PROGRAMA DA PALMA DEÓLEO DO ESTADO DOPARÁ 2011 - 2014
PREMISSA“Consolidar a cadeia produtiva de óleos de  palma no Estado do Pará, através da  implementação de políticas de fom...
PERSPECTIVA DA PALMA DE ÓLEOPotencial de Plantio:   Condições Edafoclimáticas favoráveis   04 Milhões de Hec. aptos ao p...
PERSPECTIVA DA PALMA DE ÓLEOPotencial Industrial:   Biodiesel - A área plantada necessária para atender ao percentual de ...
PERSPECTIVA DA PALMA DE ÓLEO   Potencial Industrial:     Óleo Comestível:1.   Importa o mesmo volume que produz para supr...
PERSPECTIVA DA PALMA DE ÓLEO
PROGRAMA DA PALMA DE ÓLEO DO ESTADO DO PARÁ                                DIRETRIZES   Ordenar as áreas do Estado quanto...
Construir espaço permanente de discussão ( Conselho doAgronegócio e câmara setorial);Capacitar técnicos, agricultores fa...
ZONEAMENTO ECOLOGICO ECONÔMICO
ZONEAMENTO AGROCLIMÁTICO DO DENDÊ
REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA37 MUNICÍPIOS COM 5,9 MILHÕES DE HA
PRODUÇÃO DA PALMA DE ÓLEO
PARÁ - PMI LOGÍSTICA - RODOVIAS                                         Legenda                                           ...
PARÀ   - PMI LOGÍSTICA - PONTES                                            Rodovias                                       ...
PARÁ -PMI LOGÍSTICA - PORTOS                               Rodovias                               PA-252                  ...
ESPAÇOS PERMANENTE DE DISCUSSÃOCEPAF: Conselho Estadual de Política Agrícola,Agrária e Fundiária;CONSAGRO: Conselho do A...
CAPACITAÇÃO                          CURSOS/EVENTOS04 cursos de especialização EM DENDÊ na embrapa para 160 técnicosPARCE...
AÇÕES PROGRAMA DENDÊ 2011 – 2014   Promover a Implantação de unidade de produção de Sementes em    parceria com a EMBRAPA...
AGRICULTURA FAMILIAR   Planejamento Sagri;   Desenvolver Sistemas de Produção de SAFs com    Dendê em consórcio ou na pr...
OBRIGADO!          CONTATOALEXANDREGALVAO1@HOTMAIL.COM    Gerência de Produção Vegetal
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Dia 2 - Dendê em SAFs na Agricultura - Perspetiva de Palma e Óleo no Estado do Pará - Alexadre Galvão

1.041 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.041
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dia 2 - Dendê em SAFs na Agricultura - Perspetiva de Palma e Óleo no Estado do Pará - Alexadre Galvão

  1. 1. PROGRAMA DA PALMA DEÓLEO DO ESTADO DOPARÁ 2011 - 2014
  2. 2. PREMISSA“Consolidar a cadeia produtiva de óleos de palma no Estado do Pará, através da implementação de políticas de fomento e dos instrumentos de ordenamento territorial, proporcionando desenvolvimento sustentável.”
  3. 3. PERSPECTIVA DA PALMA DE ÓLEOPotencial de Plantio: Condições Edafoclimáticas favoráveis 04 Milhões de Hec. aptos ao plantio de Dendê Infra-estrutura básica Fácil escoamento da produção Potencial Comercial
  4. 4. PERSPECTIVA DA PALMA DE ÓLEOPotencial Industrial: Biodiesel - A área plantada necessária para atender ao percentual de mistura de 2% de biodiesel ao diesel de petróleo é estimada em 1,5 milhão de hec.
  5. 5. PERSPECTIVA DA PALMA DE ÓLEO Potencial Industrial: Óleo Comestível:1. Importa o mesmo volume que produz para suprir a demanda interna;2. De 1998 a 2009 o consumo mundial saltou de 17 para 45 milhões de toneladas;3. Quase toda a produção é destinada à indústria de alimentos no Estado do Pará;4. Hoje, o óleo da palma é utilizado em inúmeros produtos alimentícios e cosméticos da Europa, Japão e E.U.A, sendo dos mais consumidos do mundo;5. Segundo a WWF, é utilizado em 50% de todos os produtos embalados encontrados em supermercados; 11º Brasil: 0,2 (200 mil toneladas/ano) 90% realizada no estado do Pará.
  6. 6. PERSPECTIVA DA PALMA DE ÓLEO
  7. 7. PROGRAMA DA PALMA DE ÓLEO DO ESTADO DO PARÁ DIRETRIZES Ordenar as áreas do Estado quanto ao uso e ocupação do solo (Zoneamento Econômico Ecológico e Agroclimático do Dendê); Estabelecer instrumentos legais: cadastro ambiental rural (CAR ATESTADO DIGITAL), certificação de habilitação à regularização fundiária (CHRF), ordenamento ambiental e inserção no programa; Estabelecer o compromisso do Estado e Empresas com os princípios e critérios sócio ambientais necessários à sustentabilidade econômica da cadeia de produção da Palma de óleo (Protocolo sócio Ambiental); Promover a execução de obras necessárias ao desenvolvimento da cadeia sócio produtiva da palma de óleo e da região (Projeto multisetorial integrado/ logistica); Desenvolver de forma sustentável a cultura da palma de óleo voltado para a produção de óleo comestível e biodiesel;
  8. 8. Construir espaço permanente de discussão ( Conselho doAgronegócio e câmara setorial);Capacitar técnicos, agricultores familiares e produtores ruraispara o desenvolvimento sustentável da cadeia da palma de óleo anível técnico e superior (capacitação continuada);Buscar investimento de pesquisa e experimentação com focoprincipal no problema do Amarelecimento Fatal (manejointegrado de pragas);Apoiar o desenvolvimento da pesquisa quanto ao melhoramentode sementes e produção de mudas de qualidade;Fomentar a produção de biocombustíveis e óleo comestívelpromovendo a inserção de agricultores familiares (apoio aEmpresas).
  9. 9. ZONEAMENTO ECOLOGICO ECONÔMICO
  10. 10. ZONEAMENTO AGROCLIMÁTICO DO DENDÊ
  11. 11. REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA37 MUNICÍPIOS COM 5,9 MILHÕES DE HA
  12. 12. PRODUÇÃO DA PALMA DE ÓLEO
  13. 13. PARÁ - PMI LOGÍSTICA - RODOVIAS Legenda PA-252 PA-252 (2) PA-256 (1) PA-256 (2) PA-151 PA-124 Perna Leste Perna Sul Alça Viária Total de Extensão – 676,27 Km
  14. 14. PARÀ - PMI LOGÍSTICA - PONTES Rodovias PA-252 PA-256 (1) PA-256 (2) PA-151 PA-124 Perna Leste Perna Sul Alça Viária Pontes Igarapé-Miri Meruú Capim I Capim II Mojú Guamá Total de 6 Pontes - 1.949,88 m
  15. 15. PARÁ -PMI LOGÍSTICA - PORTOS Rodovias PA-252 PA-256 (1) PA-256 (2) PA-151 PA-154 Perna Leste Perna Sul Alça Viária Pontes Igarapé-Miri/ Meruú Meruú Capim I Capim II Mojú Guamá Portos
  16. 16. ESPAÇOS PERMANENTE DE DISCUSSÃOCEPAF: Conselho Estadual de Política Agrícola,Agrária e Fundiária;CONSAGRO: Conselho do Agronegócio;CEDRS: Conselho Estadual de DesenvolvimentoRural Sustentável;CESMAG: Conselho Estadual dos SecretáriosMunicipais de Agricultura.
  17. 17. CAPACITAÇÃO CURSOS/EVENTOS04 cursos de especialização EM DENDÊ na embrapa para 160 técnicosPARCERIA ( Emater/ Embrapa/ M.D.A.);2 cursos de especialização EM BODIESEL na ufra para 30 técnicosPARCERIA ( Emater/UFRA);curso de 40 horas no moju para 30 técnicos PARCERIA (M.D.A./Emater);seminário para 68 produtores no moju PARCERIA(M.D.A/ Emater);3500 cadastramentos e georeferenciamentos foram realizados nos municípiosde IG.Miri; cametá, mocajuba, baião com a participação da petrobrás biodiesel,ministério do desenvolvimento agrário e Emater.
  18. 18. AÇÕES PROGRAMA DENDÊ 2011 – 2014 Promover a Implantação de unidade de produção de Sementes em parceria com a EMBRAPA e o setor Privado; Incentivar o Plantio de 250.000 Hec. da cultura do Dendê; Incentivar a Implantação 05 unidades de produção de óleo de Dendê; Incentivar a Implantação de 01 unidade de produção de biodiesel a partir de óleo de Dendê; Incrementar a participação da Agricultura familiar no programa Estadual, com a Inclusão de 3000 agricultores ; Incentivar a produção integrada de Dendê junto aos produtores; Promover em parceria com o governo Federal a Logística necessária à sustentabilidade do Programa Estadual; Implementar política de incentivos fiscais, atrativos para novos investimentos; Promover em parceria com Emater e M.D.A. capacitação de técnicos multiplicadores (160), técnicos executores (200) e Agricultores familiar (3000) na cultura do Dendê; Promover Seminários sobre a cultura do Dendê nos municípios do Pólo Pará de Dendê.
  19. 19. AGRICULTURA FAMILIAR Planejamento Sagri; Desenvolver Sistemas de Produção de SAFs com Dendê em consórcio ou na propriedade como todo; Agroecologia; Grupo de trabalho interinstitucional para promover (PD&I) e (TT) da cultura do dendê; Produção Integrada (PRODUZIR SUSTENTÁVELMENTE); M.I.P.
  20. 20. OBRIGADO! CONTATOALEXANDREGALVAO1@HOTMAIL.COM Gerência de Produção Vegetal

×