P&D PhibroComo ter ganhos de confinamento    no pasto na época seca             Dr. Gustavo Rezende Siqueira              ...
Métrica a ser utilizadaConf no pasto x ConvencionalOferta e substratoNível de suplementaçãoAditivos                  ...
< 24 meses> 18 @       3
O Grande desafio:Terminar animais no pasto     na época seca                            4
5
6
7
CONCEITO IMPORTANTERENDIMENTO    DO  GANHO                      8
Rendimento do Ganho (RG)      95 kgRG=                   RG= 633 g/kg      150 kg                                 9
GPD = 1,500 kg/dia                       RG = 65% GPDc = 0,975 kg/dia                       RG = 80% GPD = 1,220 kg/dia   ...
Conf Pasto         Conf Convencional             Moretti et al. (Dados não publicados)                                    ...
388 kgConf Convencional                                     Conf Expresso     521 kg             Peso Corporal (kg)      ...
Moretti et al. (Dados não publicados)                                  13
Moretti et al. (Dados não publicados)                                  14
15
ConsideraçõesÉ possível substituir o confinamentoconvencional pelo confinamento no PastoNo confinamento no pasto, o GPD ...
Questionamentos???Quanto a oferta de forragem é importanteno Confinamento no Pasto?E o substrato energético, ele podeinf...
18
FV   5.9%                                FV     15.0%CV   59.4%                               CV     52.9%FM   12.0%      ...
Porcentagem do fornecido   100%                           80%                           60%                           40% ...
1,4   1,297       P=0,17                        P=0,27                                               1,281             1,2...
1,1                             1.022 AGPD_carcaça (kg/dia)                                                               ...
140Efic biologica (kg conc MS/@ganha)                                     135                                             ...
Energético              Oferta forragem                          Milho     Polpa             Alta      BaixaConsumo       ...
ConsideraçõesMilho vs polpa desempenho semelhante.Ver $$$$ e associação de substratoTer uma oferta de pasto é bom e melh...
Mas e comparada asuplementação de 0,5% PV?           Alves Neto et al. (Dados não publicados)   26
Suplementação0,5 % PV vs 2,0% PV        Alves Neto et al. (Dados não publicados)   27
Alves Neto et al. (Dados não publicados)   28
Alves Neto et al. (Dados não publicados)   29
0,5%  0,534    Peso Final                                528 kg                                            DiferençaPeso ...
Peso         RC = 51,0/54,0   Carcaça528 kg                          284kg                                    31
Peso         RC = 51,0/54,0   Carcaça528 kg                          284kg                                    Diferença   ...
Peso           RG = 533   Carcaça48,1 kg                      25,2 kg                      Carcaça Peso                   ...
2,0% PV   0,5% PV                    34
0,5% PV  1,8 mm2,0% PV  3,5 mm                   35
36
37
0,5 %PV     2,0 %PVCons                  221.5       907.6R$/kg               R$ 0.850    R$ 0.581Operacional          R$ ...
E qual aditivo usar?        Alves Neto et al. (Dados não publicados)   39
Tratamentos                                   Contrastes  Var                          20                 EPM             ...
Variável             Cont         VM        VM/MO       VM/SALAditivo                         0.0085       0.0115     0.00...
Cortesia: Donato (União Suplementação Animal)
Métrica a ser utilizadaConf no pasto x ConvencionalOferta e substratoNível de suplementaçãoAditivos                  ...
Especial           45
PrivadosAgências de fomento     Públicos                                 46
OBRIGADO PELA ATENÇÃO!!!     Venha conhecer!!!                 Gustavo Rezende Siqueira                 siqueiragr@apta.sp...
121023 05-wbeef-engorda-a-pasto-gustavo-rezende
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

121023 05-wbeef-engorda-a-pasto-gustavo-rezende

1.100 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.100
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
56
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

121023 05-wbeef-engorda-a-pasto-gustavo-rezende

  1. 1. P&D PhibroComo ter ganhos de confinamento no pasto na época seca Dr. Gustavo Rezende Siqueira Pesquisador da APTA – Colina Prof. do PPG-Zootecnia da Unesp Jaboticabal Flávio Dutra de Resende, Matheus Henrique Moretti, João Alexandrino Alves Neto, Beatriz Lima Vellini Outubro de 2012 – São Paulo SP 1
  2. 2. Métrica a ser utilizadaConf no pasto x ConvencionalOferta e substratoNível de suplementaçãoAditivos 2
  3. 3. < 24 meses> 18 @ 3
  4. 4. O Grande desafio:Terminar animais no pasto na época seca 4
  5. 5. 5
  6. 6. 6
  7. 7. 7
  8. 8. CONCEITO IMPORTANTERENDIMENTO DO GANHO 8
  9. 9. Rendimento do Ganho (RG) 95 kgRG= RG= 633 g/kg 150 kg 9
  10. 10. GPD = 1,500 kg/dia RG = 65% GPDc = 0,975 kg/dia RG = 80% GPD = 1,220 kg/dia 10
  11. 11. Conf Pasto Conf Convencional Moretti et al. (Dados não publicados) 11
  12. 12. 388 kgConf Convencional Conf Expresso 521 kg Peso Corporal (kg) 492 kg (-5,6 %) 300 kg Carcaça (kg) 294 kg (-2,0%) 20,0 @ Carcaça (@) 19,6 @ 57,6 % Rendimento carcaça (%) 59,7 % ( 3,6 %) 684 g/kg Rendimento do ganho (g/kg) 819 g/kg (19 %) Moretti et al. (Dados não publicados) 12
  13. 13. Moretti et al. (Dados não publicados) 13
  14. 14. Moretti et al. (Dados não publicados) 14
  15. 15. 15
  16. 16. ConsideraçõesÉ possível substituir o confinamentoconvencional pelo confinamento no PastoNo confinamento no pasto, o GPD podeser sub-estimado, precisa conhecer o ganhoem carcaça 16
  17. 17. Questionamentos???Quanto a oferta de forragem é importanteno Confinamento no Pasto?E o substrato energético, ele podeinfluenciar no resultado? 17
  18. 18. 18
  19. 19. FV 5.9% FV 15.0%CV 59.4% CV 52.9%FM 12.0% FM 16.0%CM 22.7% CM 16.1%Milho vs Polpa Milho vs Polpa Vellini et al. (Dados não publicados) 19
  20. 20. Porcentagem do fornecido 100% 80% 60% 40% 20% 0% 08:00 10:00 12:00 14:00 16:00 18:00 08:00 Horários Milho/Baixa Milho/Alta Polpa/Baixa Polpa/Alta Vellini et al. (Dados não publicados) 20
  21. 21. 1,4 1,297 P=0,17 P=0,27 1,281 1,2 1,150 1,165 1,0GPD (g/kg) 0,8 0,6 0,4 0,2 0,0 Milho Polpa Alta Baixa Energético Oferta forragem Vellini et al. (Dados não publicados) 21
  22. 22. 1,1 1.022 AGPD_carcaça (kg/dia) 1,006 P = 0,25 1,0 0,950 0.932 B 0,9 0,8 Milho Polpa Alta Baixa Energético Oferta forragem Vellini et al. (Dados não publicados) 22
  23. 23. 140Efic biologica (kg conc MS/@ganha) 135 132 A 130 127 125 123 120 117 B 115 110 105 100 Milho Polpa Alta Baixa Energético Oferta forragem Vellini et al. (Dados não publicados) 23
  24. 24. Energético Oferta forragem Milho Polpa Alta BaixaConsumo 8.59 7.63 7.86 8.36Custo R$/kg 0.635 0.536 0.586 0.586R$/dia 5.46 4.09 4.60 4.90Total R$ 562.23 421.24 25.1 474.19 504.36 -6.4Ganho (@) 7.02 6.40 6.91 6.51(R$/@) 93.50 93.50 93.50 93.50Total (R$) 656.37 598.40 8.8 646.09 608.69 5.8Custo (R$/@ colocada) 80.09 65.82 17.8 68.62 77.47 -12.9Lucro alimentar (R$) 94.14 177.16 -88.2 171.89 104.33 39.3Lucro alimentar (R$/ha) 715.49 1346.44 -88.2 1031.36 959.83 6.9 24
  25. 25. ConsideraçõesMilho vs polpa desempenho semelhante.Ver $$$$ e associação de substratoTer uma oferta de pasto é bom e melhora aeficiência 25
  26. 26. Mas e comparada asuplementação de 0,5% PV? Alves Neto et al. (Dados não publicados) 26
  27. 27. Suplementação0,5 % PV vs 2,0% PV Alves Neto et al. (Dados não publicados) 27
  28. 28. Alves Neto et al. (Dados não publicados) 28
  29. 29. Alves Neto et al. (Dados não publicados) 29
  30. 30. 0,5%  0,534 Peso Final 528 kg DiferençaPeso Inicial 89dias ??@ 480 kg Peso Final 2,0  1,505 615 kg 30
  31. 31. Peso RC = 51,0/54,0 Carcaça528 kg 284kg 31
  32. 32. Peso RC = 51,0/54,0 Carcaça528 kg 284kg Diferença 5,13 @ CarcaçaPeso 361 kg615 kg RC  55,5/58,7 32
  33. 33. Peso RG = 533 Carcaça48,1 kg 25,2 kg Carcaça Peso 101,2 kg135,3 kg RC  762 33
  34. 34. 2,0% PV 0,5% PV 34
  35. 35. 0,5% PV  1,8 mm2,0% PV  3,5 mm 35
  36. 36. 36
  37. 37. 37
  38. 38. 0,5 %PV 2,0 %PVCons 221.5 907.6R$/kg R$ 0.850 R$ 0.581Operacional R$ 0.10 R$ 0.25Dias 89 89Custo Alimentar R$ 188.30 R$ 527.01Operacional total R$ 8.90 R$ 22.25Custo Total R$ 197.20 R$ 549.26(@) ganhas 1.68 6.79R$/@ R$ 95.00 R$ 95.00RB (R$) R$ 159.60 R$ 645.05Custo @ Colocada R$ 117.38 R$ 80.89Lucro Alimentar -R$ 37.60 R$ 95.79Custo/dia R$ 2.22 R$ 6.17Lucro/dia -R$ 0.42 R$ 1.08 38
  39. 39. E qual aditivo usar? Alves Neto et al. (Dados não publicados) 39
  40. 40. Tratamentos Contrastes Var 20 EPM Cont VM vs VM vs 5 5 vs 20 vs VM VMMO VMSA Cont VM VMMO VMSAGPD 0,534 1,229 1,225 1,505 1,296 0,08 <0,01 0,979 0,044 0,580PC (kg) 528 590 590 615 596 22,3 <0,01 0,991 0,037 0,600GPD_c 0,280 0,921 1,003 1,133 0,972 0,07 <0,01 0,378 0,170 0,732Car (kg) 284,5 341,6 349,1 361,1 346,0 14,5 <0,01 0,353 0,150 0,696RC/CJ 53,9 57,8 59,2 58,7 58,0 0,50 <0,01 0,067 0,481 0,129RC/SJ 51,0 54,5 56,1 55,5 54,9 0,56 <0,01 0,071 0,506 0,183 Alves Neto et al. (Dados não publicados) 40
  41. 41. Variável Cont VM VM/MO VM/SALAditivo 0.0085 0.0115 0.0093Total (R$/kg) R$ 0.569 R$ 0.578 R$ 0.581 R$ 0.579Aumento (R$) R$ 13.33 R$ 22.65 R$ 16.55(@) ganhas 5.51 6.01 6.79 5.83R$/@ R$ 95.00 R$ 95.00 R$ 95.00 R$ 95.00RB (R$) R$ 523.45 R$ 570.95 R$ 645.05 R$ 553.85 R$ 47.50 R$ 121.60 R$ 30.40B/C 3.6 5.4 1.8Custo @ Colocada R$ 95.57 R$ 89.84 R$ 80.89 R$ 93.17Lucro Alimentar -R$ 3.17 R$ 31.00 R$ 95.79 R$ 10.68Custo/dia R$ 5.92 R$ 6.07 R$ 6.17 R$ 6.10Lucro/dia -R$ 0.04 R$ 0.35 R$ 1.08 R$ 0.12 41
  42. 42. Cortesia: Donato (União Suplementação Animal)
  43. 43. Métrica a ser utilizadaConf no pasto x ConvencionalOferta e substratoNível de suplementaçãoAditivos 43
  44. 44. Especial 45
  45. 45. PrivadosAgências de fomento Públicos 46
  46. 46. OBRIGADO PELA ATENÇÃO!!! Venha conhecer!!! Gustavo Rezende Siqueira siqueiragr@apta.sp.gov.br (17) 3341-1155 47

×