SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 25
“Uma janela por onde espreitar”
Temos um rosto…
A importância dos afectos…

   Ensinar e aprender com alegria…
As Quatro Componentes Principais do
        Ensino Estruturado

 Segundo Schopler, são quatro as
 componentes principais do ensino
 estruturado:


     Estruturação Física
     Informação Visual
     Plano de Trabalho
     Pistas Facilitadoras do Desempenho
1ª: ÁREA DE TRANSIÇÃO

• Local onde se encontram os horários individuais de cada aluno;
• O aluno dirige-se para esta zona da sala sempre que termina uma
actividade ou necessita de consultar o seu horário individual;
• O cartão de transição indica ao aluno que se deve dirigir para esta
zona;
• As pistas visuais informam sobre onde, quando e o que fazer durante o
dia, ou parte do dia.
2ª: ÁREA DE REUNIÃO

• Área onde se privilegia a interacção social e a comunicação.
• Zona para a exploração de objectos, imagens, sons e gestos;
• Desenvolvimento de competências ao nível das noções espácio-
temporais, autonomia, compreensão de ordens verbais;
3ª: ÁREA DO APRENDER

• Área onde se realizam as tarefas com apoio do adulto - trabalho
individualizado (ensino 1:1 – aluno/educador).
•Aqui se desenvolve a atenção/concentração e faz-se a consolidação de
aprendizagens.
4ª: ÁREA DO TRABALHAR

• Área de trabalho individual e autónomo;
• O gabinete de trabalho permite:
     - Redução de estímulos distractores;
     - Focalizar a atenção nos aspectos importantes da tarefa
• O plano de trabalho indica à criança as actividades a realizar e a sua
sequência ;
• As tarefas propostas estão organizadas em caixas individuais,
identificadas com símbolos/ cores (correspondentes ao plano de
trabalho);
5ª: ÁREA DO TRABALHO DE GRUPO

• Zona para a promoção da interacção social;
• Estimula a partilha e o trabalho com os pares;
• Fomenta a diversificação de actividades.
6ª: ÁREA DO COMPUTADOR

• Espaço para o trabalho com o computador;
• Facilita a atenção e a concentração;
• Consolidação de aprendizagens;
BRINCAR

• Local para brincar e, principalmente, para aprender a brincar ;
• Relaxamento, lazer ;
• Promove a escolha de brincadeiras e o desenvolvimento de actividades
com os pares;
• Possibilita a imitação de actividades da vida diária;
• Brinquedos, almofadas, espelho, música;
Sessão de psicomotricidade
Sessão de psicomotricidade
Um pouco de língua portuguesa
Dia dos namorados

História de passarinhos
História da cobra apaixonada
Também nos divertimos…

Festejámos o Carnaval
Estivemos nas nuvens…
Expressão plástica
Os frutos do Outono
Participação e colaboração nas
             vendas
  (Natal e Dia dos namorados)
Como viram, na nossa escola, não
importa ser diferente, todos somos
           especiais...
Docentes de Educação Especial:
                     Luisa Marques (Coordenadora do departamento)
                     Anabela Oliveira
Unidade de Ensino
Estruturado para o   Assistente Operacional:
     Autismo         Idália Bento

                     Tarefeira:
                     Fátima Azevedo

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Ueea

Como fazer Tutoria - 10 Roteiros para facilitar sua vida.pdf
Como fazer Tutoria - 10 Roteiros para facilitar sua vida.pdfComo fazer Tutoria - 10 Roteiros para facilitar sua vida.pdf
Como fazer Tutoria - 10 Roteiros para facilitar sua vida.pdfJoseaneRodrigues25
 
TEACCH ESE word Sofia Pedrosa - PARA IMPRIMIR.ppt
TEACCH ESE word Sofia Pedrosa - PARA IMPRIMIR.pptTEACCH ESE word Sofia Pedrosa - PARA IMPRIMIR.ppt
TEACCH ESE word Sofia Pedrosa - PARA IMPRIMIR.pptSandra Borges
 
ppt curso II
ppt curso IIppt curso II
ppt curso IIMa Ferale
 
Pensar a intervenção pedagógica no jardim de infância... um relato
Pensar a intervenção pedagógica no jardim de infância... um relatoPensar a intervenção pedagógica no jardim de infância... um relato
Pensar a intervenção pedagógica no jardim de infância... um relatoPedro França
 
Caderno de boas práticas dos especialistas em educação
Caderno de boas práticas dos especialistas em educaçãoCaderno de boas práticas dos especialistas em educação
Caderno de boas práticas dos especialistas em educaçãoEunice Mendes de Oliveira
 
A escola que ensina: A prática dos novos saberes no processo de ensino e apre...
A escola que ensina: A prática dos novos saberes no processo de ensino e apre...A escola que ensina: A prática dos novos saberes no processo de ensino e apre...
A escola que ensina: A prática dos novos saberes no processo de ensino e apre...Capacitações Pedagógicas
 
Organização e Técnicas Criativas de Estudos estilos de aprendizagens.pdf
Organização e Técnicas Criativas de Estudos estilos de aprendizagens.pdfOrganização e Técnicas Criativas de Estudos estilos de aprendizagens.pdf
Organização e Técnicas Criativas de Estudos estilos de aprendizagens.pdfMEIRYMEIRYNHA
 
Escola e Internet
Escola e InternetEscola e Internet
Escola e InternetMalukeefs
 
Cantos de atividades
Cantos de atividades Cantos de atividades
Cantos de atividades vivianelima
 
SLIDES SUGESTÃO TRAB COLETIVO.pptx
SLIDES SUGESTÃO TRAB COLETIVO.pptxSLIDES SUGESTÃO TRAB COLETIVO.pptx
SLIDES SUGESTÃO TRAB COLETIVO.pptxMnicaSantos995245
 
Apostila do estudo planejamento e avaliação
Apostila do estudo planejamento e avaliaçãoApostila do estudo planejamento e avaliação
Apostila do estudo planejamento e avaliaçãojosivaldopassos
 
Berçário simone helen drumond
Berçário simone helen  drumondBerçário simone helen  drumond
Berçário simone helen drumondSimoneHelenDrumond
 
acolhimento noturno 2023 (1).pptx
acolhimento noturno 2023 (1).pptxacolhimento noturno 2023 (1).pptx
acolhimento noturno 2023 (1).pptxEdsonBrasil15
 
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1Bete Feliciano
 
Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1Bete Feliciano
 
O problema não é disciplina
O problema não é disciplinaO problema não é disciplina
O problema não é disciplinaSirley
 

Semelhante a Ueea (20)

Como fazer Tutoria - 10 Roteiros para facilitar sua vida.pdf
Como fazer Tutoria - 10 Roteiros para facilitar sua vida.pdfComo fazer Tutoria - 10 Roteiros para facilitar sua vida.pdf
Como fazer Tutoria - 10 Roteiros para facilitar sua vida.pdf
 
TEACCH ESE word Sofia Pedrosa - PARA IMPRIMIR.ppt
TEACCH ESE word Sofia Pedrosa - PARA IMPRIMIR.pptTEACCH ESE word Sofia Pedrosa - PARA IMPRIMIR.ppt
TEACCH ESE word Sofia Pedrosa - PARA IMPRIMIR.ppt
 
ppt curso II
ppt curso IIppt curso II
ppt curso II
 
Heterogeneidade
HeterogeneidadeHeterogeneidade
Heterogeneidade
 
Pensar a intervenção pedagógica no jardim de infância... um relato
Pensar a intervenção pedagógica no jardim de infância... um relatoPensar a intervenção pedagógica no jardim de infância... um relato
Pensar a intervenção pedagógica no jardim de infância... um relato
 
Sônia bessa
Sônia bessaSônia bessa
Sônia bessa
 
Caderno de boas práticas dos especialistas em educação
Caderno de boas práticas dos especialistas em educaçãoCaderno de boas práticas dos especialistas em educação
Caderno de boas práticas dos especialistas em educação
 
A escola que ensina: A prática dos novos saberes no processo de ensino e apre...
A escola que ensina: A prática dos novos saberes no processo de ensino e apre...A escola que ensina: A prática dos novos saberes no processo de ensino e apre...
A escola que ensina: A prática dos novos saberes no processo de ensino e apre...
 
Organização e Técnicas Criativas de Estudos estilos de aprendizagens.pdf
Organização e Técnicas Criativas de Estudos estilos de aprendizagens.pdfOrganização e Técnicas Criativas de Estudos estilos de aprendizagens.pdf
Organização e Técnicas Criativas de Estudos estilos de aprendizagens.pdf
 
Apresentação unidade 5
Apresentação unidade 5Apresentação unidade 5
Apresentação unidade 5
 
Como interagir com o aluno 2006
Como interagir com o aluno 2006Como interagir com o aluno 2006
Como interagir com o aluno 2006
 
Escola e Internet
Escola e InternetEscola e Internet
Escola e Internet
 
Cantos de atividades
Cantos de atividades Cantos de atividades
Cantos de atividades
 
SLIDES SUGESTÃO TRAB COLETIVO.pptx
SLIDES SUGESTÃO TRAB COLETIVO.pptxSLIDES SUGESTÃO TRAB COLETIVO.pptx
SLIDES SUGESTÃO TRAB COLETIVO.pptx
 
Apostila do estudo planejamento e avaliação
Apostila do estudo planejamento e avaliaçãoApostila do estudo planejamento e avaliação
Apostila do estudo planejamento e avaliação
 
Berçário simone helen drumond
Berçário simone helen  drumondBerçário simone helen  drumond
Berçário simone helen drumond
 
acolhimento noturno 2023 (1).pptx
acolhimento noturno 2023 (1).pptxacolhimento noturno 2023 (1).pptx
acolhimento noturno 2023 (1).pptx
 
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Parte 1
 
Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1
Organização do Trabalho Pedagógico - Caderno 1 - Parte 1
 
O problema não é disciplina
O problema não é disciplinaO problema não é disciplina
O problema não é disciplina
 

Ueea

  • 1. “Uma janela por onde espreitar”
  • 3. A importância dos afectos… Ensinar e aprender com alegria…
  • 4. As Quatro Componentes Principais do Ensino Estruturado Segundo Schopler, são quatro as componentes principais do ensino estruturado: Estruturação Física Informação Visual Plano de Trabalho Pistas Facilitadoras do Desempenho
  • 5. 1ª: ÁREA DE TRANSIÇÃO • Local onde se encontram os horários individuais de cada aluno; • O aluno dirige-se para esta zona da sala sempre que termina uma actividade ou necessita de consultar o seu horário individual; • O cartão de transição indica ao aluno que se deve dirigir para esta zona; • As pistas visuais informam sobre onde, quando e o que fazer durante o dia, ou parte do dia.
  • 6. 2ª: ÁREA DE REUNIÃO • Área onde se privilegia a interacção social e a comunicação. • Zona para a exploração de objectos, imagens, sons e gestos; • Desenvolvimento de competências ao nível das noções espácio- temporais, autonomia, compreensão de ordens verbais;
  • 7. 3ª: ÁREA DO APRENDER • Área onde se realizam as tarefas com apoio do adulto - trabalho individualizado (ensino 1:1 – aluno/educador). •Aqui se desenvolve a atenção/concentração e faz-se a consolidação de aprendizagens.
  • 8. 4ª: ÁREA DO TRABALHAR • Área de trabalho individual e autónomo; • O gabinete de trabalho permite: - Redução de estímulos distractores; - Focalizar a atenção nos aspectos importantes da tarefa • O plano de trabalho indica à criança as actividades a realizar e a sua sequência ; • As tarefas propostas estão organizadas em caixas individuais, identificadas com símbolos/ cores (correspondentes ao plano de trabalho);
  • 9. 5ª: ÁREA DO TRABALHO DE GRUPO • Zona para a promoção da interacção social; • Estimula a partilha e o trabalho com os pares; • Fomenta a diversificação de actividades.
  • 10. 6ª: ÁREA DO COMPUTADOR • Espaço para o trabalho com o computador; • Facilita a atenção e a concentração; • Consolidação de aprendizagens;
  • 11. BRINCAR • Local para brincar e, principalmente, para aprender a brincar ; • Relaxamento, lazer ; • Promove a escolha de brincadeiras e o desenvolvimento de actividades com os pares; • Possibilita a imitação de actividades da vida diária; • Brinquedos, almofadas, espelho, música;
  • 14. Um pouco de língua portuguesa
  • 15. Dia dos namorados História de passarinhos
  • 16. História da cobra apaixonada
  • 20.
  • 21. Os frutos do Outono
  • 22.
  • 23. Participação e colaboração nas vendas (Natal e Dia dos namorados)
  • 24. Como viram, na nossa escola, não importa ser diferente, todos somos especiais...
  • 25. Docentes de Educação Especial: Luisa Marques (Coordenadora do departamento) Anabela Oliveira Unidade de Ensino Estruturado para o Assistente Operacional: Autismo Idália Bento Tarefeira: Fátima Azevedo