Brincar e Educação - Jogo Educativo

1.389 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.389
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
54
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Brincar e Educação - Jogo Educativo

  1. 1. Universidade Federal do Ceará Faculdade de Educação Instituto de Educação Física e Esportes Estudos Teóricos e Práticos Sobre o Brincar Jogo Educativo Jefferson Nojosa João Paulo Lucas Melgaço Ruth Nunes Profº Marcos TeodoricoProfº Marcos Teodorico
  2. 2. Introdução O presente trabalho discorrerá sobre o conhecimento acerca do jogo educativo, abordando seu histórico, tipos de jogos, características, sua utilização na sociedade hodierna e o seu uso como objeto de recuperação e construção das estruturas cognitivas dos seres humanos. Para isso, buscaremos utilizar uma abordagem teórica-prática em que o educando é parte ativa no processo de construção do conhecimento.
  3. 3. Para você, o que é jogo educativo? Todo jogo é educativo?
  4. 4. “Um estudo do brinquedo permite uma incursão crítica ao solo em que se funda a sociedade; ajuda a entender a situação social das crianças em relação aos adultos; testemunha, além disso, a riqueza do imaginário infantil a enfrentar a maior de suas aventuras – a superação de barreiras e condicionamentos”. OLIVEIRA (2010, p. 13)
  5. 5. OLIVEIRA (2010, p. 8, 9 e 11)
  6. 6. Ao jogarem, os alunos demonstram seriedade e concentração, contudo, como atividade lúdica, o jogo também é acompanhado de risos, de alegria e de divertimento (KISHIMOTO, 2003)
  7. 7. Jogo da MemóriaJogo da Memória
  8. 8. HISTÓRICO
  9. 9.  HISTÓRICO
  10. 10. Após a 1ª guerra mundial aumenta a oferta de brinquedos militares, trens elétricos, patins e bicicletas “Querer colocar o brinquedo como causa da violência é tentar ocultar muitas outras raízes dessa violência”. OLIVEIRA (2010, p. 52)
  11. 11.  Decroly, Lebert e Montessori no período de 1919 a 1939 disputam o mercado dos materiais educativos “[...]a criança possui consciência latente, mas adormecida, cabendo ao brinquedo educativo a função de despertá-la”. OLIVEIRA (2010, p. 46)
  12. 12. “A especialização excessiva dos brinquedos educativos dirigidos ao ensino de conteúdos específicos, está retirando o jogo de sua área natural e eliminando o prazer, a alegria e a gratuidade, ingredientes indispensáveis à conduta lúdica” Tizuko Morchida Kishimoto Brasil (década de 80), proliferam empresas na linha dos chamados “brinquedos educativos” Brasil (década de 80), proliferam empresas na linha dos chamados “brinquedos educativos”
  13. 13. Corrida contra as DST’s
  14. 14. O jogo é uma atividade voluntária realizada dentro de alguns limites de tempo e espaço, através de regras livremente consentidas, porém, obrigatórias, dotadas de um fim em si mesmo, guiadas por sentimentos de tensão e alegria e de uma consciência, de ser diferente da vida cotidiana Huizinga (1993, p.16) Definição de jogo Definição de jogo
  15. 15. Mas afinal, todo jogo é educativo? Todo jogo é educativo em sua essência. Em qualquer tipo de jogo a criança sempre se educa. (Kishimoto, 1994)
  16. 16. O lúdico influencia bastante o desenvolvimento da criança. É através do jogo que a criança adquire iniciativa, autoconfiança, aprende a agir, além de estimular sua curiosidade, proporcionando o desenvolvimento da linguagem do pensamento e da concentração.
  17. 17. O jogo educativo possui duas funções: a lúdica, por proporcionar diversão, e a educativa, porque através dele pode-se ensinar qualquer coisa que complete o indivíduo. Sendo objetivo do jogo educativo equilibrar essas duas funções, para que uma não se sobressaia à outra e torne-se apenas jogo, ou apenas ensino Kishimoto (2003)
  18. 18. Você já escovou seus dentes hoje?
  19. 19. JOGOS EDUCATIVOS E ALFABETIZAÇÃO JOGOS EDUCATIVOS E ALFABETIZAÇÃO
  20. 20. Condições para a eficácia do jogo educativo: O professor deve atuar como orientador do processo criando um ambiente estimulador; Torna-se necessário, então, um planejamento prévio por parte do docente; O docente deve selecionar os recursos didáticos em função de seus objetivos; O docente deve avaliar se esses recursos estão sendo suficientes para que os alunos possam aprender de fato; O jogo deve ter objetivos bem definidos (é preciso que o professor perceba por quê e para quê ele está sendo utilizado).
  21. 21. CLASSIFICAÇÃO
  22. 22. Os jogos educativos tem o papel de auxiliar o processo de aprendizagem dos alunos, nos aspectos cognitivos, afetivos e sociais, fazendo com que o estudo se torne um momento prazeroso, por trazer desafios que estimulam o escolar num espaço mais agradável e propício ao aprendizado. Sendo assim,
  23. 23. Avaliação Para você, o que é jogo educativo? Todo jogo é educativo?
  24. 24. Obrigad@

×