Física<br />ENERGIA<br />
O QUE É ENERGIA?<br />Energia é a capacidade que um corpo tem de realizar trabalho.<br /> A energia pode se manifestar atr...
Agora iremos estudar a energia mecânica, que é base para a compreensão de outros tipos de energia.<br />ENERGIA MECÂNICA<b...
ENERGIA POTENCIAL<br />Representada por EC , é a energia que depende da posição do corpo e que pode ser usada a qualquer m...
Agora observe que o arco está esticado, podendo a flecha ser lançada a qualquer momento. <br />Desses exemplos, podemos co...
ENERGIA CINÉTICA<br />É a que se manifesta nos corpos em movimento. Exemplos: uma queda d’água (como cachoeiras, bicas etc...
A ENERGIA NÃO PODE SER CRIADA NEM DESTRUÍDA<br />	Vamos utilizar o exemplo da cachoeira. No alto da cachoeira a porção de ...
Na saída da bica, a água possui certa energia potencial (Ep). A medida que aquela porção de água cai, sua altura em relaçã...
“Na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma.” <br />Lavoisier<br />
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Física energia

2.713 visualizações

Publicada em

Fisica energia

Publicada em: Tecnologia, Diversão e humor
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.713
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
131
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Física energia

  1. 1. Física<br />ENERGIA<br />
  2. 2. O QUE É ENERGIA?<br />Energia é a capacidade que um corpo tem de realizar trabalho.<br /> A energia pode se manifestar através de calor, eletricidade, magnetismo, entre outras formas. Pode-se, no entanto, converter uma forma de energia em outra.<br />
  3. 3. Agora iremos estudar a energia mecânica, que é base para a compreensão de outros tipos de energia.<br />ENERGIA MECÂNICA<br />A energia mecânica é aquela capaz de colocar os corpos em movimento.<br />
  4. 4. ENERGIA POTENCIAL<br />Representada por EC , é a energia que depende da posição do corpo e que pode ser usada a qualquer momento para o corpo realizar o trabalho.<br />A pedra no alto da montanha encontra-se a certa altura e, devido à posição que ocupa, pode cair em queda livre. E você sabe que isso acontece porque a Terra exerce atração sobre os corpos situados em suas proximidades.<br />
  5. 5. Agora observe que o arco está esticado, podendo a flecha ser lançada a qualquer momento. <br />Desses exemplos, podemos concluir que a energia potencial, representada por EP, pode ser de dois tipos:<br /> Gravitacional: quando a posição do corpo pode levá-lo à queda livre;<br /> Elástica: quando a posição do corpo é associada a uma mola ou qualquer material elástico que possa lançar o corpo a certa distância.<br />
  6. 6. ENERGIA CINÉTICA<br />É a que se manifesta nos corpos em movimento. Exemplos: uma queda d’água (como cachoeiras, bicas etc.), uma pessoal saltando do trampolim, uma flecha no ar e uma pedra em queda livre.<br />Princípio de Conservação de Energia<br />“A energia é sempre conservada, transformando-se de potencial em cinética, e vice-versa.”<br />
  7. 7. A ENERGIA NÃO PODE SER CRIADA NEM DESTRUÍDA<br /> Vamos utilizar o exemplo da cachoeira. No alto da cachoeira a porção de água possui determinada energia potencial (EP), pois a posição que aquela porção de água ocupa vai determinar sua queda livre. A me-dida que aquela porção de água cai, sua altura em relação ao solo vai diminuindo, o que leva à diminuição também da energia potencial que ali estava armazenada. Enquanto isso acontece, há um aumento da velocidade da porção de água que cai. E como a velocidade aumenta à medida que a água cai, sua energia cinética (EC) também aumenta. No entanto, não podemos dizer que durante a queda a energia potencial da porção de água foi destruída nem que sua energia cinética foi criada. Aconteceu a transformação da energia potencial em cinética.<br />
  8. 8. Na saída da bica, a água possui certa energia potencial (Ep). A medida que aquela porção de água cai, sua altura em relação à roda diminui, enquanto sua velocidade aumenta. Com a redução da altura, a energia potencial da porção de água vai diminuindo, de modo que, quando a água atinge a roda, essa energia se reduz a zero. Em compensação, como a velocidade da água aumenta à medida que ela cai, sua energia cinética também aumenta, indo de zero, no alto da bica (velocidade zero), até um certo valor ao chegar à roda, que então é posta em movimento. Da mesma maneira que foi dito sobre a queda d’água, também no moinho a energia potencial da água é transformada em cinética, não ocorrendo destruição nem criação desses tipos de energia.<br />
  9. 9. “Na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma.” <br />Lavoisier<br />

×