SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 6
CONTAÇÃO DE
HISTÓRIAS
Professora Carmen Luiza Fillies
LER É DIFERENTE DE CONTAR
DEVEMOS LER OU CONTAR HISTÓRIAS PARA AS
CRIANÇAS?
Temos que garantir a leitura e a narração de histórias lembrando
que ler e contar são ações diferentes e isso precisa ser
explicitado para as crianças. No caso da leitura, o (a) professor
(a) lê a história exatamente como está escrita no livro. A outra
possibilidade é contar a história. O(A) professor(a) diz que
encontrou a história em determinado livro, mostra e o coloca à
disposição para as crianças olharem após a narração,
explicando que estudou a história para contá-la.
Vejamos as características que diferenciam a narração oral e o texto
escrito:
Narração oral Texto escrito
A comunicação é imediata e simultânea –
acesso apenas no momento de sua
produção; efêmero.
A comunicação não apresenta vínculo de
espaço e tempo entre o momento de sua
produção e da leitura – acesso atemporal:
permanente.
Informação implícita; informação não
verbal: gesto, entonação,expressividade –
subentendidos e improvisação.
Necessidade de explicar toda a informação
necessária: maior grau de elaboração.
Em cada versão, o texto pode passar por
mudanças.
O escrito permanece fixo e perdura no
tempo.
E o que ler em voz alta e contar podem ter em comum?
 a expressividade de quem lê ou conta- mudanças de ritmo, de tons
e até mesmo de voz;
 a presença das histórias, seus cenários e personagens
encantadores e suas tramas maravilhosas;
 alguém conta ou lê e os outros ouvem – ler para o outro deixa de
ser uma ação individual e passa a ser coletiva;
 ambos podem incentivar a leitura – apresentando-se escritores e
títulos;
 promovem reflexão e interpretações próprias.
Portanto, ler e contar são situações diferentes que permitem a entrada
das histórias no universo das crianças e que lhes possibilitam muitas
aprendizagens.
BIBLIOGRAFIA
ABRAMOVICH, Fanny. Literatura infantil: gostosuras e bobices. São Paulo: Scipione, 1995.
ALVES, Rubem. A alegria de ensinar. São Paulo:Ars Poetica, 1994.
AMARILHA, Marly. Estão mortas as fadas? – literatura infantil e prática pedagógica. Petrópolis: Vozes, 1997.
BETTELHEIM, Bruno. A psicanálise dos contos de fadas. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1980.
CADEMARTORI, Lígia. O que é literatura infantil. São Paulo: Brasiliense, 1986.
DIATKINE, René. Histórias sem fim. Entrevista à revista Veja em 12 de março de 1993.
(A MAGIA DOS CONTOS DE FADAS – Taicy de Ávila Figueiredo – Brasília, 28 de outubro de 1998.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Ler e contar histórias para crianças

CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS: Um recurso alfabetizador para a Educação de Jovens e A...
CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS: Um recurso alfabetizador para a Educação de Jovens e A...CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS: Um recurso alfabetizador para a Educação de Jovens e A...
CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS: Um recurso alfabetizador para a Educação de Jovens e A...Centro de Estudos Imedep
 
A importância de contar histórias
A importância de contar históriasA importância de contar histórias
A importância de contar históriasMargarete Tesch
 
Projeto Reescrevendo Fábulas e Lendas: Pequenos Leitores, Futuros Escritores.
Projeto Reescrevendo Fábulas e Lendas: Pequenos Leitores, Futuros Escritores.Projeto Reescrevendo Fábulas e Lendas: Pequenos Leitores, Futuros Escritores.
Projeto Reescrevendo Fábulas e Lendas: Pequenos Leitores, Futuros Escritores.Dinapaes
 
Caderno de apoio a pratica pedagogica contos classicos mitologicos e modernos
Caderno de apoio a pratica pedagogica contos classicos mitologicos e modernosCaderno de apoio a pratica pedagogica contos classicos mitologicos e modernos
Caderno de apoio a pratica pedagogica contos classicos mitologicos e modernosvaldirnicioli1
 
Projeto Pedagogico
Projeto PedagogicoProjeto Pedagogico
Projeto Pedagogicoeudeszinho
 
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literaciaPanfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literaciaascotas
 
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literaciaPanfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literaciaascotas
 
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literaciaPanfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literaciaascotas
 
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literaciaPanfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literaciaascotas
 
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literaciaPanfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literaciaascotas
 
Projeto De Literatura Infantil Da Branca De Neve
Projeto De Literatura Infantil Da Branca De NeveProjeto De Literatura Infantil Da Branca De Neve
Projeto De Literatura Infantil Da Branca De NeveEscola BN
 
Minicurso ENAPE UEG "Literatura infantil e a arte de contar histórias"
Minicurso ENAPE UEG "Literatura infantil e a arte de contar histórias"Minicurso ENAPE UEG "Literatura infantil e a arte de contar histórias"
Minicurso ENAPE UEG "Literatura infantil e a arte de contar histórias"Rizia Freire
 
Porque sim não é resposta: 7 bons motivos para ler para crianças pequenas
Porque sim não é resposta: 7 bons motivos para ler para crianças pequenasPorque sim não é resposta: 7 bons motivos para ler para crianças pequenas
Porque sim não é resposta: 7 bons motivos para ler para crianças pequenasecoleitura
 

Semelhante a Ler e contar histórias para crianças (20)

Generos textuais
Generos textuaisGeneros textuais
Generos textuais
 
CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS: Um recurso alfabetizador para a Educação de Jovens e A...
CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS: Um recurso alfabetizador para a Educação de Jovens e A...CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS: Um recurso alfabetizador para a Educação de Jovens e A...
CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS: Um recurso alfabetizador para a Educação de Jovens e A...
 
Volume xvi 2006
Volume xvi 2006Volume xvi 2006
Volume xvi 2006
 
Adriana franciellen erika
Adriana  franciellen erikaAdriana  franciellen erika
Adriana franciellen erika
 
Especial creche bebeteca
Especial creche bebetecaEspecial creche bebeteca
Especial creche bebeteca
 
A importância de contar histórias
A importância de contar históriasA importância de contar histórias
A importância de contar histórias
 
Projeto Reescrevendo Fábulas e Lendas: Pequenos Leitores, Futuros Escritores.
Projeto Reescrevendo Fábulas e Lendas: Pequenos Leitores, Futuros Escritores.Projeto Reescrevendo Fábulas e Lendas: Pequenos Leitores, Futuros Escritores.
Projeto Reescrevendo Fábulas e Lendas: Pequenos Leitores, Futuros Escritores.
 
Ler a áfrica para compreender o mundo
Ler a áfrica para compreender o mundoLer a áfrica para compreender o mundo
Ler a áfrica para compreender o mundo
 
Caderno de apoio a pratica pedagogica contos classicos mitologicos e modernos
Caderno de apoio a pratica pedagogica contos classicos mitologicos e modernosCaderno de apoio a pratica pedagogica contos classicos mitologicos e modernos
Caderno de apoio a pratica pedagogica contos classicos mitologicos e modernos
 
Projeto Pedagogico
Projeto PedagogicoProjeto Pedagogico
Projeto Pedagogico
 
Slides idalice
Slides   idaliceSlides   idalice
Slides idalice
 
Contos de Fadas em libras.pdf
Contos de Fadas em libras.pdfContos de Fadas em libras.pdf
Contos de Fadas em libras.pdf
 
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literaciaPanfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
 
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literaciaPanfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
 
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literaciaPanfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
 
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literaciaPanfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
 
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literaciaPanfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
Panfleto a importância da leitura de histórias na emergência da literacia
 
Projeto De Literatura Infantil Da Branca De Neve
Projeto De Literatura Infantil Da Branca De NeveProjeto De Literatura Infantil Da Branca De Neve
Projeto De Literatura Infantil Da Branca De Neve
 
Minicurso ENAPE UEG "Literatura infantil e a arte de contar histórias"
Minicurso ENAPE UEG "Literatura infantil e a arte de contar histórias"Minicurso ENAPE UEG "Literatura infantil e a arte de contar histórias"
Minicurso ENAPE UEG "Literatura infantil e a arte de contar histórias"
 
Porque sim não é resposta: 7 bons motivos para ler para crianças pequenas
Porque sim não é resposta: 7 bons motivos para ler para crianças pequenasPorque sim não é resposta: 7 bons motivos para ler para crianças pequenas
Porque sim não é resposta: 7 bons motivos para ler para crianças pequenas
 

Último

ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamentalgeone480617
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 

Último (20)

ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 

Ler e contar histórias para crianças

  • 2. LER É DIFERENTE DE CONTAR
  • 3. DEVEMOS LER OU CONTAR HISTÓRIAS PARA AS CRIANÇAS? Temos que garantir a leitura e a narração de histórias lembrando que ler e contar são ações diferentes e isso precisa ser explicitado para as crianças. No caso da leitura, o (a) professor (a) lê a história exatamente como está escrita no livro. A outra possibilidade é contar a história. O(A) professor(a) diz que encontrou a história em determinado livro, mostra e o coloca à disposição para as crianças olharem após a narração, explicando que estudou a história para contá-la.
  • 4. Vejamos as características que diferenciam a narração oral e o texto escrito: Narração oral Texto escrito A comunicação é imediata e simultânea – acesso apenas no momento de sua produção; efêmero. A comunicação não apresenta vínculo de espaço e tempo entre o momento de sua produção e da leitura – acesso atemporal: permanente. Informação implícita; informação não verbal: gesto, entonação,expressividade – subentendidos e improvisação. Necessidade de explicar toda a informação necessária: maior grau de elaboração. Em cada versão, o texto pode passar por mudanças. O escrito permanece fixo e perdura no tempo.
  • 5. E o que ler em voz alta e contar podem ter em comum?  a expressividade de quem lê ou conta- mudanças de ritmo, de tons e até mesmo de voz;  a presença das histórias, seus cenários e personagens encantadores e suas tramas maravilhosas;  alguém conta ou lê e os outros ouvem – ler para o outro deixa de ser uma ação individual e passa a ser coletiva;  ambos podem incentivar a leitura – apresentando-se escritores e títulos;  promovem reflexão e interpretações próprias. Portanto, ler e contar são situações diferentes que permitem a entrada das histórias no universo das crianças e que lhes possibilitam muitas aprendizagens.
  • 6. BIBLIOGRAFIA ABRAMOVICH, Fanny. Literatura infantil: gostosuras e bobices. São Paulo: Scipione, 1995. ALVES, Rubem. A alegria de ensinar. São Paulo:Ars Poetica, 1994. AMARILHA, Marly. Estão mortas as fadas? – literatura infantil e prática pedagógica. Petrópolis: Vozes, 1997. BETTELHEIM, Bruno. A psicanálise dos contos de fadas. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1980. CADEMARTORI, Lígia. O que é literatura infantil. São Paulo: Brasiliense, 1986. DIATKINE, René. Histórias sem fim. Entrevista à revista Veja em 12 de março de 1993. (A MAGIA DOS CONTOS DE FADAS – Taicy de Ávila Figueiredo – Brasília, 28 de outubro de 1998.