Trabalho completo de canoagem

2.349 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.349
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
66
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho completo de canoagem

  1. 1. CANOAGEM
  2. 2. HISTÓRICO  Desde a pré-história, os homens utilizavam essas pequenas embarcações para o transporte e locomoção. Há relatos da antiguidade que demonstram que os homens usavam essas embarcações também para competições. No ano de 1936, a canoagem passou a fazer parte das modalidades dos Jogos Olímpicos (nas modalidades slalom e velocidade)
  3. 3. CANOAGEM DE VELOCIDADE (SPRINT) A canoagem velocidade fez sua estréia em 1936, nas Olimpíadas de Berlim, Alemanha  É uma modalidade de competição praticada em rios ou lagos de águas calmas com 9 raias demarcadas nas distâncias de 1.000, 500 e 200 metros. Iniciam-se com eliminatórias que classificam os barcos semifinalistas e finalistas. Nos caiaques, rema-se sentado com um remo de duas pás. Na canoa, o canoísta apóia-se no assoalho da canoa com joelho e usa remo de uma só pá.  Nesta modalidade existem seis tipos de classes:  KI, K2, K4, CI, C2 e C4 
  4. 4. KI= uma pessoa, um caiaque de máx. 5,20M e mín. De 12 kg K2= 2 pessoas, um caiaque de máx. 6,50M e mín. de 18kg
  5. 5. K4= 4 pessoas, um caiaque de máx. 11 M e mín. 30kg CI= 1 pessoa. Uma canoa de máx. 5,20 M e mín. 16kg
  6. 6. C2= 2 pessoas, uma canoa, máx. de 6,50M e mín. 20kg C4= 4 pessoas, uma canoa, máx. de 11M e mín. 50 kg
  7. 7. CANOAGEM SLALOM Canoagem slalom- entrou como modalidade olímpica em 1992. sendo praticada em percursos de 250 e 300 metros. Os canoístas devem atravessar de 18 a 25 “portas” que ficarão suspensas por um arame seguindo o sentido indicado por elas a favor ou contra a correnteza . O percurso deve ser percorrido por duas vezes com o menor número de erros . Cada ponto equivale a 1 segundo de acréscimo no tempo final Penalidades como tocar com o corpo, as embarcações ou o remo numa das balizas equivale a penalidade de 2 pontos. Penalidades como: puxar a “porta” para ultrapassar mais rápido, não atravessar um “porta” é penalizado com 50 pontos. 
  8. 8. CANOAGEM OCEÂNICA  Canoagem oceânicaconsiste em realizar determinados percursos no mar. Para essa prova são utilizadas embarcações específicas, devido as variadas condições que se pode encontrar ao decorrer da prova.  Se divide em duas classes: Kayaksurf e Waveski. Internacionalmente, no entanto, elas são independentes.
  9. 9. CANOAGEM MARATONA As competições realizamse em distâncias superiores a 15 km. Durante a competição, os atletas são obrigados a realizar um ou mais percursos em terra correndo com a embarcação na mão, percurso durante o qual aproveitam para se alimentar e hidratar.  Categorias: homens = KI,K2,K4,CI e C2  Mulheres: KI e K2  Misto: K2 e C2 
  10. 10. FREESTYLE  É uma das mais recentes variantes da canoagem. Foi oficialmente reconhecida pela Federação Internacional de Canoagem em Outubro de 2004. O objectivo da competição de Freestyle é realizar várias manobras com a embarcação numa onda ou então reluxo do rio, em 40 segundos e obter uma pontuação com base na quantidade de movimentos e variedade de figuras conforme uma tabela preestabelecida.  material utilizado: Canoa ou caiaque de plástico sem tamanho determinado
  11. 11. CANOAGEM ADAPTADA Esta é uma modalidade da canoagem especificamente para as pessoas que possuem algum tipo de deficiência: física, auditiva, mental, visual ou múltiplas.  Os participantes podem ou não usar equipamentos que ajudem a melhorar seu rendimento com segurança. 
  12. 12. CANOAGEM RAFTING O Rafting consiste na descida de rios em botes infláveis do quais os integrantes da embarcação remam sob o comando de um Instrutor que é o responsável pela orientação do grupo durante o trajeto.
  13. 13. ATLETAS:  Ana Sátila- A mais jovem atleta canoísta.  Representante brasileira nas Olimpíadas de Londres  Única atleta de fora da Europa na final do C1 feminino Júnior, ela terminou a prova em terceiro lugar, 2,19 segundos atrás da campeã a alemã Karolin Wagner. A prata ficou com a tcheca Anna Koblencova.
  14. 14.  Ronilson oliveira e Erlon Silva. Nos Jogos Sul-Americanos de 2010, na prova do C2 200 m, Ronilson e Erlon Silva, ambos vindos da base da canoagem naquele ano, levaram o ouro com o tempo de 40sseguidos por venezuelanos (41s) e chilenos (41s).  Com isto, Ronilson obteve vaga para integrar a delegação nacional que disputou os Jogos PanAmericanos de 2011, em Guadalajara, no México, onde conquistou uma medalha de prata, novamente ao lado de Erlon Silva. 
  15. 15. Fernando Fernandes  Atleta paraolímpico  Campeão mundial e bicampeão sulamericano de canoagem.  Fernando Fernandes sofreu um acidente de carro em 4 de julho de 2009 que o deixou paraplégico.  Antes de ser atleta, foi modelo e participou do reality show Big Brother Brasil da Rede Globo. 
  16. 16. VÍDEO
  17. 17. COMPONENTES: Alane Lucena Nº02  Allan Ramos Nº04  Cleiciane Ventura Nº 12  Douglas Salgado Nº16  João Carlos Nº 

×