Poema: Todas as luas Autor: Luiz gonzaga Pinheiro Música: Moon river
Eu sempre amei a lua. Qualquer lua, mesmo  as pequeninas que se escondem nos olhos dos  mendigos.
A lua dos navegantes  é cheia de crateras de sonhos.
A lua dos pescadores é  como  a pele dos mais velhos; coberta de escamas.
A lua do lobo é recheada de convites para o  amor.
E a dos namorados tem sempre promessas de filhos que vão chegar.
Mas a lua é do mundo e também paira sobre regiões solitárias. Aqui beija as montanhas e  suas neves.
Ali abraça o mar e encanta os peixes,  trazendo-os à superfície para adorá-la.
Com sua humildade passeia pelos galhos ressequidos, pelas folhas mortas e os insetos rastejantes.
A lua brinca consigo mesma, desenhando círculos ao seu redor. Depois os lança sobre a cabeça dos anjos encarnados.
Para provocar ciúmes ao Sol, deixa que ele  se vá para então surgir  com seu vestido de  ouro.
E vai trocando de roupa  erotizando a  natureza.
Camisola de seda rosa, para  atrair os amantes.
Lingerie amarela, para  provocar os namorados.
Soutien vermelho, para  acender os tímidos.
Pinta os lábios de baton, põe  blush sobre as pálpebras e se afasta um pouco para provocar desejos.
Depois se despe por inteiro, mostrando suas  formas esculturais.
A lua pinta toda a natureza, pois fez curso de artes na escola do criador.
Pinta a seu gosto, coincidentemente, sempre o meu.
Já pintou o bordado do manto de Nossa Senhora.
Clareou o céu para que nada suje Seu vestido em Suas andanças.
Fez um caminho nas nuvens, caso Ela queira caminhar.
Desenhou uma nave de penas, para quando  Ela cansasse de voar.
Dizem que a lua mexe com os loucos. Pode ser, pois  vi um louco que a queria longe.
E milhões que a queriam tocar com a mão.
A lua é a guardiã do mundo. Flutua sobre as dores e as esperanças dos homens.
É o olho de Deus velando o sono da inocência.
Antes de ir dormir embala o sono das crianças...
Se afasta...
Se esconde...
Fecha os olhos...
E vai embora.
Para voltar e dançar dois prá lá, dois prá cá com a alegria do mundo.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Todas As Luas

728 visualizações

Publicada em

Todas As Luas - Apresentação do autor Luiz Gonzaga Pinheiro - Editora EME

Publicada em: Espiritual, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
728
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Todas As Luas

  1. 1. Poema: Todas as luas Autor: Luiz gonzaga Pinheiro Música: Moon river
  2. 2. Eu sempre amei a lua. Qualquer lua, mesmo as pequeninas que se escondem nos olhos dos mendigos.
  3. 3. A lua dos navegantes é cheia de crateras de sonhos.
  4. 4. A lua dos pescadores é como a pele dos mais velhos; coberta de escamas.
  5. 5. A lua do lobo é recheada de convites para o amor.
  6. 6. E a dos namorados tem sempre promessas de filhos que vão chegar.
  7. 7. Mas a lua é do mundo e também paira sobre regiões solitárias. Aqui beija as montanhas e suas neves.
  8. 8. Ali abraça o mar e encanta os peixes, trazendo-os à superfície para adorá-la.
  9. 9. Com sua humildade passeia pelos galhos ressequidos, pelas folhas mortas e os insetos rastejantes.
  10. 10. A lua brinca consigo mesma, desenhando círculos ao seu redor. Depois os lança sobre a cabeça dos anjos encarnados.
  11. 11. Para provocar ciúmes ao Sol, deixa que ele se vá para então surgir com seu vestido de ouro.
  12. 12. E vai trocando de roupa erotizando a natureza.
  13. 13. Camisola de seda rosa, para atrair os amantes.
  14. 14. Lingerie amarela, para provocar os namorados.
  15. 15. Soutien vermelho, para acender os tímidos.
  16. 16. Pinta os lábios de baton, põe blush sobre as pálpebras e se afasta um pouco para provocar desejos.
  17. 17. Depois se despe por inteiro, mostrando suas formas esculturais.
  18. 18. A lua pinta toda a natureza, pois fez curso de artes na escola do criador.
  19. 19. Pinta a seu gosto, coincidentemente, sempre o meu.
  20. 20. Já pintou o bordado do manto de Nossa Senhora.
  21. 21. Clareou o céu para que nada suje Seu vestido em Suas andanças.
  22. 22. Fez um caminho nas nuvens, caso Ela queira caminhar.
  23. 23. Desenhou uma nave de penas, para quando Ela cansasse de voar.
  24. 24. Dizem que a lua mexe com os loucos. Pode ser, pois vi um louco que a queria longe.
  25. 25. E milhões que a queriam tocar com a mão.
  26. 26. A lua é a guardiã do mundo. Flutua sobre as dores e as esperanças dos homens.
  27. 27. É o olho de Deus velando o sono da inocência.
  28. 28. Antes de ir dormir embala o sono das crianças...
  29. 29. Se afasta...
  30. 30. Se esconde...
  31. 31. Fecha os olhos...
  32. 32. E vai embora.
  33. 33. Para voltar e dançar dois prá lá, dois prá cá com a alegria do mundo.

×