Administração Estratégica –conceitos, roteiro prático e casos   SERRA, Fernando (org.)   Aluna: Virgínia Garbin   Marketin...
Autor utiliza exemplos de grandes empresas para explicar teorias (base 2001)   Gol Linhas Áreas: investir em custos baixo...
GLOBO CABO (atual NET)   Maior operadora de TV a cabo da América Latina   Missão: proporcionar às pessoas e organizações...
GOL LINHAS ÁEREAS   Iniciou os trabalhos em 2000, com a estratégia: custo    baixo, preço baixo   Presidente com longa c...
OI TELEFONIA   Surgiu no mercado de telefonia em 2001 – controlada    pela Telemar (15%)   Marca simples e direta, com s...
OBJETIVOS ESTRATÉGICOS (2001)   McDonald’s: conseguir 100% de satisfação    dos clientes, todos os dias, em todos os    r...
BALANCED SCORECARD (BSC)   Os recursos interferem na rentabilidade da    empresa e não apenas os financeiros. Assim,    o...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Marketing virginia

359 visualizações

Publicada em

aApresentação do livro Administração Estratégica - conceitos, roteiro prático, casos. Fernando Serra (org). Faculdade Cásper Líbero. Disciplina Marketing e Comunicação Persuasiva. Por Virgínia Garbin. Junho de 2012.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
359
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Marketing virginia

  1. 1. Administração Estratégica –conceitos, roteiro prático e casos SERRA, Fernando (org.) Aluna: Virgínia Garbin Marketing e Comunicação Persuasiva
  2. 2. Autor utiliza exemplos de grandes empresas para explicar teorias (base 2001) Gol Linhas Áreas: investir em custos baixos para baixar preços Globo Cabo: plano de negócios bem estruturado Oi Telefonia: desafios num mercado com muita concorrência Balanced Scorecard: conceitos e aplicações Objetivos estratégicos: grandes corporações definem suas metas
  3. 3. GLOBO CABO (atual NET) Maior operadora de TV a cabo da América Latina Missão: proporcionar às pessoas e organizações o acesso à informação, entretenimento, serviços virtuais, comunicação e cultura Visão: Tornar-se a maior, a melhor e a mais rentável empresa de telecomunicações por assinatura da América Latina e uma das melhores do mundo. Código de conduta com base na filosofia Positivista: “Em todos os nossos relacionamentos praticamos a retidão e a sinceridade, agindo com base nos ideias de verdade, justiça e integridade moral”. Futuro com base no código de conduta: “Nossas ações sempre focalizarão as aspirações de atender e superar as expectativas dos nossos clientes - surpreendendo-os de maneira positiva, gentil e inovadora.”
  4. 4. GOL LINHAS ÁEREAS Iniciou os trabalhos em 2000, com a estratégia: custo baixo, preço baixo Presidente com longa carreira no transporte rodoviário Para competir no mercado, a GOL restringe as refeições a bordo, investe em tecnologia, padroniza a frota e deixa de emitir passagens Concorrência também se armou e a GOL passou por recentes crises (demissões e diminuição da frota)
  5. 5. OI TELEFONIA Surgiu no mercado de telefonia em 2001 – controlada pela Telemar (15%) Marca simples e direta, com serviços fáceis e atendimento ágil e honesto No começo, investiu na tecnologia GSM, enquanto as outras operadoras ainda estavam no TDMA e CDMA Mercado competitivo entre Vivo, Tim e Claro A OI ainda precisa conquistar a confiança do público, que quer tecnologia, preço competitivo e qualidade
  6. 6. OBJETIVOS ESTRATÉGICOS (2001) McDonald’s: conseguir 100% de satisfação dos clientes, todos os dias, em todos os restaurantes do mundo GE: ser a primeira ou a segunda em qualquer negócio a que se dedicar Ford Motor: satisfazer os clientes pelo fornecimento de carros e caminhos com qualidade e construção do trabalho em equipe com funcionários e fornecedores
  7. 7. BALANCED SCORECARD (BSC) Os recursos interferem na rentabilidade da empresa e não apenas os financeiros. Assim, os funcionários de uma corporação entendem que tudo o que é feito tem impacto O erro comum é dar ênfase excessiva aos resultados financeiros, fato comum nas políticas imediatistas, de curto prazo

×