Boaventura de Sousa Santos
Boaventura nasceu em Coimbra uma cidade portuguesa, em 15 de Novembro de 1940. Sociólogo e professor catedrático da Faculd...
Boaventura aparece nas referidas pesquisas ora como teórico auxiliar na compreensão do mundo contemporâneo, no contexto de...
Na visão de Santos nesse novo milênio estamos vivendo diante de um grande paradoxo: ao mesmo tempo em que avançamos com re...
Boaventura apresenta críticas ao projeto de globalização e as políticas neoliberais excludentes que se consolida em nível ...
Obras Publicadas 1988: O Social e o Político na Transição Pós-moderna 1989: Introdução a uma ciência pós-moderna 1990: O E...
2005: A Universidade do Século XXI: para uma reforma democrática e emancipatória da Universidade. 2.ed. São Paulo: Cortez ...
2007: El derecho y la globalización desde abajo. Com Rodriguez Garavito, César A. (Orgs), México: Anthropos. Cognitive Jus...
Prêmios e honrarias 1994 - Prémio Pen Club Português 1994 (Ensaio). 1996 - Grande Oficial da Ordem Militar de Santiago de ...
Referências - Centro de Documentação 25 de Abril - Observatório Permanente da Justiça Portuguesa - Coleção Saber imaginar ...
Helenice Andrade RA: 23679 Professora Idati Disciplina: Tecnologia da Informação
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Boaventura 17 11-11

251 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
251
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Boaventura 17 11-11

  1. 1. Boaventura de Sousa Santos
  2. 2. Boaventura nasceu em Coimbra uma cidade portuguesa, em 15 de Novembro de 1940. Sociólogo e professor catedrático da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (Portugal). É hoje internacionalmente conhecido como um dos principais intelectuais da língua portuguesa na área de ciência sociais. Tem especial popularidade no Brasil, onde participou de três edições do Fórum Social Mundial em Porto Alegre.
  3. 3. Boaventura aparece nas referidas pesquisas ora como teórico auxiliar na compreensão do mundo contemporâneo, no contexto de globalização e pós- modernidade, ora como referial teórico principal. Em seus trabalhos Santos apresenta uma visão ideal do mundo e, em especial da Educação como transformadora da sociedade. À interpretação do mundo contemporâneo, por Santos (2006) conceitua-se globalização, constituídos por relações de poder diferentes e desiguais. De modo que, qualquer processo de globalização é também um processo de localização. A globalização é tanto um processo de integração/inclusão quanto um processo de exclusão.
  4. 4. Na visão de Santos nesse novo milênio estamos vivendo diante de um grande paradoxo: ao mesmo tempo em que avançamos com relação ao progresso tecnológico, por outro lado, caminhamos num sentido quase inverso às nossas capacidades de garantir um norte ético e emancipatório para a nossa vida em coletividade. Estamos diante de uma sociedade cada vez mais globalizada, tecnologicamente avançada. Contraditoriamente, a maioria da população vive submetida a processos de exclusão e violência sem precedentes. Há uma ética que atende muito mais aos interesses do mercado, do que a espécie humana. Tem-se o desenvolvimento da ciência, e ao mesmo tempo, a banalização da vida, a desumanização do ser.
  5. 5. Boaventura apresenta críticas ao projeto de globalização e as políticas neoliberais excludentes que se consolida em nível nacional e internacional. Defende também uma globalização contra-hegemônica, ou seja, uma globalização condizente com um projeto de sociedade que respeite as culturas locais, multiculturais e emancipadas.
  6. 6. Obras Publicadas 1988: O Social e o Político na Transição Pós-moderna 1989: Introdução a uma ciência pós-moderna 1990: O Estado e a Sociedade em Portugal (1974-1988). Porto: Afrontamento. 1993 (org.): Portugal: um retrato singular, Porto: Afrontamento. 1994:"Pela mão de Alice - o social e o político na pós-modernidade". Porto: Afrontamento. 2000 Para uma concepção pós-moderna do direito. Acrítica da razão indolente: contra o desperdício da experiência, Porto: Afrontamento. 2001 (org.): Globalização: Fatalidade ou Utopia?, Porto: Afrontamento. 2004 : Escrita INKZ, Rio de Janeiro: Aeroplano.
  7. 7. 2005: A Universidade do Século XXI: para uma reforma democrática e emancipatória da Universidade. 2.ed. São Paulo: Cortez Editora, 2005. (Coleção questões de nossa época; v.120). 2005: O Fórum Social Mundial: manual de uso. São Paulo: Cortez Editora. 2006: Viagem ao centro da pele. Rio de Janeiro: Revista Confraria do Vento [7] 2006: A gramática do tempo: para uma nova cultura política, S. Paulo, Porto : Cortez Ed., Afrontamento. 2006: The Heterogeneous State and Legal Pluralism in Mozambique, Law & Society Review, 40, 1: 39-75. 2007: La Reinvención del Estado y el Estado Plurinacional. Cochabamba: Alianza Internacional CENDA-CEJIS-CEDIB, Bolívia
  8. 8. 2007: El derecho y la globalización desde abajo. Com Rodriguez Garavito, César A. (Orgs), México: Anthropos. Cognitive Justice in a Global World: Prudent Knowledge for a Decent Life (Org.). Lanham: Lexington, 2007: Para uma revolução democrática da justiça. São Paulo: Cortez Editora 2008 Conocer desde el Sur: Para una cultura política emancipatoria. La Paz: Plural Editores. 2008: Diritto ed emancipazione sociale. Troina: Città Aperta Edizioni 2008: As Vozes do Mundo (Org.). Porto: Edições Afrontamento. A universidade no século XXI. Para uma universidade nova (com Naomar de Almeida Filho). Coimbra: Edições Almedina, 2008. 2009: Epistemologias do sul. Com Maria Paula (Orgs.) Coimbra: Edições Almedina. 2009: Sociología Jurídica crítica: Para un nuevo sentido común del derecho. Madrid: Trotta.
  9. 9. Prêmios e honrarias 1994 - Prémio Pen Club Português 1994 (Ensaio). 1996 - Grande Oficial da Ordem Militar de Santiago de Espada, concedido pelo Presidente da República Portuguesa. 1996 - Grande Oficial da Ordem de Rio Branco, concedido pelo Presidente da República Federativa do Brasil. 1996 - Prêmio Gulbenkian de Ciência 1996. 2001 - Prémio Jabuti (Brasil) - Área de Ciências Humanas e Educação. 2005 - Prêmio “Reconocimiento al Mérito”, concedido pela Universidade Veracruzana, México. 2006 - Prêmio de Ensaio Ezequiel Martínez Estrada 2006, da Casa de las Américas, Cuba. 2007 - Menção honrosa do "Prémio Libertador ao Pensamento Crítico - 2006", Venezuela. 2009 - Prêmio Adam Podgórecki, atribuído pela Associação Internacional de Sociologia.
  10. 10. Referências - Centro de Documentação 25 de Abril - Observatório Permanente da Justiça Portuguesa - Coleção Saber imaginar o social. -Coleção A sociedade Portuguesa perante os desafios da globalização - Coleção Reinventar a emancipação social: para novos manifestos - Página pessoal de Boaventura de Sousa Santos. - Viagem ao centro da pele. Poemas.
  11. 11. Helenice Andrade RA: 23679 Professora Idati Disciplina: Tecnologia da Informação

×