SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 6
Baixar para ler offline
2013-2-
Noções Básicas de utilização da Calculadora
Financeira HP 12 C
Autor:
Prof. Julio Cezar Wojciechowski
NOÇÕES BÁSICAS – UTILIZAÇÃO DA CALCULADORA FINANCEIRA HP 12 C - Prof Julio Cezar
Noções Básicas - Utilização da Calculadora Financeira HP 12 C.
O objetivo deste material é fornecer as idéias iniciais do uso da HP 12 C. Serão
apresentadas as principais funções (PV, FV, n, i e PMT), e as maneiras de se efetuarem as
operações mais utilizadas na MATEMÁTICA FINANCEIRA.
Porém, é importante observar que este material trata das operações mais
comumente utilizadas. Aos interessados em maiores detalhes e operações da calculadora,,
sugere-se a leitura do correspondente manual.
Preparação inicial para utilização:
1. Ligar/ Desligar a calculadora: tecla
2. Digitar um número (por exemplo: 46,73
Devemos digitar 4 6 tecla (ponto) e, a seguir, 7 e 3
(vírgula)
3. Apagar um nº no visor: tecla
“limpar” calculadora
4. Trocar a vírgula pelo ponto (no visor) e vice-versa
• Desligar a máquina.
• Apertar simultaneamente a tecla N e a tecla .
• Soltar primeiro a tecla e em seguida a tecla
5. Definir o número de casas decimais a serem utilizadas:
(quantidade de casas decimais desejadas)
Exemplo
- Arredondar o nº 4,286 para duas casa decimais:
Digita-se o nº seguido de 2
Aparecerá no visor 4,29
6. Digitar um número negativo (por exemplo: - 12
Devemos digitar 12 tecla
2
f
f _
.
CLX
ON
ON
.
CHS
ON
ON
f CLX
g CLX
NOÇÕES BÁSICAS – UTILIZAÇÃO DA CALCULADORA FINANCEIRA HP 12 C - Prof Julio Cezar
Operações Elementares:
Adição/Subtração/Multiplicação/Divisão/Potenciação/Radiciação
A. 4 + 7 = HP→ 4 , 7
B. 12 - 5 = HP→ 12 , 5
C. 4 - 7 = HP→ 4 , 7
D. 4 x 7 = HP→ 4 , 7
E. 4 : 7 = HP→ 4 , 7
F. 4 + 7 x 4 = HP→ 7 , 4 4
G. 5 ² = HP→ 5 , 2
H. ( - 4 ) ³ = HP→ 4 3
I. ( - 0,5 ) 12
= HP→ 0,5 , 12
K. √ 81 = HP→ 81
L. √ 1.250,28 = HP→ 1.250,28
M. 3
√ 64 = HP→ 64 3
N. 5
√ 125 = HP→ 125 3 5
O. 12
√ 1,45 = HP→ 1,45 3 125
3
ENTER +
ENTER -
ENTER -
ENTER x
ENTER :
ENTER
ENTER
ENTER
X +
yx
CHS
yx
yx
CHS
ENTER
gENTER yx
gENTER yx
1/x yx
ENTER 1/x yx
ENTER 1/x yx
NOÇÕES BÁSICAS – UTILIZAÇÃO DA CALCULADORA FINANCEIRA HP 12 C - Prof Julio Cezar
Cálculo de Porcentagem e Variação Percentual
A. 12 % de 200 HP→ 200 12
B. 4,5 % de 124,50 HP→ 124,50 4,5
C. 12 % de 200 HP→ 200 12
Cálculo de Variação percentual ( % ) de dois valores:
D. Variação percentual de R$ 20.000,00 para R$ 23.000,00?
HP→ 20.000 23.000
Variação percentual de R$ 500,00 para 350,00?
HP→ 500 350
Utilização da MEMÓRIA DA HP
A HP possui 20 memórias disponíveis : 0, 1, 2, 3, .......9 e
.0 (ponto 0), .1 (ponto 1), ...... .9 (ponto9)
• Para armazenar, por exemplo, o número 36 na memória 1, devemos digitar
36 seguido de (Store) e o
• Para armazenar, o número 72 na memória 2, devemos digitar
72 seguido de (Store) e o
E assim, podemos armazenar valores em quaisquer das 20 memórias disponíveis.
• Para recuperarmos um número da memória 1, por exemplo, basta digitarmos
e ( Recall) e o
• Para recuperarmos um número da memória 2, basta digitarmos
e ( Recall) e o
4
ENTER %
ENTER yx
ENTER %
ENTER %
ENTER ∆%
ENTER ∆%
STO
1
STO
2
REC 1
REC 2
NOÇÕES BÁSICAS – UTILIZAÇÃO DA CALCULADORA FINANCEIRA HP 12 C - Prof Julio Cezar
Utilização das teclas de calendário da HP
Cálculo de número de dias entre duas datas
I. formatamos 6 casas decimais: 6
4
II. Formatamos a tecla de inserção de datas HP→
III. Digitamos a 1ª data, (dia.mesano)
Em seguida, digitamos a 2ª data (dia.mesano) - (não digitar ENTER)
Finalmente, teclamos
E O NÚMERO DE DIAS ENTRE AS DATAS APARECE NO VISOR.
Exemplos:
A. Calcular o nª de dias entre as datas: 05.09.2011 e 27.06.2012
B. calcular o nº de dias entre 03.02.2011 e 05.07.2012
5
D.MYg
ENTER
f
∆ DYS
NOÇÕES BÁSICAS – UTILIZAÇÃO DA CALCULADORA FINANCEIRA HP 12 C - Prof Julio Cezar
Utilização das teclas de calendário da HP
Cálculo de número de dias entre duas datas
I. formatamos 6 casas decimais: 6
4
II. Formatamos a tecla de inserção de datas HP→
III. Digitamos a 1ª data, (dia.mesano)
Em seguida, digitamos a 2ª data (dia.mesano) - (não digitar ENTER)
Finalmente, teclamos
E O NÚMERO DE DIAS ENTRE AS DATAS APARECE NO VISOR.
Exemplos:
A. Calcular o nª de dias entre as datas: 05.09.2011 e 27.06.2012
B. calcular o nº de dias entre 03.02.2011 e 05.07.2012
5
D.MYg
ENTER
f
∆ DYS

Mais conteúdo relacionado

Destaque

AS POTENCIALIDADES DO USO DO SOFTWARE SCRATCH PARA A CONSTRUÇÃO DA LITERACIA...
 AS POTENCIALIDADES DO USO DO SOFTWARE SCRATCH PARA A CONSTRUÇÃO DA LITERACIA... AS POTENCIALIDADES DO USO DO SOFTWARE SCRATCH PARA A CONSTRUÇÃO DA LITERACIA...
AS POTENCIALIDADES DO USO DO SOFTWARE SCRATCH PARA A CONSTRUÇÃO DA LITERACIA...ULBRA
 
Candidatura a jornadas_de_caça_zcm
Candidatura a jornadas_de_caça_zcmCandidatura a jornadas_de_caça_zcm
Candidatura a jornadas_de_caça_zcmdingobil
 
6ª série 11ª lista
6ª série   11ª lista6ª série   11ª lista
6ª série 11ª listaescolazilah
 
Telefone de brinquedo
Telefone de brinquedoTelefone de brinquedo
Telefone de brinquedoromarks
 
Consequências do suicídio para futuras reencarnações
Consequências do suicídio para futuras reencarnaçõesConsequências do suicídio para futuras reencarnações
Consequências do suicídio para futuras reencarnaçõesLaila Rúbia
 
Updated sept 2007 9 10-07 agency profile
Updated sept 2007 9 10-07 agency profileUpdated sept 2007 9 10-07 agency profile
Updated sept 2007 9 10-07 agency profileBarbara Pflughaupt
 
Geografia 1EM 1BIM
Geografia  1EM 1BIM Geografia  1EM 1BIM
Geografia 1EM 1BIM Alice MLK
 

Destaque (11)

AS POTENCIALIDADES DO USO DO SOFTWARE SCRATCH PARA A CONSTRUÇÃO DA LITERACIA...
 AS POTENCIALIDADES DO USO DO SOFTWARE SCRATCH PARA A CONSTRUÇÃO DA LITERACIA... AS POTENCIALIDADES DO USO DO SOFTWARE SCRATCH PARA A CONSTRUÇÃO DA LITERACIA...
AS POTENCIALIDADES DO USO DO SOFTWARE SCRATCH PARA A CONSTRUÇÃO DA LITERACIA...
 
Candidatura a jornadas_de_caça_zcm
Candidatura a jornadas_de_caça_zcmCandidatura a jornadas_de_caça_zcm
Candidatura a jornadas_de_caça_zcm
 
6ª série 11ª lista
6ª série   11ª lista6ª série   11ª lista
6ª série 11ª lista
 
Bienvenida
BienvenidaBienvenida
Bienvenida
 
Portfolio
PortfolioPortfolio
Portfolio
 
P12 portfolio
P12 portfolioP12 portfolio
P12 portfolio
 
Edifício I
Edifício IEdifício I
Edifício I
 
Telefone de brinquedo
Telefone de brinquedoTelefone de brinquedo
Telefone de brinquedo
 
Consequências do suicídio para futuras reencarnações
Consequências do suicídio para futuras reencarnaçõesConsequências do suicídio para futuras reencarnações
Consequências do suicídio para futuras reencarnações
 
Updated sept 2007 9 10-07 agency profile
Updated sept 2007 9 10-07 agency profileUpdated sept 2007 9 10-07 agency profile
Updated sept 2007 9 10-07 agency profile
 
Geografia 1EM 1BIM
Geografia  1EM 1BIM Geografia  1EM 1BIM
Geografia 1EM 1BIM
 

Semelhante a Calculadora HP 12C

Semelhante a Calculadora HP 12C (20)

Apostila hp 12c
Apostila hp 12cApostila hp 12c
Apostila hp 12c
 
Hp1
Hp1Hp1
Hp1
 
Curso hp12 c_u1p2
Curso hp12 c_u1p2Curso hp12 c_u1p2
Curso hp12 c_u1p2
 
Hp 12 c aula 4
Hp 12 c  aula 4Hp 12 c  aula 4
Hp 12 c aula 4
 
Hp12 c aplicada_a_gestao
Hp12 c aplicada_a_gestaoHp12 c aplicada_a_gestao
Hp12 c aplicada_a_gestao
 
Aprenda a usar a HP-12C
Aprenda a usar a HP-12CAprenda a usar a HP-12C
Aprenda a usar a HP-12C
 
Conhecendo a sua hp 12c
Conhecendo a sua hp 12cConhecendo a sua hp 12c
Conhecendo a sua hp 12c
 
Matematicafinanceiracomhp12c 120309062459-phpapp01
Matematicafinanceiracomhp12c 120309062459-phpapp01Matematicafinanceiracomhp12c 120309062459-phpapp01
Matematicafinanceiracomhp12c 120309062459-phpapp01
 
Manual hp 12_c
Manual hp 12_cManual hp 12_c
Manual hp 12_c
 
Hp
HpHp
Hp
 
Apresentação da Calculadora hp 12c
Apresentação da Calculadora hp 12cApresentação da Calculadora hp 12c
Apresentação da Calculadora hp 12c
 
Hp12c
Hp12cHp12c
Hp12c
 
Curso hp12 c_u1p1
Curso hp12 c_u1p1Curso hp12 c_u1p1
Curso hp12 c_u1p1
 
HP 12C - UTILIZAÇÃO
HP 12C - UTILIZAÇÃOHP 12C - UTILIZAÇÃO
HP 12C - UTILIZAÇÃO
 
Aula 2 matemática financeira conhecendo a hp 12c
Aula 2 matemática financeira   conhecendo a hp 12cAula 2 matemática financeira   conhecendo a hp 12c
Aula 2 matemática financeira conhecendo a hp 12c
 
Funções básicas da hp 12 c
Funções básicas da hp 12 cFunções básicas da hp 12 c
Funções básicas da hp 12 c
 
Curso deferias
Curso deferiasCurso deferias
Curso deferias
 
Resumo de matemática financeira
Resumo de matemática financeiraResumo de matemática financeira
Resumo de matemática financeira
 
Resumo de matemática financeira
Resumo de matemática financeiraResumo de matemática financeira
Resumo de matemática financeira
 
Apostila de hp12 c
Apostila de hp12 cApostila de hp12 c
Apostila de hp12 c
 

Último

Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxHlioMachado1
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETODouglasVasconcelosMa
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no textoMariaPauladeSouzaTur
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAEdioFnaf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 

Último (20)

“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no texto
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 

Calculadora HP 12C

  • 1. 2013-2- Noções Básicas de utilização da Calculadora Financeira HP 12 C Autor: Prof. Julio Cezar Wojciechowski
  • 2. NOÇÕES BÁSICAS – UTILIZAÇÃO DA CALCULADORA FINANCEIRA HP 12 C - Prof Julio Cezar Noções Básicas - Utilização da Calculadora Financeira HP 12 C. O objetivo deste material é fornecer as idéias iniciais do uso da HP 12 C. Serão apresentadas as principais funções (PV, FV, n, i e PMT), e as maneiras de se efetuarem as operações mais utilizadas na MATEMÁTICA FINANCEIRA. Porém, é importante observar que este material trata das operações mais comumente utilizadas. Aos interessados em maiores detalhes e operações da calculadora,, sugere-se a leitura do correspondente manual. Preparação inicial para utilização: 1. Ligar/ Desligar a calculadora: tecla 2. Digitar um número (por exemplo: 46,73 Devemos digitar 4 6 tecla (ponto) e, a seguir, 7 e 3 (vírgula) 3. Apagar um nº no visor: tecla “limpar” calculadora 4. Trocar a vírgula pelo ponto (no visor) e vice-versa • Desligar a máquina. • Apertar simultaneamente a tecla N e a tecla . • Soltar primeiro a tecla e em seguida a tecla 5. Definir o número de casas decimais a serem utilizadas: (quantidade de casas decimais desejadas) Exemplo - Arredondar o nº 4,286 para duas casa decimais: Digita-se o nº seguido de 2 Aparecerá no visor 4,29 6. Digitar um número negativo (por exemplo: - 12 Devemos digitar 12 tecla 2 f f _ . CLX ON ON . CHS ON ON f CLX g CLX
  • 3. NOÇÕES BÁSICAS – UTILIZAÇÃO DA CALCULADORA FINANCEIRA HP 12 C - Prof Julio Cezar Operações Elementares: Adição/Subtração/Multiplicação/Divisão/Potenciação/Radiciação A. 4 + 7 = HP→ 4 , 7 B. 12 - 5 = HP→ 12 , 5 C. 4 - 7 = HP→ 4 , 7 D. 4 x 7 = HP→ 4 , 7 E. 4 : 7 = HP→ 4 , 7 F. 4 + 7 x 4 = HP→ 7 , 4 4 G. 5 ² = HP→ 5 , 2 H. ( - 4 ) ³ = HP→ 4 3 I. ( - 0,5 ) 12 = HP→ 0,5 , 12 K. √ 81 = HP→ 81 L. √ 1.250,28 = HP→ 1.250,28 M. 3 √ 64 = HP→ 64 3 N. 5 √ 125 = HP→ 125 3 5 O. 12 √ 1,45 = HP→ 1,45 3 125 3 ENTER + ENTER - ENTER - ENTER x ENTER : ENTER ENTER ENTER X + yx CHS yx yx CHS ENTER gENTER yx gENTER yx 1/x yx ENTER 1/x yx ENTER 1/x yx
  • 4. NOÇÕES BÁSICAS – UTILIZAÇÃO DA CALCULADORA FINANCEIRA HP 12 C - Prof Julio Cezar Cálculo de Porcentagem e Variação Percentual A. 12 % de 200 HP→ 200 12 B. 4,5 % de 124,50 HP→ 124,50 4,5 C. 12 % de 200 HP→ 200 12 Cálculo de Variação percentual ( % ) de dois valores: D. Variação percentual de R$ 20.000,00 para R$ 23.000,00? HP→ 20.000 23.000 Variação percentual de R$ 500,00 para 350,00? HP→ 500 350 Utilização da MEMÓRIA DA HP A HP possui 20 memórias disponíveis : 0, 1, 2, 3, .......9 e .0 (ponto 0), .1 (ponto 1), ...... .9 (ponto9) • Para armazenar, por exemplo, o número 36 na memória 1, devemos digitar 36 seguido de (Store) e o • Para armazenar, o número 72 na memória 2, devemos digitar 72 seguido de (Store) e o E assim, podemos armazenar valores em quaisquer das 20 memórias disponíveis. • Para recuperarmos um número da memória 1, por exemplo, basta digitarmos e ( Recall) e o • Para recuperarmos um número da memória 2, basta digitarmos e ( Recall) e o 4 ENTER % ENTER yx ENTER % ENTER % ENTER ∆% ENTER ∆% STO 1 STO 2 REC 1 REC 2
  • 5. NOÇÕES BÁSICAS – UTILIZAÇÃO DA CALCULADORA FINANCEIRA HP 12 C - Prof Julio Cezar Utilização das teclas de calendário da HP Cálculo de número de dias entre duas datas I. formatamos 6 casas decimais: 6 4 II. Formatamos a tecla de inserção de datas HP→ III. Digitamos a 1ª data, (dia.mesano) Em seguida, digitamos a 2ª data (dia.mesano) - (não digitar ENTER) Finalmente, teclamos E O NÚMERO DE DIAS ENTRE AS DATAS APARECE NO VISOR. Exemplos: A. Calcular o nª de dias entre as datas: 05.09.2011 e 27.06.2012 B. calcular o nº de dias entre 03.02.2011 e 05.07.2012 5 D.MYg ENTER f ∆ DYS
  • 6. NOÇÕES BÁSICAS – UTILIZAÇÃO DA CALCULADORA FINANCEIRA HP 12 C - Prof Julio Cezar Utilização das teclas de calendário da HP Cálculo de número de dias entre duas datas I. formatamos 6 casas decimais: 6 4 II. Formatamos a tecla de inserção de datas HP→ III. Digitamos a 1ª data, (dia.mesano) Em seguida, digitamos a 2ª data (dia.mesano) - (não digitar ENTER) Finalmente, teclamos E O NÚMERO DE DIAS ENTRE AS DATAS APARECE NO VISOR. Exemplos: A. Calcular o nª de dias entre as datas: 05.09.2011 e 27.06.2012 B. calcular o nº de dias entre 03.02.2011 e 05.07.2012 5 D.MYg ENTER f ∆ DYS