SlideShare uma empresa Scribd logo

Elemento de maquina_quarta

M
M
Marcio TeixeiraAluno na Universidade Estácio de Sá

Elementos de Maquinas

Elemento de maquina_quarta

1 de 59
Baixar para ler offline
Elementos de Máquinas
CABOS, CORRENTES E CORREIAS.
Cabos de aço
Tipos de cabos de aço:
Shigley’s Mechanical Engineering Design
Fig.17–19
Entrelaçamento regular
Entrelaçamento concordante
Secção do
cabo 6x7
Aplicações.
Vantagens e Desvantagens
• Cabos de aço: são feitos por fios que tem o mesmo comprimento do
cabo, sendo cada um manufaturado e testado individualmente.
• A sua importante característica é a confiança que impõem.
• Não se podem dar nós e são difíceis de manobrar a mão
• Para amarrações e emendas, utilizam-se as costuras ou acessórios
especiais.
Tensões em cabos de aço.
Shigley’s Mechanical Engineering Design
Onde dw é o diâmetro do arame
Onde Er é o módulo de elasticidade do cabo e não do arame
Onde

Recomendados

ELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO ACOPLAMENTOS
ELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO ACOPLAMENTOS ELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO ACOPLAMENTOS
ELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO ACOPLAMENTOS ordenaelbass
 
Aula3 soldagem a arco elétrico
Aula3   soldagem a arco elétricoAula3   soldagem a arco elétrico
Aula3 soldagem a arco elétricoJoão Paulo sousa
 
Tubulação industrial
Tubulação industrialTubulação industrial
Tubulação industrialPaulo Zanetti
 
Catalogo parafusos allen tellep
Catalogo parafusos allen tellepCatalogo parafusos allen tellep
Catalogo parafusos allen tellepRodrigo Pacheco
 
Lista de exercícios_i_classificação_dos_aços
Lista de exercícios_i_classificação_dos_açosLista de exercícios_i_classificação_dos_aços
Lista de exercícios_i_classificação_dos_açosGlaucoVelosodosSantos
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CAMES
ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CAMESELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CAMES
ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CAMESordenaelbass
 
Elementos de maquinas, pinos, contra-pinos, cavilhas, anel elástico
Elementos de maquinas, pinos, contra-pinos, cavilhas, anel elásticoElementos de maquinas, pinos, contra-pinos, cavilhas, anel elástico
Elementos de maquinas, pinos, contra-pinos, cavilhas, anel elásticoordenaelbass
 
Seleçâo mancais de rolamento
Seleçâo mancais de rolamentoSeleçâo mancais de rolamento
Seleçâo mancais de rolamentoValério Fernandes
 
Aços aplicações ,equivalências (Manual Gerdau)
Aços aplicações ,equivalências (Manual Gerdau)Aços aplicações ,equivalências (Manual Gerdau)
Aços aplicações ,equivalências (Manual Gerdau)Sérgio Faria
 
ELEMENTOS DE MAQUINAS Elementos de vedação gaxetas,retentores,o-rings,selos,etc
ELEMENTOS DE MAQUINAS Elementos de vedação gaxetas,retentores,o-rings,selos,etcELEMENTOS DE MAQUINAS Elementos de vedação gaxetas,retentores,o-rings,selos,etc
ELEMENTOS DE MAQUINAS Elementos de vedação gaxetas,retentores,o-rings,selos,etcordenaelbass
 
Catalogo tecnico Gerdau
Catalogo tecnico GerdauCatalogo tecnico Gerdau
Catalogo tecnico GerdauFabio Silva
 
Rolamentos e mancais
Rolamentos e mancaisRolamentos e mancais
Rolamentos e mancaisDaniel Garcia
 
ELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS ELÁSTICOS, MOLAS
ELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS ELÁSTICOS, MOLASELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS ELÁSTICOS, MOLAS
ELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS ELÁSTICOS, MOLASordenaelbass
 
Aula 14 introdução aos elementos de apoio
Aula 14   introdução aos elementos de apoioAula 14   introdução aos elementos de apoio
Aula 14 introdução aos elementos de apoioRenaldo Adriano
 
5 diagrama ferro carbono
5 diagrama ferro carbono5 diagrama ferro carbono
5 diagrama ferro carbonoThulio Cesar
 
Apostilas senai - processo soldagem
Apostilas   senai - processo soldagemApostilas   senai - processo soldagem
Apostilas senai - processo soldagemPaulo Cezar santos
 
ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CABOS
ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CABOS ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CABOS
ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CABOS ordenaelbass
 
Catalogo consumiveis-esab
Catalogo consumiveis-esabCatalogo consumiveis-esab
Catalogo consumiveis-esabPaulo Henrique
 
Tabela roscas
Tabela roscasTabela roscas
Tabela roscasjcjaneiro
 
Nbr 8400 calculo de equipamento para levantamento e movimentacao de cargas
Nbr 8400   calculo de equipamento para levantamento e movimentacao de cargasNbr 8400   calculo de equipamento para levantamento e movimentacao de cargas
Nbr 8400 calculo de equipamento para levantamento e movimentacao de cargasAilton Macedo Medeiros
 

Mais procurados (20)

ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CAMES
ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CAMESELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CAMES
ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CAMES
 
Elementos de maquinas, pinos, contra-pinos, cavilhas, anel elástico
Elementos de maquinas, pinos, contra-pinos, cavilhas, anel elásticoElementos de maquinas, pinos, contra-pinos, cavilhas, anel elástico
Elementos de maquinas, pinos, contra-pinos, cavilhas, anel elástico
 
Seleçâo mancais de rolamento
Seleçâo mancais de rolamentoSeleçâo mancais de rolamento
Seleçâo mancais de rolamento
 
Mecânica básica elementos de maquinas
Mecânica básica elementos de maquinasMecânica básica elementos de maquinas
Mecânica básica elementos de maquinas
 
Aços aplicações ,equivalências (Manual Gerdau)
Aços aplicações ,equivalências (Manual Gerdau)Aços aplicações ,equivalências (Manual Gerdau)
Aços aplicações ,equivalências (Manual Gerdau)
 
ELEMENTOS DE MAQUINAS Elementos de vedação gaxetas,retentores,o-rings,selos,etc
ELEMENTOS DE MAQUINAS Elementos de vedação gaxetas,retentores,o-rings,selos,etcELEMENTOS DE MAQUINAS Elementos de vedação gaxetas,retentores,o-rings,selos,etc
ELEMENTOS DE MAQUINAS Elementos de vedação gaxetas,retentores,o-rings,selos,etc
 
Catalogo tecnico Gerdau
Catalogo tecnico GerdauCatalogo tecnico Gerdau
Catalogo tecnico Gerdau
 
Frm mancais e rolamentos
Frm   mancais e rolamentosFrm   mancais e rolamentos
Frm mancais e rolamentos
 
Catalogo de produtos cg
Catalogo de produtos cgCatalogo de produtos cg
Catalogo de produtos cg
 
Rolamentos e mancais
Rolamentos e mancaisRolamentos e mancais
Rolamentos e mancais
 
ELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS ELÁSTICOS, MOLAS
ELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS ELÁSTICOS, MOLASELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS ELÁSTICOS, MOLAS
ELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS ELÁSTICOS, MOLAS
 
Aula 14 introdução aos elementos de apoio
Aula 14   introdução aos elementos de apoioAula 14   introdução aos elementos de apoio
Aula 14 introdução aos elementos de apoio
 
5 diagrama ferro carbono
5 diagrama ferro carbono5 diagrama ferro carbono
5 diagrama ferro carbono
 
Exercicios soldagem
Exercicios soldagemExercicios soldagem
Exercicios soldagem
 
Apostilas senai - processo soldagem
Apostilas   senai - processo soldagemApostilas   senai - processo soldagem
Apostilas senai - processo soldagem
 
ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CABOS
ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CABOS ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CABOS
ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CABOS
 
Aula clo elementos de vedação
Aula clo elementos de vedaçãoAula clo elementos de vedação
Aula clo elementos de vedação
 
Catalogo consumiveis-esab
Catalogo consumiveis-esabCatalogo consumiveis-esab
Catalogo consumiveis-esab
 
Tabela roscas
Tabela roscasTabela roscas
Tabela roscas
 
Nbr 8400 calculo de equipamento para levantamento e movimentacao de cargas
Nbr 8400   calculo de equipamento para levantamento e movimentacao de cargasNbr 8400   calculo de equipamento para levantamento e movimentacao de cargas
Nbr 8400 calculo de equipamento para levantamento e movimentacao de cargas
 

Semelhante a Elemento de maquina_quarta

Projetos Mecânicos - Transmissões.pdf
Projetos Mecânicos - Transmissões.pdfProjetos Mecânicos - Transmissões.pdf
Projetos Mecânicos - Transmissões.pdfRafaelGloriaPereira1
 
Slide treinamento - Correntes, ganchos e cintas
Slide treinamento - Correntes, ganchos e cintasSlide treinamento - Correntes, ganchos e cintas
Slide treinamento - Correntes, ganchos e cintasMárcio Roberto de Mattos
 
Elementos orgânicos de máquinas
Elementos orgânicos de máquinasElementos orgânicos de máquinas
Elementos orgânicos de máquinasAntonio Evangelista
 
Estudo de melhoria contra peso acumulador da xxx
Estudo de melhoria contra peso acumulador da xxxEstudo de melhoria contra peso acumulador da xxx
Estudo de melhoria contra peso acumulador da xxxEdinhoguerra
 
Aula 01 e 02 - Sistemas Elétricos - Introdução.pptx
Aula 01 e 02 - Sistemas Elétricos - Introdução.pptxAula 01 e 02 - Sistemas Elétricos - Introdução.pptx
Aula 01 e 02 - Sistemas Elétricos - Introdução.pptxRafaelFranco466245
 
Calculos Correias V.pdf
Calculos Correias V.pdfCalculos Correias V.pdf
Calculos Correias V.pdfguizucka
 
ELEMENTOS DE MAQUINAS REBITES
ELEMENTOS DE MAQUINAS REBITESELEMENTOS DE MAQUINAS REBITES
ELEMENTOS DE MAQUINAS REBITESordenaelbass
 
TECHDT Catalogo Tecnico - Portugues
TECHDT Catalogo Tecnico - PortuguesTECHDT Catalogo Tecnico - Portugues
TECHDT Catalogo Tecnico - Portuguesbrunobfg
 
Resistores ldr ptc
Resistores ldr ptcResistores ldr ptc
Resistores ldr ptcdionisyo
 
Cabo otico fig. 8 ftth 4 fo 62.5
Cabo otico fig. 8 ftth 4 fo 62.5Cabo otico fig. 8 ftth 4 fo 62.5
Cabo otico fig. 8 ftth 4 fo 62.5Paulo Pires
 
Sistemas Horizontais de linhas de vida flexíveis
Sistemas Horizontais de linhas de vida flexíveisSistemas Horizontais de linhas de vida flexíveis
Sistemas Horizontais de linhas de vida flexíveisTRABALHO VERTICAL
 
Dayco linha pesada
Dayco linha pesadaDayco linha pesada
Dayco linha pesadaBarnatoblog
 
06 materiais eletricos
06 materiais eletricos06 materiais eletricos
06 materiais eletricosEvanildo Leal
 

Semelhante a Elemento de maquina_quarta (20)

Projetos Mecânicos - Transmissões.pdf
Projetos Mecânicos - Transmissões.pdfProjetos Mecânicos - Transmissões.pdf
Projetos Mecânicos - Transmissões.pdf
 
Transmissões.pptx
Transmissões.pptxTransmissões.pptx
Transmissões.pptx
 
curso de amarração.pptx
curso de amarração.pptxcurso de amarração.pptx
curso de amarração.pptx
 
Slide treinamento - Correntes, ganchos e cintas
Slide treinamento - Correntes, ganchos e cintasSlide treinamento - Correntes, ganchos e cintas
Slide treinamento - Correntes, ganchos e cintas
 
Cabos redes compactas
Cabos redes compactasCabos redes compactas
Cabos redes compactas
 
Elementos orgânicos de máquinas
Elementos orgânicos de máquinasElementos orgânicos de máquinas
Elementos orgânicos de máquinas
 
Estudo de melhoria contra peso acumulador da xxx
Estudo de melhoria contra peso acumulador da xxxEstudo de melhoria contra peso acumulador da xxx
Estudo de melhoria contra peso acumulador da xxx
 
Aula clo elementos de transmissão
Aula clo elementos de transmissãoAula clo elementos de transmissão
Aula clo elementos de transmissão
 
Lingas
LingasLingas
Lingas
 
Aula 01 e 02 - Sistemas Elétricos - Introdução.pptx
Aula 01 e 02 - Sistemas Elétricos - Introdução.pptxAula 01 e 02 - Sistemas Elétricos - Introdução.pptx
Aula 01 e 02 - Sistemas Elétricos - Introdução.pptx
 
Calculos Correias V.pdf
Calculos Correias V.pdfCalculos Correias V.pdf
Calculos Correias V.pdf
 
ELEMENTOS DE MAQUINAS REBITES
ELEMENTOS DE MAQUINAS REBITESELEMENTOS DE MAQUINAS REBITES
ELEMENTOS DE MAQUINAS REBITES
 
Folder sistema-fotovoltaico-2020
Folder sistema-fotovoltaico-2020Folder sistema-fotovoltaico-2020
Folder sistema-fotovoltaico-2020
 
TECHDT Catalogo Tecnico - Portugues
TECHDT Catalogo Tecnico - PortuguesTECHDT Catalogo Tecnico - Portugues
TECHDT Catalogo Tecnico - Portugues
 
Resistores ldr ptc
Resistores ldr ptcResistores ldr ptc
Resistores ldr ptc
 
Fios cordoalhas
Fios cordoalhasFios cordoalhas
Fios cordoalhas
 
Cabo otico fig. 8 ftth 4 fo 62.5
Cabo otico fig. 8 ftth 4 fo 62.5Cabo otico fig. 8 ftth 4 fo 62.5
Cabo otico fig. 8 ftth 4 fo 62.5
 
Sistemas Horizontais de linhas de vida flexíveis
Sistemas Horizontais de linhas de vida flexíveisSistemas Horizontais de linhas de vida flexíveis
Sistemas Horizontais de linhas de vida flexíveis
 
Dayco linha pesada
Dayco linha pesadaDayco linha pesada
Dayco linha pesada
 
06 materiais eletricos
06 materiais eletricos06 materiais eletricos
06 materiais eletricos
 

Elemento de maquina_quarta

  • 1. Elementos de Máquinas CABOS, CORRENTES E CORREIAS.
  • 3. Tipos de cabos de aço: Shigley’s Mechanical Engineering Design Fig.17–19 Entrelaçamento regular Entrelaçamento concordante Secção do cabo 6x7
  • 5. Vantagens e Desvantagens • Cabos de aço: são feitos por fios que tem o mesmo comprimento do cabo, sendo cada um manufaturado e testado individualmente. • A sua importante característica é a confiança que impõem. • Não se podem dar nós e são difíceis de manobrar a mão • Para amarrações e emendas, utilizam-se as costuras ou acessórios especiais.
  • 6. Tensões em cabos de aço. Shigley’s Mechanical Engineering Design Onde dw é o diâmetro do arame Onde Er é o módulo de elasticidade do cabo e não do arame Onde
  • 7. Dados de cabos de aço.
  • 8. Carga de flexão equivalente • Tensão de flexão equivalente a tensão de tração Fb
  • 9. Perda de resistência mecânica em função do diâmetro das polias. Perda percentual de resistência em função da relação entre o diâmetro da polia e do cabo (D/d), Dados de testes padronizados para cabos 6x19 e 6x17
  • 10. Fatores de segurança mínimos para cabos de aço.
  • 11. Tensão de contato entre as superficies do cabo e da polia. Shigley’s Mechanical Engineering Design Onde: F = Força de tração no cabo d = Diâmetro do cabo D = Diâmetro da polia
  • 12. Máxima pressão de contato nas polias (MPa).
  • 13. Relação entre a vida de fadiga do cabo e a pressão superficial na polia.
  • 14. Fadiga do arames do cabo • A Fig. 17–21 não indica um limite máximo de tensão que leva a vida infinita de fadiga; • O gráfico de fato indica que a vida será longa para relação p/Su menores que 0.001 • Substituindo este raio na Eq. (17–42), • Dividindo ambos os lados das Eq. (17–42) por Su e resolvendo para F, temos a tensão de fadiga, • O fator de segurança para fadiga é
  • 15. Fator de segurança para a carga estática. • O fator de segurança para a carga estática será Shigley’s Mechanical Engineering Design
  • 16. Tensão de ruptura típica para os arames. Aço 1080-1090 trefilado polido (fio música) (A228): 1650 < Su < 1950 Mpa Aço 1060-1070 trefilado e revenido em óleo (A229): 1450 < Su < 1650 Mpa Aço 1060-1070 trefilado (A227): 1250 < Su < 1450 Mpa Coeficiente para estimar carga de tração de fios encruados A (MPa * mmk) k Aço 1080-1090 trefilado polido (fio música) (A228): 2211 .145 Aço 1060-1070 trefilado e revenido em óleo (A229): 1855 .187 Aço 1060-1070 trefilado (A227): 1783 .190 𝑆 𝑢 = 𝐴 𝑑 𝑤 𝑘
  • 17. Vida de serviço em função da curvatura de polia.
  • 20. O que são correias. Correias, cordas, correntes e outros similares elásticos ou elementos de máquinas flexíveis são utilizado em sistemas de transporte e na transmissão de potências sobre distâncias comparativamente grandes. Frequentemente se empregam esses elementos como substitutos de engrenagens, eixos, mancais ou outros dispositivos relativamente rígidos de transmissão de potência. Em muitos casos, seu uso simplifica o desenho de uma máquina e reduz o custo substancialmente.
  • 21. Aplicações. Transmissão CVT Motores a combustão Esteiras de transporte Exaustores
  • 22. Os quatro principais tipos de correias são mostrados, com algumas das suas características.
  • 23. Montagem das correias. A correia não deve ultrapassar a linha do diâmetro externo da polia e nem tocar no fundo do canal, o que anularia o efeito de cunha.
  • 24. Materiais para correias. Recebem emendas suporta os esforços e é bastante elástica. Não recebem emendas (correias sem fim), própria para forças sem oscilação para polia de pequeno diâmetro, tem como material algodão Pelo de animal e nylon. Material fibroso e sintético: Couro de boi: Material combinado couro e sintético: Esse material a face interna de couro ou cormo e a parte interna de material sintético .
  • 25. Tabela de materiais para correia.
  • 26. Tipos de transmissão Transmissão com e sem reversão Correia aberta sem reversão: Correia cruzada com reversão: Transmissão por correia aberta com reversão: Correia de sincronização
  • 27. Tipos de transmissão. Transmissão por correia plana com polias de fora-de-plano. Transmissões de velocidade variável. Correias planas de acoplamento e mudando a correia de uma polia bamba para uma polia movida.
  • 28. Vantagens e Desvantagens no Uso de Correias • Vantagens: Transmitir potência de uma árvore à outra, sendo um dos elementos mais antigos e mais usados são as correias e as polias; Possuem baixo custo inicial, alto coeficiente de atrito, elevada resistência ao desgaste e funcionamento silencioso; São flexíveis, elásticas e adequadas para grandes distâncias entre centros; Possuem grande versatilidade e campos de aplicação; A transmissão pode ser afetada por alguns fatores, dentre os principais a falta de atrito, pois quando em serviço, a correia pode deslizar e portanto não transmitir integralmente a potência; Podem transmitir grande quantidade de energia, sendo uma das formas mais utilizadas em sistemas de transmissão de potência; Possuem custos relativamente baixos; Tendem a proteger a unidade motora; Possuem rendimento entre 0,96 a 0,98, pois podem apresentar escorregamentos
  • 29. Vantagens e Desvantagens no Uso de Correias Vantagens econômicas Padronização; Facilidade de montagem e manutenção (a disposição é simples e o acoplamento e o desacoplamento são de fácil execução); Ausência de lubrificantes; Durabilidade, quando adequadamente projetadas e instaladas. Vantagens em relação à segurança Reduzem significativamente choques e vibrações devido à sua flexibilidade e ao material que proporciona uma melhor absorção de choques e amortecimento, evitando a sua propagação; Limitam sobrecargas pela ação do deslizamento (podem funcionar como “fusível mecânico”); Funcionamento silencioso, diminuindo o nível de ruído de plantas industriais.
  • 30. Vantagens e Desvantagens no Uso de Correias • Desvantagens: Ocupam grandes espaços entre os eixos; Curtos períodos entre manutenções; Grau de escorregamento elevado, podendo gerar baixo rendimento.
  • 31. Equações para correias aberta e cruzada. Ângulo de contato: Comprimento da correia: Ângulo de contato: Comprimento da correia: Correias cruzadas: Correias aberta:
  • 36. Dados: Diâmetro da polia 01 = 280mm Diâmetro da polia 02 = 188mm Número de correias = 3 Distancia entre centros = 1060mm Correia tipo v = B2880 RPM = 1750 Tração Máxima = 285.738N Fator de segurança = 1,125 Modelo
  • 37. Condições do modelo. Condição de contato Fixação de apoio
  • 40. Analise de tensão. Localização da tensão máxima e mínima.
  • 43. CORRENTES INTRODUÇÃO: • As correntes são elementos de máquinas flexíveis utilizadas para a transmissão de potência ou transporte/movimentação de carga. Normalmente são utilizadas em situações em que transmissões por meio de engrenagens ou correias não sejam possíveis.
  • 45. CORRENTES Vantagens: • Transmitem grande quantidade de energia. • Muito utilizado em sistemas “pesados”. • Possuem bom sincronismo, devido as engrenagens e pinhões. • Possuem bom rendimento: 0,95 a 0,99 (quando bem dimensionados). • Não há a ocorrência de deslizamento. • Adequada para grandes distâncias entre eixos. • Possui longa vida útil se bem selecionadas ou dimensionadas.
  • 46. CORRENTES CARACTERÍSTICAS: • Sofrem desgaste devido a fadiga e a tensão superficial. • Geram ruídos, choques e vibrações. • Demanda lubrificações.
  • 47. CORRENTES CARACTERÍSTICAS: • São muito utilizadas em sistemas que necessitam de acionamento de vários eixos por um único eixo motor. Nesse caso, torna-se fundamental importância que todas as rodas pertençam a um mesmo plano.
  • 59. Fim