CELULASES        Mayara Viera       Mauren Silveira
CELULASES
CLASSIFICAÇÃO
LIGNINA
CELULOSE
(Grama e palha: xilano           Menor p.m. que celuloseCELULOSE   Cadeias laterais: pentoses e hexoses)
LIGNINAHeteropolímero   amorfo constituído por 3 unidades diferentes de fenilpropano mantidas juntas por diferentes tipos...
ENDOCLUCANASE
EXOGLUCANASE(celobiohidrolase)
CELOBIOSE
BETA-GLUCOSIDASE
SINERGISMO
INDUTORESOligossacarídeos  de celobioseSoforose (Dissacarídeo-Transglicolisação de b-glicosidase)CeluloseLactose (???-...
INIBIDORESCelobiose  (> 10 mM)Endoglucanase (> 100 mM)Glucose (> 100 mM)Xilose, Maltose, Galactose, Frutose, Rneliobio...
Trichoderma ressei Rut C30         Conídios: até celobiose         Hifas: termina
ORIGEMT.   reesei
FERMENTAÇÃO
ATIVIDADE ENZIMÁTICA Métodos    para se determinar a atividade enzimática de  enzimas (não medem diretamente a quantidade...
ATIVIDADE ENZIMÁTICAFPU  / g de biomassa = relação entre o crescimento de fungos e produção da enzima. FPU / g de proteí...
FPUMede  a capacidade de uma preparação enzimática para hidrolisar 1 papel de filtro Whatman listra (1 x 6 cm, aprox. Mg ...
FPU X UI
SUBSTRATOS20-60%  DE CELULOSEGrão de cervejariaSorgoPalha de trigoSacarinaMadeiras duras e maciasGramíneasFarelo d...
SISTEMA DE PRODUÇÃO
PRÉ TRATAMENTOAlcalino  (explosão de vapor) provocando deslignificação
INÓCULO1-10% do volume   do meioMICELIAL     Vantagem: crescimento rápido     Desvantagem: controle precisoESPOROS    V...
CONDIÇÕES DE FERMENTAÇÃO32-33  °C pH 3.5-4.0Tempo: 0-48hr crescimento do fungo         48-96 hr produção da enzimaFerme...
TEMPERATURA X pH
FERMENTAÇÕES X SUBSTRATOS
BG: b-glicosidase; H: processo em que só a hidrólise foi avaliada, sem a etapa defermentação; SSF: sacarificação simultâne...
FERMENTAÇÃO SUBMERSAAlto rendimentoAlto custo de produçãoDificuldade em produzir um complexo multienzimático ótimo para...
FERMENTAÇÃO ESTADO    SÓLIDOPara quando pode-se usar a enzima bruta para bioconversão ou enriquecimento do substrato natu...
PURIFICAÇÃO    FILTRO   A VÁCUO OU DECANTADOR /CENTRÍFUGA    ULTRAFILTRAÇÃO   DO SOBRENADANTE    EVAPORAÇÃO     A VÁCUO...
CUSTOSFES X FSMFSM                                       6$   160/m3 para 20 FPU / ml = $ 8/10 FPU   FES               ...
ConclusãoProdução  de celulases por microrganismo depende do microrganismo e do meio de produção que imite melhor seu hab...
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Celulases
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Celulases

3.458 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.458
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
74
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Celulases

  1. 1. CELULASES Mayara Viera Mauren Silveira
  2. 2. CELULASES
  3. 3. CLASSIFICAÇÃO
  4. 4. LIGNINA
  5. 5. CELULOSE
  6. 6. (Grama e palha: xilano Menor p.m. que celuloseCELULOSE Cadeias laterais: pentoses e hexoses)
  7. 7. LIGNINAHeteropolímero amorfo constituído por 3 unidades diferentes de fenilpropano mantidas juntas por diferentes tipos de ligações.
  8. 8. ENDOCLUCANASE
  9. 9. EXOGLUCANASE(celobiohidrolase)
  10. 10. CELOBIOSE
  11. 11. BETA-GLUCOSIDASE
  12. 12. SINERGISMO
  13. 13. INDUTORESOligossacarídeos de celobioseSoforose (Dissacarídeo-Transglicolisação de b-glicosidase)CeluloseLactose (???- hidrólise extracelular-fonte econômica)
  14. 14. INIBIDORESCelobiose (> 10 mM)Endoglucanase (> 100 mM)Glucose (> 100 mM)Xilose, Maltose, Galactose, Frutose, Rneliobiose (reprimem 1,3 glucosidase)A INIBIÇÃO PODE SER DIMINUÍDA POR BATELADA ALIMENTADA
  15. 15. Trichoderma ressei Rut C30 Conídios: até celobiose Hifas: termina
  16. 16. ORIGEMT. reesei
  17. 17. FERMENTAÇÃO
  18. 18. ATIVIDADE ENZIMÁTICA Métodos para se determinar a atividade enzimática de enzimas (não medem diretamente a quantidade): (1)redução da viscosidade de uma solução de um derivado de celulase; (2) produção de açúcar redutor a partir de um derivado de celulase solúvel; (3) produção de açúcares redutores ou perda de peso resíduo sólido a partir de celulase; (4) libertação de corante a partir de uma celulase tingida -1 FES:U.g FSM: U. mL -1 UI: Quantidade de enzima que liberou 1 micromol de açúcar redutor por minuto.
  19. 19. ATIVIDADE ENZIMÁTICAFPU / g de biomassa = relação entre o crescimento de fungos e produção da enzima. FPU / g de proteína = eficiência da expressão da enzima.
  20. 20. FPUMede a capacidade de uma preparação enzimática para hidrolisar 1 papel de filtro Whatman listra (1 x 6 cm, aprox. Mg 50) em açúcares redutores. 1 mg de proteína total representa 0.54- 0.57 atividades FPU
  21. 21. FPU X UI
  22. 22. SUBSTRATOS20-60% DE CELULOSEGrão de cervejariaSorgoPalha de trigoSacarinaMadeiras duras e maciasGramíneasFarelo de soja
  23. 23. SISTEMA DE PRODUÇÃO
  24. 24. PRÉ TRATAMENTOAlcalino (explosão de vapor) provocando deslignificação
  25. 25. INÓCULO1-10% do volume do meioMICELIAL Vantagem: crescimento rápido Desvantagem: controle precisoESPOROS Vantagem: produção longe dos silos, inóculo de FES e FS Desvantagem: crescimento mais lentoCULTURA MISTA (Com Aspergillus spp p.ex)
  26. 26. CONDIÇÕES DE FERMENTAÇÃO32-33 °C pH 3.5-4.0Tempo: 0-48hr crescimento do fungo 48-96 hr produção da enzimaFermentação em lotes:Rendimento: 10-20 FPU/ ml que corresponde a 200-400 FPU/gProdutividade: 100-400 FPU/hr/lPara aumentar rendimento: aumenta conc. Substrato mas o fluido fica viscoso
  27. 27. TEMPERATURA X pH
  28. 28. FERMENTAÇÕES X SUBSTRATOS
  29. 29. BG: b-glicosidase; H: processo em que só a hidrólise foi avaliada, sem a etapa defermentação; SSF: sacarificação simultânea à fermentação; HSF: hidrólise separadada fermentação; SSCF: sacarificação simultânea à cofermentação
  30. 30. FERMENTAÇÃO SUBMERSAAlto rendimentoAlto custo de produçãoDificuldade em produzir um complexo multienzimático ótimo para hidrolisar um substratoPreferível para obter enzimas puras ou componentes de enzimas específicas porque seus preços compensam o método caro de produção5-15% DE SUBSTRATORendimento: 200-400 FPU/gProdutividade: 100-400 FPU/h/l = 10-20 FPU/ml
  31. 31. FERMENTAÇÃO ESTADO SÓLIDOPara quando pode-se usar a enzima bruta para bioconversão ou enriquecimento do substrato natural (biocombustível, suplemento de ração animal)Permite uso de mais variedades de substratosProdutividade volumétrica maior (0,33-o substrato g ocupa o volume de 3 fermentações/ml)20-40% DE MATÉRIA SECA (SUBSTRATO)Rendimento:100 FPU/gProdutividade: 200-800 FPU/h/l =33 FPU/ml
  32. 32. PURIFICAÇÃO  FILTRO A VÁCUO OU DECANTADOR /CENTRÍFUGA  ULTRAFILTRAÇÃO DO SOBRENADANTE  EVAPORAÇÃO A VÁCUO  ESTABILIZANTE PARA GUARDAR EM LÍQUIDO: SORBITOL OU LACTOSE EM ALTA CONCENTRAÇÃO  ANTIBIÓTICOS
  33. 33. CUSTOSFES X FSMFSM 6$ 160/m3 para 20 FPU / ml = $ 8/10 FPU FES 6$ 150/MT para 50 FPU / g = $ 3/10 FPU
  34. 34. ConclusãoProdução de celulases por microrganismo depende do microrganismo e do meio de produção que imite melhor seu habitat e que seja de menor custo.Indutores podem ser adicionados para otimizar a produção.Esporos são melhores para o inóculo, pois requerem menos cuidados de crescimento e adaptaçãoO método de purificação depende da forma de armazenamentoOs custos de produção da FES são menores que da FSM, apesar de ser pouco utilizada.

×