Diretrizes uso solo auf plano diretor acf - 1980 - Ivo - 31/07/2012

310 visualizações

Publicada em

Apresentação feita na mesa sobre Contribuições governamentais no segundo SEMINÁRIO TÉCNICO DE PLANEJAMENTO E MOBILIDADE URBANA em 31 DE JULHO DE 2012

Publicada em: Governo e ONGs
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
310
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Diretrizes uso solo auf plano diretor acf - 1980 - Ivo - 31/07/2012

  1. 1. Clique para editar o estilo do subtítulo mestre DIRETRIZES USO SOLO AUF – 1976 PLANO DIRETOR ACF - 1980 Arq. Amilton Vergara de Souza
  2. 2. AUF e ACF Convênio 08/76 – Plano de Estruturação do Espaço do AUF
  3. 3. DIRETRIZES DE USO DO SOLO Controle da expansão urbana em zonas inadequadas ou de conrenção Vinculação dos serviços públicos às densidades das zonas de expansão Estruturação das zonas urbanizadas Plano Diretor de São José, Palhoça e Biguaçú Revitalização do centro de Florianópolis Recuperação de áreas carentes Incentivo à ocupação de áreas de urbanização prioritária Desconcentração do Centro Urbano-Ilha Indução ou revitalização de Centros de Animação Urbanização extensiva no Continente e multipolar na Ilha
  4. 4. SISTEMA VIÁRIO E TRANSPORTES Duplicação da BR-101 (contorno da ACF) Conclusão da BR-282 e acesso à Florianópolis Melhorias acessos a Angelina, A. Carlos e contorno de Celso Ramos Implantação de avenida beira-mar Norte continental Implantação de vias de tráfego rápido no continente Implantação de vias expressas Norte e Sul na Ilha Implantação de rodovia Ingleses-Pântano do Sul Construção da terceira ponte Ilha-Continente Sistema de transportes de massa integrado para a ACF
  5. 5. PLANOS E PROGRAMAS ESPECIAIS Preservação de zonas históricas e áreas de valor paisagístico (Ilha e Continente) Ordenação urbanística preventiva de áreas de interesse turístico na Ilha (orla) e continente (orla e águas termais) Preservação e uso de lazer compatível em áreas não urbanizáveis (Lagoa do Perti, Serra do Tabuleiro, dunas, topos de morro, etc) Desenvolvimento do setor primário (agropecuária, silvicultura e pesca) Localização de distritos industriais e grandes equipamentos (terminais de carga, universidades , hospitais, conjuntos habitacionais, etc) Criação e revitalização de centros de animação
  6. 6. ZONEAMENTO DO AUF ZONAS DE URBANIZAÇÃO ZONAS DE USO DO SOLO Não Urbanizável (ZNU) Uso Residencial (ZR) Urbanizada (ZU) Uso Comercial (ZC) Urbanização Prioritária (ZUP) Uso Industrial (ZI) Expansão Urbana (ZEU) Uso Turístico (ZT) Urbanização Diferida (ZUD) Uso Agrícola (ZA) Centros de Animação (CA) Uso Especial (ZE)
  7. 7. CONCEITOS DE OCUPAÇÃO Núcleo Balneário Urbanização Extensiva
  8. 8. MODELO DE OCUPAÇÃO ACF Urbanização extensiva Centro regional Centro metropolitano Centro secundário Centro local
  9. 9. VIAS PRINCIPAIS e COLETORAS
  10. 10. PLANO DIRETOR – SJ/P/B
  11. 11. PLANO DIRETOR - Entremares
  12. 12. URBANIZAÇÃO DE PALMAS-TO
  13. 13. URBANISMO SUSTENTÁVEL
  14. 14. MENSAGEM FINAL URBANIZAÇÃO EXTENSIVA ESTRUTURADA 1.PRESERVAÇÃO PAISAGÍSTICA E AMBIENTAL 1.CRIAÇÃO DE BAIRROS E CENTROS LOCAIS 1.MELHORIA DO TRÁFEGO E DA MOBILIDADE 1.DISTRIBUIÇÃO DE ATIVIDADES ECONÔMICAS 1.EQUIDADE DE OPORTUNIDADES E BENEFÍCIOS
  15. 15. Clique para editar o estilo do subtítulo mestre OBRIGADO !

×