Jornal Aliança 01/2014

1.097 visualizações

Publicada em

MCJ São Luiz Gonzaga/NH

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.097
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
546
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal Aliança 01/2014

  1. 1. ALIANÇAMCJ MOVIMENTO DE CASAIS JOVENS - Catedral São Luiz Gonzaga - NH JORNAL Quaresma40 dias para percorrer com a Renascença MATERIADACAPA Pag.5 MENSAGEMDOPAPA ‘’A Quaresma é um tempo propício paraoDescojamento’’. Pag.7 ESPAÇO SEMENTINHAS Atividades relacionadas à Quaresma no espaço de Evangelização para as sementinhas. Pag.14 Tempo privilegiado de conversão Reflexão sobre a Quaresma diante dotema“DEIXAI-VOSRECONCILIAR COMDEUS”.
  2. 2. JORNAL ALIANÇA pag.02 PALAVRA DA COORDENAÇÃO É tempo de Quaresma Queridosamigos, É preciso tornar costume a oração em família, o joelho dobrado, o exemplo de fé oferecido aosA Palavra de Deus, no Antigo pequenos, o hábito de diariamenteTestamento, nos traz uma bela agradecer pelas infinitas graçasreflexão acerca do tempo litúrgico derramadas em nossas vidas, aque estamos vivendo: a Quaresma. atitude de dividir com Deus nossosSegundo a escritura (Jr 18, 1-4), o anseios,afliçõeseangústias.profeta Jeremias desce até a casa do oleiro e lá o encontra produzindo um vaso de barro. Como o vaso quebra Cada família cristã é de Deus e em suas mãos, o oleiro torna a fazer com Deus! Como família MCJ, neste dele um novo vaso, conforme lhe é tempo, intensifiquemos nossas agradávelaosolhos. orações pelo nosso movimento, que tão bem trouxe aos nossos lares, para que continue espalhando a boa novaNeste contexto, a Quaresma é o do Amor de Deus e contribuindo natempo propício para que sejamos evangelizaçãodejovensfamílias.moldadosnasmãosdoSenhor.Tempo de reflexão, oração, jejum e caridade. Tempodeolharparadentroeverificar Façamos do pequeno refrão quais as áreas da nossa vida que desta música, uma precisam de uma maior intervenção incansável prece, deDeus. pedindo a Deus que tome nossas famílias sob seu poderosoTempo de abandonar antigos amparo, moldando,hábitos que nos levam ao pecado e, o que, em nós,em seu lugar, adotar novas posturas precisa ser recriado.que nos aproximam do Pai. Tempo de “Eu quero serSenhorolhar para nossos irmãos mais amado, como umnecessitados, oferecendo-lhes um vaso nas mãos do oleiro. Quebre apoucodoquetemosesomos. minha vida e faça de novo. Eu quero ser, eu quero ser, um vaso novo” (Vaso Em família, neste período que Novo–ThallesRoberto). antecede a Páscoa, podemos rezar pedindo a Deus que prepare nossos Que tenhamos todos, umacorações, de marido, esposa, pai, santaQuaresma!mãe, filho, para bem celebrar a maior festa da nossa Igreja: a Ressurreição deJesus. Ronaldo e Carol
  3. 3. PALAVRA DIREÇÃO ESPIRITUAL Quaresma MeusqueridosirmãosdabelafamíliaMCJ! Neste tempo Santo da quaresma aproveito para renovar o convite do Senhor: mudar nossa forma de pensar, avaliar, sonhar, isto é o que significa a palavra conversão. Não mudar uma forma de pensar nossa por outra, senão, para pensar conforme os pensamentos do Senhor (Lc 22,42) É tempo de graça, aonde com nossa disponibilidade através do jejum e penitência, cheguemosaumaféqueagepelacaridade(Gl5,6). Convidovocêaumtempomaiorparameditação, nãosóemfamíliaougrupodereflexão,mastambémde silêncio interior e reflexão pessoal diante de Deus. Escolha e viva algum gesto concreto de exercício espiritual durante os próximos dias, eles nos ajudam a fortalecer a vontade e dominar impulsos, experimentando aquela “liberdade para a qual Cristonoslibertou”(Gl5,1). Muitas coisas estão sendo pensadas no MCJ para os próximos dias e meses. É necessário que empenhemos todas as forças e dons que Deus nos concedeu a fim de que nossas famílias, e aquelas que ainda virão conosco, encontrem em nosso movimento o Deus vivo tão perto denós. Aos meus queridos casais e toda vossa família, invocoabençãodocéu,muitoobrigadoportudo. Pe. Delcio Miguel Reiter JORNAL ALIANÇA pag.03 Senhor Jesus, santificai-nos, por uma bênção sempre nova, e concedei-nos, pela intercessão de São Miguel, esta sabedoria que nos ensina a ajuntar riquezas do Céu e a trocar os bens do tempo pelos da eternidade. Vós que viveis e reinais em todos os séculos dos séculos. Oremos: Deus, todo poderoso e eterno, que por um prodígio de bondade e misericórdia para a salvação dos homens, escolhestes para príncipe de Vossa Igreja o gloriosíssimo Arcanjo São Miguel, tornai-nos dignos, nós vo-lo pedimos, de sermos preservados de todos os nossos inimigos, a fim de que na hora da nossa morte nenhum deles nos possa inquietar, mas que nos seja dado de sermos introduzidos por ele na presença da Vossa poderosa e augusta Majestade, pelos merecimentos de Jesus Cristo, Nosso Senhor. Amém.
  4. 4. ESTRUTURA 2014 Saiba sobre os deptos Departamentos: Sementinha - Carol e Nei (G1 e G3) - sementinha.mcj.nh@gmail.com Arquivo e Cadastro - Luiz e Débora (G4 e G8) - arquivoecadastro.mcj.nh@gmail.com Atividades Sociais - Alfredo e Carol (G19) - social.mcj.nh@gmail.com Matrimônio - Wagner e Camila (G7) - matrimonio.mcj.nh@gmail.com Almoxarifado - Cristiano e Cristia (G11) - almoxarifado.mcj.nh@gmail.com Liturgia - Juliano e Jaque (G6 e G12) - liturgia.mcj.nh@gmail.com Formação - Edson e Carla (G9 e G17) - formacao.mcj.nh@gmail.com Fraternidade - Daniel e Joice (G3) - fraternidade.mcj.nh@gmail.com Comunicação e Integração Pastoral - Cláudio e Luci (G14) - comunicacao.mcj.nh@gmail.com Curso de Noivos - Thiago e Clarice (G12 e G21) - cursodenoivos.mcj.nh@gmail.com Estrutura 2014 JORNAL ALIANÇA pag.04 Ronaldo e Carol (G1 e G4) Coordenadores Guilherme e Taís (G18) Secretários Juan e Josi (G4) Tesoureiros Juliano e Jaque (G6 e G12) Liturgia
  5. 5. MATERIA DA CAPA “Deixai-vos reconciliar com Deus” Com o fim do carnaval, nós, como Igreja, damos início mais uma vez ao tempo da Quaresma, que tem sua inauguração marcada pela celebração de bênção e imposição das cinzas. Sempre que me coloco a meditar a liturgia deste dia de jejum e penitência, uma mesma palavra, ano após ano, cala fundoemmeucoração. Conciliar vem da Esta ideia, que já palavra latina conciliare, que aparece na primeira liturgia designa unir, estabelecer um deste tempo, há de condensar vínculo. Ora, se Paulo suplica em si o sentido todo deste uma reconciliação, por nós período, que exige de nós, por mesmos compreendemos isso, um comportamento que houve uma ruptura. Algo novo, diferenciado. Diz o se quebrou e precisamos ditado que “o ano só será consertar. Em síntese, esta é a verdadeiramente novo se eu espiritualidade própria destes me esforçar para deixar para quarenta dias que antecedem trás aquilo que é velho”. a Páscoa: um tempo para Pensando nesta lógica, fica meditar sobre a gravidade do claro que esta poderá ser a pecado–queconduziuJesusà grande Quaresma de nossas cruz e à morte a fim de nos vidas, a Quaresma de nossas redimir – e a necessidade que v i r a d a s , s e n ó s n o s temos de voltar para o dispusermos a vivê-la deste coraçãochagadodeDeus. modo. As graças e os aprendizados, a morte e a ressurreição se darão em mim se eu estiver voltado para essas realidades’’ ‘’ . JORNAL ALIANÇA pag.05 São Paulo, dirigindo-se aos Coríntios, usa uma expressão incomum no Novo Testamento: o Apóstolo suplica, ou seja, implora com veemência aos seus interlocutores. O que ele pede é uma obra que não toca a materialidade, mas exige uma profunda “revolução” interior. Ele convoca cada pessoa para que se deixe reconciliar com Deus(cf.2Cor5,20b).
  6. 6. MATERIA DA CAPA É tempo de Quaresma As graças e os aprendizados, a morte e dispõem-se a ler alguma obra de a ressurreição se darão em mim se eu estiver espiritualidade.Sejaláoquefor,façaalguma voltadoparaessasrealidades. penitência, para que esvaziado de si mesmo, possas estar aberto à ação mais fecunda do Para que isso aconteça, como Espírito Santo. E faça uma confissão geral sacerdote, convido vivamente a cada um bemfeita! que ler este breve artigo a passar mais A fim de celebrar convosco as alegrias tempo em oração, a meditar mais os textos de uma Páscoa de vitórias, invoco sobre bíblicos que a liturgia for propondo e a fazer todos e sobre todas as famílias a bênção alguma penitência que muito custe. Alguns sagrada de Deus, para que cada um fuja do deixam de comer algum alimento; outros diabo, renuncie ao pecado, crucifique-se diminuem o tempo que gastam em alguma com Jesus e experimento o gosto saboroso atividade; outros, que têm preguiça, daressurreição.SantaQuaresmaatodos! Pe. Mateus L. dos Santos “Não há amor maior do que dar a vida pelos amigos” (Jo 15, 13) Oração de Quaresma de São Efrem o Sírio: "Senhor e Mestre da minha vida, afasta de mim o espírito de preguiça, o espírito de dissipação, de domínio e de vã loquacidade! Concede a Teu servo o espírito de temperança, de humildade, de paciência e de caridade. Sim, Senhor e Rei, concede-me que eu veja as minhas faltas e que não julgue a meu irmão, pois Tu és bendito pelos séculos dos séculos. Amém." JORNAL ALIANÇA pag.06
  7. 7. PALAVRA DO PAPA Mensagem do Papa Franscisco para a Quaresma O convite aos cristãos para testemunharem que existe o perdão do mal cometido, de que Deus sua fé por meio da convivência comunitária é feito é maior que o nosso pecado e nos ama pelo papa Francisco em sua mensagem para o gratuitamente e sempre, e de que estamos feitos Quaresma 2014, que terá início no dia 05 de para a comunhão e a vida eterna. O Senhor março, Quarta-feira de Cinzas. O texto divulgado convida-nos a sermos jubilosos anunciadores pelo Vaticano, nesta terça-feira, 4, apresenta desta mensagem de misericórdia e esperança”, algumas reflexões chamadas pelo de “caminho disse o papa Francisco. Confira a íntegra da pessoalecomunitáriodeconversão”. mensagem: “O Evangelho é o verdadeiro antídoto contra a miséria espiritual: o cristão é chamado a levar a todo o ambiente o anúncio libertador de Fez-Se pobre, para nos enriquecer com a sua pobreza(cf.2Cor8,9) Queridosirmãoseirmãs! abate os muros e as distâncias. Foi o que Deus fez Por ocasião da Quaresma, ofereço-vos connosco. Na realidade, Jesus «trabalhou com algumas reflexões com a esperança de que mãos humanas, pensou com uma inteligência possam servir para o caminho pessoal e humana, agiu com comunitário de conversão. Como motivo u m a v o n t a d e inspirador tomei a seguinte frase de São Paulo: humana, amou com «Conheceis bem a bondade de Nosso Senhor um coração humano. Jesus Cristo, que, sendo rico, Se fez pobre por vós, Nascido da Virgem para vos enriquecer com a sua pobreza» (2 Cor 8, Maria, tornou-Se 9). O Apóstolo escreve aos cristãos de Corinto verdadeiramente um encorajando-os a serem generosos na ajuda aos de nós, semelhante a fiéisdeJerusalémque passam necessidade.Anós, nós em tudo, excepto cristãos de hoje, que nos dizem estas palavras de no pecado» (CONC. São Paulo? Que nos diz, hoje, a nós, o convite à ECUM.VAT.II,Const.past.Gaudiumetspes,22). pobreza,aumavidapobreemsentidoevangélico? A finalidade de Jesus Se fazer pobre não foi a pobreza em si mesma, mas – como diz São Paulo Tais palavras dizem-nos, antes de mais – «para vos enriquecer com a sua pobreza». Não nada, qual é o estilo de Deus. Deus não Se revela se trata dum jogo de palavras, duma frase através dos meios do poder e da riqueza do sensacional. Pelo contrário, é uma síntese da mundo, mas com os da fragilidade e da pobreza: lógica de Deus: a lógica do amor, a lógica da «sendo rico, Se fez pobre por vós». Cristo, o Filho Encarnação e da Cruz. Deus não fez cair do alto a eterno de Deus, igual ao Pai em poder e glória, fez- salvação sobre nós, como a esmola de quem dá Se pobre; desceu ao nosso meio, aproximou-Se de parte do próprio supérfluo com piedade cadaumdenós;despojou-Se,«esvaziou-Se»,para filantrópica. Não é assim o amor de Cristo! Se tornar em tudo semelhante a nós (cf. Fil 2, 7; Quando Jesus desce às águas do Jordão e pede a Heb 4, 15). A encarnação de Deus é um grande João Batista para O batizar, não o faz porque tem mistério. Mas, a razão de tudo isso é o amor necessidade de penitência, de conversão; mas fá- divino: um amor que é graça, generosidade, lo para se colocar no meio do povo necessitado de desejo de proximidade,não hesitando emdoar-Se perdão, no meio de nós pecadores, e carregar e sacrificar-Se pelas suas amadas criaturas. A sobre Si o peso dos nossos pecados. Este foi o caridade, o amor é partilhar, em tudo, a sorte do caminho que Ele escolheu para nos consolar, amado. O amor torna semelhante, cria igualdade, salvar,libertardanossamiséria. AgraçadeCristo JORNAL ALIANÇA pag.07
  8. 8. PALAVRA DO PAPA Mensagem do Papa Franscisco para a Quaresma Faz impressão ouvir o Apóstolo dizer que las, a ocupar-nos delas e a trabalhar concretamente fomos libertados, não por meio da riqueza de Cristo, para as aliviar. A miséria não coincide com a pobreza; a mas por meio da sua pobreza. E todavia São Paulo miséria é a pobreza sem confiança, sem solidariedade, conhecebema«insondávelriquezadeCristo»(Ef3,8), sem esperança. Podemos distinguir três tipos de «herdeirodetodasascoisas»(Heb1,2). miséria: a miséria material, a miséria moral e a miséria Em que consiste então esta pobreza com a qual espiritual. A miséria material é a que habitualmente Jesus nos liberta e torna ricos? É precisamente o seu designamos por pobreza e atinge todos aqueles que modo de nos amar, o seu aproximar-Se de nós como vivem numa condição indigna da pessoa humana: fez o Bom Samaritano com o homem abandonado privados dos direitos fundamentais e dos bens de meio morto na berma da estrada (cf. Lc 10, 25-37). primeira necessidade como o alimento, a água, as Aquilo que nos dá verdadeira liberdade, verdadeira condições higiênicas, o trabalho, a possibilidade de salvação e verdadeira felicidade é o seu amor de progresso e de crescimento cultural. Perante esta compaixão, de ternura e de partilha. A pobreza de miséria, a Igreja oferece o seu serviço, a sua diaconia, Cristo, que nos enriquece, é Ele fazer-Se carne, tomar para ir ao encontro das necessidades e curar estas sobre Si as nossas fraquezas, os nossos pecados, chagas que deturpam o rosto da humanidade. Nos comunicando-nos a misericórdia infinita de Deus. A pobresenosúltimos,vemosorostodeCristo;amando pobreza de Cristo é a maior riqueza: Jesus é rico de eajudandoospobres,amamoseservimosCristo. confiançailimitadaemDeusPai,confiando-SeaEleem O nosso compromisso orienta-se também para todo o momento, procurando sempre e apenas a sua fazer com que cessem no mundo as violações da vontade e a sua glória.É rico como o é uma criança que dignidade humana, as discriminações e os abusos, se sente amada e ama os seus pais, não duvidando um que, em muitos casos, estão na origem da miséria. momento sequer do seu amor e da sua ternura. A Quando o poder, o luxo e o dinheiro se tornam ídolos, riqueza de Jesus é Ele ser o Filho: a sua relação única acabam por se antepor à exigência duma distribuição com o Pai é a prerrogativa soberana deste Messias equitativa das riquezas. Portanto, é necessário que as pobre. Quando Jesus nos convida a tomar sobre nós o consciências se convertam à justiça, à igualdade, à seu «jugo suave» (cf. Mt 11, 30), convida-nos a sobriedadeeàpartilha. enriquecer-nos com esta sua «rica pobreza» e «pobre Não menos preocupante é a miséria moral, riqueza», a partilhar com Ele o seu Espírito filial e que consiste em tornar-se escravo do vício e do fraterno, a tornar-nos filhos no Filho, irmãos no Irmão pecado. Quantas famílias vivem na angústia, porque Primogénito(cf.Rm8,29). algum dos seus membros – frequentemente jovem – Foi dito que a única verdadeira tristeza é não se deixou subjugar pelo álcool, pela droga, pelo jogo, ser santos (Léon Bloy); poder-se-ia dizer também que pela pornografia! Quantas pessoas perderam o só há uma verdadeira miséria: é não viver como filhos sentido da vida; sem perspectivas de futuro, perderam deDeuseirmãosdeCristo. aesperança!Equantaspessoassevêemconstrangidas a tal miséria por condições sociais injustas, por falta de Poderíamos pensar que este «caminho» da trabalho que as priva da dignidade de poderem trazer pobreza fora o de Jesus, mas não o nosso: nós, que o pão para casa, por falta de igualdade nos direitos à viemos depois d'Ele, podemos salvar o mundo com educação e à saúde. Nestes casos, a miséria moral meios humanos adequados. Isto não é verdade. Em pode-se justamente chamar um suicídio incipiente. cadaépocaelugar,Deuscontinuaasalvaroshomense Esta forma de miséria, que é causa também de ruína o mundo por meio da pobreza de Cristo, que Se faz econômica, anda sempre associada com a miséria pobre nos Sacramentos, na Palavra e na sua Igreja, que espiritual, que nos atinge quando nos afastamos de é um povo de pobres. A riqueza de Deus não pode Deus e recusamos o seu amor. Se julgamos não ter passar através da nossa riqueza, mas sempre e apenas necessidade de Deus, que em Cristo nos dá a mão, através da nossa pobreza, pessoal e comunitária, porque nos consideramos auto-suficientes, vamos a animadapeloEspíritodeCristo. caminho da falência. O único que verdadeiramente À imitação do nosso Mestre, nós, cristãos, salvaelibertaéDeus. somos chamados a ver as misérias dos irmãos, a tocá- Onossotestemunho JORNAL ALIANÇA pag.08
  9. 9. PALAVRA DO PAPA Mensagem do Papa Franscisco para a Quaresma O Evangelho é o verdadeiro antídoto um tempo propício para o despojamento; e far- contraamisériaespiritual:ocristãoéchamadoa nos-á bem questionar-nos acerca do que nos levar a todo o ambiente o anúncio libertador de podemos privar a fim de ajudar e enriquecer a que existe o perdão do mal cometido, de que outros com a nossa pobreza. Não esqueçamos Deus é maior que o nosso pecado e nos ama que a verdadeira pobreza dói: não seria válido gratuitamenteesempre,edequeestamosfeitos um despojamento sem esta dimensão para a comunhão e a vida eterna. O Senhor penitencial. Desconfio da esmola que não custa convida-nos a sermos jubilosos anunciadores nemdói. desta mensagem de misericórdia e esperança. É PedimosagraçadoEspíritoSantoquenos bom experimentar a alegria de difundir esta boa permita ser «tidos por pobres, nós que nova, partilhar o tesouro que nos foi confiado enriquecemos a muitos; por nada tendo e, no para consolar os corações dilacerados e dar entanto, tudo possuindo» (2 Cor 6, 10). Que Ele esperança a tantos irmãos e irmãs imersos na sustente estes nossos propósitos e reforce em escuridão. Trata-se de seguir e imitar Jesus, que nós a atenção e solicitude pela miséria humana, foi ao encontro dos pobres e dos pecadores para nos tornarmos misericordiosos e agentes como o pastor à procura da ovelha perdida, e fê- de misericórdia. Com estes votos, asseguro a lo cheio de amor. Unidos a Ele, podemos minha oração para que cada crente e cada corajosamente abrir novas vias de evangelização comunidade eclesial percorra frutuosamente o epromoçãohumana. itinerário quaresmal, e peço-vos que rezeis por Queridos irmãos e irmãs, possa este mim. Que o Senhor vos abençoe e Nossa tempo de Quaresma encontrar a Igreja inteira Senhoravosguarde! pronta e solícita para testemunhar, a quantos vivem na miséria material, moral e espiritual, a (Vaticano, 26 de Dezembro de 2013 mensagem evangélica, que se resume no Festa de Santo Estêvão, diácono e protomártir). anúncio do amor do Pai misericordioso, pronto a Francisco abraçar em Cristo toda a pessoa. E poderemos Fonte: fazê-lo na medida em que estivermos http://www.cnbb.org.br/imprensa/ configurados com Cristo, que Se fez pobre e nos enriqueceu com a sua pobreza. A Quaresma é JORNAL ALIANÇA pag.09
  10. 10. Relação entre Liturgia e Páscoa penitência rezando, jejuando e Porém, o nosso Pai espera por Pergunta nº 171 : O que é promovendo os pobres nós com grande e infinita essencial na Liturgia? espiritual e materialmente. A saudade; Ele perdoa-nos A Liturgia é, acima de tudo, penitência liberta-nos e quando regressamos, acolhe- comunhão com Jesus Cristo. encoraja-nosarecomeçar. nos novamente, perdoa o Cada celebração litúrgica, e não pecado. O próprio Jesus apenas a eucarística, é uma Por que buscar a reconciliação perdoou os pecados a muitas pequena festa pascal. Jesus com Deus? pessoas; era-Lhe mais celebra conosco a passagem da Pergunta nº227: Quem importante que fazer milagres. morteàVida,abrindo-aanós. instituiu o sacramento da Ele via aí o maior sinal da Reconciliação? irrupção do Reino de Deus, em Quaresma, momento de Foi o próprio Jesus que instituiu que todas as feridas são penitência? o sacramento da Reconciliação, curadas e todas as lágrimas Pergunta nº 230: O que é a quando Se mostrou aos Seus enxugadas. Jesus transmitiu aos penitência? ApóstolosnodiadaPáscoa. Seus Apóstolos a força do A penitência é a reparação de Em nenhuma parte Jesus falou Espírito Santo, na qual Ele uma injustiça cometida. Ela não da maneira tão bela do perdoava os pecados. Caímos deve acontecer apenas na acontece no sacramento da nos braços do nosso Pai cabeça, mas tem de se Reconciliação como na Celeste, quando nos dirigimos a exteriorizar em atos de amor e parábola do Pai Misericordioso: um sacerdote e nos em compromisso a favor dos nós desviamo-nos, perdemo- confessamos. outros. Também se faz nos, não conseguimos mais. Momento YOUCAT JORNAL ALIANÇA pag.10
  11. 11. LITURGIA “Eis o lenho da Cruz, do qual pendeu a salvação do mundo” Durante a quaresma, todo esse tempo de reflexão desperta em nós o desejo de buscar ser melhor em algo, e isso pode se dar através de uma penitência, algo quenostragaalgumtipode“sofrimento”,algoquenoscusterealizar. Quando nos deparamos com a realidade da Cruz de Cristo, percebemos que os sofrimentos deste mundo são infinitamente menores que a glória de Deus que há devirpormeiodeJesus. Eis o tempo favorável, o dia da salvação se aproxima, o Senhor virá. E nós estaremospreparados? É preciso nessa quaresma buscar as coisas do alto, e não as coisas perecíveis da terra.Buscarascoisasdocéu!! É preciso mais do que nunca estar na presença do Senhor, a fim de glorifica-Lo com nossa vida, de lhe entregar nossos pensamentos, palavras e ações, para que morraemmimohomemvelhoeressuscitecomCristoohomemnovo. Que neste tempo de recolhimento e oração, possamos analisar nossa relação com Deus, e muito além de nos penitenciarmos com algo físico possamos acolher o Senhor pelo seu santo sacrifício em todas as áreas de nossa vida onde ele ainda não temsidoacolhido. Depto Liturgia e Intercessão JORNAL ALIANÇA pag.11
  12. 12. CONVITES MCJ JORNAL ALIANÇA pag.12
  13. 13. ESPAÇO GOURMET SOCIAL Dicas de receitas Dicas de receitas para os grupos de reflexão utilizarem no momento do social Ingredientes: Modo de preparo: ?1/2 xícara (chá) de óleo ?Bata no liquidificador primeiro a cenoura com os ovos e o ?3 cenouras médias raladas óleo, acrescente o açúcar e bata por uns 5 minutos ?4 ovos ?Depois numa tigela ou na batedeira, coloque o restante ?2 xícaras (chá) de açúcar dos ingredientes misturando tudo, menos o fermento ?2 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo ?Esse é misturado lentamente com uma colher ?1 colher (sopa) de fermento em pó 4.Asse em forno pré-aquecido (180ºC) por 40 minutos ?Cobertura: Para a Cobertura ?1 colher (sopa) de manteiga ?Misture todos os ingredientes, leve ao fogo, faça uma ?3 colheres (sopa) de chocolate em pó calda e coloque por cima do bolo ou achocolatado ?Se o seu liquidificador for bem potente, o bolo todo pode ?1 xícara (chá) de açúcar ser feito nele. ?Se desejar uma cobertura molinha coloque 5 colheres de leite Ingredientes: Modo de preparo ?1 ovo ?Misturar todos os ingredientes (menos o molho) até ?1 fio de azeite ficar uma massa homogênea. ?1 col. (chá) de sal ?Colocar em uma forma untada e levar ao forno até ?1 col. (sopa) de açúcar assar. ?2 xíc. Farinha de trigo ?Antes de a massa dourar, retirar e forma do forno e ?2 col. Fermento colocar a cobertura que quiser. ?Molho à gosto para cobrir ?Deixar no forno por mais 10 minutos ou até dourar o queijo. Ingredientes: Modo de preparo: ?1/2 xícara (chá) de óleo ?Bata no liquidificador o óleo, o leite, os ovos e o sal. ?1 xícara (chá) de leite ?Reserve 2 colheres (sopa) do queijo parmesão para polvilhar ?3 ovos e adicione o restante e a mussarela ralada a mistura do ?1 colher (café) de sal liquidificador batendo até ficar uma massa homogênea. ?100 g de queijo parmesão ralado Reserve. Em um recipiente, coloque o polvilho doce e a ?100 g de queijo mussarela picada mistura reservada. ?3 xícaras (chá) de polvilho doce ?Mexa com uma colher e se desejar acrescente orégano e ?1 colher (sopa) de fermento em salsinha. A seguir adicione o fermento e mexa bem pó ?Coloque em assadeira redonda de buraco no centro, untada ?Queijo parmesão ralado para e enfarinhada, e polvilhe as 2 colheres de queijo reservado. polvilhar ?Leve ao forno pré-aquecido (200º) por 20 a 25 min ? Ingredientes: Modo de preparo: ?2 latas de milho verde (1 com agua ?Bata no liquidificador as latas de milho, o creme de e outra sem agua) leite, o requeijão e o sal ?1 lata de creme de leite ?Reserve ?sal ?Forre uma assadeira laterais e fundo com o pão de ?1/2 lata de requeijão cremoso forma, tente não deixar falhas entre os pães ?Pão de forma sem casca ?Por cima do pão coloque presunto e queijo, e sobre ?Queijo fatiado ou ralado ele a mistura do milho, polvilhe orégano e leve ao ?Presunto forno em fogo médio, por mais ou menos 20 minutos ?Orégano (opcional). para não queimar o pão, observando sempre pois é rápido Bolo de Cenoura Bolo de Cenoura Pizza Fácil Pizza Fácil Bolo Pão de Queijo Bolo Pão de Queijo Ingredientes: Modo de preparo: ?2 latas de milho verde (1 com agua ?Bata no liquidificador as latas de milho, o creme de e outra sem agua) leite, o requeijão e o sal ?1 lata de creme de leite ?Reserve ?sal ?Forre uma assadeira laterais e fundo com o pão de ?1/2 lata de requeijão cremoso forma, tente não deixar falhas entre os pães ?Pão de forma sem casca ?Por cima do pão coloque presunto e queijo, e sobre ?Queijo fatiado ou ralado ele a mistura do milho, polvilhe orégano e leve ao ?Presunto forno em fogo médio, por mais ou menos 20 minutos ?Orégano (opcional). para não queimar o pão, observando sempre pois é rápido Ingredientes: Modo de preparo: ?1/2 xícara (chá) de óleo ?Bata no liquidificador o óleo, o leite, os ovos e o sal. ?1 xícara (chá) de leite ?Reserve 2 colheres (sopa) do queijo parmesão para polvilhar ?3 ovos e adicione o restante e a mussarela ralada a mistura do ?1 colher (café) de sal liquidificador batendo até ficar uma massa homogênea. ?100 g de queijo parmesão ralado Reserve. Em um recipiente, coloque o polvilho doce e a ?100 g de queijo mussarela picada mistura reservada. ?3 xícaras (chá) de polvilho doce ?Mexa com uma colher e se desejar acrescente orégano e ?1 colher (sopa) de fermento em salsinha. A seguir adicione o fermento e mexa bem pó ?Coloque em assadeira redonda de buraco no centro, untada ?Queijo parmesão ralado para e enfarinhada, e polvilhe as 2 colheres de queijo reservado. polvilhar ?Leve ao forno pré-aquecido (200º) por 20 a 25 min ? Ingredientes: Modo de preparo ?1 ovo ?Misturar todos os ingredientes (menos o molho) até ?1 fio de azeite ficar uma massa homogênea. ?1 col. (chá) de sal ?Colocar em uma forma untada e levar ao forno até ?1 col. (sopa) de açúcar assar. ?2 xíc. Farinha de trigo ?Antes de a massa dourar, retirar e forma do forno e ?2 col. Fermento colocar a cobertura que quiser. ?Molho à gosto para cobrir ?Deixar no forno por mais 10 minutos ou até dourar o queijo. Ingredientes: Modo de preparo: ?1/2 xícara (chá) de óleo ?Bata no liquidificador primeiro a cenoura com os ovos e o ?3 cenouras médias raladas óleo, acrescente o açúcar e bata por uns 5 minutos ?4 ovos ?Depois numa tigela ou na batedeira, coloque o restante ?2 xícaras (chá) de açúcar dos ingredientes misturando tudo, menos o fermento ?2 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo ?Esse é misturado lentamente com uma colher ?1 colher (sopa) de fermento em pó 4.Asse em forno pré-aquecido (180ºC) por 40 minutos ?Cobertura: Para a Cobertura ?1 colher (sopa) de manteiga ?Misture todos os ingredientes, leve ao fogo, faça uma ?3 colheres (sopa) de chocolate em pó calda e coloque por cima do bolo ou achocolatado ?Se o seu liquidificador for bem potente, o bolo todo pode ?1 xícara (chá) de açúcar ser feito nele. ?Se desejar uma cobertura molinha coloque 5 colheres de leite Sanduíche de milho Sanduíche de milho JORNAL ALIANÇA pag.13
  14. 14. ESPAÇO SEMENTINHAS Cantinho evangelização Caridade - Mateus 6,2-4 Oração - Mateus 6,5-6 Jejum - Mateus 6,16-18 É tempo de Quaresma! N e s s e p e r í o d o s o m o s A quaresma é o tempo chamados a convertermos ao litúrgico de conversão, que a projeto de Deus, ouvindo e Igreja marca para nos preparar acolhendo sua palavra sempre viva e para a grande festa da Páscoa. É eficaz. Nesse tempo de preparação tempo para nos arrepender de para a Páscoa, precisamos deixar a nossos pecados e de mudar algo vida velha, e viver uma vida nova, a de nós para sermos melhores e partir de três práticas que nos são poder viver mais próximos de propostas: o jejum, a oração e a Cristo. (FONTE: Catequisar) caridade. A quaresma é o tempo de No evangelho de Mateus 6,1- preparação para a celebração 6.16-18, o Senhor nos ensina a anual do mistério pascal. Dura maneira certa de praticar o jejum, a quarenta dias, começando na oração e a caridade, pedindo-nos quarta-feira de cinzas e vai até a que o façamos de coração e não para manhã da quinta-feira santa, com mostrarmos aos homens, e sim ao Pai a celebração da benção dos que estás no céu. Vejamos: santos óleos. JORNAL ALIANÇA pag.14
  15. 15. ESPAÇO SEMENTINHAS Cantinho para colorir JORNAL ALIANÇA pag.15
  16. 16. ESPAÇO SEMENTINHAS Cantinho da Leitura O que acontece quando eu falo com Deus? ? Falar com Deus é orar. todo o tempo. ele perfeito para orar! Deus gosta me ama eu o amo. Deus Deus ele ouve você você conversa com Deus. Deus quer que a gente fale com ele É por isso que eu também tento falar com todos os dias. Segunda, Terça, quarta, quinta, sexta, sábado, domingo — qualquer dia é quando falo com ele porque ele e quer passar um tempinho comigo. Ele também gosta de ouvir que Por isso, quando falo com , sempre digo quanto eu o amo. Eu digo: “Te amo, Deus”. Deus quer ouvir a sua oração sobre o que é importante para você, porque você é muito importante para ele! Quando você ora, você conhece como um amigo muito legal. E mesmo que você ainda seja pequeno(a), suas orações são muito importantes para ele! Não importa nem quando, nem onde você ora, alguma coisa sempre acontece quando Fonte: O que acontece quando eu falo com Deus? : o poder da oração para meninos e meninas / Stormie Omartian; com ilustração de Shari Warren; traduzido por Renato Fleischner. — São Paulo: Mundo Cristão, 2008.JORNAL ALIANÇA pag.16
  17. 17. CLASSIFICADOS MCJ JORNAL ALIANÇA pag.17 EvvidenceOutplacementCarreirasExecutivas Com sede fica na cidade de Porto Alegre/RS, o objetivo da empresa é conectar as melhores oportunidades de vagasexecutivasdoRSedoBrasil. SERVIÇOS(parapessoasfísicaejurídicas): - Pessoas Físicas: A Evvidence Outplacement Carreiras Executivas inova ao introduzir no mercado executivo um novo conceito de atuação, ao qual o cliente somente pagará o serviço após conseguir a oportunidade. Este conceito aumenta a confiabilidade de nossosclientes,gerandoumtrabalhoentreambasaspartesparaomútuosucesso. - Pessoas Jurídicas: Entre os serviços as empresas destacamos: 1. Assessoramento na contratação de Executivos a Custo Zero, agregando profissionais qualificados que atendam o perfil de cada empresa; 2. Assessoramento aos executivos desligados da empresa em um programa assertivo e pontual. Cobramos o serviço da empresa somente quando o profissional estiverrecolocadonomercado. MauroM.Oliveira (sócioproprietário) Telefone:(51)3084.9794/9205-1446 mauro@evvidence.com.br-www.evvidence.com.br DarcaMateriaisElétricos Fone:35270262-FalarcomDaniel comercialnh@darcaeletricos.com.br EndereçoAv.VictorHugoKunz780, HamburgoVelho,-NH Vendemos toda a linha de material elétrico (Residencial, comercialeindustrial). HAUBERT Soluções Elétricas Luciano Haubert (G20) Fone: 9232.1497 Residencial- Predial- Comercial Elétrica em geral | Entradas de luz | Alarmes e câmeras de segurança | Movimentadores de portão | Cerca elétrica‘’Faça do desafio sua energia’’.
  18. 18. COMUNICAÇÃO E INTEGRAÇÃO PASTORAL f /mcjsaoluiznh mcjnh.wordpress.com MCJ - Movimento de Casais Jovens São Luiz Gonzaga - Novo Hamburgo

×