SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
Baixar para ler offline
UNIVERSIDADE CATOLICA DE PERNAMBUCO
BACHARELADO EM DIREITO
ANA MARIA S. DOS SANTOS
RELATÓRIO DE VISITA - VARAS DE EXECUÇÕES
PENAIS
Recife
2017
ANA MARIA S. DOS SANTOS
Este relatório é referente a disciplina
de Direito Penal II, ministrada pelo
professor xxxxxxxxxxx a fim de
constituir aprendizado.
Recife
2017
No dia 28 de agosto de 2017, durante a tarde, foi realizada a visita ao Fórum
Desembargador Rodolfo Aureliano, onde visitamos as varas de execuções
penais.
A primeira vara foi a VEPEC, onde foi esclarecida a questão do
patronado, onde o preso tem que prestar conta, para não haver a prisão
preventiva, e como não se tem casa de albergado, ele fica em sua própria
casa, e se apresenta a cada mês, e se tem aproximadamente oito mil em
abetos. Foi dito também, quanto a progressão de regime, que é um benefício
para o preso, e a questão do indulto, o indulto é um ato de clemência do Poder
Público, no ultimo ano houve apenas indulto, sem comutação (alteração de
pena). É uma forma de extinguir o cumprimento de uma condenação imposta
ao sentenciado desde que se enquadre nos requisitos pré-estabelecidos, a
diferença. Houve o questionamento: O preso tem direito ao aberto ou
condicional? Qual o melhor? Na condicional, se cometer algo grave, ele pode
perder o benefício; se em aberto, e preso durante esse período, ele regressa,
mas pode ter direito de R.A. Nessa vara, falou-se também sobre o atestado de
pena, se ele progride esse atestado é atualizado, o preso também recebe uma
cópia; e se ele estuda ou trabalha, terá direito a remissão (diminuição de pena),
a leitura de livro ainda não foi implantada em Pernambuco como um meio de
remissão.
1° Vara de execução Penal da Região, esta é responsável pelos
presídios: Cotel, HCTP, Militar – CREED, Penitenciária Feminina de Paratibe,
Complexo Prof. Aníbal Bruno, Presídio de Igarassu, Presídio Feminino do
Recife, Central de Observação Criminológica e Triagem. Foi explicado que se
há mudança de presídio, muda de vara o processo; e a tornozeleira eletrônica
é de obrigação do preso recarrega-la, é equivalente a um celular, caso não
carrega, terá um aviso de descumprimento, e o juiz irá avaliar, a vara irá
analisar se o preso tem doença, ou outra coisa, para obter a tornozeleira,´é
geralmente usada para o percurso: Casa- trabalho, se em casa, ele tem uma
área aproximadamente de 50 metros como limite, dados já cadastrados.
2° Vara Regional de Execução Penal, o processo penal, termina com a
sentença condenatória, nessa vara, se executa os sistemas fechados e semi-
aberto, responsável pelas penitenciárias: Doutor Edvaldo Gomes, Penitenciária
Agro Industrial São João, Penitenciária Prof. Barreto Campelo. E os presídios:
Presídio Advogado Brito Alves, Presídio de Salgueiro, Presídio de Vitória de
Santo Antão, Rorenildo da Rocha Leão. Nessa vara, se faz a unificação da
pena, onde todas penas se tornam uma, podemos ver um processo, onde um
preso continha 103 anos de pena, e como é usado a calculadora do CNJ.
VEPA, esta é a vara de penas alternativas, é a única vara de todo
estado de Pernambuco, ela apresenta três competências: Substituição de
pena, art. 43,44 do CP, de penas restritivas de direito; suspensão condicional
de pena art.77 do CP, e a suspensão condicional do processo. Apresenta cerca
de 6000mil processos atuais, nela se busca uma colaboração do “preso” com
um meio, não apenas dar certas básicas ou pagamentos, mas trabalhos em
comunidades, dar aulas etc, enfrenta dificuldades por conta da falta de
colaboração do estado.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Execução penal 2

Aspectos Mais Relevantes Do Novo C P
Aspectos Mais Relevantes Do Novo  C PAspectos Mais Relevantes Do Novo  C P
Aspectos Mais Relevantes Do Novo C P
mana 5066
 
Relatório da OAB-PE - inspeção de presídios 2014
Relatório da OAB-PE - inspeção de presídios 2014Relatório da OAB-PE - inspeção de presídios 2014
Relatório da OAB-PE - inspeção de presídios 2014
Paulo Veras
 
06 regime disciplinar rs
06   regime disciplinar rs06   regime disciplinar rs
06 regime disciplinar rs
thiago sturmer
 
Informativo dpu mo - 2ª edição 2013
Informativo dpu mo - 2ª edição 2013Informativo dpu mo - 2ª edição 2013
Informativo dpu mo - 2ª edição 2013
Bruno Silva
 
2015_Liberdade_Provisória_E_Atuaçao_Da_Defensoria_Publica_Do_Estado_De_SP.pdf
2015_Liberdade_Provisória_E_Atuaçao_Da_Defensoria_Publica_Do_Estado_De_SP.pdf2015_Liberdade_Provisória_E_Atuaçao_Da_Defensoria_Publica_Do_Estado_De_SP.pdf
2015_Liberdade_Provisória_E_Atuaçao_Da_Defensoria_Publica_Do_Estado_De_SP.pdf
RafaelAlvesRafu
 
Carta técnica
Carta técnicaCarta técnica
Carta técnica
TSPCR
 

Semelhante a Execução penal 2 (20)

Dmppj sergio william teixeira-pena
Dmppj   sergio william teixeira-penaDmppj   sergio william teixeira-pena
Dmppj sergio william teixeira-pena
 
CRISE NO SISTEMA PRISIONAL
CRISE NO SISTEMA PRISIONAL CRISE NO SISTEMA PRISIONAL
CRISE NO SISTEMA PRISIONAL
 
Aspectos Mais Relevantes Do Novo C P
Aspectos Mais Relevantes Do Novo  C PAspectos Mais Relevantes Do Novo  C P
Aspectos Mais Relevantes Do Novo C P
 
Relatório da OAB-PE - inspeção de presídios 2014
Relatório da OAB-PE - inspeção de presídios 2014Relatório da OAB-PE - inspeção de presídios 2014
Relatório da OAB-PE - inspeção de presídios 2014
 
Denuncias,pjps
Denuncias,pjpsDenuncias,pjps
Denuncias,pjps
 
EXECUÇÃO PENAL (2).pptx
EXECUÇÃO PENAL (2).pptxEXECUÇÃO PENAL (2).pptx
EXECUÇÃO PENAL (2).pptx
 
Lei 12.403/11 - Reformas
Lei 12.403/11 - ReformasLei 12.403/11 - Reformas
Lei 12.403/11 - Reformas
 
06 regime disciplinar rs
06   regime disciplinar rs06   regime disciplinar rs
06 regime disciplinar rs
 
Manual audiencia custodia dpu
Manual audiencia custodia dpuManual audiencia custodia dpu
Manual audiencia custodia dpu
 
Informativo dpu mo - 2ª edição 2013
Informativo dpu mo - 2ª edição 2013Informativo dpu mo - 2ª edição 2013
Informativo dpu mo - 2ª edição 2013
 
Reforma processo penal_atualizado-1
Reforma processo penal_atualizado-1Reforma processo penal_atualizado-1
Reforma processo penal_atualizado-1
 
Habeas corpus (2017) guilherme de souza nucci
Habeas corpus (2017)   guilherme de souza nucciHabeas corpus (2017)   guilherme de souza nucci
Habeas corpus (2017) guilherme de souza nucci
 
Audiencia de custodia
Audiencia de custodiaAudiencia de custodia
Audiencia de custodia
 
Habeas Corpus impetrado no STF pelo Coletivo de Advogados em Direitos Humanos
Habeas Corpus impetrado no STF pelo Coletivo de Advogados em Direitos HumanosHabeas Corpus impetrado no STF pelo Coletivo de Advogados em Direitos Humanos
Habeas Corpus impetrado no STF pelo Coletivo de Advogados em Direitos Humanos
 
2015_Liberdade_Provisória_E_Atuaçao_Da_Defensoria_Publica_Do_Estado_De_SP.pdf
2015_Liberdade_Provisória_E_Atuaçao_Da_Defensoria_Publica_Do_Estado_De_SP.pdf2015_Liberdade_Provisória_E_Atuaçao_Da_Defensoria_Publica_Do_Estado_De_SP.pdf
2015_Liberdade_Provisória_E_Atuaçao_Da_Defensoria_Publica_Do_Estado_De_SP.pdf
 
Portaria 1.220 14 esquematizada-parte i
Portaria 1.220 14   esquematizada-parte iPortaria 1.220 14   esquematizada-parte i
Portaria 1.220 14 esquematizada-parte i
 
2014.09.17 - DENÚNCIA - cancelamento do projeto direito no cárcere por prazo ...
2014.09.17 - DENÚNCIA - cancelamento do projeto direito no cárcere por prazo ...2014.09.17 - DENÚNCIA - cancelamento do projeto direito no cárcere por prazo ...
2014.09.17 - DENÚNCIA - cancelamento do projeto direito no cárcere por prazo ...
 
Carta técnica
Carta técnicaCarta técnica
Carta técnica
 
Revista SÍNTESE Direito Penal e Processual Penal #63 | Síntese
Revista SÍNTESE Direito Penal e Processual Penal #63 | SínteseRevista SÍNTESE Direito Penal e Processual Penal #63 | Síntese
Revista SÍNTESE Direito Penal e Processual Penal #63 | Síntese
 
Cidadania - Reexame Necessário n. 2013.005582 3
Cidadania - Reexame Necessário n. 2013.005582 3Cidadania - Reexame Necessário n. 2013.005582 3
Cidadania - Reexame Necessário n. 2013.005582 3
 

Mais de UNICAP (11)

P. amicus curiae
P. amicus curiaeP. amicus curiae
P. amicus curiae
 
Bobbio
BobbioBobbio
Bobbio
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Karl marx
 
Herbert hart
Herbert hartHerbert hart
Herbert hart
 
Economia me59-ana maria
Economia me59-ana mariaEconomia me59-ana maria
Economia me59-ana maria
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
 
Trabalho slide (1)
Trabalho slide (1)Trabalho slide (1)
Trabalho slide (1)
 
Humanidade
HumanidadeHumanidade
Humanidade
 
Desenvolvimento relatório-pisciculturaC
Desenvolvimento relatório-pisciculturaC Desenvolvimento relatório-pisciculturaC
Desenvolvimento relatório-pisciculturaC
 
Forragem- trabalho-seminário
Forragem- trabalho-seminárioForragem- trabalho-seminário
Forragem- trabalho-seminário
 
Gab matrizes.
Gab matrizes.Gab matrizes.
Gab matrizes.
 

Último

PARTE 1 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...
PARTE 1 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...PARTE 1 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...
PARTE 1 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...
SimoneDrumondIschkan
 

Último (7)

MAPA MENTAL Oab 40 DIREITO FILOSOFIA DO DIREITO
MAPA MENTAL Oab 40 DIREITO FILOSOFIA DO DIREITOMAPA MENTAL Oab 40 DIREITO FILOSOFIA DO DIREITO
MAPA MENTAL Oab 40 DIREITO FILOSOFIA DO DIREITO
 
PARTE 1 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...
PARTE 1 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...PARTE 1 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...
PARTE 1 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...
 
[Modelo] Regimento Interno de Igreja - Fábio Peres da Silva
[Modelo] Regimento Interno de Igreja - Fábio Peres da Silva[Modelo] Regimento Interno de Igreja - Fábio Peres da Silva
[Modelo] Regimento Interno de Igreja - Fábio Peres da Silva
 
[Modelo] Igreja Evangélica - Ata de fundação, aprovação de estatuto e eleição...
[Modelo] Igreja Evangélica - Ata de fundação, aprovação de estatuto e eleição...[Modelo] Igreja Evangélica - Ata de fundação, aprovação de estatuto e eleição...
[Modelo] Igreja Evangélica - Ata de fundação, aprovação de estatuto e eleição...
 
Apresentação do Escritório - Mota Acunha Advocacia
Apresentação do Escritório - Mota Acunha AdvocaciaApresentação do Escritório - Mota Acunha Advocacia
Apresentação do Escritório - Mota Acunha Advocacia
 
Efeito doença nas férias na Administração Pública
Efeito doença nas férias na Administração PúblicaEfeito doença nas férias na Administração Pública
Efeito doença nas férias na Administração Pública
 
Direito tributário.pdf para alunos do curso de Direito
Direito tributário.pdf para alunos do curso de DireitoDireito tributário.pdf para alunos do curso de Direito
Direito tributário.pdf para alunos do curso de Direito
 

Execução penal 2

  • 1. UNIVERSIDADE CATOLICA DE PERNAMBUCO BACHARELADO EM DIREITO ANA MARIA S. DOS SANTOS RELATÓRIO DE VISITA - VARAS DE EXECUÇÕES PENAIS Recife 2017
  • 2. ANA MARIA S. DOS SANTOS Este relatório é referente a disciplina de Direito Penal II, ministrada pelo professor xxxxxxxxxxx a fim de constituir aprendizado. Recife 2017
  • 3. No dia 28 de agosto de 2017, durante a tarde, foi realizada a visita ao Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano, onde visitamos as varas de execuções penais. A primeira vara foi a VEPEC, onde foi esclarecida a questão do patronado, onde o preso tem que prestar conta, para não haver a prisão preventiva, e como não se tem casa de albergado, ele fica em sua própria casa, e se apresenta a cada mês, e se tem aproximadamente oito mil em abetos. Foi dito também, quanto a progressão de regime, que é um benefício para o preso, e a questão do indulto, o indulto é um ato de clemência do Poder Público, no ultimo ano houve apenas indulto, sem comutação (alteração de pena). É uma forma de extinguir o cumprimento de uma condenação imposta ao sentenciado desde que se enquadre nos requisitos pré-estabelecidos, a diferença. Houve o questionamento: O preso tem direito ao aberto ou condicional? Qual o melhor? Na condicional, se cometer algo grave, ele pode perder o benefício; se em aberto, e preso durante esse período, ele regressa, mas pode ter direito de R.A. Nessa vara, falou-se também sobre o atestado de pena, se ele progride esse atestado é atualizado, o preso também recebe uma cópia; e se ele estuda ou trabalha, terá direito a remissão (diminuição de pena), a leitura de livro ainda não foi implantada em Pernambuco como um meio de remissão. 1° Vara de execução Penal da Região, esta é responsável pelos presídios: Cotel, HCTP, Militar – CREED, Penitenciária Feminina de Paratibe, Complexo Prof. Aníbal Bruno, Presídio de Igarassu, Presídio Feminino do Recife, Central de Observação Criminológica e Triagem. Foi explicado que se há mudança de presídio, muda de vara o processo; e a tornozeleira eletrônica é de obrigação do preso recarrega-la, é equivalente a um celular, caso não carrega, terá um aviso de descumprimento, e o juiz irá avaliar, a vara irá analisar se o preso tem doença, ou outra coisa, para obter a tornozeleira,´é geralmente usada para o percurso: Casa- trabalho, se em casa, ele tem uma área aproximadamente de 50 metros como limite, dados já cadastrados. 2° Vara Regional de Execução Penal, o processo penal, termina com a sentença condenatória, nessa vara, se executa os sistemas fechados e semi-
  • 4. aberto, responsável pelas penitenciárias: Doutor Edvaldo Gomes, Penitenciária Agro Industrial São João, Penitenciária Prof. Barreto Campelo. E os presídios: Presídio Advogado Brito Alves, Presídio de Salgueiro, Presídio de Vitória de Santo Antão, Rorenildo da Rocha Leão. Nessa vara, se faz a unificação da pena, onde todas penas se tornam uma, podemos ver um processo, onde um preso continha 103 anos de pena, e como é usado a calculadora do CNJ. VEPA, esta é a vara de penas alternativas, é a única vara de todo estado de Pernambuco, ela apresenta três competências: Substituição de pena, art. 43,44 do CP, de penas restritivas de direito; suspensão condicional de pena art.77 do CP, e a suspensão condicional do processo. Apresenta cerca de 6000mil processos atuais, nela se busca uma colaboração do “preso” com um meio, não apenas dar certas básicas ou pagamentos, mas trabalhos em comunidades, dar aulas etc, enfrenta dificuldades por conta da falta de colaboração do estado.