Games e inovacao tecnologica

731 visualizações

Publicada em

Aula com o professor David de Oliveira Lemes (Dolemes), sobre Games e inovação tecnológica - Para assistir a aula, basta acessar o link: http://fm-openlearn.open.ac.uk/fm/fmmp.php?pwd=000eed-19368 - O qual da acesso ao ambiente do Flashmeeting, ferramenta de webconferência que pode ser encontrada na comunidade COLEARN. O Flashmeeting faz parte da pesquisa de iniciação cientifica de minha autoria, a qual foi realizada sobre orientação da professora e Dr. Ana Maria Di Grado Hessel.

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
731
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Games e inovacao tecnologica

  1. 1. Games e inovaçãotecnológicaProf. Ms. David de Oliveira Lemes | dolemes@gmail.com
  2. 2. Pense!Qual foi o último gameque você jogou?
  3. 3. • Descrição Descrição que constrói a narrativa• Narrativa e fundamenta o universo do jogo• Universo
  4. 4. O que é um game?
  5. 5. ]Elementos fundamentais de um game: Contexto Objetivo Desafios Interatividade Decisões Regras
  6. 6. Conceito e definição de gameOs jogos digitais fazem parte da cultura de massa hámais de 30 anos, desde a popularização dos consolesde videogames, como o Atari Video ComputerSystems (Atari VCS).Lançado em 1977, o console que seria mais tardechamado de Atari 2600 e chegou a vender 8 milhõesde unidades até 1983.
  7. 7. Os games dividem-se em 3 grandes tipos, reunidos apartir do suporte utilizado: • Jogos para consoles • Jogos para computador • Jogos para arcades
  8. 8. Como se define um game?Um game é uma atividade lúdica composta por umasérie de ações e decisões, limitada por regras e pelouniverso do game e que resultam em uma condiçãofinal. As regras e o universo do game existem paraproporcionar uma estrutura e um contexto para asações de um jogador.As regras também existem para criar situaçõesinteressantes com o objetivo de desafiar e secontrapor ao jogador.
  9. 9. Para ampliar o contexto sobre as características dosjogos digitais, é sensato que olhemos para o passadopara entender que, antes do advento dosvideogames existiam simplesmente os jogos.“O jogo é um traço essencial talvez o maisimportante das sociedades humanas.Diferentemente dos outros animais que brincam, ohomem é o único que faz conscientemente e durantea vida para obter prazer”. Johan Huizinga, 1938.
  10. 10. Se pela ótica de Huizinga, o jogo é um traço essencialda sociedade, não é difícil entender o grande sucessocomercial dos jogos digitais.Contudo, existe outro elemento quefoi determinantepara o casamento do lúdico com o tecnológico: • a interatividade.
  11. 11. A interatividade é o processo pelo qualduas ou mais coisas produzem um efeitouma sobre a outra ao trabalharemjuntas.
  12. 12. Analisando uma das definições de interatividade, vemos que,jogos de todos os tipos, inclusive os predecessores dos jogosdigitais, são interativos.E estas interações podem acontecer das mais diversas formas,sobretudo nas competições diretas entre jogadores. Além ainteratividade, a imersividade (chamada também de imersão) éum ponto que, por ser inerente a este novo meio, que são osjogos digitais, anda junto com a interatividade nas relaçõesdiretas e indiretas.
  13. 13. O conceito de imersividade está relacionado com ograu de interatividade que um usuário é capaz deter numa aplicação.Esta interatividade não está apenas relacionada àcapacidade de “andar” num cenário, mas também coma capacidade de interagir com objetos e outrospersonagens dentro deste mundo virtual.
  14. 14. O jogo, tão presente na condição humana, ganhou osuporte digital em função da evolução dastecnologias que permearam o século XX e continuampresentes no século XXI.
  15. 15. Nos jogos digitais vemos que a interatividade e aimersividade são fatores determinantes que, aliadosao conjunto de tecnologias que permeiam os games,foram primordiais para construir as característicasbásicas e fundamentais desse universo em constanteevolução.
  16. 16. Contudo, não podemos nosesquecer da história...Afinal, todo jogo tem umahistória... ou não?
  17. 17. Processo de criação de um jogoAo jogar pela primeira vez God of War , lançado pela Sony em2003, não é difícil se deparar com a seguinte pergunta: como éque este jogo foi feito? Como conseguiram reunir tantas ideiasboas em um único game? O roteiro parece de um filme!O processo de criação de um game não difere de outrosprocessos de criação, seja este processo coletivo, quando nosreferimos a uma equipe, ou individual, quando uma única pessoadecide que fará um game do começo ao fim.
  18. 18. Processo de criação de um jogoO desenvolvimento de uma ideia de jogo geralmentesurge de um pequeno conceito, que deve serexpandido com técnicas de brainstorm.
  19. 19. Processo de criação de um jogoOs games nascem de ideias simples. Mas como possoter uma boa ideia simples?Como se dá esse processo?Como identificar uma boa ideia?
  20. 20. Processo de criação de um jogoA produção de ideias é um processo tão consolidadocomo a produção de um carro; que corre por umalinha de montagem.Como um personagem simples, um jogo simples podefazer um grande sucesso?
  21. 21. 5 passos para obter boas ideias:• Primeiro passo: coletar material puro, ou seja, materiaisreferentes ao seu problema imediato e materiais adicionais para oenriquecimento cultural da ideia;• Segundo passo: trabalhar estes materiais em sua mente. Estudeestes materiais e deixe seu cérebro absorver tudo o que pudersobre o assunto. O que significa estudar a fundo o problema;
  22. 22. • Terceiro passo: estágio de incubação. Nesta fase você deixa oproblema de lado para se concentrar em outras tarefas. A menteconsciente faz o trabalho de síntese do problema;• Quarto passo: depois de um processo de amadurecimento, vemo nascimento real da ideia. Eureka!• Quinto passo: o contorno final e desenvolvimento do conceitopara uso prático. Aqui começa a formatação e a consolidação daideia.
  23. 23. Simplicidade é a palavra-chave quando se fala emorganização de ideias para a produção de jogosdigitais.O aconselhado é ordenar as ideias do jogo e passá-las para o papel levantando detalhes, mas mantendoa simplicidade ao mesmo tempo, para que entãosejam desenvolvidas.
  24. 24. Os esboços são de suma importância para criação deobras das mais diversas naturezas.Como parte do processo de esboçar ideias, umatécnica interessante é a construção de mapasmentais.
  25. 25. Jogos digitais podem ter os seguintesformatos: • 2D • 3D • Texto
  26. 26. Ambientes 3D para gamesSe é para encontrar um culpado, ele tem nome: John Carmack é o homemque em 1991 fundou id Software (empresa desenvolvedora de games) eteve a brilhante ideia de usar o processamento gráfico presente noscomputadores da época para criar games tridimensionais.Sua primeira criação foi Wolfenstein 3D. Wolf 3D, como é conhecido, não éo primeiro jogo 3D da história, mas é o game que popularizou os jogos detiro em primeira pessoa e consequentemente fez com que toda a indústriade jogos para computador ficasse de olho no que Carmack e sua equipeestavam produzindo.
  27. 27. Ambientes 3D para games
  28. 28. Ambientes 3D para gamesAlém de criar o Wolf 3D, a empresa criou também os games Doom eQuake , verdadeiros clássicos da indústria e figuram entre os maisjogados de todos os tempos.Para fazer com que suas criações funcionassem, a id criou um motor dejogo (engine), software que simplifica a produção e o desenvolvimentode games, e licenciou seu programa para a Valve Corporation, que com ocriou o Half-Life, e também para a Electronic Arts, que criou, juntamentecom Steven Spielberg, o game Medal of Honor. Do Half-Life original nasceuo Counter-Strike, game quase que onipresente em lan houses tupiniquins.
  29. 29. Ambientes 3D para games
  30. 30. Ambientes 3D para gamesDa década de 1990 para cá, muita coisa mudou.A capacidade de processamento gráfico doscomputadores aumentou muito, diversos consolessurgiram e o 3D dominou então a indústria dos jogosdigitais.
  31. 31. Ambientes 3D para gamesApesar do games em 2D terem presença dominante nasdécadas de 70, 80 e 90, o 3D, nos dias de hoje, dominao cenário de grande parte da produção de jogos, sejameles comerciais ou independentes.A modelagem tridimensional para games se difere damodelagem para animação em cinema e diversospontos, sendo o principal deles o número reduzidos depolígonos.
  32. 32. E como são produzidos os games 3D?Um game é produzido com uma combinação de recursostécnicos e um conjuntos de ferramentas: • Arte • Modelagem 3D • Programação
  33. 33. Ferramentas de modelagem 3D
  34. 34. Ferramentas de modelagem 3D
  35. 35. Ferramentas de modelagem 3D
  36. 36. Motor de Jogo?Motor de jogo, também chamado de engine de jogo,é um ambiente que permite realizar a integração detoda a diversidade de componentes de um game.Existem centenas de motores de games, alguns decódigo aberto, outros que custam dezenas de dólares eainda outros na custam centenas de milhares dedólares.
  37. 37. Motor de JogoMotores de jogo podem ser entendidos como bibliotecas dedesenvolvimento responsáveis pelo gerenciamento do jogo, dasimagens, do processamento de entrada de dados e outrasfunções.A ideia é que os motores implementem funcionalidades erecursos comuns a maioria dos jogos, permitindo que essesrecursos sejam reutilizados a cada novo game criado.Devemos entender que um motor de jogo é o coração e o cérebrode um game, ou seja, controla tudo o que acontece em um jogose é responsável também por sua vida. A figura a seguir mostra ofuncionamento de um motor de jogo.
  38. 38. Motor de Jogo
  39. 39. Motor de JogoO motor de jogo é uma ferramenta de autoria quepermite que o criador de jogos junte todos oscomponentes presente em um projeto de jogo,empacote estes elementos e transforme tudo isso numgame jogável.
  40. 40. Motor de JogoO 3D GameStudio conta com engine de física(gravidade, fenômenos da natureza, entre outros),editor de níveis, modelador de terrenos e umagrande biblioteca de objetos 3D.Visite: http://www.3dgamestudio.com/
  41. 41. Motor de Jogo3D Gamestudio
  42. 42. Motor de JogoO sistema do Neoaxis Engine é composto por um motor de jogo3D em tempo real, ou seja, você monta uma cena de game e jáconsegue ver, testar e jogar; e também um conjunto deferramentas de programação flexível que pode ser adaptado adiferentes projetos.O produto conta também com um editor de mapas, editor demateriais, editor de interface gráfica de usuário, editor de física(para colisões, gravidade e afins), sistema editor de partículas eum editor de terrenos, todos plenamente integrados e comsuporte de programação .NET Framework 2.0 , da Microsoft,aceintando ainda pacotes de objetos 3D modelados na principaisferramentas 3D do mercado, como 3D Studio Max, Maya eBlender.
  43. 43. Motor de JogoNeoaxis Engine
  44. 44. Motor de JogoDentro do universo de engines livre, gratuitos e de código aberto, o Ogre3D é uma ferramenta popular e usada por diversos desenvolvedores, sejapor ideologia, ou seja, a opção preferencial por produtos livre e comcódigo aberto ou seja simplesmente por sua funcionalidades.No campo do código aberto, o Ogre 3D (sigla para Object-orientedGraphics Rendering Engine) é o motor predominante. Desenvolvido porum pequeno time colaborativo, atualmente está na versão 1.4.3. Aprincipal linguagem de desenvolvimento do Ogre 3D é o C++, contudo,por ser um projeto de código aberto e colaborativo, já existem versõesem testes para rodar nas linguagens Python, Java e .NET.
  45. 45. Motor de JogoTambém no campo do código aberto, está o Blender que, além de serum software de modelagem tridimensional, conta com um motor de jogonativo chamado Blender Game Engine, que usa a linguagem Python parascripts de funcionamento de jogo.Scripts automatizam e ampliam as ferramentas do Blender quando oassunto é motor de jogo. A grande versatilidade do motor de jogo doBlender faz com que seja possível realizar, além de um projeto de umjogo digital, projetos de realidade virtual, planejamento arquitetônico,auxílio em processo de animação e apresentações.
  46. 46. Motor de JogoEstudar e aprender toda a sintaxe de funcionamento do Python éfundamental para trabalhar com o Blender Game Engine. Uma dasgrandes vantagens deste moto de jogo, além da sua gratuidade, é o fatode sua fácil integração com o sistema de motor gráfico do Ogre 3D, o quefaz a ferramenta ideal para os partidários do software livre.Uma funcionalidade do Blender Game Engine que torna o software umaboa opção para desenvolvedores iniciantes é seu sistema de configuraçãode ações de programação de forma visual, ligando comando deprogramação e funções em Python visualmente.
  47. 47. Motor de JogoBlender Game Engine
  48. 48. Motor de JogoA Microsoft, gigante do software, não ficou de fora na briga porcriar ambientes de desenvolvimento de games e lançou, em2004, o XNA , um framework de desenvolvimento de jogos paraPC com Windows e XBox 360, o console de videogame daempresa.A ferramenta pode ser baixada gratuitamente no site dacompanhia e conta com um grande conjunto de ferramenta e umaforte e organizada comunidade de desenvolvedores.
  49. 49. Motor de JogoXNA não é um software de código aberto, mas conta com ampladocumentação desenvolvida e sempre atualizada pela Microsoft oque torna o produto interessante para desenvolvedores quequerem focar suas produções em jogos para PC (ambienteWindows) e XBox 360.Contudo, estas não são as únicas plataformas de jogos, o quetorna a ferramenta limitada.
  50. 50. Motor de JogoUma verdadeira mudança de paradigma vem tomando o ambiente dedesenvolvimento de jogos. E isso se deve graças ao Unity 3D, uma ferramentaversátil, com uma interface intuitiva e com uma infinidade de recursos. Não éuma ferramenta gratuita, mas analisando toda a sua versatilidade, o seu custo setorna baixo. E a famosa relação custo x benefício. E o produtor in-dependente degames pode se beneficiar disso.O ambiente de desenvolvimento do Unity 3D integra as principais ferramentas deum motor de jogo em um único ambiente. A interface intuitiva do software comcom recursos de arrastar / soltar. Ou seja, é possível mudar texturas de objetostridimensionais, alteração de áudios específicos, scripts e variáveis de jogovisualmente. Só apontar e clicar.
  51. 51. Motor de JogoA versatilidade do Unity 3D também está aplicada ao seu processamentográfico que dispõe de integrações com DirectX e OpenGL. Talversatilidade está presente no gerenciamento do sistema de partículas,para as mais diversas finalidades e também em sombras e iluminaçãoprocessadas e renderizadas em tempo real.O motor de jogo também conta um sistema de gerenciamento de físicaavançado, que pode ser usado com facilidade em jogos de corrida,personagens, forças, vento, colisão e tudo o mais que um bom gamedesigner projetar. Vídeos podem ser reproduzidos em qualquer ambientedo jogo o a codificação de áudio do software aceita os principaisformatos comumente usados em produções digitais.
  52. 52. Motor de JogoMas o que faz do Unity 3D a ferramenta ideal para o desenvolvedorindependente de games é sua capacidade de compilar e gerar jogos paraas mais diversas plataformas, como: iPhone, Nintendo Wii, jogos paraweb, jogos em rede, o que amplia a capacidade de atuação destesdesenvolvedores iniciantes.Apesar de ser pago, o motor de jogo conta com preços atrativos paraqualquer criador de jogos.Mais informações em: http://unity3d.com/
  53. 53. Motor de JogoUnity 3D
  54. 54. Obrigado!Mais informações em:www.gamereporter.orgDavid de Oliveira Lemes | dolemes@gmail.com

×