Responsabilidades alimentares

49 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
49
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Responsabilidades alimentares

  1. 1. RESPONSABILIDADES ALIMENTARES ANA PAULA DE SOUZA LIVYANI GERMANA CIBIEN TAMARA K. ARAÚJO CAMPONEZ
  2. 2. RESPONSABILIDADE DO GOVERNO  A educação alimentar é importante para o desenvolvimento de hábitos adequados, contribuindo para que não haja desnutrição, doenças e baixa produtividade.  Cabe ao governo zelar pelo bem estar de toda população. É ele quem é responsável por recolher os impostos, por isso deve-se incentivar a produção de alimentos, criar condições de armazenamento e distribuição dos mesmos, orientando também os recursos de quem se dispõe no intuito de satisfazer as necessidades básicas da população, proporcionando oportunidades de trabalho, salário digno, e caso haja desemprego investir em programas e/ou projetos para suprir tais necessidades, assim como incentivos já existentes tal como o bolsa família.  O governo deve promover trabalhos educativos, através das escolas para proporcionar hábitos saudáveis a população, pelo meio da comunicação social.
  3. 3. RESPONSABILIDADE DA ESCOLA  Cada estado ou município deverá possuir um Conselho de Alimentação Escolar (CAE), que é um órgão colegiado, deliberativo e autônomo, ou seja, é independente da Prefeitura ou Secretaria Estadual de Educação e foi criado com objetivo de acompanhar e fiscalizar todo o processo da alimentação escolar, isto é, desde a compra dos gêneros alimentícios até a distribuição da alimentação escolar aos alunos.  O nutricionista deverá programar, elaborar e avaliar os cardápios. A Resolução FNDE/CD n. 32, art. 14, recomenda que o cardápio da alimentação escolar deve cobrir, no mínimo, 15% das necessidades Nutricionais diárias dos alunos do ensino regular e para os estudantes indígenas e quilombolas, no mínimo 30%. Sendo assim, o nutricionista deverá elaborar o cardápio de acordo com a necessidade dos escolares atendidos, depois de sua avaliação nutricional prévia!
  4. 4. RESPONSABILIDADE DA COMUNIDADE  As comunidades devem organizar-se para exigir o respeito aos direitos do cidadão e o atendimento de suas necessidades. A responsabilidade do governo é representar os interesses da população, no entanto cabe as comunidades se organizarem para exigir respeito a seus direitos para que as necessidades sejam atendidas.  Existem várias organizações sociais que a população pode fazer suas exigências como: organizações de prédios através de síndicos; organizações profissionais que trabalham pela defesa dos trabalhadores, condições salariais e garantias; organizações políticas tais como partidos, programas e ação com o objetivo de conquistar condições adequadas de alimentação para todos; organizações educacionais com a responsabilidade para com as crianças em idade escolar e indiretamente com familiares e a comunidade; organizações religiosa onde a alimentação da população deve constituir um ponto importante; organizações econômicas observa-se que a produtividade depende também dá condições alimentares e a saúde dos trabalhadores.
  5. 5. RESPONSABILIDADE DA FAMÍLIA  A família tem grande parcela de responsabilidade na alimentação adequada da criança.  A mãe é a principal responsável em seguida o pai e irmãos. A mãe durante a gestação deve alimentar-se bem, fazer o acompanhamento médico, evitar o fumo, bebidas alcoólicas e drogas. Com o nascimento da criança, a mãe deve amamentá-la: o leite materno é o melhor alimento.  É necessário respeitar as características da criança, onde a mesma pode não estar disposta a comer tudo que lhe é oferecido. Levar a criança a preferir alimentos saudáveis e indispensáveis ao seu desenvolvimento é um hábito que a família deve buscar dando também o exemplo.
  6. 6. RESPONSABILIDADE DO INDIVÍDUO  Caberá ao indivíduo grande parte de responsabilidade pela própria alimentação no momento em que for capaz de compreender suas necessidades alimentares e maneira corretas de satisfazê-las.  Deve-se considerar nas escolhas dos alimentos se são saudáveis, necessários, se podem causar danos ao organismo, etc. A higiene e limpeza dos mesmos é fundamental é necessário verificar se não estão contaminados, se naturais ou enlatados. Caso seja enlatados observar data de validade, aspectos e se contem aditivos prejudiciais à saúde.  Os efeitos negativos dos alimentos impróprios para o consumo podem se manifestar imediatamente ou não. Dependendo dos danos causados ao organismo reduz os anos de vida do indivíduo. “ Uma alimentação adequada promove a saúde e prolonga a vida.”

×