O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Agile Trends - Saia da rotina e seja o owner da qualidade - SP/2018

257 visualizações

Publicada em

Dentro do ciclo de desenvolvimento, qualidade faz parte desde o planejamento até o lançamento do produto. Um cenário perfeito se não tivéssemos alguns impedimentos, tornando improvável manter 100% da qualidade para o produto. Este cenário evidencia um problema, mostrando que, além de acompanhar todas as fases de desenvolvimento, precisamos pensar em ações que venham minimizar a ausência de qualidade. Vamos falar como podemos reforçar o conceito sobre qualidade através de GUILDS para todos os envolvidos no desenvolvimento do produto, tornando essa prática parte da cultura de qualidade da empresa.

Publicada em: Software
  • Seja o primeiro a comentar

Agile Trends - Saia da rotina e seja o owner da qualidade - SP/2018

  1. 1. SAIA DA ROTINA E SEJA O OWNER DA QUALIDADE Fernando Santiago
  2. 2. Fernando Santiago Quality Engineer na http://resultadosdigitais.com.br
  3. 3. “ ”A qualidade deve estar presente em todas as fases do desenvolvimento. Um cenário perfeito se não tivéssemos alguns Imprevistos, tornando improvável manter 100% da qualidade para o produto.
  4. 4. Quality Assurance
  5. 5. Papéis Quem é você? Analista de Testes ● Planejar testes ● Criar cenários de testes ● Executar testes Quality Assurance ● Evangelizar boas práticas de qualidade ● Influenciar decisões ● Gerir testes de software ● Levantar métricas ● Documentar registros ● Implantar processos ● Garantir a qualidade
  6. 6. Como disseminar a cultura de qualidade entre o time de desenvolvimento?
  7. 7. Times Escalando o Agile PO QA TL UX DEV PO PO TL TL QA UX UX UX DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV PO QA TL UX DEV PO TL TL QA QA UX UX DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV PO PO PO TL TL QA QA UX UX DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV TL TL
  8. 8. Escalabilidade da cultura Análise de gaps referente a qualidade do produto Baixo engajamento Pouco QA Alta demanda Muitos times
  9. 9. Problemas Baixa visibilidade ● Técnico ● Gestão de testes ● Processo ● Execução das ações ● Documentação ● Infraestrutura ● Ferramentas
  10. 10. E agora?
  11. 11. “ ”Um grupo de pessoas com o objetivo de compartilhar conhecimento e práticas voltadas a uma determinada atividade. Guilda O que é? Spotify
  12. 12. Modelo Escalando a Guilda Chapter Chapter Squad Squad Squad Squad Chapter Chapter Squad Squad Squad Squad GUILDA PO QA TL UX DEV DEV DEV PO QA TL UX DEV DEV DEV PO QA TL UX DEV DEV DEV PO QA TL UX DEV DEV DEV PO QA TL UX DEV DEV DEV PO QA TL UX DEV DEV DEV PO QA TL UX DEV DEV DEV PO QA TL UX DEV DEV DEV
  13. 13. Foco na solução do problema
  14. 14. QA QAQAQA TL TL TL TL UX UX UX UX DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV QA QAQAQA TL TL TL TL UX UX UX UX DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV ● Criar guildas especializadas nos problemas ● Levantar os principais problemas de qualidade ● Realizar estudo #dataDriven ● Definir iniciativas ● Executar cerimônias ● Documentar registros ● Apresentar métricas e resultados Plano de Ação Alta visibilidade
  15. 15. Criar guildas especializadas Guildas Convidar voluntários Criar Guilda Ownership Elencar interessados
  16. 16. Dores Levantar os principais problemas de qualidade O que? Por que? Como? Problemas (Objetivo da Guilda) Motivos relacionados -Hipóteses da solução; -Critérios de sucesso; -Cronograma; -Recursos;
  17. 17. Pesquisa 1 Levantar os problemas e impactos 2 Documentar registros 3 Propor solução viável Realizar estudo
  18. 18. Estimativa de melhoria após a execução da Guilda Definir iniciativas Melhorias QA QAQAQA TL TL TL TL UX UX UX UX DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV QA QAQAQA TL TL TL TL UX UX UX UX DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEV DEVCritérios de sucesso Iniciativa substantivo feminino 1. ação daquele que é o primeiro a propor e/ou a realizar qualquer coisa. "tomar a i. de fazer algo" google
  19. 19. Desenvolver o que foi planejado Execução Cronograma Recursos Participantes Agenda de cerimônias da Guilda Tempo de duração, ferramentas e prazo Limite de participantes
  20. 20. Documentar registros Métricas Data Feature Período Participantes Horas totais Outputs Dia da cerimônia Funcionalidade Tempo de execução (H) Nome dos participantes Execução x participantes Ex: Número de falhas
  21. 21. Apresentar métricas Compartilhar Objetivo - Provar valor de melhoria estimado - Manter/atrair participantes Disponibilizar dados e resultados gerados pela Guilda
  22. 22. Case: Resultados Digitais
  23. 23. Requisitos Acordo para a execução das guildas Empresa Time Ownership Voluntários Permitir e incentivar a criação de Guildas entre os colaboradores Permitir e ter ciência do trabalho que será executado Prover conhecimento avançado sobre conceitos de qualidade Se disponibilizar para participar das cerimônias
  24. 24. Guildas State of Quality 1. Rotina de execução de Testes Exploratórios 2. Aumentar cobertura e otimizar Teste de Aceitação 3. Estruturar Testes de Performance 4. Disseminar skill de planejamento de testes 5. Rollout do projeto Danger para os demais times 6. Playbook de incidentes 2.0 7. Staging4all
  25. 25. Elencar convidados para participar do planejamento e execução de cenários de testes exploratórios, aumentar a cobertura de testes e tornar essa prática parte da cultura de qualidade do desenvolvimento. Objetivo Case RD Rotina de execução de Testes Exploratórios
  26. 26. ● Técnica de testes confundida com ad-hoc ● Cenários não executados corretamente ● Exercitar funções não automatizadas ● Encontrar falhas operacionais/visuais ● Identificar impactos por alterações ● Disseminar conhecimento entre o time ● Adicionar técnica como parte da cultura de dev Estudo Case RD
  27. 27. ● Canal de comunicação ● Canal de registro de falhas ● Prioridade entre times/features/lançamentos ● Agenda de cerimônia presencial/remota ● Período da cerimônia ● Convite aos participantes ● Talk introdutória da Guilda (ver Referências) ● Registros de falhas Execução Case RD
  28. 28. Feature Execução Falhas Participantes Total E-mail 01h00m 12 6 06h00m Automação 01h00m 7 8 08h00m Landing Page 01h00m 15 8 08h00m Lead Scoring 01h00m 8 7 07h00m Total 04h00m 42 29 29h00m dados ilustrativos Métricas Case RD
  29. 29. ● Entrega/Cobertura ● Estatísticas ● Análise de execução ● Impedimentos ● Trabalhos futuros ● Apêndices Documentação Case RD
  30. 30. Conclusão ● Ownership ● Guildas ● Fácil gerenciamento ● Resultados mais rápidos ● Baixo custo (variável) ● Repasse de conhecimento em grupo ● Iteração entre diferentes chapters ● Melhor aproveitamento ● Disseminar a cultura de qualidade
  31. 31. Referências Spotify Engineering Culture https://labs.spotify.com/2014/03/27/spotify-engineering-culture-part-1 Squads, Chapters and Guild http://cdn2.hubspot.net/hubfs/543330/olark-03-july/Squads-Chapters-Guilds-in-one-page.graffle.pdf Guilda: Testes Exploratórios https://www.slideshare.net/FernoSantiago/state-of-quality-testes-exploratrios-82016317
  32. 32. SAIA DA ROTINA E SEJA O OWNER DA QUALIDADE Fernando Santiago fernando.santiago@resultadosdigitais.com.br @fernosantiago http://resultadosdigitais.com.br

×