2º Encontro Nacional de Grupos de Acção Costeira Programa Operacional Pesca 2007 -2013 PROMAR Eixo 4 «Desenvolvimento sust...
ÍNDICE <ul><li>GAC Mondego Mar – Caracterização </li></ul><ul><li>Zona Costeira de Intervenção </li></ul><ul><li>Estratégi...
<ul><li>1 - PARCERIA LOCAL </li></ul><ul><li>Parceiros Públicos </li></ul><ul><li>Município de Cantanhede </li></ul><ul><l...
<ul><li>1 - PARCERIA LOCAL </li></ul><ul><li>Parceiros Privados </li></ul><ul><li>AD ELO – Associação de Desenvolvimento L...
I. GAC Mondego Mar 2 - ÓRGÃO DE ADMINISTRAÇÃO <ul><li>Presidente : AD ELO – Associação de Desenvolvimento Local da Bairrad...
I. GAC Mondego Mar <ul><li>3 - PARCEIRO GESTOR </li></ul><ul><li>AD ELO – Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada ...
II. ZONA COSTEIRA DE INTERVENÇÃO
<ul><li>1 - OBJECTIVO GLOBAL </li></ul><ul><li>“ Assegurar o desenvolvimento sustentado da zona costeira, reforçando a com...
<ul><li>2 - OBJECTIVOS ESPECÍFICOS </li></ul><ul><li>Reforçar a  competitividade  e  sustentabilidade  das actividades e d...
<ul><li>2 - OBJECTIVOS ESPECÍFICOS </li></ul><ul><li>Promover a  coesão e integração social , equiparando o nível de vida ...
IV. ESTRUTURA FINANCEIRA TOTAL FEP OE 1 1.038.916,00 € 779.187,00 € 636.691,01 € 142.495,99 € 259.729,00 € 2 1.038.915,00 ...
V. 1º CONCURSO PARA RECEPÇÃO DE CANDIDATURAS <ul><li>Período de candidaturas: 22/09/2010 – 30/11/2010: </li></ul><ul><li>A...
2 - CANDIDATURAS RECEBIDAS V. 1º CONCURSO PARA RECEPÇÃO DE CANDIDATURAS Eixo Aviso de Abertura Nome do Projecto Promotor M...
3 - REPARTIÇÃO FINANCEIRA DAS CANDIDATURAS POR AVISO V. 1º CONCURSO PARA RECEPÇÃO DE CANDIDATURAS Aviso Valor a concurso I...
4 - TIPOLOGIAS DE INVESTIMENTO POR CANDIDATURA <ul><ul><ul><ul><ul><li>Construção, aquisição ou adaptação de edifícios e o...
VI. SITUAÇÃO ACTUAL E EXPECTATIVAS <ul><ul><ul><ul><ul><li>Dada a fase embrionária de implementação do programa no territó...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

2º Encontro Nacional de Grupos de Acção Costeira (Aveiro) GAC Mondego Mar

597 visualizações

Publicada em

Apresentação efectuada pelo GAC Mondego Mar no 2º Encontro Nacional de Grupos de Acção Costeira, organizado pelo Grupo de Acção Costeira da Região de Aveiro, realizado no dia 25 de Fevereiro de 2011

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

2º Encontro Nacional de Grupos de Acção Costeira (Aveiro) GAC Mondego Mar

  1. 1. 2º Encontro Nacional de Grupos de Acção Costeira Programa Operacional Pesca 2007 -2013 PROMAR Eixo 4 «Desenvolvimento sustentável das zonas de pesca» Pequeno Auditório de Feiras e Exposições de Aveiro 25 de Fevereiro de 2011
  2. 2. ÍNDICE <ul><li>GAC Mondego Mar – Caracterização </li></ul><ul><li>Zona Costeira de Intervenção </li></ul><ul><li>Estratégia de Desenvolvimento </li></ul><ul><li>Estrutura Financeira </li></ul><ul><li>1º Concurso para a recepção de candidaturas </li></ul><ul><li>Situação Actual e Expectativas </li></ul>
  3. 3. <ul><li>1 - PARCERIA LOCAL </li></ul><ul><li>Parceiros Públicos </li></ul><ul><li>Município de Cantanhede </li></ul><ul><li>Município de Figueira da Foz </li></ul><ul><li>Município de Mira </li></ul><ul><li>Município de Montemor-o-Velho </li></ul>I. GAC Mondego Mar - Caracterização
  4. 4. <ul><li>1 - PARCERIA LOCAL </li></ul><ul><li>Parceiros Privados </li></ul><ul><li>AD ELO – Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego </li></ul><ul><li>COFISA, Conservas de Peixe da Figueira, S.A. </li></ul><ul><li>Estaleiros Navais do Mondego </li></ul><ul><li>FOZ SAL - Associação dos Produtores de Sal e Peixe do Salgado da Figueira da Foz </li></ul><ul><li>GIALMAR, Produtos Alimentares, S.A. </li></ul><ul><li>Mútua dos Pescadores, Mútua de Seguros C.R.L. </li></ul><ul><li>Ismael Domingues Janeiro </li></ul><ul><li>José Luís Jesus Damas </li></ul><ul><li>José Manuel Marques Vieira </li></ul>I. GAC Mondego Mar - Caracterização
  5. 5. I. GAC Mondego Mar 2 - ÓRGÃO DE ADMINISTRAÇÃO <ul><li>Presidente : AD ELO – Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego </li></ul><ul><li>Vice-Presidente : Município da Figueira da Foz </li></ul><ul><li>Vice-Presidente : FOZ SAL - Associação dos Produtores de Sal e Peixe do Salgado da Figueira da Foz </li></ul><ul><li>Vogal : Município de Mira </li></ul><ul><li>Vogal : GIALMAR, Produtos Alimentares, S.A. </li></ul>Composição
  6. 6. I. GAC Mondego Mar <ul><li>3 - PARCEIRO GESTOR </li></ul><ul><li>AD ELO – Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego </li></ul><ul><li>Associação sem fins lucrativos </li></ul><ul><li>Reconhecida como pessoa colectiva de utilidade pública </li></ul><ul><li>Credenciada como Agência de Desenvolvimento Regional </li></ul><ul><li>Certificada pela Norma NP EN ISO 9001:2008 </li></ul>
  7. 7. II. ZONA COSTEIRA DE INTERVENÇÃO
  8. 8.
  9. 9. <ul><li>1 - OBJECTIVO GLOBAL </li></ul><ul><li>“ Assegurar o desenvolvimento sustentado da zona costeira, reforçando a competitividade através da valorização dos produtos e promover a melhoria da qualidade de vida das zonas e comunidades piscatórias mais dependentes da pesca” </li></ul>III. ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO
  10. 10. <ul><li>2 - OBJECTIVOS ESPECÍFICOS </li></ul><ul><li>Reforçar a competitividade e sustentabilidade das actividades e das empresas do sector da pesca , promovendo os seus produtos, assim como diversificando as suas actividades económicas e sociais </li></ul><ul><li>Dinamizar o empreendedorismo e a inovação no sector da pesca de forma a densificar o tecido económico, promovendo a capacidade dos seus agentes para produzir riqueza e emprego </li></ul><ul><li>Tornar o Porto da Figueira da Foz atractivo , através da disponibilização de estruturas de apoio, levando a que operadores exteriores aqui se dirijam </li></ul>III. ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO
  11. 11. <ul><li>2 - OBJECTIVOS ESPECÍFICOS </li></ul><ul><li>Promover a coesão e integração social , equiparando o nível de vida das comunidades piscatórias face às restantes, de modo a contrariar o seu êxodo </li></ul><ul><li>Potenciar o turismo ligado ao sector das pescas valorizando os recursos naturais e patrimoniais da zona costeira </li></ul><ul><li>Preservar e valorizar os recursos endógenos da zona costeira e do estuário do Mondego aumentando a sua atractividade </li></ul>III. ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO
  12. 12. IV. ESTRUTURA FINANCEIRA TOTAL FEP OE 1 1.038.916,00 € 779.187,00 € 636.691,01 € 142.495,99 € 259.729,00 € 2 1.038.915,00 € 779.186,00 € 636.690,19 € 142.495,81 € 259.729,00 € 3 811.650,00 € 649.320,00 € 530.573,80 € 118.746,20 € 162.330,00 € 4 432.880,00 € 389.592,00 € 292.194,00 € 97.398,00 € 43.288,00 € TOTAL 3.322.361,00 € 2.597.285,00 € 2.096.149,00 € 501.136,00 € 725.076,00 € DESPESA PÚBLICA ACÇÕES DO PROMAR INVESTIMENTO TOTAL DESPESA PRIVADA
  13. 13. V. 1º CONCURSO PARA RECEPÇÃO DE CANDIDATURAS <ul><li>Período de candidaturas: 22/09/2010 – 30/11/2010: </li></ul><ul><li>Aviso nº1 - Acção 4.1: Reforço da competitividade das zonas de pesca e valorização dos produtos – Dotação: 779.186,00€ </li></ul><ul><li>Aviso nº2 - Acção 4.2: Diversificação e reestruturação das actividades económicas e sociais – Dotação: 779.186,00€ </li></ul><ul><li>Aviso nº3 - Acção 4.3: Promoção e Valorização da qualidade do ambiente costeiro e das comunidades – Dotação: 649.320,00€ </li></ul>1 - DOTAÇÃO FINANCEIRA POR AVISO
  14. 14. 2 - CANDIDATURAS RECEBIDAS V. 1º CONCURSO PARA RECEPÇÃO DE CANDIDATURAS Eixo Aviso de Abertura Nome do Projecto Promotor Município 4.1 Nº1/4.1/2010 Criação da Marnobre para Reforço da Comercialização de Produtos da Pesca Marnobre, Lda. Figueira da Foz Construção da Casa Típica da Costa de Lavos Município Figueira da Foz Figueira da Foz Espaço Cultural e de Convívio dos Pescadores S. Pedro Município Figueira da Foz Figueira da Foz 4.2 Nº2/4.2/2010 Promoção de Formação Profissional e Divulgação Cultural Associação Filarmónica Ressurreição de Mira Mira 4.3 Nº3/4.3/2010 Recuperação da Casa dos Pescadores da Costa de Lavos Clube Desportivo da Costa de Lavos Figueira da Foz Modernização das respostas Sociais de Proximidade Unidade Paroquial de Apoio Social da Praia de Mira Mira Valorização ambiental, social e paisagística de apoio logístico à actividade piscatória Município de Mira Mira Valorização da Memória de “Palheiros de Mira” Município de Mira Mira
  15. 15. 3 - REPARTIÇÃO FINANCEIRA DAS CANDIDATURAS POR AVISO V. 1º CONCURSO PARA RECEPÇÃO DE CANDIDATURAS Aviso Valor a concurso Investimento total apresentado Taxa de Entrada Nº1 779.186,00€ 392.186,48€ 50,3% Nº2 779.186,00€ 131.055,00€ 16,8% Nº3 649.320,00€ 1.159.245,98€ 178,5%
  16. 16. 4 - TIPOLOGIAS DE INVESTIMENTO POR CANDIDATURA <ul><ul><ul><ul><ul><li>Construção, aquisição ou adaptação de edifícios e outras instalações relacionadas com a actividade a desenvolver no projecto </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Formação </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Equipamentos informáticos relacionados com o desenvolvimento do projecto </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Equipamentos relacionados com a comercialização a retalho de pescado </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Serviços de assessoria e consultoria em áreas específicas, de elaboração do projecto </li></ul></ul></ul></ul></ul>V. 1º CONCURSO PARA RECEPÇÃO DE CANDIDATURAS
  17. 17. VI. SITUAÇÃO ACTUAL E EXPECTATIVAS <ul><ul><ul><ul><ul><li>Dada a fase embrionária de implementação do programa no território, e apesar dos esforços de divulgação realizados, foram apresentadas candidaturas que não esgotaram a dotação de avisos de concurso disponíveis. </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Em próximas fases de concurso espera-se o aparecimento de projectos que reforcem o dinamismo económico no território de intervenção, revestidos sobretudo de um carácter diferenciador e inovador. Estes devem ser, fundamentalmente direccionados para as acções 4.1 e 4.2. </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Perspectiva-se que a dotação orçamental disponível para outros concursos seja facilmente esgotada pelo que importa equacionar formas de reforço do programa. </li></ul></ul></ul></ul></ul>

×