos dias de hoje. Porém, somente um ano após a minha formatura que consegui um bom emprego, mas as dificuldades e a falta de apoio e valorização da profissão se faziam presentes em meu primeiro emprego e nas seis empresas seguintes que viria a trabalhar. Cheguei, assim como você, a pensar em desistir e mudar de profissão, entretanto, diante de alguns aconselhamentos, continuei por mais alguns anos trabalhando, adquirindo experiência, realizando alguns cursos e avaliando a possibilidade de especializar-me em determinada área da Segurança do Trabalho.
  2. 2. Optei por especializar-me na área de Movimentação e Armazenagem de Materiais, regulamentada pela NR.11, e esta decisão, felizmente, fez toda a diferença na minha carreira, pois a partir de então passei a desenvolver treinamentos de formação de operadores de equipamentos e veículos industriais utilizados na movimentação de materiais. Durante alguns poucos anos, continuei dedicando-me a esta atividade nas empresas que trabalhei, foi então que decidi trabalhar por conta própria constituindo minha empresa de treinamentos em Segurança do Trabalho, atendendo ao mercado e às empresas de colegas em suas demandas por treinamentos diversos conforme exigências das NR. Atualmente, apesar de estar aposentado, continuo desenvolvendo cursos on line, de informações básicas sobre diversos temas da área, além de manuais técnicos, operacionais, de normas e procedimentos, dentre outros. Diante desse breve relato sobre a minha carreira, aprendi que o sucesso jamais poderá ser alcançado sem muito sacrifício, confiança, perseverança e competência, e que, desviar-se simplesmente de um caminho porque o mesmo apresenta muitas dificuldades, decepções e incertezas, é uma decisão fácil, porém muito pouco inteligente, visto que somos nós mesmos os responsáveis pela construção do nosso caminho profissional, já que podemos optar por construí-lo bem ou mal, independentemente da profissão exercida, desde que saibamos escolhê-la. Portanto, dê a você mesmo a oportunidade de lutar e vencer todas estas dificuldades que está enfrentando no momento, pois é este o preço que devemos pagar para alcançarmos o sucesso na profissão, seja ela qual for. Quero deixar 4 orientações pontuais para você, que considero oportunas diante dos fatos que você relatou em seu e-mail, senão vejamos: 1 - Evite pensar e dizer palavras com conotação negativa sobre a sua profissão, o mercado, salários, falta de oportunidades, dentre outras, porque estas palavras possuem uma grande força na formação do seu campo vibracional, que passa a emitir em sua vida pensamentos acompanhados de atitudes e uma imagem sempre negativa, e esta postura poderá fechar algumas portas importantes para a sua vida profissional. Acredite nisso. 2 - A inexperiência somente poderá ser eliminada com o tempo de trabalho, entretanto, você pode driblar esta situação adotando medidas que contribuam para a sua valorização, credibilidade e maior visibilidade no mercado, como por exemplo, especializar-se em determinado assunto da área e escrever artigos bem fundamentados e consistentes, publicando-os em um blog próprio ou divulgando-os nas redes sociais.
  3. 3. 3 - Passe a executar as suas atividades profissionais obrigatoriamente baseadas em planejamento, evitando as decisões e ações praticas a partir do imediatismo e das improvisações. Faça um bom curso sobre gestão de projetos. Isso é fundamental. 4 - Seja mais seletivo na busca do emprego, informe-se sobre as pretensões da empresa na área da Segurança do Trabalho, e apresente uma proposta de planejamento para o SESMT (Política e Programa de Segurança e Saúde do Trabalho). Dedique-se apenas a empresas que o respeitem e valorizem como pessoa e profissional. Se não puder contar com um cenário que ofereça, no minimo essas condições para o desenvolvimento do seu trabalho, procure outra empresa. Esta é, certamente, a orientação mais radical que deve considerar. Espero ter podido contribuir para a sua tomada de decisão, colocando-me à sua disposição sempre que necessitar. Um abraço e sucesso.” Eugenio Rocha Técnico em Segurança do Trabalho Consultor e Instrutor

×