O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
UX - Entregaveis
UX - Entregaveis
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 46 Anúncio

Lean UX

Baixar para ler offline

Criar e desenvolver produtos realmente úteis, fáceis de usar e esteticamente agradáveis não é algo simples. Lean UX é uma abordagem que permite a designers, desenvolvedores e empreendedores aliar o poder dos métodos ágeis à filosofia do desenvolvimento com foco no usuário.

Criar e desenvolver produtos realmente úteis, fáceis de usar e esteticamente agradáveis não é algo simples. Lean UX é uma abordagem que permite a designers, desenvolvedores e empreendedores aliar o poder dos métodos ágeis à filosofia do desenvolvimento com foco no usuário.

Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (20)

Semelhante a Lean UX (20)

Anúncio

Mais de Carlos Rosemberg (10)

Mais recentes (20)

Anúncio

Lean UX

  1. 1. Lean UX Carlos Rosemberg
  2. 2. Prazer em conhecer, Carlos Rosemberg Analista de Negócios / especialista em UX (Instituto Atlântico) Pesquisador em IHC (colaborador no LUQS/Unifor)
  3. 3. Algum tempo atrás… http://www.slideshare.net/carlbberg/ux-e-mtodos-geis-adversrios-ou-parceiros
  4. 4. Ufa. Evoluímos um pouco.
  5. 5. Agenda de hoje Parte 1 Entendendo Lean UX Parte 2 Aplicando Lean UX
  6. 6. PARTE 1 ENTENDENDO LEAN UX
  7. 7. Cenário “Inovação” Eficiência Experiência do usuário
  8. 8. Lean UX
  9. 9. UX Experiência do Usuário
  10. 10. Contexto Atividade Indivíduo Artefatos Fluxo Interações
  11. 11. Entendendo a Experiência do Usuário CONTEXTO ATIVIDADE FLUXO INTERAÇÕES INDIVÍDUO ARTEFATOS MEX – Modelo Genérico de Experiência do Usuário
  12. 12. As 4 dimensões de um produto Funcionalidades Utilidade Status social, valor sentimental, Significado Reputação Estética Usabilidade Facilidade de uso Apelo aos sentidos
  13. 13. Lean UX
  14. 14. Lean thinking A arte de ser enxuto na busca por um objetivo.
  15. 15. Lean thinking Carga (MURI) Não sobrecarregar processos Fluidez (MUDA) Manter o fluxo suave e constante Não Desperdício (MURA) Remover o que não adiciona valor
  16. 16. Lean + UX Uma paradigma de desenvolvimento enxuto de produtos e serviços focados na experiência do usuário.
  17. 17. As bases da Lean UX Design Thinking Métodos Ágeis Lean Startup
  18. 18. 1: Design Thinking Solução de problemas baseadas no paradigma do design centrado no usuário. http://dschool.stanford.edu/dgift/
  19. 19. 2: Métodos ágeis Indivíduos e interações mais que processos e ferramentas Software em funcionamento mais que documentação abrangente Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos Responder a mudanças mais que seguir um plano
  20. 20. 3: Lean Startup (Eric Ries) Redução de riscos baseada no feedback real, obtido o mais cedo possível.
  21. 21. Lean UX Colaboração Experimentação Aprendizado
  22. 22. Princípios
  23. 23. Times multidisciplinares
  24. 24. Times pequenos, dedicados, no mesmo ambiente
  25. 25. Progresso é medido por objetivos alcançados, não funcionalidades desenvolvidas
  26. 26. Times focados no problema
  27. 27. Pequenos blocos de trabalho
  28. 28. Entrega contínua
  29. 29. GOOB (“Getting Out of the Building”): Olhe para o mundo à sua volta.
  30. 30. Entendimento compartilhado
  31. 31. NÃO aos gurus, ninjas e heróis
  32. 32. Mostre seu trabalho
  33. 33. Fazer é melhor que analizar
  34. 34. Aprender antes de crescer
  35. 35. Falhar é humano, principalmente se o objetivo é acertar.
  36. 36. PARTE 2 APLICANDO LEAN UX
  37. 37. Processos cíclicos e evolutivos Análise e reflexão Avaliação Conceito Solução Produto Final
  38. 38. UX no processo Lean UX http://uxdesign.smashingmagazine.com/2011/03/07/lean-ux-getting-out-of-the-deliverables-business/
  39. 39. Scrum https://pt.wikipedia.org/wiki/Scrum
  40. 40. Design (projeto) Lean UX e Scrum Desenvolvimento Adaptado de Sy/Miller e Jeff Patton Ciclo de desenvolvimento Ciclo de Product Ownership Iteração 0  Planejamento  Coleta de dados inicial  Design da Iteração 1 (visão inicial)  Setup de ambiente de desenvolvimento  Estudos de arquitetura Iteração 1 Iteração 2  Coleta de dados para a iteração n  Design da Iteração 2  Apoio ao desenvolvimento 1 Implementar iteração 1 tempo  Coleta de dados para a iteração n+1  Design da Iteração n  Apoio ao desenvolvimento 2  Validar iteração 1 Implementar iteração 2 Corrigir bugs iteração 1 Iteração n  Coleta de dados para a iteração n+2  Design da Iteração n+1  Apoio ao desenvolvimento n  Validar iteração 2 Implementar iteração n Corrigir bugs iteração 2 MVP
  41. 41. Cuidado: Isso não é uma bala de prata. Mantenha os princípios e, caso necessário, adapte o processo à realidade do projeto, cliente e time.
  42. 42. Para saber mais
  43. 43. carlosrosemberg.com Obrigado. Carlos Rosemberg carlbberg@gmail.com /carlbberg linkedin.com/in/rosemberg /carlbberg

×