Adaptações dos animais ao meio ambiente

2.706 visualizações

Publicada em

Adaptação

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.706
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Adaptações dos animais ao meio ambiente

  1. 1.  Onde se encontra:  O ornitorrinco é natural da Tasmânia e da Austrália
  2. 2.  Adaptação: O ornitorrinco possui diversas adaptações á vida no meio aquático como as suas membranas interdigitais, mais proeminentes nas patas dianteiras.Para defesa do território e para se defender dos predadores o ornitorrinco macho possui esporos venenosos nas patas
  3. 3.  Onde se encontra:  Lugares escuros e protegidos do vento e da chuva (como cavernas) tanto na cidade como na natureza. São encontrados em todo o mundo.
  4. 4.  Adaptação:  Apesar dos morcegos não serem animais típicos da cidade, eles adaptaram-se muito bem pois é lá que encontram muito alimento.Morcegos são mamíferos e são os únicos mamíferos que voam. Na natureza eles vivem nas cavernas mas adaptaram-se para viver na cidade, em telhados, passagens estreitas e copas de árvore. Eles saem para caçar no fim da tarde por que eles não gostam da luz. Uma dica para espantar os morcegos é iluminar o local em que ele está para ele ir embora. Os principais inimigos dos morcegos na cidade são os gatos e os humanos, que procuram espantar os morcegos por que eles podem transmitir doenças, como a raiva.
  5. 5.  Onde se encontra: Pode-se encontrar nas regiões temperadas e tropicais desde o nível do mar até altas elevações, no solo, no húmes, por baixo de pedras, cascas e troncos de árvores, cavernas e musgos.
  6. 6.  Adaptação:  O número de patas das centopeia são desde 15 a 191 e é sempre número impar impedindo que sejam exatamente 100, a maioria das espécies de centopeias usa as patas para poder entrar na terra e tapar o buraco logo a seguir como modo de defesas centopeias possuem uma garra de veneno situada no primeiro segmento do corpo, o seu veneno não é perigoso para o homem exceto em caso de alergia. As pernas anais encontradas no último segmento servem para atacar na forma de pinça ou servem de antena.
  7. 7.  Onde pode encontra:  Quase todas as medusas habitam os oceanos
  8. 8.  Adaptação:  Os tentáculos possuem espinhos minúsculos que possuem uma toxina.De um modo geral a toxina das medusas não são fatais para o ser humano essencialmente as da classe scyphozoa a não ser que a pessoa seja vulnerável á peçonha mas as da classe cubozoa já o são.Em qualquer caso deve-se sempre administrar os primeiros socorros numa pessoas que foi picada, vinagre ou uma solução aquosa em ácido acético pode ajudar em picadas graves.Mas quando alguém é picado deve se tirar da água se for o caso para evitar afogamento e levar ás urgências se apresentar sintomas de um choque anafilático.
  9. 9.  Onde se encontra:  Nas fossas abissais daí o nome de peixe abissal.
  10. 10.  Adaptação:  Os peixes abissais vivem a grandes profundidades onde a luz solar não chega e por isso eles criam a sua própria luz para atrair as presas embora essa luz não emita calor.
  11. 11.  Onde se encontra:  Na savana e na África.
  12. 12.  Adaptação:  A cobra papa-ovos alimenta- se de ovos de aves. Para isso, ela tem adaptações que lhe permitem subir ás árvores para apanharem os ovos ninhos dos pássaros. Ela também se adaptou a comer os ovos inteiros e vomitar somente a casca. A cobra papa-ovos pode chegar até 1 metro de comprimento. Ela pode comer um ovo maior do que a sua cabeça pois o maxilar das cobras é elástico e se desloca para engolir ovos grandes. O ovo é esmagado por músculos dentro do corpo da cobra.
  13. 13.  Onde se encontra:  O Lobo Guará é encontrado na vegetação da América do Sul
  14. 14.  Adaptação:  A sua cor confunde- se dos campos de vegetação. As suas pernas grandes permitem-lhe ver acima da vegetação a grande distância e com as suas longas orelhas pode identificar a sua presa.
  15. 15.  Onde se encontra:  Ele é encontrado a cerca de 800 metros de profundidade no fundo do mar que banha a Austrália e a Nova Zelândia.
  16. 16.  Adaptação:  Como o corpo dele é feito de uma massa de gelatinosa, ele consegue viver no fundo do oceano sem ser esmagado pela pressão.O Blobfish vive na água salgada do mar e pode ter até 30.5cm de comprimento. O corpo aguenta grandes pressões porque é feito de uma massa de gelatina. Ele é menos denso que a água então ele consegue flutuar sem gastar energia. Ele flutua pelo oceano e quando os alimentos passam por ele, ele come, ou seja, ele não precisa caçar, para não gastar energia.
  17. 17.  Onde se encontra:  Ele é encontrado nos rios da Índia e nos do Nepal
  18. 18.  Adaptação:  O gavial é uma espécie de crocodilo muito adaptada a caça. Os músculos que não são usados na respiração são usados para nadar rápido debaixo da água e para caçar peixes, aves e pequenos bichos. Ele é discreto para caçar ao momento do ataque. Porque ele disfarça com tons de pedra, e usa o focinho estreito para chegar perto da presa sem ser percebido. Ele é muito rápido na água porque o rabo e as patas traseiras são adaptadas para nadar.
  19. 19.  Onde se encontra:  Vivem em todos os tipos de habitat, inclusive nas florestas e cidades.
  20. 20.  Adaptação:  A cascavel tem um órgão chamado Órgão de Jacobson que captura o cheiro do animal através da língua e envia um sinal para o cérebro com a direção de onde a presa está. Essa adaptação é importante porque a cobra é praticamente cega e a língua ajuda a localizar o alimento.
  21. 21.  Onde se encontra:  No circulo polar ártico
  22. 22.  Adaptação :  O enorme urso polar é um dos maiores carnívoros terrestres. Ele tem pelos grossos e brancos que o protegem do frio e o camuflam na neve. Essa adaptação é boa tanto para se proteger quanto para caçar. Os filhotes nascem durante o inverno em seguras cavernas de gelo.
  23. 23.  Onde se encontra:  Vivem em águas temperadas e tropicais. Sua distribuição inclui o Atlântico, o Mar Morto e o Mediterrâneo.
  24. 24.  Adaptação:  Assim como o camaleão, o cavalo marinho muda de cor para se proteger. Os olhos dele se movem independentemente melhorando a visão.
  25. 25.  Onde se encontra:  Florestas tropicais e úmidas da África e Ásia.
  26. 26.  Adaptação:  Ele tem uma cauda comprida que dá equilíbrio para ele subir nas árvores.O Leopardo consegue subir em árvores para manter olho nas presas e não deixar outros animais apanharem-nas. De dia, os leopardos dormem, e é de noite eles caçam. Eles sobem as árvores com ajuda de sua cauda longa, diferente das onças que têm a cauda curta. A cauda dá mais equilíbrio ao leopardo e facilita para subir as árvores.
  27. 27.  Onde se encontra:  Sul da África
  28. 28.  Adaptação:  Quando ameaçado, morde seu próprio rabo formando uma bola com escamas e espinhos. O Lagarto Tatu é uma espécie de lagarto que vive na fauna africana e pode ter até 25 centímetros. Ele tem esse nome porque para se proteger ele imita o tatu, mordendo o próprio rabo para esconder a barriga que é a parte mole do seu corpo. Os lagartos vivem em pequenos grupos e durante o inverno dormem.

×