SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
Baixar para ler offline
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO NORTE DE MINAS GERAIS - IFNMG
PLANO DE TRABALHO A SER DESENVOLVIDO PELO PRECEPTOR DO PROGRAMA RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA DO NÚCLEO DE LICENCIATURA EM FÍSICA – CAMPUS JANUÁRIA DURANTE O PERÍODO DE VIGÊNCIA DO
EDITAL Nº. 362, DE 13 DE OUTUBRO DE 2022
COMPONENTE CURRICULAR: FÍSICA
1 - OBJETIVO GERAL:
Contribuir para o aperfeiçoamento da formação prática dos discentes dos cursos de licenciatura em Física, auxiliando-os e promovendo a sua imersão na escola de educação básica.
2 - JUSTIFICATIVA:
O Programa Residência Pedagógica (PRP) têm se mostrado extremamente importante na formação dos futuros professores uma vez que vem desafiando as Instituições de Ensino Superior (IES) brasileiras a construírem práticas formativas que possam colaborar com
a efetivação de seus objetivos e compromissos, considerando tanto os documentos que instituem e orientam suas formas de organização, quanto as questões que correlacionam as identidades dos cursos de licenciatura aos desafios vividos pelo exercício da profissão
nos contextos em que esta se insere. Um dos objetivos gerais do programa é "Fortalecer a articulação entre a teoria e a prática na formação inicial de professores, através do diálogo permanente entre universidade e escolas de educação básica, pautado na
problematização da realidade, na análise crítica dos desafios presentes nos processos de ensinar e aprender e na construção de conhecimentos" A proposta do PRP vai ao encontro desta perspectiva, constituindo-se como oportunidade de materialização do ensino e
da aprendizagem da profissão a partir dos contextos onde esta se materializa.
3 - OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
Planejar e acompanhar as atividades dos residentes na escola-campo, zelando pelo cumprimento das atividades planejadas; Orientar juntamente como o docente orientador a elaboração de relatórios, relatos de experiência ou outros registros de atividades dos resi -
dentes; Acompanhar e avaliar o residente na aplicação de seus planos de aula e na execução da prática pedagógica; Auxiliar na elaboração de materiais didático-pedagógicos a serem utilizados pelos residentes; Informar o docente orientador sobre a frequência e a
participação dos residentes nas atividades desenvolvidas na escola-campo; Informar ao docente orientador situações que possam implicar o cancelamento e a suspensão da bolsa do residente; Reunir-se periodicamente com os residentes e outros preceptores para so-
cializar conhecimentos e experiências; Participar das atividades de acompanhamento e de avaliação do projeto colaborando com o aperfeiçoamento do programa; Participar de reuniões, seminários e atividades relacionadas ao PRP, quando convocado pelo IFNMG
ou pela CAPES; Elaborar relatório com as atividades executadas na escola-campo a fim de compor a prestação de contas do IFNMG, e Manter-se atualizado em relação às normas e orientações da CAPES quanto ao PRP.
Quadro 1 – Módulos Constituintes do Programa RP
Quadro organizativo das 138 horas do projeto de residência pedagógica – edital 2022
Dimensões Atividades Carga horária
(CH)
CH total da
dimensão
Período de realização
Início Fim
Residência Peda-
gógica
- fase I
Formação dos Residentes Reuniões com os residentes e construção do planejamento semestral. 10
36
Elaboração do Plano de atividade a ser realizado durante o período de vigência do Programa Residência Peda-
gógica.
4
Ambientação dos residentes
na
Escola/observação
semi-estruturada de sala de
aula
Estudo das Orientações Curriculares, do Projeto Político Pedagógico da Escola. Análise e discussão do desen-
volvimento das atividades de ensino/aprendizagem. Distribuição das turmas de acompanhamento aos residen-
tes.
6
Estudo dos materiais didáticos com uso das Tecnologias Digitais na Educação Básica (organização de
ambientes virtuais de aprendizagem e/ou uso de ferramentas tecnológicas úteis ao processo de
ensino/aprendizagem. Laboratórios virtuais e aplicativos úteis ao ensino.
6
Elaboração de projeto temático para aprofundamento de conhecimentos e técnicas de ensino. 10
Residência Peda-
gógica
- fase II
Imersão do residente na escola
campo
Uso das Tecnologias Digitais e do laboratório na Educação Básica (organização de ambientes físicos e virtuais
de aprendizagem e/ou uso de ferramentas tecnológicas úteis ao ensino presencial. Laboratórios virtuais e
aplicativos úteis ao ensino.
10 88
Acompanhamento do planejamento escolar junto com o residente e elaboração de planos de aula. 6
Execução de projeto temático para aprofundamento de conhecimentos e técnicas de ensino. Planejamento de
aulas e atividades de ensino relacionadas ao projeto.
20
Planejamento de atividades direcionadas aos alunos em progressão continuada - levantamento das dificuldades
relacionadas ao ensino e à aprendizagem junto ao professor tutor e aos estudantes da escola; e realização de
monitoria e atividades complementares.
6
Planejamento da intervenção e execução da Regência de Classe considerando os eixos de ações do Projeto 6
Regência de Classe: realização de atividades de ensino no interior da sala de aula; desenvolvimento de ações
prático-pedagógicas
40
Residência Peda-
gógica
- fase III
Produção, avaliação
e socialização de
resultados
Seminário de socialização das atividades de Residência Pedagógica 6
14
Elaboração do Relatório Parcial de Atividades Desenvolvidas na Residência 8
CARGA HORÁRIA TOTAL 138
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Os professores são vistos como mediadores e estimuladores do processo de formação do conhecimento de seus alunos. Portanto precisam estar qualificados e capacitados para propor aulas mais dinâmicas no sentido de buscarem uma participação mais ativa de seus
aprendizes, explorando conhecimento que seus alunos já possuem, permitindo-os construir capacidades criativas para resolver problemas. Nesse sentido o residente estará se preparando para atuar em sala de aula e contribuir para a formação dos alunos de forma
eficiente, aprendendo a lidar com os problemas enfrentados em sala de aula e sabendo contorná-los de maneira eficaz. Neste trabalho, buscaremos mesclar as experiências dos residentes e preceptores de uma forma diferente da experiência vivenciada anteriormente,
haja vista que ocorrerá de forma presencial. Os encontros presenciais permitirão que os sujeitos envolvidos no processo realizem uma troca ímpar de experiências e nesse sentido utilizaremos as experiências vivenciadas e as reflexões propostas para promover a
expressão das múltiplas vozes presentes no processo de produção do conhecimento.
OBSERVAÇÕES
As atividades propostas neste projeto, bem como as datas estão planejadas para serem executadas na escola campo acompanhados(as) de um docente e sob a orientação do preceptor e ambas podem sofrer alteração de acordo com a necessidade dos alunos.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a IFNMG Plano Residência Física

Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docxPrograma-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docxMaxLuisEspinosa
 
Apresentação geral do GESTAR II
Apresentação geral do GESTAR IIApresentação geral do GESTAR II
Apresentação geral do GESTAR IIguestc94c2b91
 
Sistematização dos Grupos de Trabalho
Sistematização dos Grupos de TrabalhoSistematização dos Grupos de Trabalho
Sistematização dos Grupos de TrabalhoClaraluz Gris
 
5ºATPC de Linguagens - Planejando as Aulas.pptx
5ºATPC de Linguagens - Planejando as Aulas.pptx5ºATPC de Linguagens - Planejando as Aulas.pptx
5ºATPC de Linguagens - Planejando as Aulas.pptxMatheusSimoesMasuoka1
 
Cópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docx
Cópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docxCópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docx
Cópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docxProfLeandrodosSantos
 
Projeto didáticas e práticas de ensino
Projeto didáticas e práticas de ensinoProjeto didáticas e práticas de ensino
Projeto didáticas e práticas de ensinoMaria Cecilia Silva
 
Apresenta visita técnica mt
Apresenta   visita técnica  mtApresenta   visita técnica  mt
Apresenta visita técnica mtjcmerij
 
Anexo vii paa 2013-2014 (2)
Anexo vii   paa 2013-2014 (2)Anexo vii   paa 2013-2014 (2)
Anexo vii paa 2013-2014 (2)AMG Sobrenome
 
Apres gestar ii araçoiaba pe
Apres gestar ii araçoiaba peApres gestar ii araçoiaba pe
Apres gestar ii araçoiaba pejoshuajasf
 
Plano Avaliacao A22 A25
Plano Avaliacao A22 A25Plano Avaliacao A22 A25
Plano Avaliacao A22 A25Ana Violante
 
Matemática Conectada às Habilidades da BNCC
Matemática Conectada às Habilidades da BNCCMatemática Conectada às Habilidades da BNCC
Matemática Conectada às Habilidades da BNCCfflora2
 
Plano-de-Apoio-Tutorial-Específico-3.pdf
Plano-de-Apoio-Tutorial-Específico-3.pdfPlano-de-Apoio-Tutorial-Específico-3.pdf
Plano-de-Apoio-Tutorial-Específico-3.pdfFreiheit Ribeiro
 

Semelhante a IFNMG Plano Residência Física (20)

Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docxPrograma-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
 
Apresentação geral do GESTAR II
Apresentação geral do GESTAR IIApresentação geral do GESTAR II
Apresentação geral do GESTAR II
 
P.Ação - 2022.docx
P.Ação - 2022.docxP.Ação - 2022.docx
P.Ação - 2022.docx
 
Programa GLAUBER 2023 17-04 B.docx
Programa GLAUBER 2023 17-04 B.docxPrograma GLAUBER 2023 17-04 B.docx
Programa GLAUBER 2023 17-04 B.docx
 
Apresentação power
Apresentação powerApresentação power
Apresentação power
 
PCN EM AÇÃO
PCN EM AÇÃOPCN EM AÇÃO
PCN EM AÇÃO
 
Sistematização dos Grupos de Trabalho
Sistematização dos Grupos de TrabalhoSistematização dos Grupos de Trabalho
Sistematização dos Grupos de Trabalho
 
5ºATPC de Linguagens - Planejando as Aulas.pptx
5ºATPC de Linguagens - Planejando as Aulas.pptx5ºATPC de Linguagens - Planejando as Aulas.pptx
5ºATPC de Linguagens - Planejando as Aulas.pptx
 
Cópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docx
Cópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docxCópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docx
Cópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docx
 
Projeto didáticas e práticas de ensino
Projeto didáticas e práticas de ensinoProjeto didáticas e práticas de ensino
Projeto didáticas e práticas de ensino
 
734 (3).pdf
734 (3).pdf734 (3).pdf
734 (3).pdf
 
734.pdf
734.pdf734.pdf
734.pdf
 
Apresenta visita técnica mt
Apresenta   visita técnica  mtApresenta   visita técnica  mt
Apresenta visita técnica mt
 
Estrutura do guia geral
Estrutura do guia geralEstrutura do guia geral
Estrutura do guia geral
 
Anexo vii paa 2013-2014 (2)
Anexo vii   paa 2013-2014 (2)Anexo vii   paa 2013-2014 (2)
Anexo vii paa 2013-2014 (2)
 
Apres gestar ii araçoiaba pe
Apres gestar ii araçoiaba peApres gestar ii araçoiaba pe
Apres gestar ii araçoiaba pe
 
Plano de ação para coordenação pedagógica
Plano de ação para coordenação pedagógicaPlano de ação para coordenação pedagógica
Plano de ação para coordenação pedagógica
 
Plano Avaliacao A22 A25
Plano Avaliacao A22 A25Plano Avaliacao A22 A25
Plano Avaliacao A22 A25
 
Matemática Conectada às Habilidades da BNCC
Matemática Conectada às Habilidades da BNCCMatemática Conectada às Habilidades da BNCC
Matemática Conectada às Habilidades da BNCC
 
Plano-de-Apoio-Tutorial-Específico-3.pdf
Plano-de-Apoio-Tutorial-Específico-3.pdfPlano-de-Apoio-Tutorial-Específico-3.pdf
Plano-de-Apoio-Tutorial-Específico-3.pdf
 

Último

19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptxErivaldoLima15
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mimJunto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mimWashingtonSampaio5
 
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzparte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzAlexandrePereira818171
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 

Último (20)

19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mimJunto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
 
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzparte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 

IFNMG Plano Residência Física

  • 1. INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO NORTE DE MINAS GERAIS - IFNMG PLANO DE TRABALHO A SER DESENVOLVIDO PELO PRECEPTOR DO PROGRAMA RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA DO NÚCLEO DE LICENCIATURA EM FÍSICA – CAMPUS JANUÁRIA DURANTE O PERÍODO DE VIGÊNCIA DO EDITAL Nº. 362, DE 13 DE OUTUBRO DE 2022 COMPONENTE CURRICULAR: FÍSICA 1 - OBJETIVO GERAL: Contribuir para o aperfeiçoamento da formação prática dos discentes dos cursos de licenciatura em Física, auxiliando-os e promovendo a sua imersão na escola de educação básica. 2 - JUSTIFICATIVA: O Programa Residência Pedagógica (PRP) têm se mostrado extremamente importante na formação dos futuros professores uma vez que vem desafiando as Instituições de Ensino Superior (IES) brasileiras a construírem práticas formativas que possam colaborar com a efetivação de seus objetivos e compromissos, considerando tanto os documentos que instituem e orientam suas formas de organização, quanto as questões que correlacionam as identidades dos cursos de licenciatura aos desafios vividos pelo exercício da profissão nos contextos em que esta se insere. Um dos objetivos gerais do programa é "Fortalecer a articulação entre a teoria e a prática na formação inicial de professores, através do diálogo permanente entre universidade e escolas de educação básica, pautado na problematização da realidade, na análise crítica dos desafios presentes nos processos de ensinar e aprender e na construção de conhecimentos" A proposta do PRP vai ao encontro desta perspectiva, constituindo-se como oportunidade de materialização do ensino e da aprendizagem da profissão a partir dos contextos onde esta se materializa. 3 - OBJETIVOS ESPECÍFICOS: Planejar e acompanhar as atividades dos residentes na escola-campo, zelando pelo cumprimento das atividades planejadas; Orientar juntamente como o docente orientador a elaboração de relatórios, relatos de experiência ou outros registros de atividades dos resi - dentes; Acompanhar e avaliar o residente na aplicação de seus planos de aula e na execução da prática pedagógica; Auxiliar na elaboração de materiais didático-pedagógicos a serem utilizados pelos residentes; Informar o docente orientador sobre a frequência e a participação dos residentes nas atividades desenvolvidas na escola-campo; Informar ao docente orientador situações que possam implicar o cancelamento e a suspensão da bolsa do residente; Reunir-se periodicamente com os residentes e outros preceptores para so- cializar conhecimentos e experiências; Participar das atividades de acompanhamento e de avaliação do projeto colaborando com o aperfeiçoamento do programa; Participar de reuniões, seminários e atividades relacionadas ao PRP, quando convocado pelo IFNMG ou pela CAPES; Elaborar relatório com as atividades executadas na escola-campo a fim de compor a prestação de contas do IFNMG, e Manter-se atualizado em relação às normas e orientações da CAPES quanto ao PRP.
  • 2. Quadro 1 – Módulos Constituintes do Programa RP Quadro organizativo das 138 horas do projeto de residência pedagógica – edital 2022 Dimensões Atividades Carga horária (CH) CH total da dimensão Período de realização Início Fim Residência Peda- gógica - fase I Formação dos Residentes Reuniões com os residentes e construção do planejamento semestral. 10 36 Elaboração do Plano de atividade a ser realizado durante o período de vigência do Programa Residência Peda- gógica. 4 Ambientação dos residentes na Escola/observação semi-estruturada de sala de aula Estudo das Orientações Curriculares, do Projeto Político Pedagógico da Escola. Análise e discussão do desen- volvimento das atividades de ensino/aprendizagem. Distribuição das turmas de acompanhamento aos residen- tes. 6 Estudo dos materiais didáticos com uso das Tecnologias Digitais na Educação Básica (organização de ambientes virtuais de aprendizagem e/ou uso de ferramentas tecnológicas úteis ao processo de ensino/aprendizagem. Laboratórios virtuais e aplicativos úteis ao ensino. 6 Elaboração de projeto temático para aprofundamento de conhecimentos e técnicas de ensino. 10 Residência Peda- gógica - fase II Imersão do residente na escola campo Uso das Tecnologias Digitais e do laboratório na Educação Básica (organização de ambientes físicos e virtuais de aprendizagem e/ou uso de ferramentas tecnológicas úteis ao ensino presencial. Laboratórios virtuais e aplicativos úteis ao ensino. 10 88 Acompanhamento do planejamento escolar junto com o residente e elaboração de planos de aula. 6 Execução de projeto temático para aprofundamento de conhecimentos e técnicas de ensino. Planejamento de aulas e atividades de ensino relacionadas ao projeto. 20 Planejamento de atividades direcionadas aos alunos em progressão continuada - levantamento das dificuldades relacionadas ao ensino e à aprendizagem junto ao professor tutor e aos estudantes da escola; e realização de monitoria e atividades complementares. 6 Planejamento da intervenção e execução da Regência de Classe considerando os eixos de ações do Projeto 6 Regência de Classe: realização de atividades de ensino no interior da sala de aula; desenvolvimento de ações prático-pedagógicas 40 Residência Peda- gógica - fase III Produção, avaliação e socialização de resultados Seminário de socialização das atividades de Residência Pedagógica 6 14 Elaboração do Relatório Parcial de Atividades Desenvolvidas na Residência 8 CARGA HORÁRIA TOTAL 138
  • 3. CONSIDERAÇÕES FINAIS Os professores são vistos como mediadores e estimuladores do processo de formação do conhecimento de seus alunos. Portanto precisam estar qualificados e capacitados para propor aulas mais dinâmicas no sentido de buscarem uma participação mais ativa de seus aprendizes, explorando conhecimento que seus alunos já possuem, permitindo-os construir capacidades criativas para resolver problemas. Nesse sentido o residente estará se preparando para atuar em sala de aula e contribuir para a formação dos alunos de forma eficiente, aprendendo a lidar com os problemas enfrentados em sala de aula e sabendo contorná-los de maneira eficaz. Neste trabalho, buscaremos mesclar as experiências dos residentes e preceptores de uma forma diferente da experiência vivenciada anteriormente, haja vista que ocorrerá de forma presencial. Os encontros presenciais permitirão que os sujeitos envolvidos no processo realizem uma troca ímpar de experiências e nesse sentido utilizaremos as experiências vivenciadas e as reflexões propostas para promover a expressão das múltiplas vozes presentes no processo de produção do conhecimento. OBSERVAÇÕES As atividades propostas neste projeto, bem como as datas estão planejadas para serem executadas na escola campo acompanhados(as) de um docente e sob a orientação do preceptor e ambas podem sofrer alteração de acordo com a necessidade dos alunos.