SlideShare uma empresa Scribd logo

Ihcat rvtar004 rev04-out2010_splitão_splitop_(fixo_inverter)

Este documento apresenta uma linha de condicionadores de ar Hitachi com as seguintes características: 1) Possui modelos com compressor fixo e inverter. 2) Os modelos com compressor inverter possuem maior eficiência energética ao variar a frequência de operação do compressor. 3) O fluido refrigerante utilizado é o R-410A, que possui menor potencial de aquecimento global e destruição da camada de ozônio em comparação ao R-407C.

1 de 58
Baixar para ler offline
UNIDADES
            MODULARES
LINHA RVT/RTC E RUV/RUT




       RAP (FIXO)
       RAP...IV (INVERTER)


Catálogo Técnico
Splitão
Splitop
Splitão + Splitop (Inverter)
Ihcat rvtar004 rev04-out2010_splitão_splitop_(fixo_inverter)
ÍNDICE                       APRESENTAÇÃO DO PRODUTO ...............................................................................05

                              1. CARACTERÍSTICAS GERAIS.....................................................................09
                                 1.1. Gabinete................................................................................................09
                                   1.1.1. Módulo Ventilador/Trocador (Splitão)...............................................09
                                   1.1.2. Módulo Ventilador/Trocador (Splitop) .......................................................09




 A
                                   1.1.3. Painéis.............................................................................................09
                                 1.2. Ventilador ..............................................................................................09
          gradecemos a             1.2.1. Módulo Ventilador/Trocador.............................................................09
                                   1.2.2. Ventilador Condensador ..................................................................09
          preferência por        1.3. Trocadores ............................................................................................09
          nosso produto            1.3.1. Trocador do Evaporador (Splitão) ....................................................09
                                   1.3.2. Trocador do Evaporador (Splitop) ..............................................................09
e cumprimentamos pela              1.3.3. Trocador do Condensador ...............................................................09
                                 1.4. Compressor...........................................................................................09
aquisição de um                  1.5. Filtro de Ar..............................................................................................09
equipamento                      1.6. Quadro Elétrico......................................................................................09
                                 1.7. Motor .....................................................................................................09
HITACHI                            1.7.1. Motor do Evaporador .......................................................................09
                                   1.7.2. Motor do Condensador ....................................................................09
                                 1.8. Fluído Refrigerante ................................................................................09
                                 1.9. Controles ...............................................................................................09
                                 1.10. Ciclo de Refrigeração e Acessórios .....................................................09

                              2. CODIFICAÇÃO DO EQUIPAMENTO ...........................................................10
                                 2.1. Modelos.................................................................................................12
                                 2.2. Combinações entre Unidades Evaporadora e Condensadora (FIXO) ....12
                                 2.3. Combinações entre Unidades Evaporadora e Condensadora
  Este cátalogo tem como             (INVERTER) ........................................................................................................... 12
  finalidade familiarizá-lo
                              3. APRESENTAÇÃO DO PRODUTO ...............................................................13
  com o seu condicionador       3.1. RTC + RVT050 (1 Ciclo) ..........................................................................13
  de ar HITACHI, para que       3.2. RTC + RVT075 (1 Ciclo) ..........................................................................14
                                3.3. RTC + RVT100 (1 Ciclo / 2 Ciclos) ...........................................................15
  possa desfrutar do            3.4. RTC + RVT150 (2 Ciclos) ........................................................................16
  conforto que este lhe         3.5. RTC + RVT200 (1 Ciclo / 2 Ciclos) ...........................................................17
                                3.6. RTC + RVT250/300 (2 Ciclos) .................................................................18
  proporciona, por um           3.7. RTC + RVT400 (2 Ciclos) ........................................................................19
  longo período.                3.8. RTC + RVT450 / 500 (3 Ciclos) ................................................................20
                                3.9. RUT + RUV200 (1 Ciclo) .......................................................................................21
                                3.10. RUT + RUV250 / 300 (2 Ciclos) .........................................................................22
                                3.11. RUT + RUV400 (2 Ciclos) ...................................................................................23
                                3.12. Unidade Condensadora RAP050 (EL / ES) ...................................................24
                                3.13. Unidade Condensadora RAP075 (EL / ES) ...................................................24
  Para obtenção de um           3.14. Unid. Cond. RAP075/120 (DIV) e RAP110/120 (DL / DS) (1Ciclo) ..........25
  melhor desempenho do          3.15. Unid. Cond. RAP150/200 (DIV) e RAP200 (DL / DS) (1 Ciclo) ..................25
                                3.16. Unidade Condensadora RCC050 (1 Ciclo)............................................26
  equipamento, leia com         3.17. Unidade Condensadora RCC075 (1 Ciclo)............................................26
  atenção o conteúdo deste      3.18. Unidade Condensadora RCC100 (1 Ciclo)............................................27

  catálogo.                   4. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS...................................................................28
                                4.1. Especificações Técnicas Gerais .............................................................28
                                  4.1.1. Linha Splitão (FIXO e INVERTER) ..............................................................28
                                  4.1.2. Linha Splitop .................................................................................................... 29
                                4.2. Dados Elétricos ...................................................................................................... 29
                                  4.2.1. Linha Splitão / Splitop (FIXO) .......................................................................29
                                  4.2.2. Linha Splitão / Splitop (INVERTER) ............................................................30
                                4.3. Curvas de Capacidade de Resfriamento ..........................................................32
                                4.4. Definições ................................................................................................................ 35
                                4.5. Dispositivos de Proteção.........................................................................35
                                4.6. Novo Campo de Aplicação ......................................................................35
                                4.7. Nível de Pressão Sonora ..................................................................................... 36

                              5. POSIÇÕES DE MONTAGEM .......................................................................37
                                 5.1. Montagem Horizontal (Splitão)...............................................................37
                                 5.2. Montagem Vertical para 5TR até 30TR (Splitão).....................................38
                                   5.2.1. Montagem Vertical para 45 e 50TR (Splitão) ....................................38
                                 5.3. Montagem dos Módulos (Splitop) .....................................................................39
                                   5.3.1. Montagem da Cobertura (Splitop) ..............................................................39
                                   5.3.2. Montagem da Tampa de Ar Externo (Splitop) ..........................................39
                                 5.4. Montagem do RTC150CNP .............................................................................40




                                                   03
6. INSTALAÇÃO FRIGORÍFICA.........................................................................................................................................................40
   6.1. Conexões Frigoríficas...............................................................................................................................................................40
   6.2. Tubulação de Interligação .........................................................................................................................................................41
   6.3. Refrigerante R-22 / R-410A.......................................................................................................................................................41
   6.4. Tabela de Espessura da Tubulação de Cobre............................................................................................................................42

7. CONEXÃO ELÉTRICA DO EQUIPAMENTO ..................................................................................................................................42
   7.1. Observações Gerais .................................................................................................................................................................42
   7.2. Interligação Elétrica da Unidade Condensadora (RIFF) ............................................................................................................43

8. PARTICULARIDADES CONSTRUTIVA DA TUBULAÇÃO DE INTERLIGAÇÃO ..........................................................................43
   8.1. Gráfico para Obtenção do Fator de Correção (F)............................................................................................................................................. 44
        8.1.1. Fator de Correção para Capacidade de Resfriamento em Função do Desnível entre as Unidades e do
        Comprimento da Tubulação......................................................................................................................................................44

9. CONVERSOR DE FREQUÊNCIA ............................................................................................................................................................................ 44
   9.1. Conversor de Frequência do Motor do Ventilador do Condensador ............................................................................................................ 44
   9.2. Conversor de Frequência do Compressor ....................................................................................................................................................... 45

10. OPCIONAIS (SOMENTE SOB CONSULTA).................................................................................................................................46
  10.1. Aquecimento ..........................................................................................................................................................................46
  10.2. Esquema Elétrico - Aquecimento/Umidificação.......................................................................................................................47
  10.3. Montagem dos Módulos de Ventilação e Trocador na Horizontal .............................................................................................47
  10.4. Filtragem ................................................................................................................................................................................47
  10.5. Opções de Filtragem............................................................................................................................................................................................ 48

11. TABELAS .....................................................................................................................................................................................49
  11.1. Tabela de Pressão Manométrica x Temperatura R-410A .........................................................................................................49
  11.2. Tabela de Conversão de Unidades ..........................................................................................................................................50

12. ESQUEMAS ELÉTRICOS ........................................................................................................................................................................................ 51




                                                                                                           04
APRESENTAÇÃO DO PRODUTO
INOVAÇÕES
A Hitachi através dessa nova linha, vem criar diferenças relevantes que caminham de encontro aos novos
valores exigidos pelo mercado. Esta família de equipamentos, é a resultante tecnológica dos componentes
“Ênfase no Meio Ambiente” somado a “Ênfase no Consumo Energético”

Ênfase no Meio Ambiente
Esta família, é projetada para trabalhar com fluído refrigerante R-410A (HFC), que proporciona uma redução
drástica na emissão de CO2 e possui um ODP (Ozone Depletion Potencial) = 0 (zero).


                                                                      R-22           R-407C             R-410A
                   G.W.P. (Global Warming Potential)                  1700             1600               1810
                   O.D.P. (Ozone Depletion Potential)                 0,055              0                  0
                          Carga de Refrigerante                       100%             102%               71%
                       GWP x Carga de Refrigerante                    1700             1632              1285


             O.D.P: Potencial de destruição da Camada de Ozônio.
             G.W.P: Potencial de Aquecimento Global.




                                                                                              Redução de
                                                                                                 24%



Se comparado com R-407C que também é considerado um fluído refrigerante ecológico, o R-410A apresenta
um diferencial muito amplo.
                               R-407C                   R-410A
     Composição              HFC (Blend)          HFC (Azeótropo)                  Ambos são considerados ecológicos.
      Eficiência                92%                      100%                  Capacidade amplamente melhor com R-410A
  Consumo Energia               105%                     100%            Consumo significativamente menor de energia com R-410A
  Carga Refrigerante            102%                     100%                       Menor carga de fluido refrigerante
        C.O.P.                  ~ 2,6                    ~ 3,0                  Diferença na relação Eficiência / Consumo.




                                           Ganho 15%



Ênfase no Consumo de Energia
Em um cenário global onde a demanda de energia elétrica é cada vez maior, equipamentos cada vez mais
caminham na direção de otimizar seus consumos. Esta filosofia ou postura, é muito importante para a utilização
racional das matrizes energéticas do mercado.

Mostrando esta preocupação, a HITACHI Ar Condicionado do Brasil LTDA, através da constante procura por
sistemas tecnologicamente mais eficientes, desenvolveu e disponibiliza até você esta nova linha de
equipamentos.
A utilização do fluído refrigerante R-410A, ecologicamente correto, possibilitou redução na perda de eficiência e
aumento de consumo, que eram apresentados na série anterior, quando utilizado com fluido R-407C.
Com isso, foi possível um aumento muito significativo na relação "Capacidade / Consumo" (COP) conforme
demonstrado na tabela anterior.
Em resumo, após estes estudos podemos facilmente enumerar as principais vantagens do R-410A:
1) Total redução no potencial de destruição da Camada de Ozônio.
2) Redução no potencial de Aquecimento Global.
3) Redução no Consumo de Energia.
4) Aumento na Performance do Sistema.
                                                                 05
LINHA INVERTER
Além destas vantagens, a linha agora está completa com os novos modelos, ou seja além da linha normal com
"COMPRESSOR FIXO", oferecemos a opção de uma linha com "COMPRESSOR INVERTER".

         FIXO                                                                      INVERTER

                     5                                                   50TR                         7,5                    50TR
          Splitão                                                                           Splitão
                                                  20                     50TR                                  20            50TR
                         Splitop                                                                     Splitop


NOTA:
1) [ COMPRESSOR FIXO ]: Em nossa aplicação, denominamos um compressor de “FIXO” para esta linha de
equipamento, quando este irá trabalhar em uma frequência sempre constante.

2) [ COMPRESSOR INVERTER OU VARIÁVEL ]: Em nossa aplicação, denominamos um compressor de “INVERTER
ou VARIÁVEL” para esta linha de equipamento, quando este opera em função da variação de sua frequência de
trabalho.

3) Esta frequência citada nas notas “1)” e “2)”, não é a de alimentação do aparelho em questão, para esta a HITACHI
continuará a disponibilizar as opções em 50 e 60 [Hz]. Esta frequência se refere à alimentação do componente
compressor, isto é um parâmetro interno do aparelho.

Esta linha é formada por um equipamento RAP_IV (INVERTER), que em conjunto com outras condensadoras (FIXO)
completam a linha toda.

O equipamento RAP_IV possui um conversor de frequência do "COMRESSOR,” que controla seu funcionamento, e
também quando operando em conjunto com as outras condensadoras (FIXO), é este que controla suas operações,
possibilitando assim grandes vantagens:

CONCEITO DE OPERAÇÃO (CONTROLE INVERTER)
O conversor controla as velocidades do compressor inverter, em função da variação da frequência de trabalho que
dependendo do modelo do equipamento pode variar de 30 até 90Hz.
                                                 Temperatura de Ajuste
                           Temperatura da Sala




                                                                                                                INVERTER

                                                                                                                Máquina c/
                                                                                                                velocidade
                                                                                                                constante

                                                                                                      Tempo

Equipamento com Velocidade Constante (FIXO)
Alcança mais lentamente a temperatura de ajuste escolhida pelo cliente. Sua lógica consiste em ligar e desligar o
compressor por várias vezes repetidamente para manter a temperatura, este processo é menos eficiente e resulta em
um significativo desperdício de energia.

Equipamento com Velocidade Variável (INVERTER)
Alcança rapidamente a temperatura de ajuste com alta performance, então mantém esta operação. Essa lógica e
tecnologia permite uma economia de energia estável.
Abaixo temos uma representação gráfica do comportamento da curva de eficiência durante um período simulado de
12 horas, em função da carga de demanda acumulativa para os dois sistemas (Fixo x INVERTER).

                     ANÁLISE DE EFICIÊNCIA
% kW




                                                                                                                                    23%


                                                                                 100%
                                                                                 Linha Carga
                                                                                 Térmica Requerida

                                                                                   Equip. Convencional
                                                                                   Equip. Inverter
  10hs          12                        14                 20           22hs
                                                                                  06

Recomendados

PERKINS 2800 SERIES 2806C-E18 TAG2 DIESEL ENGINE Service Repair Manual
PERKINS 2800 SERIES 2806C-E18 TAG2 DIESEL ENGINE Service Repair ManualPERKINS 2800 SERIES 2806C-E18 TAG2 DIESEL ENGINE Service Repair Manual
PERKINS 2800 SERIES 2806C-E18 TAG2 DIESEL ENGINE Service Repair Manualhjskemd seudkjmd
 
ứNg dụng hệ thống thông tin địa lý (gis) vào công tác quản lý, thu gom, vận c...
ứNg dụng hệ thống thông tin địa lý (gis) vào công tác quản lý, thu gom, vận c...ứNg dụng hệ thống thông tin địa lý (gis) vào công tác quản lý, thu gom, vận c...
ứNg dụng hệ thống thông tin địa lý (gis) vào công tác quản lý, thu gom, vận c...TÀI LIỆU NGÀNH MAY
 
Thuyết minh dự án trồng rừng và bảo vệ rừng
Thuyết minh dự án trồng rừng và bảo vệ rừngThuyết minh dự án trồng rừng và bảo vệ rừng
Thuyết minh dự án trồng rừng và bảo vệ rừngLẬP DỰ ÁN VIỆT
 
đáNh giá hiện trạng môi trường nước thải tại mỏ than mạo khê, đông triều, tỉn...
đáNh giá hiện trạng môi trường nước thải tại mỏ than mạo khê, đông triều, tỉn...đáNh giá hiện trạng môi trường nước thải tại mỏ than mạo khê, đông triều, tỉn...
đáNh giá hiện trạng môi trường nước thải tại mỏ than mạo khê, đông triều, tỉn...https://www.facebook.com/garmentspace
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apostila senai materiais e equipamentos de instalações elétricas(1)
Apostila senai   materiais e equipamentos de instalações elétricas(1)Apostila senai   materiais e equipamentos de instalações elétricas(1)
Apostila senai materiais e equipamentos de instalações elétricas(1)silvanojsilva
 
Plan De Desarrollo Concertado De La Provincia De Celendin
Plan De Desarrollo Concertado De La Provincia De CelendinPlan De Desarrollo Concertado De La Provincia De Celendin
Plan De Desarrollo Concertado De La Provincia De Celendinj_aspillaga
 
Thuyết minh dự án trồng tre và chế biến các sản phẩm từ tre
Thuyết minh dự án trồng tre và chế biến các sản phẩm từ treThuyết minh dự án trồng tre và chế biến các sản phẩm từ tre
Thuyết minh dự án trồng tre và chế biến các sản phẩm từ treLẬP DỰ ÁN VIỆT
 
Livro proprietário aspectos antropológicos e sociológicos da educação
Livro proprietário   aspectos antropológicos e sociológicos da educaçãoLivro proprietário   aspectos antropológicos e sociológicos da educação
Livro proprietário aspectos antropológicos e sociológicos da educaçãoTania Lacerda
 
Liaison CM2-6e Découverte du CDI - Parcours 3
Liaison CM2-6e Découverte du CDI - Parcours  3Liaison CM2-6e Découverte du CDI - Parcours  3
Liaison CM2-6e Découverte du CDI - Parcours 3Claire Chignard
 
Protecao-por-sprinklers-em-depositos-de-grande-altura.pdf
Protecao-por-sprinklers-em-depositos-de-grande-altura.pdfProtecao-por-sprinklers-em-depositos-de-grande-altura.pdf
Protecao-por-sprinklers-em-depositos-de-grande-altura.pdfLuizSilva791823
 
Otomotiv motor mekanigi
Otomotiv motor mekanigi Otomotiv motor mekanigi
Otomotiv motor mekanigi B35 Yapı
 
đáNh giá hiện trạng và đề xuất các biện pháp quản lý chất thải rắn sinh hoạt ...
đáNh giá hiện trạng và đề xuất các biện pháp quản lý chất thải rắn sinh hoạt ...đáNh giá hiện trạng và đề xuất các biện pháp quản lý chất thải rắn sinh hoạt ...
đáNh giá hiện trạng và đề xuất các biện pháp quản lý chất thải rắn sinh hoạt ...TÀI LIỆU NGÀNH MAY
 

Mais procurados (20)

Báo cáo ĐTM Dự án "Khu du lịch nghỉ dưỡng Mekong Pearl"
Báo cáo ĐTM Dự án "Khu du lịch nghỉ dưỡng Mekong Pearl"Báo cáo ĐTM Dự án "Khu du lịch nghỉ dưỡng Mekong Pearl"
Báo cáo ĐTM Dự án "Khu du lịch nghỉ dưỡng Mekong Pearl"
 
Mpoda(1)
Mpoda(1)Mpoda(1)
Mpoda(1)
 
Xử lý nước thải bệnh viện bằng bể tự hoại kết hợp bãi lọc ngầm, HOT
 Xử lý nước thải bệnh viện bằng bể tự hoại kết hợp bãi lọc ngầm, HOT Xử lý nước thải bệnh viện bằng bể tự hoại kết hợp bãi lọc ngầm, HOT
Xử lý nước thải bệnh viện bằng bể tự hoại kết hợp bãi lọc ngầm, HOT
 
Apostila senai materiais e equipamentos de instalações elétricas(1)
Apostila senai   materiais e equipamentos de instalações elétricas(1)Apostila senai   materiais e equipamentos de instalações elétricas(1)
Apostila senai materiais e equipamentos de instalações elétricas(1)
 
Luận văn: Nghiên cứu điều chế nano bạc trong chitosan oligosaccharide (COS) ứ...
Luận văn: Nghiên cứu điều chế nano bạc trong chitosan oligosaccharide (COS) ứ...Luận văn: Nghiên cứu điều chế nano bạc trong chitosan oligosaccharide (COS) ứ...
Luận văn: Nghiên cứu điều chế nano bạc trong chitosan oligosaccharide (COS) ứ...
 
Đề tài: Tìm hiểu về nhà máy Nhiệt Điện Vĩnh Tân 4, HAY, 9đ
Đề tài: Tìm hiểu về nhà máy Nhiệt Điện Vĩnh Tân 4, HAY, 9đĐề tài: Tìm hiểu về nhà máy Nhiệt Điện Vĩnh Tân 4, HAY, 9đ
Đề tài: Tìm hiểu về nhà máy Nhiệt Điện Vĩnh Tân 4, HAY, 9đ
 
Plan De Desarrollo Concertado De La Provincia De Celendin
Plan De Desarrollo Concertado De La Provincia De CelendinPlan De Desarrollo Concertado De La Provincia De Celendin
Plan De Desarrollo Concertado De La Provincia De Celendin
 
Thuyết minh dự án trồng tre và chế biến các sản phẩm từ tre
Thuyết minh dự án trồng tre và chế biến các sản phẩm từ treThuyết minh dự án trồng tre và chế biến các sản phẩm từ tre
Thuyết minh dự án trồng tre và chế biến các sản phẩm từ tre
 
Livro proprietário aspectos antropológicos e sociológicos da educação
Livro proprietário   aspectos antropológicos e sociológicos da educaçãoLivro proprietário   aspectos antropológicos e sociológicos da educação
Livro proprietário aspectos antropológicos e sociológicos da educação
 
Liaison CM2-6e Découverte du CDI - Parcours 3
Liaison CM2-6e Découverte du CDI - Parcours  3Liaison CM2-6e Découverte du CDI - Parcours  3
Liaison CM2-6e Découverte du CDI - Parcours 3
 
Nhà máy xử lý chất thải Bá Phát
Nhà máy xử lý chất thải Bá PhátNhà máy xử lý chất thải Bá Phát
Nhà máy xử lý chất thải Bá Phát
 
DTM Cấp sở | Báo cáo DTM Dự án "Khu chung cư cao tầng kết hợp thương mại" Gia...
DTM Cấp sở | Báo cáo DTM Dự án "Khu chung cư cao tầng kết hợp thương mại" Gia...DTM Cấp sở | Báo cáo DTM Dự án "Khu chung cư cao tầng kết hợp thương mại" Gia...
DTM Cấp sở | Báo cáo DTM Dự án "Khu chung cư cao tầng kết hợp thương mại" Gia...
 
Luận văn: Quản lý chất thải rắn sinh hoạt của quận Đồ Sơn, HOT
Luận văn: Quản lý chất thải rắn sinh hoạt của quận Đồ Sơn, HOTLuận văn: Quản lý chất thải rắn sinh hoạt của quận Đồ Sơn, HOT
Luận văn: Quản lý chất thải rắn sinh hoạt của quận Đồ Sơn, HOT
 
Weg guia-de-especificacion-50039910-manual-espanol
Weg guia-de-especificacion-50039910-manual-espanolWeg guia-de-especificacion-50039910-manual-espanol
Weg guia-de-especificacion-50039910-manual-espanol
 
Protecao-por-sprinklers-em-depositos-de-grande-altura.pdf
Protecao-por-sprinklers-em-depositos-de-grande-altura.pdfProtecao-por-sprinklers-em-depositos-de-grande-altura.pdf
Protecao-por-sprinklers-em-depositos-de-grande-altura.pdf
 
Luận văn: Nghiên cứu đặc điểm vận chuyển trầm tích lơ lửng, HOT
Luận văn: Nghiên cứu đặc điểm vận chuyển trầm tích lơ lửng, HOTLuận văn: Nghiên cứu đặc điểm vận chuyển trầm tích lơ lửng, HOT
Luận văn: Nghiên cứu đặc điểm vận chuyển trầm tích lơ lửng, HOT
 
Otomotiv motor mekanigi
Otomotiv motor mekanigi Otomotiv motor mekanigi
Otomotiv motor mekanigi
 
Thuyết minh dự án Phương án sản xuất mô hình chăn nuôi gia cầm ứng dụng Công ...
Thuyết minh dự án Phương án sản xuất mô hình chăn nuôi gia cầm ứng dụng Công ...Thuyết minh dự án Phương án sản xuất mô hình chăn nuôi gia cầm ứng dụng Công ...
Thuyết minh dự án Phương án sản xuất mô hình chăn nuôi gia cầm ứng dụng Công ...
 
PDM Mineros
PDM MinerosPDM Mineros
PDM Mineros
 
đáNh giá hiện trạng và đề xuất các biện pháp quản lý chất thải rắn sinh hoạt ...
đáNh giá hiện trạng và đề xuất các biện pháp quản lý chất thải rắn sinh hoạt ...đáNh giá hiện trạng và đề xuất các biện pháp quản lý chất thải rắn sinh hoạt ...
đáNh giá hiện trạng và đề xuất các biện pháp quản lý chất thải rắn sinh hoạt ...
 

Semelhante a Ihcat rvtar004 rev04-out2010_splitão_splitop_(fixo_inverter)

Manual geral trocadores de calor a placas - bermo (1)
Manual geral   trocadores de calor a placas - bermo (1)Manual geral   trocadores de calor a placas - bermo (1)
Manual geral trocadores de calor a placas - bermo (1)Wartsila Brasil
 
Transformadores Weg
Transformadores WegTransformadores Weg
Transformadores WegPCSLZ2010
 
Manual Intelbras Impacta 1402.pdf
Manual Intelbras Impacta 1402.pdfManual Intelbras Impacta 1402.pdf
Manual Intelbras Impacta 1402.pdfGuilhermeDias277531
 
Apostiladeeletricidadeindustrial
ApostiladeeletricidadeindustrialApostiladeeletricidadeindustrial
ApostiladeeletricidadeindustrialMário Bassoli
 
Manual Crioscópio Eletrônico pzl 7000 rev. 1.0
Manual Crioscópio Eletrônico pzl 7000 rev. 1.0Manual Crioscópio Eletrônico pzl 7000 rev. 1.0
Manual Crioscópio Eletrônico pzl 7000 rev. 1.0PZL Tecnologia
 
Medidor de vazão ultrassônico Mafetech ind MAFET 1012 SERIES
Medidor de vazão ultrassônico Mafetech ind MAFET 1012 SERIESMedidor de vazão ultrassônico Mafetech ind MAFET 1012 SERIES
Medidor de vazão ultrassônico Mafetech ind MAFET 1012 SERIESBraga Cruz
 
Dt 6-especificação de motores de alta tensão
Dt 6-especificação de motores de alta tensãoDt 6-especificação de motores de alta tensão
Dt 6-especificação de motores de alta tensãoCleuber Martins
 
manual-de-implementacao-euro-3-atego-pt.pdf
manual-de-implementacao-euro-3-atego-pt.pdfmanual-de-implementacao-euro-3-atego-pt.pdf
manual-de-implementacao-euro-3-atego-pt.pdfFabianoAlmeida54
 
mecanização agrícola - 1º volume - motores e tractores.pdf
mecanização agrícola - 1º volume - motores e tractores.pdfmecanização agrícola - 1º volume - motores e tractores.pdf
mecanização agrícola - 1º volume - motores e tractores.pdfCELSO PEREIRA DE OLIVEIRA
 
Km 1815 poogr1-basic
Km 1815 poogr1-basicKm 1815 poogr1-basic
Km 1815 poogr1-basicmachadotulio
 
Manual da Interface de Áudio FOCUSRITE Scarlett 18i8
Manual da Interface de Áudio FOCUSRITE Scarlett 18i8Manual da Interface de Áudio FOCUSRITE Scarlett 18i8
Manual da Interface de Áudio FOCUSRITE Scarlett 18i8Habro Group
 
Manual da Interface de Áudio FOCUSRITE Scarlett 6i6
Manual da Interface de Áudio FOCUSRITE Scarlett 6i6Manual da Interface de Áudio FOCUSRITE Scarlett 6i6
Manual da Interface de Áudio FOCUSRITE Scarlett 6i6Habro Group
 

Semelhante a Ihcat rvtar004 rev04-out2010_splitão_splitop_(fixo_inverter) (20)

Livro refri
Livro refriLivro refri
Livro refri
 
Livro refri
Livro refriLivro refri
Livro refri
 
Livro refri
Livro refriLivro refri
Livro refri
 
Manual geral trocadores de calor a placas - bermo (1)
Manual geral   trocadores de calor a placas - bermo (1)Manual geral   trocadores de calor a placas - bermo (1)
Manual geral trocadores de calor a placas - bermo (1)
 
Transformadores Weg
Transformadores WegTransformadores Weg
Transformadores Weg
 
Manual Intelbras Impacta 1402.pdf
Manual Intelbras Impacta 1402.pdfManual Intelbras Impacta 1402.pdf
Manual Intelbras Impacta 1402.pdf
 
Apostiladeeletricidadeindustrial
ApostiladeeletricidadeindustrialApostiladeeletricidadeindustrial
Apostiladeeletricidadeindustrial
 
Manual Crioscópio Eletrônico pzl 7000 rev. 1.0
Manual Crioscópio Eletrônico pzl 7000 rev. 1.0Manual Crioscópio Eletrônico pzl 7000 rev. 1.0
Manual Crioscópio Eletrônico pzl 7000 rev. 1.0
 
Medidor de vazão ultrassônico Mafetech ind MAFET 1012 SERIES
Medidor de vazão ultrassônico Mafetech ind MAFET 1012 SERIESMedidor de vazão ultrassônico Mafetech ind MAFET 1012 SERIES
Medidor de vazão ultrassônico Mafetech ind MAFET 1012 SERIES
 
Trabalho de redes
Trabalho de redesTrabalho de redes
Trabalho de redes
 
Dt 6-especificação de motores de alta tensão
Dt 6-especificação de motores de alta tensãoDt 6-especificação de motores de alta tensão
Dt 6-especificação de motores de alta tensão
 
manual-de-implementacao-euro-3-atego-pt.pdf
manual-de-implementacao-euro-3-atego-pt.pdfmanual-de-implementacao-euro-3-atego-pt.pdf
manual-de-implementacao-euro-3-atego-pt.pdf
 
BMD-BR000002CE1.pdf
BMD-BR000002CE1.pdfBMD-BR000002CE1.pdf
BMD-BR000002CE1.pdf
 
MIDI E MICROMASTER.en.pt.pdf
MIDI E MICROMASTER.en.pt.pdfMIDI E MICROMASTER.en.pt.pdf
MIDI E MICROMASTER.en.pt.pdf
 
mecanização agrícola - 1º volume - motores e tractores.pdf
mecanização agrícola - 1º volume - motores e tractores.pdfmecanização agrícola - 1º volume - motores e tractores.pdf
mecanização agrícola - 1º volume - motores e tractores.pdf
 
Fiat doblo
Fiat dobloFiat doblo
Fiat doblo
 
Km 1815 poogr1-basic
Km 1815 poogr1-basicKm 1815 poogr1-basic
Km 1815 poogr1-basic
 
Manual da Interface de Áudio FOCUSRITE Scarlett 18i8
Manual da Interface de Áudio FOCUSRITE Scarlett 18i8Manual da Interface de Áudio FOCUSRITE Scarlett 18i8
Manual da Interface de Áudio FOCUSRITE Scarlett 18i8
 
Manual da Interface de Áudio FOCUSRITE Scarlett 6i6
Manual da Interface de Áudio FOCUSRITE Scarlett 6i6Manual da Interface de Áudio FOCUSRITE Scarlett 6i6
Manual da Interface de Áudio FOCUSRITE Scarlett 6i6
 
Mnl gp015
Mnl gp015Mnl gp015
Mnl gp015
 

Mais de Agassis Rodrigues

O que significa ter um direito
O que significa ter um direitoO que significa ter um direito
O que significa ter um direitoAgassis Rodrigues
 
Estatuto criança adolescente_comentado
Estatuto criança adolescente_comentadoEstatuto criança adolescente_comentado
Estatuto criança adolescente_comentadoAgassis Rodrigues
 
Defesa da defensoria do para
Defesa da defensoria do paraDefesa da defensoria do para
Defesa da defensoria do paraAgassis Rodrigues
 
Constituição federal anotada - stf
Constituição federal   anotada - stfConstituição federal   anotada - stf
Constituição federal anotada - stfAgassis Rodrigues
 
Como fazer uma redação dissertativa argumentativa
Como fazer uma redação dissertativa argumentativaComo fazer uma redação dissertativa argumentativa
Como fazer uma redação dissertativa argumentativaAgassis Rodrigues
 
44361736 lei-11-340-lei-maria-da-penha-comentada
44361736 lei-11-340-lei-maria-da-penha-comentada44361736 lei-11-340-lei-maria-da-penha-comentada
44361736 lei-11-340-lei-maria-da-penha-comentadaAgassis Rodrigues
 
Vale transporte como funciona
Vale transporte como funcionaVale transporte como funciona
Vale transporte como funcionaAgassis Rodrigues
 
Ada pelegrini-grinover-antonio-carlos-de-araujo-cintra-candido-rangel-dinamar...
Ada pelegrini-grinover-antonio-carlos-de-araujo-cintra-candido-rangel-dinamar...Ada pelegrini-grinover-antonio-carlos-de-araujo-cintra-candido-rangel-dinamar...
Ada pelegrini-grinover-antonio-carlos-de-araujo-cintra-candido-rangel-dinamar...Agassis Rodrigues
 
Aula iv fluxos reais e monetários
Aula iv fluxos reais e monetáriosAula iv fluxos reais e monetários
Aula iv fluxos reais e monetáriosAgassis Rodrigues
 
Aula iii estrutura de mercado
Aula iii estrutura de mercadoAula iii estrutura de mercado
Aula iii estrutura de mercadoAgassis Rodrigues
 

Mais de Agassis Rodrigues (20)

Termo ciência fabiola
Termo ciência fabiolaTermo ciência fabiola
Termo ciência fabiola
 
Reunião 13 08
Reunião 13 08Reunião 13 08
Reunião 13 08
 
Resumo acesso a justiça
Resumo acesso a justiçaResumo acesso a justiça
Resumo acesso a justiça
 
O que significa ter um direito
O que significa ter um direitoO que significa ter um direito
O que significa ter um direito
 
Manual tecnicas redacao
Manual tecnicas redacaoManual tecnicas redacao
Manual tecnicas redacao
 
Guia trabalho acadêmico
Guia trabalho acadêmicoGuia trabalho acadêmico
Guia trabalho acadêmico
 
Estatuto criança adolescente_comentado
Estatuto criança adolescente_comentadoEstatuto criança adolescente_comentado
Estatuto criança adolescente_comentado
 
Defesa da defensoria do para
Defesa da defensoria do paraDefesa da defensoria do para
Defesa da defensoria do para
 
Constituição federal anotada - stf
Constituição federal   anotada - stfConstituição federal   anotada - stf
Constituição federal anotada - stf
 
Como fazer uma redação dissertativa argumentativa
Como fazer uma redação dissertativa argumentativaComo fazer uma redação dissertativa argumentativa
Como fazer uma redação dissertativa argumentativa
 
C digo penal comentado
C digo penal comentadoC digo penal comentado
C digo penal comentado
 
44361736 lei-11-340-lei-maria-da-penha-comentada
44361736 lei-11-340-lei-maria-da-penha-comentada44361736 lei-11-340-lei-maria-da-penha-comentada
44361736 lei-11-340-lei-maria-da-penha-comentada
 
0027 primeiro aditamento
0027 primeiro aditamento0027 primeiro aditamento
0027 primeiro aditamento
 
Vale transporte como funciona
Vale transporte como funcionaVale transporte como funciona
Vale transporte como funciona
 
Ada pelegrini-grinover-antonio-carlos-de-araujo-cintra-candido-rangel-dinamar...
Ada pelegrini-grinover-antonio-carlos-de-araujo-cintra-candido-rangel-dinamar...Ada pelegrini-grinover-antonio-carlos-de-araujo-cintra-candido-rangel-dinamar...
Ada pelegrini-grinover-antonio-carlos-de-araujo-cintra-candido-rangel-dinamar...
 
Trabalho tgp
Trabalho tgpTrabalho tgp
Trabalho tgp
 
Mercado e concorrência
Mercado e concorrênciaMercado e concorrência
Mercado e concorrência
 
Aula iv fluxos reais e monetários
Aula iv fluxos reais e monetáriosAula iv fluxos reais e monetários
Aula iv fluxos reais e monetários
 
Aula iii estrutura de mercado
Aula iii estrutura de mercadoAula iii estrutura de mercado
Aula iii estrutura de mercado
 
Aula ii economia tópicos
Aula ii economia tópicosAula ii economia tópicos
Aula ii economia tópicos
 

Ihcat rvtar004 rev04-out2010_splitão_splitop_(fixo_inverter)

  • 1. UNIDADES MODULARES LINHA RVT/RTC E RUV/RUT RAP (FIXO) RAP...IV (INVERTER) Catálogo Técnico Splitão Splitop Splitão + Splitop (Inverter)
  • 3. ÍNDICE APRESENTAÇÃO DO PRODUTO ...............................................................................05 1. CARACTERÍSTICAS GERAIS.....................................................................09 1.1. Gabinete................................................................................................09 1.1.1. Módulo Ventilador/Trocador (Splitão)...............................................09 1.1.2. Módulo Ventilador/Trocador (Splitop) .......................................................09 A 1.1.3. Painéis.............................................................................................09 1.2. Ventilador ..............................................................................................09 gradecemos a 1.2.1. Módulo Ventilador/Trocador.............................................................09 1.2.2. Ventilador Condensador ..................................................................09 preferência por 1.3. Trocadores ............................................................................................09 nosso produto 1.3.1. Trocador do Evaporador (Splitão) ....................................................09 1.3.2. Trocador do Evaporador (Splitop) ..............................................................09 e cumprimentamos pela 1.3.3. Trocador do Condensador ...............................................................09 1.4. Compressor...........................................................................................09 aquisição de um 1.5. Filtro de Ar..............................................................................................09 equipamento 1.6. Quadro Elétrico......................................................................................09 1.7. Motor .....................................................................................................09 HITACHI 1.7.1. Motor do Evaporador .......................................................................09 1.7.2. Motor do Condensador ....................................................................09 1.8. Fluído Refrigerante ................................................................................09 1.9. Controles ...............................................................................................09 1.10. Ciclo de Refrigeração e Acessórios .....................................................09 2. CODIFICAÇÃO DO EQUIPAMENTO ...........................................................10 2.1. Modelos.................................................................................................12 2.2. Combinações entre Unidades Evaporadora e Condensadora (FIXO) ....12 2.3. Combinações entre Unidades Evaporadora e Condensadora Este cátalogo tem como (INVERTER) ........................................................................................................... 12 finalidade familiarizá-lo 3. APRESENTAÇÃO DO PRODUTO ...............................................................13 com o seu condicionador 3.1. RTC + RVT050 (1 Ciclo) ..........................................................................13 de ar HITACHI, para que 3.2. RTC + RVT075 (1 Ciclo) ..........................................................................14 3.3. RTC + RVT100 (1 Ciclo / 2 Ciclos) ...........................................................15 possa desfrutar do 3.4. RTC + RVT150 (2 Ciclos) ........................................................................16 conforto que este lhe 3.5. RTC + RVT200 (1 Ciclo / 2 Ciclos) ...........................................................17 3.6. RTC + RVT250/300 (2 Ciclos) .................................................................18 proporciona, por um 3.7. RTC + RVT400 (2 Ciclos) ........................................................................19 longo período. 3.8. RTC + RVT450 / 500 (3 Ciclos) ................................................................20 3.9. RUT + RUV200 (1 Ciclo) .......................................................................................21 3.10. RUT + RUV250 / 300 (2 Ciclos) .........................................................................22 3.11. RUT + RUV400 (2 Ciclos) ...................................................................................23 3.12. Unidade Condensadora RAP050 (EL / ES) ...................................................24 3.13. Unidade Condensadora RAP075 (EL / ES) ...................................................24 Para obtenção de um 3.14. Unid. Cond. RAP075/120 (DIV) e RAP110/120 (DL / DS) (1Ciclo) ..........25 melhor desempenho do 3.15. Unid. Cond. RAP150/200 (DIV) e RAP200 (DL / DS) (1 Ciclo) ..................25 3.16. Unidade Condensadora RCC050 (1 Ciclo)............................................26 equipamento, leia com 3.17. Unidade Condensadora RCC075 (1 Ciclo)............................................26 atenção o conteúdo deste 3.18. Unidade Condensadora RCC100 (1 Ciclo)............................................27 catálogo. 4. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS...................................................................28 4.1. Especificações Técnicas Gerais .............................................................28 4.1.1. Linha Splitão (FIXO e INVERTER) ..............................................................28 4.1.2. Linha Splitop .................................................................................................... 29 4.2. Dados Elétricos ...................................................................................................... 29 4.2.1. Linha Splitão / Splitop (FIXO) .......................................................................29 4.2.2. Linha Splitão / Splitop (INVERTER) ............................................................30 4.3. Curvas de Capacidade de Resfriamento ..........................................................32 4.4. Definições ................................................................................................................ 35 4.5. Dispositivos de Proteção.........................................................................35 4.6. Novo Campo de Aplicação ......................................................................35 4.7. Nível de Pressão Sonora ..................................................................................... 36 5. POSIÇÕES DE MONTAGEM .......................................................................37 5.1. Montagem Horizontal (Splitão)...............................................................37 5.2. Montagem Vertical para 5TR até 30TR (Splitão).....................................38 5.2.1. Montagem Vertical para 45 e 50TR (Splitão) ....................................38 5.3. Montagem dos Módulos (Splitop) .....................................................................39 5.3.1. Montagem da Cobertura (Splitop) ..............................................................39 5.3.2. Montagem da Tampa de Ar Externo (Splitop) ..........................................39 5.4. Montagem do RTC150CNP .............................................................................40 03
  • 4. 6. INSTALAÇÃO FRIGORÍFICA.........................................................................................................................................................40 6.1. Conexões Frigoríficas...............................................................................................................................................................40 6.2. Tubulação de Interligação .........................................................................................................................................................41 6.3. Refrigerante R-22 / R-410A.......................................................................................................................................................41 6.4. Tabela de Espessura da Tubulação de Cobre............................................................................................................................42 7. CONEXÃO ELÉTRICA DO EQUIPAMENTO ..................................................................................................................................42 7.1. Observações Gerais .................................................................................................................................................................42 7.2. Interligação Elétrica da Unidade Condensadora (RIFF) ............................................................................................................43 8. PARTICULARIDADES CONSTRUTIVA DA TUBULAÇÃO DE INTERLIGAÇÃO ..........................................................................43 8.1. Gráfico para Obtenção do Fator de Correção (F)............................................................................................................................................. 44 8.1.1. Fator de Correção para Capacidade de Resfriamento em Função do Desnível entre as Unidades e do Comprimento da Tubulação......................................................................................................................................................44 9. CONVERSOR DE FREQUÊNCIA ............................................................................................................................................................................ 44 9.1. Conversor de Frequência do Motor do Ventilador do Condensador ............................................................................................................ 44 9.2. Conversor de Frequência do Compressor ....................................................................................................................................................... 45 10. OPCIONAIS (SOMENTE SOB CONSULTA).................................................................................................................................46 10.1. Aquecimento ..........................................................................................................................................................................46 10.2. Esquema Elétrico - Aquecimento/Umidificação.......................................................................................................................47 10.3. Montagem dos Módulos de Ventilação e Trocador na Horizontal .............................................................................................47 10.4. Filtragem ................................................................................................................................................................................47 10.5. Opções de Filtragem............................................................................................................................................................................................ 48 11. TABELAS .....................................................................................................................................................................................49 11.1. Tabela de Pressão Manométrica x Temperatura R-410A .........................................................................................................49 11.2. Tabela de Conversão de Unidades ..........................................................................................................................................50 12. ESQUEMAS ELÉTRICOS ........................................................................................................................................................................................ 51 04
  • 5. APRESENTAÇÃO DO PRODUTO INOVAÇÕES A Hitachi através dessa nova linha, vem criar diferenças relevantes que caminham de encontro aos novos valores exigidos pelo mercado. Esta família de equipamentos, é a resultante tecnológica dos componentes “Ênfase no Meio Ambiente” somado a “Ênfase no Consumo Energético” Ênfase no Meio Ambiente Esta família, é projetada para trabalhar com fluído refrigerante R-410A (HFC), que proporciona uma redução drástica na emissão de CO2 e possui um ODP (Ozone Depletion Potencial) = 0 (zero). R-22 R-407C R-410A G.W.P. (Global Warming Potential) 1700 1600 1810 O.D.P. (Ozone Depletion Potential) 0,055 0 0 Carga de Refrigerante 100% 102% 71% GWP x Carga de Refrigerante 1700 1632 1285 O.D.P: Potencial de destruição da Camada de Ozônio. G.W.P: Potencial de Aquecimento Global. Redução de 24% Se comparado com R-407C que também é considerado um fluído refrigerante ecológico, o R-410A apresenta um diferencial muito amplo. R-407C R-410A Composição HFC (Blend) HFC (Azeótropo) Ambos são considerados ecológicos. Eficiência 92% 100% Capacidade amplamente melhor com R-410A Consumo Energia 105% 100% Consumo significativamente menor de energia com R-410A Carga Refrigerante 102% 100% Menor carga de fluido refrigerante C.O.P. ~ 2,6 ~ 3,0 Diferença na relação Eficiência / Consumo. Ganho 15% Ênfase no Consumo de Energia Em um cenário global onde a demanda de energia elétrica é cada vez maior, equipamentos cada vez mais caminham na direção de otimizar seus consumos. Esta filosofia ou postura, é muito importante para a utilização racional das matrizes energéticas do mercado. Mostrando esta preocupação, a HITACHI Ar Condicionado do Brasil LTDA, através da constante procura por sistemas tecnologicamente mais eficientes, desenvolveu e disponibiliza até você esta nova linha de equipamentos. A utilização do fluído refrigerante R-410A, ecologicamente correto, possibilitou redução na perda de eficiência e aumento de consumo, que eram apresentados na série anterior, quando utilizado com fluido R-407C. Com isso, foi possível um aumento muito significativo na relação "Capacidade / Consumo" (COP) conforme demonstrado na tabela anterior. Em resumo, após estes estudos podemos facilmente enumerar as principais vantagens do R-410A: 1) Total redução no potencial de destruição da Camada de Ozônio. 2) Redução no potencial de Aquecimento Global. 3) Redução no Consumo de Energia. 4) Aumento na Performance do Sistema. 05
  • 6. LINHA INVERTER Além destas vantagens, a linha agora está completa com os novos modelos, ou seja além da linha normal com "COMPRESSOR FIXO", oferecemos a opção de uma linha com "COMPRESSOR INVERTER". FIXO INVERTER 5 50TR 7,5 50TR Splitão Splitão 20 50TR 20 50TR Splitop Splitop NOTA: 1) [ COMPRESSOR FIXO ]: Em nossa aplicação, denominamos um compressor de “FIXO” para esta linha de equipamento, quando este irá trabalhar em uma frequência sempre constante. 2) [ COMPRESSOR INVERTER OU VARIÁVEL ]: Em nossa aplicação, denominamos um compressor de “INVERTER ou VARIÁVEL” para esta linha de equipamento, quando este opera em função da variação de sua frequência de trabalho. 3) Esta frequência citada nas notas “1)” e “2)”, não é a de alimentação do aparelho em questão, para esta a HITACHI continuará a disponibilizar as opções em 50 e 60 [Hz]. Esta frequência se refere à alimentação do componente compressor, isto é um parâmetro interno do aparelho. Esta linha é formada por um equipamento RAP_IV (INVERTER), que em conjunto com outras condensadoras (FIXO) completam a linha toda. O equipamento RAP_IV possui um conversor de frequência do "COMRESSOR,” que controla seu funcionamento, e também quando operando em conjunto com as outras condensadoras (FIXO), é este que controla suas operações, possibilitando assim grandes vantagens: CONCEITO DE OPERAÇÃO (CONTROLE INVERTER) O conversor controla as velocidades do compressor inverter, em função da variação da frequência de trabalho que dependendo do modelo do equipamento pode variar de 30 até 90Hz. Temperatura de Ajuste Temperatura da Sala INVERTER Máquina c/ velocidade constante Tempo Equipamento com Velocidade Constante (FIXO) Alcança mais lentamente a temperatura de ajuste escolhida pelo cliente. Sua lógica consiste em ligar e desligar o compressor por várias vezes repetidamente para manter a temperatura, este processo é menos eficiente e resulta em um significativo desperdício de energia. Equipamento com Velocidade Variável (INVERTER) Alcança rapidamente a temperatura de ajuste com alta performance, então mantém esta operação. Essa lógica e tecnologia permite uma economia de energia estável. Abaixo temos uma representação gráfica do comportamento da curva de eficiência durante um período simulado de 12 horas, em função da carga de demanda acumulativa para os dois sistemas (Fixo x INVERTER). ANÁLISE DE EFICIÊNCIA % kW 23% 100% Linha Carga Térmica Requerida Equip. Convencional Equip. Inverter 10hs 12 14 20 22hs 06
  • 7. Ainda nesta direção, podemos analisar a eficiência no comportamento da corrente na hora da partida de um equipamento com sistema inverter, em relação aos outros sistemas convencionais. Análise de um sistema operando em dois ciclos de condicionamento simultaneamente (como referência) : (1) Evaporador (2) Partida (2) Partida (3) Partida CPR 2 Corrente CPR 1 CPR Fixo (2) Equip. Convencional . (3) Equip. Inverter Inverter reduz carga para partir fixo. (1) Partida Corrente a (3) Partida Mot. Evap. 100% carga Inverter Inverter eleva carga após partida do fixo. Tempo Portanto, fica claro a grande preocupação do grupo HITACHI em oferecer para o mercado o que há de mais moderno em solução de tecnologia, não somente para o conforto, mas também com o valor agregado na redução no consumo de energia, está é sem dúvida, a grande vantagem desta linha de equipamentos. Esta redução no consumo irá conforme a região e localização do empreendimento o qual irá utilizar este tipo de equipamento. Abaixo temos um estudo para uma região como a grande São Paulo. 07
  • 8. Baseado nestes dados temos as seguintes reduções por capacidade. FIXO (R-410A) x INVERTER (R-410A) FIXO (R-407C) x INVERTER (R-410A) 100% Redução 100% Redução 7,5 de 7,5 de 80,0% 20,0% 25,0% 75,0% [ TR ] [ TR ] Standard Standard Standard Standard FIXO (R-410A) INVERTER (R-410A) FIXO (R-407C) INVERTER (R-410A) 100% Redução 100% Redução 10,0 de 10,0 de 77,0% 23,0% 28,0% [ TR ] [ TR ] 72,0% Standard Standard Standard Standard FIXO (R-410A) INVERTER (R-410A) FIXO (R-407C) INVERTER (R-410A) 100% Redução 100% Redução 15,0 de 15,0 de 81,0% 19,0% 76,0% 24,0% [ TR ] [ TR ] Standard Standard Standard Standard FIXO (R-410A) INVERTER (R-410A) FIXO (R-407C) INVERTER (R-410A) 100% Redução 100% Redução 20,0 de 20,0 de 76,6% 23,4% 28,4% [ TR ] [ TR ] 71,6% Standard Standard Standard Standard FIXO (R-410A) INVERTER (R-410A) FIXO (R-407C) INVERTER (R-410A) 100% Redução 100% Redução 25,0 de 25,0 de 86,7% 13,3% 18,3% 81,7% [ TR ] [ TR ] Standard Standard Standard Standard FIXO (R-410A) INVERTER (R-410A) FIXO (R-407C) INVERTER (R-410A) 100% Redução 100% Redução 30,0 de 30,0 de 86,3% 13,7% 18,7% 81,3% [ TR ] [ TR ] Standard Standard Standard Standard FIXO (R-410A) INVERTER (R-410A) FIXO (R-407C) INVERTER (R-410A) 100% Redução 100% Redução 40,0 de 40,0 de 86,6% 13,4% 18,4% 81,6% [ TR ] [ TR ] Standard Standard Standard Standard FIXO (R-410A) INVERTER (R-410A) FIXO (R-407C) INVERTER (R-410A) 100% Redução 100% Redução 45,0 de 45,0 de 90,0% 10,0% 15,0% 85,0% [ TR ] [ TR ] Standard Standard Standard Standard FIXO (R-410A) INVERTER (R-410A) FIXO (R-407C) INVERTER (R-410A) 100% Redução 100% Redução 50,0 de 50,0 de 90,0% 10,0% 15,0% 85,0% [ TR ] [ TR ] Standard Standard Standard Standard FIXO (R-410A) INVERTER (R-410A) FIXO (R-407C) INVERTER (R-410A) 08
  • 9. 1 CARACTERÍSTICAS GERAIS 1.1. Gabinete 1.7. Motor 1.1.1. Módulo Ventilador/Trocador (SPLITÃO) 1.7.1. Motor do Evaporador Em perfis de alumínio extrudado fixados com cantos de Motor elétrico de indução trifásica 4 pólos de Alto material termoplástico, formando um conjunto rígido, Rendimento, IPW55, classe "B" e preparado para as 3 porém mais leve. tensões 220/ 380 / 440V - 60Hz. 1.1.2. Módulo Ventilador/Trocador (SPLITOP) 1.7.2. Motor do Condensador Em chapa de aço galvanizado com pintura a pó RAA / RAP 050 / 075 / 100 eletrostática isolada termicamente e acusticamente. Motor elétrico de indução monofásica 6 e 8 pólos IP54, classe "B". 1.1.3. Painéis RAP 110 /120 / 150 / 200 Os painéis são de fácil remoção e concebidos em Motor elétrico de indução trifásico 4 pólos IPW55, classe chapa de aço galvanizada com pintura a pó "B" eletrostática, isolado internamente com polietileno expandido, revestido com um filme de alumínio, 1.8. Fluído Refrigerante permitindo uma fácil limpeza. Quanto ao refrigerante a HITACHI está à frente e disponibiliza como item padrão de linha o fluído R-410A. 1.2. Ventilador 1.2.1. Módulo Ventilador/Trocador 1.9. Controles Tipo centrífugo de dupla aspiração com rotores de pás A Hitachi disponibiliza através de kit o controle de curvadas para a frente, balanceados estática e operação dos equipamentos, de forma a oferecer dinamicamente. Acionados através de polias e algumas opções ao usuário que pode optar pelo melhor correias. que atenda às suas necessidades. CONTROLE REMOTO 1.2.2. Ventilador Condensador Controle Remoto com Fio Controle Remoto Digital (Somente para Linha Fixo) (Somente para Linha Inverter) Tipo axial de alta potência e menor ruído, em material termoplástico, resistente a intempéries, e fabricados Modelo do Controle pela própria Hitachi. Remoto 1.3. Trocadores 1.3.1. Trocador do Evaporador (SPLITÃO) Serpentinas formadas por tubos de cobre com Número do Kit KCOØØ46 KCOØØ49 ranhuras internas de diâmetro 7mm, expandidos Características - Controle Remoto com Fio - Controle Remoto com Fio contra aletas do tipo slit-fin de alta eficiência, do Controle - Resfria - Ventila / Resfria Remoto - Display Digital - Display Digital proporcionando uma melhor troca de calor com menor - Temperatura Real do Ambien- - Temperatura Real do Ambiente perda de carga do ar que passa entre as aletas. te + Set Point + Set Point - Modo Especial Economia de - Sensor Incorporado + Opção de Energia Sensor Remoto 1.3.2. Trocador do Evaporador (SPLITOP) - Controle Proporcional + - Controle preciso Temperatura Integral (P + I) - Visualização dos Status dos Serpentinas formadas por tubos de cobre liso com - Memória EEPROM Compressores diâmetro 3/8", expandidos contra aletas do tipo slit-fin - Modelo com Sensor Remoto - Instalação através de apenas de alta eficiência. Disponível (Sob Consulta) um par de Cabo Trançado Blin- dado (Não Polarizado) 1.3.3. Trocador do Condensador CONTROLE REMOTO Controle Microprocessado (Somente para Linha Fixo) Serpentinas formadas por tubos de cobre com ranhuras internas de diâmetro 7mm, expandidos contra aletas Modelo do MOM 04:54PM 11-19-01 72F Controle corrugadas do tipo Gold Coated, permitindo melhor Remoto eficiência e maior durabilidade. 1.4. Compressor Número do Kit Sob Consulta Do tipo Scroll, devidamente dimensionado de forma a Características - Operação em Rede ou Stand-alone (isolada); obter o melhor em eficiência e consumo. do Controle - Seis LEDS para Monitoração; Remoto - Dois Estágios para Aquecimento e dois paraRefrigeração; Agora também disponível uma linha com Compressor - Entrada de Gerenciamento de Energia para mudança de Scroll Inverter, a mais alta tecnologia em controle de set point. energia e eficiência. 1.10. Ciclo de Refrigeração e Acessórios 1.5. Filtro de Ar Nesta linha de equipamentos, a Hitachi, procurando Este tipo de equipamento está sendo fabricado utilizando- atender às solicitações dos clientes, disponibiliza se filtros classe G4 ( Conforme ABNT NBR alguns opcionais como item de série e também dois 16401(Qualidade do Ar Interior)) , tendo ainda como tipos de Unidades Externas: opcionais outros tipos de filtragem. 1 - Básica (chamada de Linha Leve) 1.6. Quadro Elétrico O equipamento padrão é produzido com o quadro elétrico 2 - Completa (chamada de Linha Super) montado nas unidades condensadoras com tensão de comando em 220V/60Hz, devidamente dimensionado e Na tabela na próxima página é possível melhor projetado. vizualização: 09
  • 10. SPLITÃO Leve Super Capacidade (TR) 5 ~ 50TR Valvula Sucção / Líquido (*) D UNIDADE EXTERNA Motor de Alto Rendimento D Valvula Descarga D UNIDADE INTERNA Valvula de Expansão Termostatica D Pressostato Rearme Manual Alta N D Visor de Liquido D Controle de Condensação D Filtro Secador D Capacitor p/ Correção Fator de Potência D Isolação Aluminizada D Gás Ecologico R-410A PEE Maior (RVT) ESPECIAL Gold Coated D Rele de Inversão Fase D N - Não Possui Linha Leve RAP.....L Microprocessado KIT D - Disponível Linha Super RAP.....S (*) Disponível na Linha Leve para RAP050 / 075EL os outros somente na Linha Super. 2 CODIFICAÇÃO DO EQUIPAMENTO SPLITÃO RV T 0 5 0 C X P Modelo Opcionais RVT Módulo Ventilação P - Padrão de Fábrica RTC Módulo Trocador de Calor D - 2 Ciclos para RTC100 Capacidade Nominal K - 1 Ciclo para RTC200 050 5,0TR Z - Especial (Somente Sob Consulta) 075 7,5TR 100 10,0TR Tensão 150 15,0TR X - 3 (Trifásico) - 220V/380V/440V - 60Hz 200 20,0TR N - Não precisa de Definição (Trocador) 250 25,0TR 300 30,0TR Série 400 40,0TR ( Série C ) 450 45,0TR 500 50,0TR SPLITOP RUV 2 0 0 A 8 P Modelo Opcionais RUV Módulo Ventilação P - Padrão de Fábrica RUT Módulo Trocador de Calor Z - Especial (Somente Sob Consulta) Capacidade Nominal 200 20,0TR 250 25,0TR 300 30,0TR Tensão 400 40,0TR 8 - Trifásico - 220V/380V - 60Hz N - Não precisa de Definição (Trocador) Série ( Série A ) INVERTER RA P 0 7 5 D 5 IV Modelo Compressor Inverter RAP Unid Cond Axial Vertical Tensão Capacidade Nominal 5 - 3 (Trifásico) - 220V - 50/60Hz 075 7,5TR 7 - 3 (Trifásico) - 380V - 50/60Hz 120 12,0TR 9 - 3 (Trifásico) - 440V - 50/60Hz 150 15,0TR (Somente Sob Consulta) 200 20,0TR Série ( Série D ) 10
  • 11. RA P 0 5 0 E 5 S Modelo Opcionais RAP Unid. Cond. Axial Vertical L - Leve S - Super Capacidade Nominal Z - Especial (Somente Sob Consulta) 050 5,0TR Tensão 075 7,5TR 4 - 3 (Trifásico) - 220V - 50Hz 5 - 3 (Trifásico) - 220V - 60Hz 6 - 3 (Trifásico) - 380V - 50Hz 7 - 3 (Trifásico) - 380V - 60Hz 9 - 3 (Trifásico) - 440V - 60Hz Série (Somente Sob Consulta) ( Série E ) RA P 1 1 0 D 5 S Modelo Opcionais RAP Unid. Cond. Axial Vertical L - Leve S - Super Capacidade Nominal Z - Especial (Somente Sob Consulta) 110 10,0TR Tensão 120 12,0TR 4 - 3 (Trifásico) - 220V - 50Hz 200 20,0TR 5 - 3 (Trifásico) - 220V - 60Hz 6 - 3 (Trifásico) - 380V - 50Hz 7 - 3 (Trifásico) - 380V - 60Hz 9 - 3 (Trifásico) - 440V - 60Hz Série (Somente Sob Consulta) ( Série D) RC C 0 5 0 C 5 S Modelo Opcionais RCC Unid. Cond. Cent. Frontal S - Compressor tipo Scroll Z - Especial (Somente Sob Consulta) Capacidade Nominal Tensão 050 5,0TR 4 - 3 (Trifásico) - 220V - 50Hz 075 7,5TR 5 - 3 (Trifásico) - 220V - 60Hz 100 10,0TR 6 - 3 (Trifásico) - 380V - 50Hz 7 - 3 (Trifásico) - 380V - 60Hz 9 - 3 (Trifásico) - 440V - 60Hz Série (Somente Sob Consulta) ( Série C) * Para as unidades RVT o motor possui as 3 tensões Segue abaixo um exemplo de quais itens devem ser (220/380/440V - 60Hz), então não existe o código adquiridos para atender a necessidade de um "C9P" para RVT. equipamento com 20TR e duas unidades condensadoras do tipo RAP (220/60Hz) com controle OBSERVAÇÃO: através de termostato: Faz-se necessário, para toda unidade RVT, adquirir em conjunto um kit de acionamento que deverá ser • 1 peça do Módulo Ventilador RVT200; instalado em uma das unidades condensadoras. • 1 peça do Módulo Trocador RTC200; O kit para cada uma das unidades condensadoras • 2 peças da Unidade Condensadora RAP110; padrões é: • 1 peça do kit KCO0041; RELAÇÃO DOS KITS DE ACIONAMENTO • 1 peça do kit Controle (KCO0046). RVT050 KCO0032 RVT075 KCO0033 IMPORTANTE: RVT100 KCO0040 É necessário a aquisição de dois kits KCO0046 para os RVT150 equipamentos RVT450/500, pois os mesmos possuem KCO0041 RVT/RUV200 3 ciclos e deverão operar com dois termostatos de RVT/RUV250 controle. KCO0036 RVT/RUV300 RVT/RUV400 KCO0037 Para a Linha Inverter é necessário a aquisição de RVT450 KCO0039 apenas um (1) kit KCO0049 para os equipamentos RVT500 RVT450/500. 11
  • 12. 2.1. Modelos UNIDADE EVAPORADORA UNIDADE CONDENSADORA RTC050CP RAP110DL/DS RVT050CP RVT250CP RTC075CP RTC250CP RUV200AP RUT200AP RAP050EL/ES RAP120DL/DS RCC050CS RVT075CP RVT300CP RTC100CK (1C) RTC300CP RUV250AP RUT250AP RAP075EL/ES RAP200DL/DS RCC075CS RVT100CP RVT400CP RTC100CP (2C) RTC400CP RUV300AP RUT300AP RAP075DIV RCC110CS RVT150CP RVT450CP RTC150CP RTC450CP RUV400AP RUT400AP RAP120DIV RVT200CP RVT500CP RTC200CK(1C) RTC500CP RPD150DIV RTC200CP (2C) RAP200DIV 2.2. Combinações entre Unidades Evaporadora e Condensadora da LINHA FIXO RAP050EL/ES RCC050CS RAP075EL/ES RCC075CS RCC110CS RAP110DL/DS RAP120DL/DS RAP200DL/DS Unidade Condensadora Unidade Evaporadora MÓDULO MÓDULO [ TR ] VENTILADOR TROCADOR 5 RVT050CP RTC050CP x 01 x 01 7,5 RVT075CP RTC075CP x 01 x 01 RTC100CP x 02 x 02 10 RVT100CP RTC100CK x 01 x 01 15 RVT150CP RTC150CP x 02 x 02 RVT200CP RTC200CP x 02 x 02 20 RUV200AP RTC200CK RUT200AP x 01 25 RVT250CP RUV250AP RTC250CP RUT250AP x 02 30 RVT300CP RUV300AP RTC300CP RUT300AP x 01 x 01 40 RVT400CP RUV400AP RTC400CP RUT400AP x 02 45 RVT450CP RTC450CP x 02 x 01 50 RVT500CP RTC500CP x 01 x 02 2.3. Combinações entre Unidades Evaporadora e Condensadora da LINHA INVERTER RAP120DS RAP200DS RAP075DIV RAP120DIV RAP150DIV RAP200DIV Unidade Condensadora Unidade Evaporadora [ TR ] SPLITÃO SPLITOP RVT075CP 7,5 x 01 RTC075CP RVT100CP 10 x 01 RTC100CK RVT150CP 15 * x 01 RTC150CP RVT200CP RUV200AP 20 x 01 RTC200CK RUT200AP RVT250CP RUV250AP 25 x 01 x 01 RTC250CP RUT250AP RVT300CP RUV300AP 30 x 01 x 01 RTC300CP RUT300AP RVT400CP RUV400AP 40 x 01 x 01 RTC400CP RUT400AP RVT450CP 45 x 02 x 01 RTC450CP RVT500CP 50 x 01 x 01 x 01 RTC500CP NOTA: * Para esta capacidade o conjunto é RVT/RTC150CP (2 Ciclos) + RAP150DIV (1 Ciclo) é fornecido com a unidade condensadora um multi-kit para transformação de 2 Ciclos para 1 Ciclo, que deve ser instalado conforme indicado no Manual de Instalação 12
  • 13. 950 510 205 333 54 289 510 A 3.1. RTC + RVT050 (1 CICLO) 6x ) 1120 Æ 42 ( ALIMENTAÇÃO ELÉTRICA 185 510 462 3 APRESENTAÇÃO DO PRODUTO 610 LINHA SUCÇÃO 15 87 15 LINHA DESCARGA (LÍQ.) 13 191 124 100 ) 4x 18 130 130 18 470 20 55 140 185 Æ15 (4x) 8( CONEXÃO 475 126 Æ2 DO DRENO LATERAL ESQUERDA ROSCA 3/4" BSP 30 510 VISTA FRONTAL LATERAL DIREITA SAÍDA DO AR ENTRADA NOTAS: DO AR 1 - AS DISTÂNCIAS DOS FUROS DA PASSAGEM DOS TUBOS LADO ESQ. E DIR. SÃO IGUAIS 2 - OPÇÃO DA LIGAÇÃO FRIGORÍFICA LADO DIREITO OU ESQUERDO 3 - A VISTA SUPERIOR DO RVT É IGUAL A VISTA TRASEIRA OPÇÕES DE MONTAGEM VISTA A
  • 14. 1350 510 220 267 166 267 54 289 510 A 3.2. RTC + RVT075 (1 CICLO) 6x ) 1120 Æ 42 ( ALIMENTAÇÃO 15 9 ELÉTRICA 185 462 510 610 LINHA SUCÇÃO 87 LINHA DESCARGA (LÍQ.) 14 191 124 100 ) 4x 18 130 130 18 470 20 55 140 185 Æ15 (4x) CONEXÃO 8( 675 126 Æ2 DO DRENO ROSCA 3/4" BSP LATERAL ESQUERDA 30 510 VISTA FRONTAL LATERAL DIREITA SAÍDA DO AR ENTRADA NOTAS: DO AR 1 - AS DISTÂNCIAS DOS FUROS DA PASSAGEM DOS TUBOS LADO ESQ. E DIR. SÃO IGUAIS 2 - OPÇÃO DA LIGAÇÃO FRIGORÍFICA LADO DIREITO OU ESQUERDO 3 - A VISTA SUPERIOR DO RVT É IGUAL A VISTA TRASEIRA OPÇÕES DE MONTAGEM VISTA A
  • 15. 1350 510 131 333 152 333 54 A 289 510 Ø42(10x) ALIMENTAÇÃO ELÉTRICA LINHA SUCÇÃO CICLO 2 16 16 3.3. RTC + RVT100 (1 CICLO / 2 CICLOS) 1510 LINHA DESCARGA CICLO 2 900 852 1000 15 LINHA SUCÇÃO CICLO 1 87 87 87 LINHA DESCARGA 51 CICLO 1 190 124 100 75 75 140 185 58 58 470 20 Æ28 (4x) 675 Ø15 (4x) CONEXÃO DO DRENO 126 LATERAL ESQUERDA ROSCA 3/4" BSP 30 510 SAÍDA DO AR VISTA FRONTAL LATERAL DIREITA NOTAS: 1 - AS DISTÂNCIAS DOS FUROS DA PASSAGEM DOS TUBOS LADO ESQ. E DIR. SÃO IGUAIS 2 - OPÇÃO DA LIGAÇÃO FRIGORÍFICA LADO DIREITO OU ESQUERDO ENTRADA DO AR 3 - A VISTA SUPERIOR DO RVT É IGUAL A VISTA TRASEIRA OPÇÕES DE MONTAGEM VISTA A
  • 16. 1500 600 20 225 311 170 311 55 341 600 ALIMENTAÇÃO 3.4. RTC + RVT150 (2 CICLOS) ELÉTRICA LINHA SUCÇÃO 15 CICLO 2 A 1600 LINHA DESCARGA (LÍQ.) CICLO 2 15 401 Æ4 2 (1 0x) 852 900 1000 16 LINHA SUCÇÃO CICLO 1 LINHA DESCARGA 91 87 87 87 (LÍQ.) CICLO 1 124 100 Æ 28 (4x ) 1333 20 560 55 230 185 Æ15 (4x) 18 130 CONEXÃO DO 130 18 30 126 LATERAL ESQUERDA DRENO ROSCA 3/4" BSP 750 600 SAÍDA DO AR VISTA FRONTAL LATERAL DIREITA NOTAS: 1 - AS DISTÂNCIAS DOS FUROS DA PASSAGEM DOS TUBOS LADO ESQ. E DIR. SÃO IGUAIS ENTRADA DO AR 2 - OPÇÃO DA LIGAÇÃO FRIGORÍFICA LADO DIREITO OU ESQUERDO 3 - A VISTA SUPERIOR DO RVT É IGUAL A VISTA TRASEIRA OPÇÕES DE MONTAGEM VISTA A
  • 17. 1900 15 710 422,5 396 263 396 134 341 710 A ALIMENTAÇÃO ELÉTRICA LINHA SUCÇÃO 25 CICLO 2 1710 LINHA DESCARGA 25 (LÍQ.) CICLO 2 3.5. RTC + RVT200 (1 CICLO / 2 CICLOS) 401 Æ4 2 (1 900 0x) 852 1000 LINHA SUCÇÃO 17 CICLO 1 LINHA DESCARGA 91 87 87 87 (LÍQ.) CICLO 1 704 1029 124 x) 18 130 CONEXÃO DO 130 18 (6 55 340 185 Æ15 (6x) DRENO ROSCA 950 20 670 100 28 3/4" BSP Æ 126 LATERAL ESQUERDA VISTA FRONTAL 30 710 LATERAL DIREITA SAÍDA DO AR NOTAS: ENTRADA DO AR 1 - AS DISTÂNCIAS DOS FUROS DA PASSAGEM DOS TUBOS LADO ESQ. E DIR. SÃO IGUAIS 2 - OPÇÃO DA LIGAÇÃO FRIGORÍFICA LADO DIREITO OU ESQUERDO 3 - A VISTA SUPERIOR DO RVT É IGUAL A VISTA TRASEIRA OPÇÕES DE MONTAGEM VISTA A
  • 18. 1875 15 710 260 473 235 473 63 403 710 A ALIMENTAÇÃO 3.6. RTC + RVT250 / 300 (2 CICLOS) ELÉTRICA 24 24 2110 801 1300 LINHA SUCÇÃO 18 1400 CICLO 2 1233 Æ4 2 (1 LINHA DESCARGA 0x) (LÍQ.) CICLO 2 LINHA SUCÇÃO CICLO 1 LINHA DESCARGA 91 87 87 87 (LÍQ.) CICLO 1 134 x) 704 1029 20 670 (6 55 340 185 Æ15 (6x) 100 28 18 130 130 18 126 CONEXÃO DO Æ LATERAL ESQUERDA DRENO ROSCA 30 710 950 SAÍDA DO AR 3/4" BSP LATERAL DIREITA VISTA FRONTAL NOTAS: 1 - AS DISTÂNCIAS DOS FUROS DA PASSAGEM DOS TUBOS LADO ESQ. E DIR. SÃO IGUAIS 2 - OPÇÃO DA LIGAÇÃO FRIGORÍFICA LADO DIREITO OU ESQUERDO ENTRADA DO AR 3 - A VISTA SUPERIOR DO RVT É IGUAL A VISTA TRASEIRA OPÇÕES DE MONTAGEM VISTA A
  • 19. 2500 15 880 393 556 274 556 89 480 880 A 3.7. RTC + RVT400 (2 CICLOS) ALIMENTAÇÃO ELÉTRICA 25 25 2280 LINHA SUCÇÃO CICLO 2 Æ 529 50 (14 x) 1233 LINHA DESCARGA 1300 (LIQ.) CICLO 2 19 LINHA SUCÇÃO CICLO 1 87x5=435 55 LINHA DESCARGA 50 (LIQ.) CICLO 1 Æ 135 42 Æ15 (4x) 134 100 10 565 549 549 100 (4 253 x) 28 130 CONEXÃO 200 720 200 590 695 95 100 DO DRENO 2500 30 880 ROSCA 3/4" BSP (2x) LATERAL ESQUERDA VISTA FRONTAL LATERAL DIREITA SAÍDA DO AR NOTAS: 1 - AS DISTÂNCIAS DOS FUROS DA PASSAGEM DOS TUBOS LADO ESQ. E DIR. SÃO IGUAIS 2 - OPÇÃO DA LIGAÇÃO FRIGORÍFICA LADO DIREITO OU ESQUERDO 3 - A VISTA SUPERIOR DO RVT É IGUAL A VISTA TRASEIRA ENTRADA DO AR ! ATENÇÃO: DEIXAR O MOTOR DE ACIONAMENTO SEMPRE NA "BASE HORIZONTAL", CONFERINDO PADRÃO DE FÁBRICA. OPÇÕES DE MONTAGEM VISTA A
  • 20. 3150 15 880 270 556 245 556 245 556 89 480 880 ALIMENTAÇÃO ELÉTRICA A LINHA SUCÇÃO CICLO 3 3.8. RTC + RVT450 / 500 (3 CICLOS) LINHA DESCARGA (LIQ.) CICLO 3 25 2280 LINHA SUCÇÃO 25 CICLO 2 Æ 50 529 (14 x) 1233 1300 LINHA DESCARGA (LIQ.) CICLO 2 20 LINHA SUCÇÃO CICLO 1 87x5=435 55 LINHA DESCARGA 50 (LIQ.) CICLO 1 Æ 42 (4x) 20 135 Æ15 (4x) 712 134 565 100 100 712 253 10 28 130 CONEXÃO 20 200 720 200 915 100 695 95 DO DRENO 3150 30 880 ROSCA 3/4" BSP (2x) LATERAL ESQUERDA VISTA FRONTAL LATERAL DIREITA SAÍDA DO AR NOTAS: 1 - AS DISTÂNCIAS DOS FUROS DA PASSAGEM DOS TUBOS LADO ESQ. E DIR. SÃO IGUAIS 2 - OPÇÃO DA LIGAÇÃO FRIGORÍFICA LADO DIREITO OU ESQUERDO 3 - A VISTA SUPERIOR DO RVT É IGUAL A VISTA TRASEIRA ENTRADA DO AR ! ATENÇÃO: DEIXAR O MOTOR DE ACIONAMENTO SEMPRE NA "BASE HORIZONTAL", CONFERINDO PADRÃO DE FÁBRICA. OPÇÕES DE MONTAGEM VISTA A