Successfully reported this slideshow.
Enzo Pace inicia sua palestra com uma afirmação:A possibilidade de se estudar os sistemas religiosos    como sistemas elab...
   O Método utilizado por Pace é o método    genealógico também utilizado por Talal Asad    (1993) em que se estuda genea...
   O Interesse primário é analizar a improvisação    na “ORIGEM”, isto é, o poder de comunicação; e    paralelamente ente...
   PRIMEIRO – superar a dicotomia entre a    “modernidade” e a “tradição”. Se a religião é um    sistema de comunicação, ...
   Alguns sociólogos Estadunienses elaboraram um    conceito chamado de “Economia Religiosa”. Este    paradigma de um lad...
   Entender a Religião como meio de comunicação evita   entender “O Conceito que a Religião se decompõe em   diferentes d...
   Pace traz uma compreensão que parecer ser o    que descreve por exemplo o atual “neo-    pentecostalismo”:“Se a estrut...
   O Paralelismo da compreensão “Origem” e “Tempo” é    a maneira de se evitar a terceira armadilha: “ A Busca    pela de...
   Além da dicotomia “modernidade” e “    tradição”, existe as dicotomias “primitivo e evoluído”    e “ simples e complex...
   O ponto de vista então adotado por Enzo é o    mesmo caminho que Max Weber levou a cabo em    seu tratado de “Sociolog...
   Apartir de tantos modelos Enzo define os    fundamentos de sua pesquisa em dois pontos:   1- A Origem do credo religi...
   Segundo Pace, toda religião tende a ser    representada não só como diferente da outra,    mas também em virtude da pr...
   Pace , ainda define que a hipótese atua    justamente em um terreno onde estão presente    diversos estratos, ou melho...
   A RELIGIÃO SEMPRE SERÁ COMO O HOMEM VÊ A    DEUS   A VERDADEIRA ESPIRITUALIDADE SEMPRE SERÁ    COMO DEUS VÊ O HOMEM ...
   ALUNOS:   ALEXANDRE AUDIOSO   FERNANDO MAIA   BIBLIOGRAFIA:   NARRAR A DEUS – A religião como meio de    comunicaç...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A religião como meio de comunicação

2.236 visualizações

Publicada em

ENZO PACE

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

A religião como meio de comunicação

  1. 1. Enzo Pace inicia sua palestra com uma afirmação:A possibilidade de se estudar os sistemas religiosos como sistemas elaborados de comunicaçãoOS PROPÓSITOS SÃO:1- TRATAR A RELIGIÃO COMO SISTEMA E COMO PODER DE COMUNICAÇÃO.2- RECONSTRUIR AS CONEXÕES CRIADAS PELA SIMBOLOGIA RELIGIOSA E OSAMBIENTES SOCIAIS QUE SE ALTERAM NO TEMPO E NO ESPAÇO.
  2. 2.  O Método utilizado por Pace é o método genealógico também utilizado por Talal Asad (1993) em que se estuda genealogicamente o surgimento das três grandes religiões mundiais, como grandes famílias ligadas entre si por parentesco e fé, neste caso, a fé monoteísta. Ainda segundo Pace esta fórmula traz um entendimento mais claro sobre as relações estruturais em suas fundações e em seus processos de construção.
  3. 3.  O Interesse primário é analizar a improvisação na “ORIGEM”, isto é, o poder de comunicação; e paralelamente entender a “CONSTRUÇÃO DO SENTIDO” , ou “Sistematização” no tempo. Pace define esta relação da seguinte maneira: “ o primeiro relaciona-se com o poder de comunicação, o segundo com a constituição e reprodução no tempo e no espaço de um sistema de sentido.
  4. 4.  PRIMEIRO – superar a dicotomia entre a “modernidade” e a “tradição”. Se a religião é um sistema de comunicação, esta mesma pode ter funcionamentos diferentes na diversidade social em que é apresentada. Exemplo: A OFERTA E DEMANDA DOS BENS SIMBÓLICOS OU DE SALVAÇÃO.
  5. 5.  Alguns sociólogos Estadunienses elaboraram um conceito chamado de “Economia Religiosa”. Este paradigma de um lado confronta a “Religião que se forma em meio á conflitos sociais”, com a “Religião que se forma devido a demanda do mercado”. Não é este o modelo que Enzo adota neste trabalho, este paradigma apenas nos mostra que os significados de uma religião em sua universalidade são influenciados sim pelo meio que tem sua origem e que desenvolve sua sistemática.
  6. 6.  Entender a Religião como meio de comunicação evita entender “O Conceito que a Religião se decompõe em diferentes dimensões”. A Religião não se desfaz, mas se transforma subjetivamente de acordo com seu meio. Exemplos: Em pesquisas realizadas são encontradas diversas visões da religião:a) Praticantes da “religião” que não acreditam no conjunto total de doutrinas ensinadas.b) Praticantes que se dizer ter a experiência, mas não se sentem parte do todo.c) Praticantes que subjetivam a tradição consolidadada pela escolha individual em “praticar ou não praticar”.A conclusão de tais posicionamentos é que a maioria dos entrevistados em pesquisas empíricas não compreendem a “ sua religião”.
  7. 7.  Pace traz uma compreensão que parecer ser o que descreve por exemplo o atual “neo- pentecostalismo”:“Se a estrutura profunda da religião está dominada pela “pura palavra” capaz de fixar ou remover os limites simbólicos dos universos de sentidos dos indivíduos e dos grupos sociais, então se trata de estudar como atua a força da palavra, segundo as condições sociais e históricas em que uma ou mais religiões devem ser observadas”.
  8. 8.  O Paralelismo da compreensão “Origem” e “Tempo” é a maneira de se evitar a terceira armadilha: “ A Busca pela definição Existencialista” que defina de uma vez por todas a essência da religião (Lambert, 1991). “ A Busca da Religião é a busca da resposta existencial”  (F.Maia). Para isto, Pace diz que: “ é preferível considerar as religiões como sistemas vivos que evoluem”. Para ele, a comunicação significa elaborar um código que pode transformar as diferenças “externas” em “internas”.
  9. 9.  Além da dicotomia “modernidade” e “ tradição”, existe as dicotomias “primitivo e evoluído” e “ simples e complexos”. Esta quarta armadilha leva a pensar em uma “melhora das formas” de comunicação, sendo que a realidade é que, no processo de transformação o “evoluído e complexo” nos parece ser o vencedor. Isto também nos parece ser o desenvolvimento normal da comunicação, já que o evoluído é mais atraente, mesmo não sendo compreendido por sua complexidade.
  10. 10.  O ponto de vista então adotado por Enzo é o mesmo caminho que Max Weber levou a cabo em seu tratado de “Sociologia das Religiões”. O método de Weber é o “includente”, onde a análise circular inicia-se apartir de uma massa de informações, criando métodos abstratos que Weber chamava de “tipos ideais” e por fim volta- se ordenando as informações para apartir daí interpretá-las á luz dos modelos.
  11. 11.  Apartir de tantos modelos Enzo define os fundamentos de sua pesquisa em dois pontos: 1- A Origem do credo religioso 2- O Processo da construção do sistema Esta base de pesquisa fundamenta as duas dimensões principais da hipótese teórica: A) A religião antes da religião B) A religião observando a si mesma
  12. 12.  Segundo Pace, toda religião tende a ser representada não só como diferente da outra, mas também em virtude da pretensão legítima de conter em si a verdade, a julgar-se superior, mais completa, mais verdadeira em relação a outra, a todas as outras. Observar como uma religião observa a si mesmo, evita a imaginá-la como um universo de crenças, carente das crenças de outra religião.
  13. 13.  Pace , ainda define que a hipótese atua justamente em um terreno onde estão presente diversos estratos, ou melhor, níveis de crenças precedentes que a religião “reinterpreta”, modificando quantas vezes necessário, seus significados e os oferecendo como um novo horizonte de sentido. Desta maneira não há como negar que toda religião é afetada pelo sincretismo, onde a intensão é dominar a complexidade para que o fim seja a ordem da estrutura constituída pelo tempo.
  14. 14.  A RELIGIÃO SEMPRE SERÁ COMO O HOMEM VÊ A DEUS A VERDADEIRA ESPIRITUALIDADE SEMPRE SERÁ COMO DEUS VÊ O HOMEM PORTANTO NÃO HÁ POSSIBILIDADE DE SERMOS ESPIRITUAIS SEM ANTES COMPREENDERMOS COMO DEUS NOS COMUNICA SUA VISÃO DO HOMEM, ISTO É, DE NÓS MESMOS. A RELIGIÃO É O DESBRAVAMENTO HUMANO EM BUSCA DE DEUS JESUS É O DESBRAVAMENTO DE DEUS EM BUSCA DO HOMEM. (F.MAIA)
  15. 15.  ALUNOS: ALEXANDRE AUDIOSO FERNANDO MAIA BIBLIOGRAFIA: NARRAR A DEUS – A religião como meio de comunicação. Enzo Pace.

×