Gerenciamento e Medição deResultados na Pecuária de Corte –  Agropecuária Fazenda Brasil                  Rogério Fonseca ...
Índice1    Agropecuária Fazenda Brasil2    Gerenciamento e Medição de Resultados no Sistema     de Cria3    Gerenciamento ...
1   Agropecuária Fazenda Brasil2   Gerenciamento e Medição de Resultados no Sistema    de Cria3   Gerenciamento e Medição ...
O Grupo     O Grupo Agropecuária Fazenda Brasil, fundado em 2006, tem em suaplataforma de trabalho três setores: Agricult...
O Grupo Missão Maximizar a produção de proteína por hectare, motivando sempre nossos funcionários e buscando satisfazer no...
O Grupo                                       Cana Brava do NorteFazendas                               • Fazenda Raça:   ...
Pecuária de CorteFazendas            Fazenda            Atividade          Quantidade de Área destinada a                 ...
1   Agropecuária Fazenda Brasil2   Gerenciamento e Medição de Resultados no Sistema    de Cria3   Gerenciamento e Medição ...
Ciclo Produtivo                  9
Gestão da Informação                   ORGANIZAÇÃO E       DADOS                       INFORMAÇÃO                   PROCES...
Gestão da Informação                       11
Gestão da Informação                       12
Gestão da Informação                   ORGANIZAÇÃO E       DADOS                       INFORMAÇÃO                   PROCES...
Do curral ao sistema                       14
Do curral ao sistema                       15
Do curral ao sistema                       16
Gestão da Informação                   ORGANIZAÇÃO E       DADOS                       INFORMAÇÃO                   PROCES...
Dados organizados para análise                                 18
Gestão da Informação                   ORGANIZAÇÃO E       DADOS                       INFORMAÇÃO                   PROCES...
Relatório Sintético de Índices Reprodutivos                                              20
Rotina de controle de dados                      Boleta do Capataz (Partos e Abortos);                      Lançamento n...
Controle de dados - nascimento ao desmame  Identificar corretamente bezerros no nascimento;  Brincos pré-escritos facili...
Taxa de prenhez por categoria                            Novilhas                                                         ...
Taxa de prenhez por categoria                                         Categoria      100%              86,25%             ...
Taxa acumulada de prenhez                                            18000                                                ...
Taxa acumulada de prenhez                                            18000                                                ...
Índices técnicos cria                                                 Resumo    Filial 3    Filial 2    Filial 1          ...
Análise da desmama          Peso a desmama de bezerros Nelore e ½ sangue Angus de acordo com o mês          de nascimento ...
Descarte de vacas por habilidade materna     Vacas com parto no mês de setembro que apresentaram uma relação de desmama me...
Peso médio a desmama por touro            Peso a desmama médio por touro, Barra do Garças-MT, 2011.                      T...
Índices avaliados   Kg de bezerro desmamados / kg de vaca em estoque   Kg de bezerro desmamado / hectare   Peso médio a...
1   Agropecuária Fazenda Brasil2   Gerenciamento e Medição de Resultados no Sistema    de Cria3   Gerenciamento e Medição ...
Sistema de recria                                        Ganho (Perda)      Ganho de                                      ...
Recria a pasto em pastejo rotacionado                                        34
Ganho médio diário – Composto                                35
Ganho médio diário - Nelore                              36
Ganho médio diário por raça    Ganho de peso médio diário de bezerros Nelore ou Composto da Agropecuária Fazenda Brasil, B...
Ganho médio diário por categoria   Ganho de peso médio diário da safra 2010/2011 em recria da Fazenda Brasil, Barra do Gar...
Ganho médio diário por fornecedor    Ganho de peso médio diário por fornecedor, safra 2010/2011, Fazenda Brasil, Barra do ...
Ganho médio diário a pasto por reprodutor          Ganho de peso médio diário a pasto por reprodutor, safra 2010/2011,Faze...
Controle rigoroso de taxa de lotação         Tabela de campo do rotacionado Montana A, Fazenda Brasil, Barra do Garças-MT,...
Ganho de peso por área                                                                              Distribuição da Produç...
Índices avaliados   Arrobas produzidas no sistema de recria anual   Custo da arroba produzida   Custo da arroba produzi...
1   Agropecuária Fazenda Brasil2   Gerenciamento e Medição de Resultados no Sistema    de Cria3   Gerenciamento e Medição ...
Confinamento Fazenda Brasil    Início das Operações: 2010    Capacidade estática: 8.400 animais    3 giros    Habilita...
Confinamento Fazenda Brasil                              46
Tipificação da informação    Informação para Gerenciamento Diário                  Tomada de Decisão OPERACIONAL    Info...
Informação para Gerenciamento Diário                                       48
Informação para Gerenciamento Diário                                       49
Informação para Gerenciamento Diário                                       50
Informação para Gerenciamento Diário                                       51
Resultado pós-abate                      52
Informação para Gerenciamento de Resultados                                              53
Índices avaliados  TÉCNICOS   Peso vivo inicial   Peso vivo final   Rendimento de carcaça   Ganho médio diário (realiz...
Informação para Gerenciamento de Resultados                      400                             300           300     300...
Informação para Gerenciamento de Resultados4,00%3,50%3,00%2,50%2,00%                       Série11,50%1,00%0,50%0,00%     ...
Informação para Gerenciamento de Resultados                                              57
Considerações Finais  Treinamento frequente da mão-de-obra em relação aos procedimentos de    controle (campo e escritóri...
Agradecimentos    Equipe AFB       Armando       Marcela       Ana Luiza       Camila       Cintya       Paula     ...
Obrigado !rogerio@fazendabrasil.com.br                                              60joaopaulo@fazendabrasil.com.br
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

120328 11-wbeef-gerenciamento-rogerio-e-joao-paulo-fazenda-brasil

1.054 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.054
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
23
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

120328 11-wbeef-gerenciamento-rogerio-e-joao-paulo-fazenda-brasil

  1. 1. Gerenciamento e Medição deResultados na Pecuária de Corte – Agropecuária Fazenda Brasil Rogério Fonseca Guimarães Peres João Paulo Teixeira Sigolo Bastos 1
  2. 2. Índice1 Agropecuária Fazenda Brasil2 Gerenciamento e Medição de Resultados no Sistema de Cria3 Gerenciamento e Medição de Resultados no Sistema de Recria4 Gerenciamento e Medição de Resultados no Sistema de Confinamento5 Considerações Finais 2
  3. 3. 1 Agropecuária Fazenda Brasil2 Gerenciamento e Medição de Resultados no Sistema de Cria3 Gerenciamento e Medição de Resultados no Sistema de Recria4 Gerenciamento e Medição de Resultados no Sistema de Confinamento5 Considerações Finais 3
  4. 4. O Grupo O Grupo Agropecuária Fazenda Brasil, fundado em 2006, tem em suaplataforma de trabalho três setores: Agricultura; Pecuaria; Meio Ambiente.Na atividade agrícola, atua na produção principalmente de soja e naatividade pecuária atua nas 3 etapas da pecuária de corte: cria, recria eengorda 4
  5. 5. O Grupo Missão Maximizar a produção de proteína por hectare, motivando sempre nossos funcionários e buscando satisfazer nossos clientes, não apenas respeitando, mas investindo no meio ambiente. Visão Ser referência na integração Agricultura – Pecuária utilizando as melhores tecnologias disponíveis no mercado 5
  6. 6. O Grupo Cana Brava do NorteFazendas • Fazenda Raça: 17.400 ha - PecuáriaQuerência / Canarana• Fazenda Candeia5.013 ha - Soja• Fazenda Canaã5.951 ha - Soja Bom Jesus do Araguaia • Fazenda Rancho 60: 23.122 ha - Soja / PecuáriaNova Xavantina Barra do Garças /• Fazenda Santa AraguaianaTerezinha: 4.936 ha - • Fazenda Brasil: 9.306 ha -Soja Soja / Pecuária • Fazenda Vitória: 3.453 ha - Pecuária • Fazenda Santa Mariana: 77.794 hectares de terra, sendo 73% próprio 8.613 ha - Pecuária 6
  7. 7. Pecuária de CorteFazendas Fazenda Atividade Quantidade de Área destinada a cabeças pecuária (ha) Brasil Recria / Engorda 15.961 4.068 Raça Cria 13.529 10.390 Rancho 60 Cria / Recria / Engorda 7.275 8.999 Santa Mariana Cria 9.995 6.647 Vitória Cria/Recria (PO) 2.620 2.100 Santa Terezinha Recria 89 30 TOTAL 49.419 33.071 A AFB possui fazendas de cria, recria e engorda, atuando assim em todo o ciclo da criação de bovinos. A Fazenda Brasil está habilitada para exportar animais para a União Européia (Lista Trace). 7
  8. 8. 1 Agropecuária Fazenda Brasil2 Gerenciamento e Medição de Resultados no Sistema de Cria3 Gerenciamento e Medição de Resultados no Sistema de Recria4 Gerenciamento e Medição de Resultados no Sistema de Confinamento5 Considerações Finais 8
  9. 9. Ciclo Produtivo 9
  10. 10. Gestão da Informação ORGANIZAÇÃO E DADOS INFORMAÇÃO PROCESSAMENTO 10
  11. 11. Gestão da Informação 11
  12. 12. Gestão da Informação 12
  13. 13. Gestão da Informação ORGANIZAÇÃO E DADOS INFORMAÇÃO PROCESSAMENTO 13
  14. 14. Do curral ao sistema 14
  15. 15. Do curral ao sistema 15
  16. 16. Do curral ao sistema 16
  17. 17. Gestão da Informação ORGANIZAÇÃO E DADOS INFORMAÇÃO PROCESSAMENTO 17
  18. 18. Dados organizados para análise 18
  19. 19. Gestão da Informação ORGANIZAÇÃO E DADOS INFORMAÇÃO PROCESSAMENTO 19
  20. 20. Relatório Sintético de Índices Reprodutivos 20
  21. 21. Rotina de controle de dados  Boleta do Capataz (Partos e Abortos);  Lançamento no Sistema MultBovinos;  Vaca fica apta para próxima monta; 21
  22. 22. Controle de dados - nascimento ao desmame  Identificar corretamente bezerros no nascimento;  Brincos pré-escritos facilitam o controle interno e o dia-a-dia do materneiro;  Apontar rigorosamente as mortes;  Descartar por habilidade materna;  Dados para reutilização de touros através da Progênie 22
  23. 23. Taxa de prenhez por categoria Novilhas Primíparas 100% 91,92% 91,57% 88,38%100,00% 76,66% 80% 67,63% 61,97% 80,00% 51,68% 60% 39,94% 60,00% 40% 40,00% 20% 20,00% 0% 0,00% Mês 9 Mês 10 Mês 11 Mês 12 Mês 1 Mês 2 Novilhas Pré-Púberes (964) Novilhas Púberes (4329) (91/99) (76/83) (44/71) (399/590) (430/832) (274/686) Multíparas 100% 91,02% 89,34% 85,25% 80,17% 80% 68,94% 55,38% 60% 47,37% 40% 20% 0% Fora EM Mês 9 Mês 10 Mês 11 Mês 12 Mês 1 Mês 2 23 (705) (1961) (1332) (1861) (1230) (1051) (171)
  24. 24. Taxa de prenhez por categoria Categoria 100% 86,25% 86,64% 86,36% 79,16% 78,36% 80% 55,65% 60% 40% 20% 0% Novilhas Primíparas Multíparas Solteiras Leiteiras (44) Geral (5293) (2361) (8311) (584) (16593) 24
  25. 25. Taxa acumulada de prenhez 18000 100,0% 17000 87,64% 86,64% 86,29% 86,17% 87,34% 86,33% 16000 83,98% 90,0% 80,35% 15000 78,34% Número Acumulado de Fêmeas em Monta 80,0% 14000 13000 70,0% 12000 11000 Taxa de Prenhez 60,0% 10000 9000 50,0% 8000 7000 40,0% 6000 30,0% 5000 4000 20,0% 3000 2000 10,0% 1000 0 0,0% Solteiras Novilhas Fora EM Mês 9 Mês 10 Mês 11 Mês 12 Mês 1 Mês 2 Total Prenhas Taxa de prenhez 25
  26. 26. Taxa acumulada de prenhez 18000 100,0% 17000 87,64% 86,64% 86,29% 86,17% 87,34% 86,33% 16000 83,98% 90,0% 80,35% 15000 78,34% Número Acumulado de Fêmeas em Monta 80,0% 14000 13000 70,0% 12000 11000 Taxa de Prenhez 60,0% 10000 9000 50,0% 8000 7000 40,0% 6000 30,0% 5000 4000 20,0% 3000 2000 10,0% 1000 0 0,0% Solteiras Novilhas Fora EM Mês 9 Mês 10 Mês 11 Mês 12 Mês 1 Mês 2 Total Prenhas Taxa de prenhez 26
  27. 27. Índices técnicos cria Resumo Filial 3 Filial 2 Filial 1 72,7% 74,1% Taxa de Desmame Real 72,2% 71,4% 6,0% 6,2% Taxa de Perdas 5,3% 7,1% 1,7% 2,0% Taxa de Mortalidade 1,2% 2,1% 4,3% 4,3% Taxa de Perda de Gestação 4,1% 5,0% 78,7% 80,4% Taxa de Prenhez 77,5% 78,6% 0,0% 10,0% 20,0% 30,0% 40,0% 50,0% 60,0% 70,0% 80,0% 90,0% Total de Perdas 27,3% Não emprenham 78,0% Abortam 15,8% 27 Bezerros Morrem 6,1%
  28. 28. Análise da desmama Peso a desmama de bezerros Nelore e ½ sangue Angus de acordo com o mês de nascimento da Fazenda Santa Mariana, Barra do Garças-MT, 2011. Santa Setembro Outubro Novembro Dez/Jan Média Mariana Aberdeen 251 240 243 218 237 Nelore 231 223 216 187 216 Diferença 20 18 27 31 21 Porcentagem 8,5% 8,0% 12,3% 16,8% 9,7% Dados técnicos de 9450 bezerros desmamados da Agropecuária Fazenda Brasil, Barra do Garças-MT, 2011. Relação de Peso Peso Peso Bezerros Quantidade Desmama Médio Corrigido Mãe Fêmea 4686 46,0% 193,9 187,2 425,7 Composto 1386 51,4% 219,6 194,0 431,3 Nelore 3300 43,8% 183,1 184,3 423,4 Macho 4764 49,3% 207,3 202,8 425,4 Composto 1450 53,4% 228,6 201,2 432,0 Nelore 3314 47,4% 197,9 203,4 422,6 Total geral 9450 47,7% 200,6 195,0 425,6 28
  29. 29. Descarte de vacas por habilidade materna Vacas com parto no mês de setembro que apresentaram uma relação de desmama menos que 35%, Fazenda Santa Mariana, Barra do Garças-MT, 2011. Setembro Nome Vaca Nome Filho Sexo Peso Vaca Peso Filho Situação Vaca 0349 0349/10 F 554 170 Gestante 1080 1080/10 M 450 136 Gestante 1263 1263/10 M 561 184 Gestante 15304 15304/10 F 498 134 Gestante 15404 15404/10 M 524 182 Vazia 15502 15502/10 F 459 145 Gestante 15836 15836/10 F 498 146 Vendida 1657 1657/10 M 517 180 Gestante 1780 1780/10 M 527 181 Gestante 2008 2008/10 F 423 120 Gestante 2296 2296/10 M 474 164 Gestante 2366 2366/10 F 476 151 Gestante 2542 2542/10 M 490 150 Gestante 2882 2882/10 M 449 150 Vazia 29
  30. 30. Peso médio a desmama por touro Peso a desmama médio por touro, Barra do Garças-MT, 2011. Touro Raça Touro N Média Touro 7 Aberdeen 112 248 Touro 11 Aberdeen 168 243 Touro 10 Aberdeen 150 237 Touro 12 Aberdeen 195 233 Touro 2 Aberdeen 98 230 Touro 5 Aberdeen 105 228 Touro 3 Aberdeen 99 227 Touro 4 Aberdeen 102 218 Touro 13 Nelore 204 217 Touro 8 Nelore 114 209 Touro 9 Aberdeen 140 208 Touro 14 Nelore 292 207 Touro 6 Nelore 110 204 Touro 1 Nelore 90 200 Touro 15 Nelore 457 179 30
  31. 31. Índices avaliados  Kg de bezerro desmamados / kg de vaca em estoque  Kg de bezerro desmamado / hectare  Peso médio ao desmame por touro  Custo da arroba produzida do bezerro  Rentabilidade na atividade de cria 31
  32. 32. 1 Agropecuária Fazenda Brasil2 Gerenciamento e Medição de Resultados no Sistema de Cria3 Gerenciamento e Medição de Resultados no Sistema de Recria4 Gerenciamento e Medição de Resultados no Sistema de Confinamento5 Considerações Finais 32
  33. 33. Sistema de recria Ganho (Perda) Ganho de de Peso Seca Peso Águas Pesagem de 100 % dos animais para avaliação da safra 33 Pesagem dos animais no momento da entrada na fazenda
  34. 34. Recria a pasto em pastejo rotacionado 34
  35. 35. Ganho médio diário – Composto 35
  36. 36. Ganho médio diário - Nelore 36
  37. 37. Ganho médio diário por raça Ganho de peso médio diário de bezerros Nelore ou Composto da Agropecuária Fazenda Brasil, Barra do Garças-MT, 2011. Quantidade Idade Dias em Ganho no GMD Por Fazenda (nº animais) (meses) Pastejo Período (kg) (kg/animal/dia) Filial 1 – Retiro 1 869 19,5 176 85,6 0,495 Nelore 560 20,2 177,8 81,2 0,466 Composto 309 18,3 172,1 93,7 0,547 Filial 1 – Retiro 2 551 19,0 174 83,0 0,474 Nelore 328 18,7 175,1 72,9 0,408 Composto 223 19,4 171,9 98,0 0,571 Filial 2 592 18,4 159 72,2 0,459 Nelore 391 18,0 162,6 65,4 0,402 Composto 201 19,2 151,1 85,4 0,568 Filial 3 979 21,0 166 71,2 0,397 Nelore 838 20,5 167,9 69,6 0,375 Composto 141 23,8 152,8 80,7 0,524 37
  38. 38. Ganho médio diário por categoria Ganho de peso médio diário da safra 2010/2011 em recria da Fazenda Brasil, Barra do Garças – MT, 2011. Quantidade Dias em Ganho no GMD Critérios Avaliados Idade (meses) (nº animais) Pastejo Período (kg) (kg/animal/dia) Total animais já existentes na fazenda no inicio da avaliação + animais comprados no período de 9.567 25,1 157 87,57 0,570 novembro/10 a Fevereiro/11 Bezerro Comercial 569 19,9 167 79,3 0,420 Bezerro Especial 1.223 21,7 162 96,3 0,583 Bezerro Prioritario 1.800 21,6 172 98,0 0,567 Bezerro Intermediario 2.094 24,0 176 85,8 0,505 Recria Especial 2.538 28,0 153 87,6 0,578 Recria Prioritaria 988 31,1 107 67,5 0,653 Recria Intermediaria 262 31,8 97 82,8 0,872 Engorda Especial 60 33,3 100 90,4 0,894 Engorda Prioritaria 19 39,5 109 87,2 0,795 Engorda Intermediaria 9 35,6 111 76,7 0,645 Engorda Inferior 5 37,1 97 100,8 0,833 38
  39. 39. Ganho médio diário por fornecedor Ganho de peso médio diário por fornecedor, safra 2010/2011, Fazenda Brasil, Barra do Garças – MT, 2011. 39
  40. 40. Ganho médio diário a pasto por reprodutor Ganho de peso médio diário a pasto por reprodutor, safra 2010/2011,Fazenda Brasil, Barra do Garças – MT, 2011. Touro N Idade Dias avaliados GMD Touro A 36 18,7 170,8 0,549 Touro B 37 19,0 160,7 0,590 Touro C 42 19,3 182,8 0,477 Touro D 42 18,7 172,0 0,571 Touro E 50 18,2 150,6 0,503 Touro F 51 19,7 170,3 0,590 Touro G 54 19,2 178,1 0,532 Touro H 90 18,8 168,8 0,597 Touro I 656 18,8 173,1 0,423 40
  41. 41. Controle rigoroso de taxa de lotação Tabela de campo do rotacionado Montana A, Fazenda Brasil, Barra do Garças-MT, 2012 41
  42. 42. Ganho de peso por área Distribuição da Produção e Produtividade %; 100% 98% 100% 20 19,2 19,2 94% 89% 17,9 85% 18 17,5 81% 16,0 76% 80% 16 72% 14,3 67% 14 13,3 61% 60% 54% 11,9@ / ha 12 11,0 46% 10 9,6 9,2 8,7 40% 25% da área 35% 8,1 7,9 7,7 8 26% 6,8 6,6 6 19% 5,5 5,5 5,1 5,1 4,9 20% 4,9 4,6 4,6 4,5 4,4 4,4 12% 3,9 3,8 4 8% 46% da Produção 3,6 4,5% Área 2 0% BRE SPE BRA SPK SPA MOF SPC BRC CUF MOC BRF SPI CUG MOG SPB SPJ SPF SPG SPD BRD CUD CUH MOH SPH BRB MOD CUB MOB CUA MOA MOE 42
  43. 43. Índices avaliados  Arrobas produzidas no sistema de recria anual  Custo da arroba produzida  Custo da arroba produzida de animais próprios x animais adquiridos  Rentabilidade da recria 43
  44. 44. 1 Agropecuária Fazenda Brasil2 Gerenciamento e Medição de Resultados no Sistema de Cria3 Gerenciamento e Medição de Resultados no Sistema de Recria4 Gerenciamento e Medição de Resultados no Sistema de Confinamento5 Considerações Finais 44
  45. 45. Confinamento Fazenda Brasil  Início das Operações: 2010  Capacidade estática: 8.400 animais  3 giros  Habilitado na Lista Traces  Dieta de alto concentrado  Objetivo: Máxima Eficiência biológica com o menor custo alimentar 45
  46. 46. Confinamento Fazenda Brasil 46
  47. 47. Tipificação da informação  Informação para Gerenciamento Diário Tomada de Decisão OPERACIONAL  Informação para Gerenciamento de Resultados Tomada de Decisão ESTRATÉGICA 47
  48. 48. Informação para Gerenciamento Diário 48
  49. 49. Informação para Gerenciamento Diário 49
  50. 50. Informação para Gerenciamento Diário 50
  51. 51. Informação para Gerenciamento Diário 51
  52. 52. Resultado pós-abate 52
  53. 53. Informação para Gerenciamento de Resultados 53
  54. 54. Índices avaliados TÉCNICOS  Peso vivo inicial  Peso vivo final  Rendimento de carcaça  Ganho médio diário (realizado e corrigido para 55% = benchmarking)  Peso de carcaça quente (análise individual)  Consumo médio e total de MS  Arrobas produzidas  Eficiência biológica  Resultado por fornecedor  Índice de refugo de cocho  Índice de mortalidade FINANCEIROS  Custo da arroba produzida  Custo da arroba produzida de animais próprios x animais adquiridos  Resultado por fornecedor  Custo de diária (alimentar + operacional)  Rentabilidade da operação 54
  55. 55. Informação para Gerenciamento de Resultados 400 300 300 300 300 300 300 60% 59% 300 58% 58% 58% 58% Peso Médio Entrada 57% 57% 200 Rendimento Carcaça (%) 362,1 370,0 56,5% 56,5% 56,5% 56,5% 56,5% 56,5% 337,6 316,2 326,7 56,5% 306,6 56% 100 56,4% 0 54% mai-11 jun-11 jul-11 ago-11 set-11 out-11 nov-11 Melhor que a Meta Melhor que a Meta 200 166,42 139,94 139,19 134,09 141,96 132,10 137,50 150 131,01 130,77 Eficiência Biológica 100 129,42 128,13 124,81 137,31 135,76 50 0 Melhor que a Meta 55
  56. 56. Informação para Gerenciamento de Resultados4,00%3,50%3,00%2,50%2,00% Série11,50%1,00%0,50%0,00% 19 73 13 25 31 37 43 49 55 61 67 79 85 91 97 1 7 56
  57. 57. Informação para Gerenciamento de Resultados 57
  58. 58. Considerações Finais  Treinamento frequente da mão-de-obra em relação aos procedimentos de controle (campo e escritório)  Determinação e divulgação dos processos de cada fase de produção  Rigorosidade na avaliação dos dados para tomada de decisão  Início da interpretação dos dados com ferramentas estatísticas  Possível criação de uma linha de produção (entender as necessidades de cada categoria dentro do nosso sistema) 58
  59. 59. Agradecimentos Equipe AFB  Armando  Marcela  Ana Luiza  Camila  Cintya  Paula  Carolina  Carina  Hugo  Equipe de campo (vaqueiros, capatazes, técnicos) 59
  60. 60. Obrigado !rogerio@fazendabrasil.com.br 60joaopaulo@fazendabrasil.com.br

×