Escola de
Negócios
Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18
Projeto de pesquisa
A RELAÇÃO ENTRE ESTRUTURA DA
REDE E INOVATIV...
Escola de
Negócios
Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18
Roteiro
1. INTRODUÇÃO
1.1 CONTEXTUALIZAÇÃO
1.2 PROBLEMA DE PESQU...
Escola de
Negócios
Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18
Contextualização
3
Escola de
Negócios
Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18
Problema de pesquisa:
Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho
Qual é ...
Escola de
Negócios
Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18
Objetivo geral:
Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho
Verificar a r...
Escola de
Negócios
Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18
Classificação e delineamento:
• Descritiva.Objetivos
• Quantitat...
Escola de
Negócios
Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18
Técnicas de coleta dos dados
• 25 empresas que compõem a Redepet...
Escola de
Negócios
Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18
Quadro resumo - Instrumento de pesquisa
Tema Elementos Component...
Escola de
Negócios
Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18
Técnicas de análise dos dados
9
• Conforme processo Proknow-C.Bi...
Escola de
Negócios
Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18
Quadro resumo - Etapas operacionais da pesquisa
Objetivo
específ...
Escola de
Negócios
Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18
Exemplo de resultado esperado
Objeto: Redepetro-PR, atualmente f...
Escola de
Negócios
Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18
DC e DO – Estrutura da rede
Estrutura da rede:
Definição Constit...
Escola de
Negócios
Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18
DC - Inovatividade
Definição Constitutiva:
“[...] capacidade de ...
Escola de
Negócios
Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18
DO - Inovatividade
Definição Operacional: a inovatividade, ou ca...
Escola de
Negócios
Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18
Cronograma
Atividade/mês mai jun jul ago set out nov dez
Qualifi...
Escola de
Negócios
Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18
Orçamento
Elemento valor unidade onde
Deslocamento
Área RMC 1658...
Escola de
Negócios
Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18
Obrigado!
gustavo.dambiski@gmail.com
17
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação projeto de pesquisa gustavo carvalho - grupo gci

385 visualizações

Publicada em

A RELAÇÃO ENTRE ESTRUTURA DA REDE E INOVATIVIDADE DE EMPRESAS: O CASO DA REDEPETRO-PR

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
385
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação projeto de pesquisa gustavo carvalho - grupo gci

  1. 1. Escola de Negócios Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18 Projeto de pesquisa A RELAÇÃO ENTRE ESTRUTURA DA REDE E INOVATIVIDADE DE EMPRESAS: O CASO DA REDEPETRO-PR Mestrando: Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho Orientador: June Alisson Westarb Cruz, Dr. 1 Maio de 2015
  2. 2. Escola de Negócios Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18 Roteiro 1. INTRODUÇÃO 1.1 CONTEXTUALIZAÇÃO 1.2 PROBLEMA DE PESQUISA 1.3 OBJETIVOS GERAL E ESPECÍFICOS 2 METODOLOGIA 2.1 CLASSIFICAÇÃO E DELINEAMENTO 2.2 PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS 2.2.1 Técnicas de coleta dos dados 2.2.1.1 Pesquisa bibliométrica 2.2.1.2 Instrumento de pesquisa 2.2.2 Técnicas de análise dos dados 2.3 ETAPAS OPERACIONAIS DA PESQUISA 2.4 DEFINIÇÕES CONSTITUTIVA E OPERACIONAL DAS VARIÁVEIS 3 CRONOGRAMA 4 ORÇAMENTO 2
  3. 3. Escola de Negócios Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18 Contextualização 3
  4. 4. Escola de Negócios Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18 Problema de pesquisa: Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho Qual é a relação entre a estrutura da rede e a inovatividade das empresas que compõem a Redepetro-PR? 4
  5. 5. Escola de Negócios Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18 Objetivo geral: Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho Verificar a relação entre a estrutura da rede e a inovatividade das empresas que compõem a Redepetro-PR Objetivos específicos: 1) Identificar a estrutura da rede das empresas que compõem a Redepetro-PR; 2) Identificar a inovatividade das empresas que compõem a Redepetro-PR; 3) Verificar a relação entre a estrutura da rede e a inovatividade das empresas que compõem a Redepetro-PR. 5
  6. 6. Escola de Negócios Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18 Classificação e delineamento: • Descritiva.Objetivos • Quantitativa.Abordagem • Não experimental, de levantamento, bibliográfica e bibliométrica. Procedimentos • Empresa. Unidade de análise • Transversal.Corte temporal Raupp e Beuren (2003); Richardson (2012). 6
  7. 7. Escola de Negócios Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18 Técnicas de coleta dos dados • 25 empresas que compõem a Redepetro-PR.População • 25 empresas que compõem a Redepetro-PR.Amostra • Intencional, não probabilística.Amostragem • Dados secundários (número de citações) por meio da pesquisa bibliométrica. • Dados primários por meio de questionários. Coleta de Dados 7
  8. 8. Escola de Negócios Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18 Quadro resumo - Instrumento de pesquisa Tema Elementos Componentes Principais Autores Questões Entradas (inputs) Esforços em P&D, patentes etc. Rogers (1998); Salavou (2004); Forsman (2011); Bellamy, Ghosh e Hora (2014); Keil et al. (2008); Huang et al. (2015); Dibrell, Fairclough e Davis (2015); Jung, Wu e Chow (2008); IBGE (2011); Chesbrough (2003). IN1a IN7 Processo/práti cas e capabilidades (process and capabilites) Número de introduções dos 5 tipos de inovação, porcentagem receitas das inovações. Subramanian e Nikalanta (1996); Rogers (1998); Hadjimanolis (2000); Salavou (2004); Battisti e Stoneman (2010); Sundbo, Orfila-Sintes e Sørensen (2007); Bell (2005); Kostopoulos et al. (2011); Hausman (2005); Chen, Lin e Chang (2009); IBGE (2011). OUT1 a OUT6 Auto avaliação (utilização de escala do tipo Likert) Santos-Vijande e Álvarez-González (2007); Dibrell, Craig e Neubaum (2014); Dibrell, Fairclough e Davis (2015); Bell (2005); Jung, Wu e Chow (2008); Chen, Lin e Chang (2009); Quandt, Ferraresi e Bezerra (2013). OUTAA1 a OUTAA8 Relacionamentos pertinentes à inovação Granovetter (1985); do Nascimento e Labiak Júnior (2011); Martes et al. (2011) Bellamy, Ghosh e Hora (2014); Chen, Lin e Chang (2009); Bell (2005); Sundbo, Orfila- Sintes e Sørensen (2007); ); Lanzer et al. (2012); Kostopoulos et al., 2011; Persaud (2005); Tidd, Bessant e Pavitt (2008); Chesbrough (2003). EST Centralidade Freeman (1979); Wasserman e Faust (1994); Hanneman (2001). EST Valor dos relacionament os Avaliação da atuação em rede Forsman (2011). RED1 a RED3 Inovatividade Capabilidades Forsman (2011); Wang e Ahmed (2004); Santos-Vijande e Álvarez-González (2007); Tang (1999); Sicotte, Drouin e Delerue (2014); Ruvio et. al. (2014); Rejeb et al. (2008); Boly et al. (2014); Saunila e Ukko (2014); Valladares, Vasconcellos e Serio (2014); Ferraresi et al. (2014); Tidd, Bessant e Pavitt (2008). CAP1 a CAP19 Saídas (outputs) Redes Estrutura da rede 8
  9. 9. Escola de Negócios Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18 Técnicas de análise dos dados 9 • Conforme processo Proknow-C.Bibliométrico • UCINET; análise de frequências e teste de normalidade (Kolmogorov-Smirnov). Estrutura da rede • Análise de frequências, alfa de Cronbach para constructos já utilizados; teste de normalidade (Kolmogorov-Smirnov). Inovatividade • Análise de correlação: • Pearson (ambas as variáveis paramétricas). • Spearman (se uma variável for não paramétrica). Relação entre Estrutura da rede e Inovatividade Obs: o teste de normalidade é o primeiro requisito dos dados paramétricos.
  10. 10. Escola de Negócios Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18 Quadro resumo - Etapas operacionais da pesquisa Objetivo específico Forma de coleta Período de realização Amostra pretendida Forma de análise Resultado esperado Identificar a inovatividade das empresas que compõem a Redepetro-PR Bibliometria e bibliografia 2015 - Processo bibliométrico Proknow-C e revisão sistemática Referencial teórico e instrumento de pesquisa. Questionário 2015 25 empresas que compõem a Redepetro- PR. Estatísticas descritivas, alfa de Cronbach para constructos definidos. Identificar a inovatividade das empresas considerando os elementos entradas da inovação, capabilidades para inovação e saídas da inovação. Identificar a estrutura da rede das empresas que compõem a Redepetro-PR; Bibliografia 2015 - Revisão sistemática Referencial teórico e instrumento de pesquisa. Questionário 2015 25 empresas que compõem a Redepetro- PR. Análise de redes sociais por meio do programa UCINET. Identificar a estrutura da rede por meio de métricas de centralide de grau, intermediação e proximidade. Verificar a relação entre a estrutura da rede e a inovatividade das empresas que compõem a Redepetro-PR. Questionário 2015 25 empresas que compõem a Redepetro- PR. Teste de normalidade e análise de correlação. Verificar a relação entre a estrutura da rede e a inovatividade das empresas. 10
  11. 11. Escola de Negócios Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18 Exemplo de resultado esperado Objeto: Redepetro-PR, atualmente formada por 25 empresas. 11
  12. 12. Escola de Negócios Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18 DC e DO – Estrutura da rede Estrutura da rede: Definição Constitutiva: “a estrutura relacional de um grupo ou um de um sistema social maior consiste do padrão de relacionamentos entre o conjunto de atores” (WASSERMAN; FAUST, 2009, p. 9, tradução nossa). Definição Operacional: a estrutura é constituída por indicadores de centralidade como grau, proximidade e intermediação (FREEMAN, 1979; WASSERMAN; FAUST, 2009; HANNEMAN, 2001). 12
  13. 13. Escola de Negócios Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18 DC - Inovatividade Definição Constitutiva: “[...] capacidade de inovação geral de uma organização para introduzir novos produtos para o mercado, ou para abrir novos mercados, por meio da combinação de orientação estratégica com comportamento e processo voltados à inovação” (WANG; AHMED, 2004, p.304, tradução nossa). 13
  14. 14. Escola de Negócios Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18 DO - Inovatividade Definição Operacional: a inovatividade, ou capacidade de inovação geral de uma organização, será medida por meio de indicadores relacionados: • aos esforços realizados para a inovação como investimentos em P&D, patentes e pessoal qualificado (BELLAMY; GHOSH; HORA ,2014; etc.); • aos resultados desses esforços, ou seja, o número, o grau de intensidade e de novidade de inovações introduzidas e a porcentagem de receita das inovações em relação às vendas (BATTISTI; STONEMAN, 2010; etc.); • e aos processos de inovação, os quais estão relacionados às capabilidades da organização (BOLY et al., 2014; etc.). 14
  15. 15. Escola de Negócios Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18 Cronograma Atividade/mês mai jun jul ago set out nov dez Qualificação x Ajustes no instrumento x Pesquisa de campo x x x Análise dos dados x x Redação final x x x Defesa x 15
  16. 16. Escola de Negócios Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18 Orçamento Elemento valor unidade onde Deslocamento Área RMC 16582,00 km² A Raio médio RMC (círculo) 72,65 km A = PI. R² Ida e volta média 145,30 km IVmédia = 2.R Ida e volta total (25 empresas) 3632,57 km IVtotal = 25.Ivmédia Consumo médio de carro 10,00 km/L CONSm Total de litros 363,26 L TotL = IVtotal/ CONSm Preço médio da gasolina 3,00 R$ PrecG Custo de deslocamento total 1089,77 R$ DeslTot = TotL.PrecG Materiais Questionário 6 páginas Q Total de questionários (25 empresas) 150,00 páginas TotQ = 25.Q impressão por página 0,12 R$ ImprPag Custo de impressão total 18,00 R$ ImprTot = TotQ.ImprPag Custo Total 1107,77 R$ CTot = DeslTot + ImprTot 16
  17. 17. Escola de Negócios Gustavo Dambiski Gomes de Carvalho /18 Obrigado! gustavo.dambiski@gmail.com 17

×