Grupo: Anderson, Edjane e Rodolfo.
<ul><li>Por que falar de cultura?  </li></ul><ul><li>Para dar sequência ao capítulo anterior e facilitar o nosso entendime...
<ul><li>Crenças , habilidades, artes, moral, costumes, e qualquer outra aptidão física ou intelectual adquirida por seres ...
<ul><li>A cultura é criada por seres humanos (transmissão pelo meio que for necessário)  </li></ul><ul><li>A cultura forne...
<ul><li>Cada geração deve começar do zero. </li></ul><ul><li>“Permanência e conservação são essenciais para a continuidade...
<ul><li>Dispor de algum tipo de sistema de armazenamento para transmitir esses benefícios através do tempo. </li></ul><ul>...
<ul><li>“memória cultural”, “transcrito social”, “livro cultural”. </li></ul><ul><li>O que vocês acham disso? </li></ul>
<ul><li>“ Carregar em nossas cabeças tudo que sabemos tem todas as vantagens e desvantagens da memória individual. O conhe...
<ul><li>O sujeito reorganiza o conhecimento... </li></ul><ul><li>Catástrofes (ruínas, edifícios e outros artefatos) </li><...
<ul><li>Memória coletiva sobrecarregada e distorcida com o passar do tempo. </li></ul><ul><li>Alguns membros terão maior a...
<ul><li>“ Destrua-se a memória coletiva de uma cultura e ela será apagada da história” </li></ul><ul><li>Se houver um regi...
<ul><li>Esta época representa o que o teórico da comunicação Walter Ong chama “oralidade primária”. Onde houver seres huma...
<ul><li>Marshall Mc Luhan argumentou  que a voz humana é o meio de informação mais rico no universo da comunicação. </li><...
<ul><li>Um filósofo britânico, J. L. Custin, analisou a função das elocuções em relação ao comportamento de quem fala e de...
<ul><li>Representativos: Quem fala compromete-se em graus variados com a verdade da proposição ( eu afirmo, eu nego, eu ac...
<ul><li>Expressivos: Quem fala expressa uma posição sobre um estado de coisas ( eu peço desculpas, eu lamento, eu congratu...
<ul><li>O alfabeto mais antigo que se conhece é o semita setentrional , desenvolvido por volta de 1700 a.C na Palestina e ...
<ul><li>“ Historicamente foi a última grande forma de escrita a surgir, a mais conveniente, e o sistema de escrita mais fa...
<ul><li>Pictográfica: representações de objetos, ações ou idéias. </li></ul><ul><li>Ideográfica: uma atividade, objeto ou ...
<ul><li>Os seres humanos começaram com a pictografia primitiva, assim como as crianças. Com o passar do tempo esses signos...
<ul><li>A escrita chinesa e o Kanji japonês, são exemplos conhecidos de descendentes de escritas ideográficas. Esses ‘sign...
<ul><li>A matemática e a lógica utilizam sistemas logográficos. </li></ul><ul><li>Salto fonêmico: quando signos gráficos s...
<ul><li>Ao combinar as unidades funcionais da fala com as da escrita, os inovadores forjaram o elo vital entre os dois mun...
<ul><li>A escrita foi a tecnologia  de comunicação mais avançada, desde o quarto  milênio a.C, quando Johann Gutenberg com...
<ul><li>H.G. Wells, em seu estilo fluente, mostra qual foi a importância disso: “ Permitiu que ficassem registrados acordo...
<ul><li>A invenção do alfabeto não somente permitiu à humanidade comunicar idéias por meio de signos visuais, mas também c...
<ul><li>Certos autores têm argumentado que o Império Romano somente se manteve por tanto tempo devido à existência de regi...
<ul><li>Surge a impressão. </li></ul><ul><li>A invenção da imprensa é atribuída a Johann Gutenberg. Supõe que sua profissã...
<ul><li>Era a prática usual dos estudantes que as frequentavam voltar às suas instituições de origem e doar suas miniciosa...
<ul><li>O método de ensino no século XII. </li></ul><ul><li>Os chineses e o método de xilogravura. </li></ul><ul><li>Johan...
<ul><li>O livro impresso era primitivo. </li></ul><ul><li>O analfabetismo no século XVIII. </li></ul>
 
<ul><li>Sinais escritos nas tabulas de argila da antiga Suméria (primeiro povo a ocupar a região da Mesopotâmia), eram pro...
<ul><li>Para esse povo, o Ábaco era tão importante quanto o computador é para o mundo moderno. Era um instrumento de cálcu...
<ul><li>No início eram usados seixos  - Pedra (calculus).  </li></ul><ul><li>Digitus(dedo em Latim) </li></ul><ul><li>Máqu...
<ul><li>A partir do século XIX a necessidade de cálculos se espalhava pelo mundo industrial. </li></ul><ul><li>Expansão do...
<ul><li>George Boole contribui ao colocar, o raciocínio lógico em forma algébrica, e daí a lógica simbólica. Sua ênfase na...
<ul><li>1834 – Computador  projetado por Charles Babbage, não teve grande sucesso. </li></ul><ul><li>Tratava-se do Electro...
<ul><li>Progressos muito rápidos na tecnologia da informação </li></ul><ul><li>De início, os computadores estavam restrito...
<ul><li>Neurologista Richard Gregory, vê a história da comunicação humana como desenvolvimento seqüencial e colaborativo d...
<ul><li>Arthur  C. Clarke (associado à comunicação por satélites – 1945) “O que estamos construindo agora é o sistema nerv...
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Capítulo 3 - Livro: O contexto dinâmico da Informação

2.759 visualizações

Publicada em

O Contexto dinâmico da Informação, capítulo 3 - slides seminário.

Publicada em: Educação, Negócios, Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.759
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
33
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Capítulo 3 - Livro: O contexto dinâmico da Informação

  1. 1. Grupo: Anderson, Edjane e Rodolfo.
  2. 2. <ul><li>Por que falar de cultura? </li></ul><ul><li>Para dar sequência ao capítulo anterior e facilitar o nosso entendimento nesse estudo? </li></ul><ul><li>De que forma? </li></ul><ul><li>Como uma forma prática de designar o modo de vida dos grupos humanos e todas as atividades que este modo de vida implica. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Crenças , habilidades, artes, moral, costumes, e qualquer outra aptidão física ou intelectual adquirida por seres humanos como membros da sociedade. </li></ul><ul><li>O estudo de sistemas de informação e comunicação impõe que se admitam hipóteses de natureza cultural devido aos seguintes motivos: </li></ul>
  4. 4. <ul><li>A cultura é criada por seres humanos (transmissão pelo meio que for necessário) </li></ul><ul><li>A cultura fornece a matriz das regras pelas quais utilizamos a linguagem (signos, símbolos, etc.) </li></ul><ul><li>A cultura pode ser categorizada no sentido não material como possuidora de sistemas éticos, morais ou artísticos. </li></ul><ul><li>A cultura pode ser categorizada no sentido material(armas, ferramentas, qualquer coisa feita pelo ser humano). </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Cada geração deve começar do zero. </li></ul><ul><li>“Permanência e conservação são essenciais para a continuidade de uma cultura” </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Dispor de algum tipo de sistema de armazenamento para transmitir esses benefícios através do tempo. </li></ul><ul><li>- Memórias: sem este mecanismo cada nova geração teria que reaprender do início todos os conhecimentos e habilidades tão arduamente adquiridos por seus antepassados ao longo do tempo. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>“memória cultural”, “transcrito social”, “livro cultural”. </li></ul><ul><li>O que vocês acham disso? </li></ul>
  8. 8. <ul><li>“ Carregar em nossas cabeças tudo que sabemos tem todas as vantagens e desvantagens da memória individual. O conhecimento é algo emotivo, íntimo e pessoal, também está sujeito a ser esquecido” </li></ul>
  9. 9. <ul><li>O sujeito reorganiza o conhecimento... </li></ul><ul><li>Catástrofes (ruínas, edifícios e outros artefatos) </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Memória coletiva sobrecarregada e distorcida com o passar do tempo. </li></ul><ul><li>Alguns membros terão maior acesso ao conhecimento. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>“ Destrua-se a memória coletiva de uma cultura e ela será apagada da história” </li></ul><ul><li>Se houver um registro de todas as informações e uma organização, essa memória sobreviverá, beneficiando os outros. </li></ul><ul><li>Memória exossomática (fora do corpo) </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Esta época representa o que o teórico da comunicação Walter Ong chama “oralidade primária”. Onde houver seres humanos haverá uma língua. É preciso que haja o que? (T e R). </li></ul><ul><li>A oralidade usada como memorização. </li></ul><ul><li>Pesquisas recentes em tecnologia da informação voltam seus esforços na direção de componentes comandados pela voz. </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Marshall Mc Luhan argumentou que a voz humana é o meio de informação mais rico no universo da comunicação. </li></ul><ul><li>Afirmar que a fala é o alicerce do conhecimento humano é uma preposição à qual daríamos, no mínimo, aprovação com restrições. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Um filósofo britânico, J. L. Custin, analisou a função das elocuções em relação ao comportamento de quem fala e de quem houve na comunicação interpessoal. Envolvidas neste ato estão as intenções de quem fala e os efeitos sobre quem houve, junto com a criação de um novo estado de coisa. O que Austin chama de “atos da fala” pode ser analisado de várias formas: </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Representativos: Quem fala compromete-se em graus variados com a verdade da proposição ( eu afirmo, eu nego, eu acredito). </li></ul><ul><li>Diretivos: Quem fala leva o ouvinte a fazer algo ( eu peço, eu desafio, eu ordeno, eu acredito). </li></ul><ul><li>Comissivos: Quem fala compromete-se em graus variados com um rumo de ação (eu garanto, eu financio, eu prometo, eu juro). </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Expressivos: Quem fala expressa uma posição sobre um estado de coisas ( eu peço desculpas, eu lamento, eu congratulo, eu dou boas vindas). </li></ul><ul><li>Declarativos: Quem fala altera uma situação ou estado de ser ao fazer uma elocução específica ( renuncio, batizo este navio, declaro alerta esta sessão, eu vos declaro marido e mulher). </li></ul><ul><li>“ A fala bem articulada e sua retórica usufruem poder” </li></ul>
  17. 17. <ul><li>O alfabeto mais antigo que se conhece é o semita setentrional , desenvolvido por volta de 1700 a.C na Palestina e na Síria. Compunha-se de 22 consoantes. O alfabeto tem sido chamado de a maior invenção do homem. </li></ul>
  18. 18. <ul><li>“ Historicamente foi a última grande forma de escrita a surgir, a mais conveniente, e o sistema de escrita mais facilmente adaptável jamais inventado.” </li></ul><ul><li>O alfabeto não estava sozinho, e ele simplesmente não “aconteceu”. A evolução desses sistemas de sinais pode ser dividida em: </li></ul>
  19. 19. <ul><li>Pictográfica: representações de objetos, ações ou idéias. </li></ul><ul><li>Ideográfica: uma atividade, objeto ou idéia representada por um único símbolo signo. </li></ul><ul><li>Silábica: signos que representam grupos de letras. </li></ul>
  20. 20. <ul><li>Os seres humanos começaram com a pictografia primitiva, assim como as crianças. Com o passar do tempo esses signos pictóricos tornaram estilizados, perdendo seus valores, figurativos básicos para se tornarem um sistema secundário de ideogramas ou ideógrafos. </li></ul>
  21. 21. <ul><li>A escrita chinesa e o Kanji japonês, são exemplos conhecidos de descendentes de escritas ideográficas. Esses ‘signos de idéias’ são chamados logógrafos ou logogramas , quando um sinal representa uma palavra ou parte de uma palavra. </li></ul>
  22. 22. <ul><li>A matemática e a lógica utilizam sistemas logográficos. </li></ul><ul><li>Salto fonêmico: quando signos gráficos se ligam à fala. </li></ul>
  23. 23. <ul><li>Ao combinar as unidades funcionais da fala com as da escrita, os inovadores forjaram o elo vital entre os dois mundos da comunicação. </li></ul>
  24. 24. <ul><li>A escrita foi a tecnologia de comunicação mais avançada, desde o quarto milênio a.C, quando Johann Gutenberg compôs com tipos móveis o texto do primeiro livro a ser impresso. </li></ul>
  25. 25. <ul><li>H.G. Wells, em seu estilo fluente, mostra qual foi a importância disso: “ Permitiu que ficassem registrados acordos, leis e mandamentos. Possibilitou o crescimento das cidades-estados da Grécia. </li></ul>
  26. 26. <ul><li>A invenção do alfabeto não somente permitiu à humanidade comunicar idéias por meio de signos visuais, mas também criar um registro permanente destes signos visuais, mas também criar uma memória externa (memória exssomática). </li></ul>
  27. 27. <ul><li>Certos autores têm argumentado que o Império Romano somente se manteve por tanto tempo devido à existência de registro gráficos. </li></ul>
  28. 28. <ul><li>Surge a impressão. </li></ul><ul><li>A invenção da imprensa é atribuída a Johann Gutenberg. Supõe que sua profissão fosse a de ourives. </li></ul><ul><li>“ A pólvora, a imprensa e a Reforma” são citadas por historiadores como os três principais agentes causais das transformações tecnológicas políticas e econômicas, que moldaram o nosso mundo atual. </li></ul>
  29. 29. <ul><li>Era a prática usual dos estudantes que as frequentavam voltar às suas instituições de origem e doar suas miniciosas anotações de aulas às respectivas bibliotecas. </li></ul>
  30. 30. <ul><li>O método de ensino no século XII. </li></ul><ul><li>Os chineses e o método de xilogravura. </li></ul><ul><li>Johann Gutenberg inventa a imprensa. </li></ul><ul><li>A imprensa e o conhecimento registrado. </li></ul>
  31. 31. <ul><li>O livro impresso era primitivo. </li></ul><ul><li>O analfabetismo no século XVIII. </li></ul>
  32. 33. <ul><li>Sinais escritos nas tabulas de argila da antiga Suméria (primeiro povo a ocupar a região da Mesopotâmia), eram provas de transações que envolviam registros de tributos e comércios. </li></ul><ul><li>Com Comércio e a troca, tornou-se necessário o cálculo e registro de números. </li></ul><ul><li>Devemos aos Sumérios e Babilônios, o uso do número 60 para minutos e segundos e também outras noções e conceitos matemáticos. </li></ul>
  33. 34. <ul><li>Para esse povo, o Ábaco era tão importante quanto o computador é para o mundo moderno. Era um instrumento de cálculo, nele os algarismos e operações são representados pelas posições das contas presas a vareta de madeira. </li></ul>
  34. 35. <ul><li>No início eram usados seixos - Pedra (calculus). </li></ul><ul><li>Digitus(dedo em Latim) </li></ul><ul><li>Máquina de calcular mecânica com engrenagens (evolução do ábaco) </li></ul><ul><li>Calculadora programável de rodas dentadas </li></ul><ul><li>Computadores Eletrônicos </li></ul>
  35. 36. <ul><li>A partir do século XIX a necessidade de cálculos se espalhava pelo mundo industrial. </li></ul><ul><li>Expansão do comércio. </li></ul><ul><li>Nas escolas era habilidade encorajada, merecendo altas recompensas, saber lidar com números e cálculos rápidos. </li></ul>
  36. 37. <ul><li>George Boole contribui ao colocar, o raciocínio lógico em forma algébrica, e daí a lógica simbólica. Sua ênfase nas operações binárias, esta incorporada à tecnologia da computação e sua crença em que a mente funciona segundo as leis da lógica, relação entre computador e cérebro humano. </li></ul>
  37. 38. <ul><li>1834 – Computador projetado por Charles Babbage, não teve grande sucesso. </li></ul><ul><li>Tratava-se do Electronic Numerical Integrator and computer (ENIAC) – Integrador e computador numérico eletrônico, tinha 30 toneladas e ocupava área de 140 m². </li></ul>
  38. 39. <ul><li>Progressos muito rápidos na tecnologia da informação </li></ul><ul><li>De início, os computadores estavam restritos, a instituições militares, acadêmicas e de pesquisa. </li></ul><ul><li>Mais tarde, empresas começam a comprar computadores. </li></ul><ul><li>Mainframe </li></ul><ul><li>Minicomputador </li></ul><ul><li>Laptop </li></ul><ul><li>Palmtop </li></ul>
  39. 40. <ul><li>Neurologista Richard Gregory, vê a história da comunicação humana como desenvolvimento seqüencial e colaborativo de ferramentas da mente. “Por ferramentas da mente refiro-me a recursos auxiliares da medição,cálculo e raciocínio.Devemos incluir também o poder da fala, das imagens e da escrita para comunicar e armazenar conhecimentos e idéias.” </li></ul>
  40. 41. <ul><li>Arthur C. Clarke (associado à comunicação por satélites – 1945) “O que estamos construindo agora é o sistema nervoso da humanidade que ligará toda a raça humana, para o bem ou para o mal, numa unidade que nenhuma (Era) anterior teria imaginado”. </li></ul><ul><li>Satélite de comunicação tem a função de auxiliar as comunicações entre pontos da superfície da terra ou com uma nave espacial, tornou-se mais poderoso dentro da política da comunicação global, com o lançamento do Telstar em 1962. </li></ul>

×