SlideShare uma empresa Scribd logo
PLATELMINTOS
Cristina Brandão
 Vermes achatados;
 Aquáticos ou terrestres;
 Vida livre ou parasitária.
1) Características gerais dos platelmintos
 Simetria bilateral (tendência
a cefalização).
 São triblásticos, protostômios
e acelomados;
2) Embriologia dos platelmintos
3) Fisiologia dos platelmintos
 Sistema muscular desenvolvido
 Sistema digestivo incompleto
(Exceção das Taenias)
 Excreção: Células flamas ou solenócitos
 Sistema nervoso ganglionar
OCELOS
4) Classes de platelmintos
 Tubelária
• Vida livre
• Planárias
 Trematoda
• Vida
parasitária
• Schistosoma
• Fascíola
 Cestoda
• Vida parasitári
• Taenia sp
1) Agente causador (etiológico):
Schistosoma mansoni (fenda no corpo)
Esquistossomose (Barriga d'água)
OVO
MIRACÍDIO CERCÁRIA
ESPOROCISTO
ADULTO
3) Hospedeiros
• Hospedeiro Definitivo: Homem
• Hospedeiro Intermediário: Caramujo
Biomphalaria glabrata
 Verme trematódio;
 Parasita heteroxeno;
 Dióicos;
 Possuem ventosas e dimorfismo
sexual;
2) Características do Schistosoma
CERCÁRIA
4) Forma de contaminação:
CARAMUJO: Miracídio
HOMEM: Cercária
MIRACÍDIO
5) Local de Parasitismo: Fígado e veia porta
hepática.
6) Ciclo biológico
Penetração
da larva
Cercária
Caramujo
Miracídio
Ovos
Ovoposição
nas veias do
mesentério
7) Profilaxia:
 Saneamento básico
 Educação sanitária
 Eliminação dos
caramujos
6) Sintomas :
 Dermatite, diarreia, mal estar, cefaleia, emegrecimento..
 Edema abdominal,hepatomegalia,cirrose, esplenomegalia
(São recorrentes da ovoposição da fêmea no mesentério)
Agente causador (etiológico):
Taenia solium e Taenia saginata
 Verme cestódio
 Parasita heteroxeno
 Hermafrodita
 Possui ventosas
 Não possui sist. digestório
Teníase
Cisticerco
Larva
Taenia solium
Taenia saginata
Proglotes
Escólex
2) Hospedeiros
•Hospedeiro Definitivo: Homem
• Hospedeiros Intermediários : Porco ou boi
Taenia solium
Taenia saginata
4) Forma de contaminação: Ingestão da
larva cisticerco presente na carne do H.I.
3) Local de Parasitismo : Intestino delgado
Cisticerco
Larva
Ciclo da Taenia
5) Sintomas:
 Dor abdominal
 Náuseas
 Perda de peso
6) Profilaxia
 Saneamento básico
 Educação Sanitária
 Inspeção do abate animal
 Evitar a ingestão de carne mal cozida
Teníase
Cisticercose
Autocontaminação:
 Ingestão dos ovos presentes nos nos alimentos;
O homem passa a ser o HI;
Parasita o globo ocular e coluna vertebral SNC
neurocisticercose).
Taenia solium
Autocontaminação
Teníase x cisticercose

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Platelmintos (Power Point)
Platelmintos (Power Point)Platelmintos (Power Point)
Platelmintos (Power Point)
Bio
 
Platelmintose nematelmintos ifpe
Platelmintose nematelmintos ifpePlatelmintose nematelmintos ifpe
Platelmintose nematelmintos ifpe
Plínio Gonçalves
 
Cnidários ( Power Point ) 1
Cnidários ( Power Point ) 1Cnidários ( Power Point ) 1
Cnidários ( Power Point ) 1
Bio
 
Filo Cordados (Power Point)
Filo Cordados (Power Point)Filo Cordados (Power Point)
Filo Cordados (Power Point)
Bio
 
Aula Anelídeos 2º Ensino Médio Prof. Rosalia
Aula Anelídeos 2º Ensino Médio Prof. RosaliaAula Anelídeos 2º Ensino Médio Prof. Rosalia
Aula Anelídeos 2º Ensino Médio Prof. Rosalia
Rosalia Azambuja
 
Caracteristicas do reino animal
Caracteristicas do reino animalCaracteristicas do reino animal
Caracteristicas do reino animal
Thainá Carvalho
 

Mais procurados (20)

Bacterias e as doenças causadas por elas
Bacterias e as doenças causadas por elasBacterias e as doenças causadas por elas
Bacterias e as doenças causadas por elas
 
III.2 Platelmintos e Nematelmintos
III.2 Platelmintos e NematelmintosIII.2 Platelmintos e Nematelmintos
III.2 Platelmintos e Nematelmintos
 
Aula 11 fungos
Aula   11 fungosAula   11 fungos
Aula 11 fungos
 
Platelmintos (Power Point)
Platelmintos (Power Point)Platelmintos (Power Point)
Platelmintos (Power Point)
 
Doenças causadas por protozoários
Doenças causadas por protozoáriosDoenças causadas por protozoários
Doenças causadas por protozoários
 
Fungos -2.ppt
Fungos -2.pptFungos -2.ppt
Fungos -2.ppt
 
Aula bactérias
Aula bactériasAula bactérias
Aula bactérias
 
Fungos 2º ano
Fungos 2º anoFungos 2º ano
Fungos 2º ano
 
Moluscos e anelídeos
Moluscos e anelídeosMoluscos e anelídeos
Moluscos e anelídeos
 
Protozoários
ProtozoáriosProtozoários
Protozoários
 
Platelmintose nematelmintos ifpe
Platelmintose nematelmintos ifpePlatelmintose nematelmintos ifpe
Platelmintose nematelmintos ifpe
 
Cnidários ( Power Point ) 1
Cnidários ( Power Point ) 1Cnidários ( Power Point ) 1
Cnidários ( Power Point ) 1
 
Protozooses
Protozooses Protozooses
Protozooses
 
Filo Cordados (Power Point)
Filo Cordados (Power Point)Filo Cordados (Power Point)
Filo Cordados (Power Point)
 
Aula completa reino protista
Aula completa reino protistaAula completa reino protista
Aula completa reino protista
 
Protozoarios
ProtozoariosProtozoarios
Protozoarios
 
Aula Anelídeos 2º Ensino Médio Prof. Rosalia
Aula Anelídeos 2º Ensino Médio Prof. RosaliaAula Anelídeos 2º Ensino Médio Prof. Rosalia
Aula Anelídeos 2º Ensino Médio Prof. Rosalia
 
Cordados
CordadosCordados
Cordados
 
Platelmintos e nematelmintos
Platelmintos e nematelmintos Platelmintos e nematelmintos
Platelmintos e nematelmintos
 
Caracteristicas do reino animal
Caracteristicas do reino animalCaracteristicas do reino animal
Caracteristicas do reino animal
 

Destaque (8)

Nematelmintos
NematelmintosNematelmintos
Nematelmintos
 
Respostas ciclos biogeoquímicos
Respostas ciclos biogeoquímicosRespostas ciclos biogeoquímicos
Respostas ciclos biogeoquímicos
 
1º ano membranas da célula
1º ano membranas da célula 1º ano membranas da célula
1º ano membranas da célula
 
Citoplasma 11
Citoplasma 11Citoplasma 11
Citoplasma 11
 
Lista de embriologia 2
Lista de embriologia 2Lista de embriologia 2
Lista de embriologia 2
 
Imunologia
ImunologiaImunologia
Imunologia
 
Histologia
HistologiaHistologia
Histologia
 
TECIDO MUSCULAR
TECIDO MUSCULARTECIDO MUSCULAR
TECIDO MUSCULAR
 

Semelhante a Platelmintos

Introdução a Parasitologia
Introdução a ParasitologiaIntrodução a Parasitologia
Introdução a Parasitologia
Safia Naser
 
Correção do estudo dirigido protozoários
Correção do estudo dirigido protozoáriosCorreção do estudo dirigido protozoários
Correção do estudo dirigido protozoários
Raquel Freiry
 
Modelo [wood]
Modelo [wood]Modelo [wood]
Modelo [wood]
henzo13
 
Biologia - Platelmintos
Biologia - PlatelmintosBiologia - Platelmintos
Biologia - Platelmintos
Carson Souza
 

Semelhante a Platelmintos (20)

Aula 7º ano reino protista
Aula 7º ano reino protistaAula 7º ano reino protista
Aula 7º ano reino protista
 
Filo porífero, cnidário, platelminto Biologia
Filo porífero, cnidário, platelminto Biologia Filo porífero, cnidário, platelminto Biologia
Filo porífero, cnidário, platelminto Biologia
 
Introdução a Parasitologia
Introdução a ParasitologiaIntrodução a Parasitologia
Introdução a Parasitologia
 
Protozooses.Reino Protista: Protozooses Curso Técnico: Agente Comunitário de ...
Protozooses.Reino Protista: ProtozoosesCurso Técnico: Agente Comunitário de ...Protozooses.Reino Protista: ProtozoosesCurso Técnico: Agente Comunitário de ...
Protozooses.Reino Protista: Protozooses Curso Técnico: Agente Comunitário de ...
 
Correção do estudo dirigido protozoários
Correção do estudo dirigido protozoáriosCorreção do estudo dirigido protozoários
Correção do estudo dirigido protozoários
 
aula sobre HELMINTOS E DOENÇAS CAUSADAS.pptx
aula sobre HELMINTOS E DOENÇAS CAUSADAS.pptxaula sobre HELMINTOS E DOENÇAS CAUSADAS.pptx
aula sobre HELMINTOS E DOENÇAS CAUSADAS.pptx
 
Aula n° 2
Aula n° 2  Aula n° 2
Aula n° 2
 
Platelmintos
PlatelmintosPlatelmintos
Platelmintos
 
Protoctista
ProtoctistaProtoctista
Protoctista
 
Modelo [wood]
Modelo [wood]Modelo [wood]
Modelo [wood]
 
Biologia - Platelmintos
Biologia - PlatelmintosBiologia - Platelmintos
Biologia - Platelmintos
 
Reino metazoa
Reino metazoaReino metazoa
Reino metazoa
 
Platelmintos
PlatelmintosPlatelmintos
Platelmintos
 
Filo Platyhelminthes - Platelmintos
Filo Platyhelminthes - PlatelmintosFilo Platyhelminthes - Platelmintos
Filo Platyhelminthes - Platelmintos
 
Marcelo Brilhante Reino Protista
Marcelo Brilhante   Reino ProtistaMarcelo Brilhante   Reino Protista
Marcelo Brilhante Reino Protista
 
Doenças mais comuns em Moluscos
Doenças mais comuns em MoluscosDoenças mais comuns em Moluscos
Doenças mais comuns em Moluscos
 
3.aula.Leishmaniose.MEDICINA.pptx
3.aula.Leishmaniose.MEDICINA.pptx3.aula.Leishmaniose.MEDICINA.pptx
3.aula.Leishmaniose.MEDICINA.pptx
 
Protozooses
ProtozoosesProtozooses
Protozooses
 
4. protozoa do TGI
4. protozoa do TGI4. protozoa do TGI
4. protozoa do TGI
 
Protozoarios
ProtozoariosProtozoarios
Protozoarios
 

Mais de CristinaBrandao (20)

Bioenergética do 3 ano
Bioenergética do 3 anoBioenergética do 3 ano
Bioenergética do 3 ano
 
Membrana plasmatica pdf
Membrana plasmatica pdfMembrana plasmatica pdf
Membrana plasmatica pdf
 
CARIOLOGIA
CARIOLOGIACARIOLOGIA
CARIOLOGIA
 
PROTEÍNAS 2020
PROTEÍNAS 2020PROTEÍNAS 2020
PROTEÍNAS 2020
 
Lipídios
Lipídios Lipídios
Lipídios
 
Ácidos Nucleicos
Ácidos Nucleicos  Ácidos Nucleicos
Ácidos Nucleicos
 
VITAMINAS
VITAMINASVITAMINAS
VITAMINAS
 
Carboidratos
CarboidratosCarboidratos
Carboidratos
 
Taxonomia 2018
Taxonomia   2018Taxonomia   2018
Taxonomia 2018
 
Evolução
Evolução  Evolução
Evolução
 
Respiração celular
Respiração celularRespiração celular
Respiração celular
 
Exercício de revisão protozooses
Exercício de revisão protozoosesExercício de revisão protozooses
Exercício de revisão protozooses
 
Sistema nervoso
Sistema nervoso Sistema nervoso
Sistema nervoso
 
Ácidos nucleicos
Ácidos nucleicos Ácidos nucleicos
Ácidos nucleicos
 
Embriologia
Embriologia Embriologia
Embriologia
 
Vírus
VírusVírus
Vírus
 
UNEB
UNEBUNEB
UNEB
 
Questões consultec
Questões consultecQuestões consultec
Questões consultec
 
Citologia e classificação celular
Citologia e classificação celularCitologia e classificação celular
Citologia e classificação celular
 
Lipídios
LipídiosLipídios
Lipídios
 

Último

CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docxCONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
EduardaMedeiros18
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
rarakey779
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
edjailmax
 

Último (20)

Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docxCONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfLabor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
 

Platelmintos

  • 2.  Vermes achatados;  Aquáticos ou terrestres;  Vida livre ou parasitária. 1) Características gerais dos platelmintos  Simetria bilateral (tendência a cefalização).  São triblásticos, protostômios e acelomados; 2) Embriologia dos platelmintos
  • 3. 3) Fisiologia dos platelmintos  Sistema muscular desenvolvido  Sistema digestivo incompleto (Exceção das Taenias)  Excreção: Células flamas ou solenócitos  Sistema nervoso ganglionar OCELOS
  • 4. 4) Classes de platelmintos  Tubelária • Vida livre • Planárias  Trematoda • Vida parasitária • Schistosoma • Fascíola  Cestoda • Vida parasitári • Taenia sp
  • 5. 1) Agente causador (etiológico): Schistosoma mansoni (fenda no corpo) Esquistossomose (Barriga d'água) OVO MIRACÍDIO CERCÁRIA ESPOROCISTO ADULTO
  • 6. 3) Hospedeiros • Hospedeiro Definitivo: Homem • Hospedeiro Intermediário: Caramujo Biomphalaria glabrata  Verme trematódio;  Parasita heteroxeno;  Dióicos;  Possuem ventosas e dimorfismo sexual; 2) Características do Schistosoma
  • 7. CERCÁRIA 4) Forma de contaminação: CARAMUJO: Miracídio HOMEM: Cercária MIRACÍDIO
  • 8. 5) Local de Parasitismo: Fígado e veia porta hepática.
  • 9. 6) Ciclo biológico Penetração da larva Cercária Caramujo Miracídio Ovos Ovoposição nas veias do mesentério
  • 10.
  • 11. 7) Profilaxia:  Saneamento básico  Educação sanitária  Eliminação dos caramujos 6) Sintomas :  Dermatite, diarreia, mal estar, cefaleia, emegrecimento..  Edema abdominal,hepatomegalia,cirrose, esplenomegalia (São recorrentes da ovoposição da fêmea no mesentério)
  • 12. Agente causador (etiológico): Taenia solium e Taenia saginata  Verme cestódio  Parasita heteroxeno  Hermafrodita  Possui ventosas  Não possui sist. digestório Teníase Cisticerco Larva Taenia solium Taenia saginata Proglotes Escólex
  • 13. 2) Hospedeiros •Hospedeiro Definitivo: Homem • Hospedeiros Intermediários : Porco ou boi Taenia solium Taenia saginata
  • 14.
  • 15. 4) Forma de contaminação: Ingestão da larva cisticerco presente na carne do H.I. 3) Local de Parasitismo : Intestino delgado Cisticerco Larva
  • 17. 5) Sintomas:  Dor abdominal  Náuseas  Perda de peso 6) Profilaxia  Saneamento básico  Educação Sanitária  Inspeção do abate animal  Evitar a ingestão de carne mal cozida Teníase
  • 18. Cisticercose Autocontaminação:  Ingestão dos ovos presentes nos nos alimentos; O homem passa a ser o HI; Parasita o globo ocular e coluna vertebral SNC neurocisticercose).