REUNIÃO PÚBLICA – APIMEC RIO
         Rio de Janeiro, 11 de março de 2010
Agenda

1) A Companhia

2) Setorial


3) Destaques


4) Resultados 4T09


5) Perspectivas


                     2
Fundamentos
VISÃO
  Sermos mundialmente reconhecidos como o melhor fornecedor de nãotecidos

MISSÃO
  Atender, ampliar e c...
Estrutura Societária

27,5% das ações da Cia Providência, são negociadas no mercado;
A Cia tem como Market Maker, o BTG Pa...
Estrutura Organizacional
Total Colaboradores: 711
Pouso Alegre: 74 funcionários; São José dos Pinhais: 637, sendo 15% na á...
Estrutura Física

                                                      Pouso Alegre - MG

                               ...
Agenda

1) A Companhia

2) Setorial


3) Destaques


4) Resultados 4T09


5) Perspectivas


                     7
O Nãotecido

                   Papel




                 Nãotecido




   Plástico                       Tecido         ...
Demanda por Região (2008 – 2013)
        Volume Spunbonded (mil ton)                                     Europa           ...
Mercado de Atuação

                                                     Principais       Principais
                     ...
Foco em Nãotecidos:
             Indústria de Bens de Consumo
  A Providência está focada em produtos de alto valor agrega...
Market Share &
         Mercado de Fraldas
           Market Share Brasil                                  Market Share Am...
Agenda

1) A Companhia

2) Setorial


3) Destaques


4) Resultados 4T09


5) Perspectivas


                     13
Destaques

  Primeiro ano em que a Companhia tem suas Demonstrações Financeiras originadas
exclusivamente do negócio de nã...
Destaques

  Retomada do volume de vendas no último trimestre, em montante superior ao
período pré-crise mundial, levando ...
Agenda

1) A Companhia

2) Setorial


3) Destaques


4) Resultados 4T09


5) Perspectivas


                     16
VOLUME DE VENDAS
        (em milhares de toneladas)
                        toneladas)
  O acumulado do ano, excluindo a d...
RECEITA LÍQUIDA
        DIVISÃO NÃOTECIDOS (em milhões de Reais)

  No acumulado de 2009, registramos uma redução de R$ 20...
CPV
         DIVISÃO DE NÃOTECIDOS
  O menor montante no ano de 2009 vs 2008, em 16,4%, tem como causas o ajuste da
deprec...
EBITDA (R$ milhões)
         e Margem EBITDA (%)
  O EBITDA da Divisão de Nãotecidos em relação ao acumulado de 2008, cres...
Lucro Líquido (R$ milhões)
        e Margem Líquida (%)

  No acumulado de 2009, o lucro líquido foi superior em 26,6%, co...
CAIXA E APLICAÇÕES FINANCEIRAS
(em milhões de Reais)




                        O Caixa da Companhia aumentou R$ 29,9
   ...
DÍVIDA LÍQUIDA
(em milhões de Reais)


                          A Dívida Líquida da Companhia recuou
                    ...
ENDIVIDAMENTO/
   CAIXA

                       Dívida Líquida Consolidada

                                              ...
Agenda

1) A Companhia

2) Setorial


3) Destaques


4) Resultados 4T09


5) Perspectivas


                     25
Perspectivas

 A expectativa para o ano de 2010 será de aumento no volume de vendas em relação
a 2009, com plena ocupação ...
Mercado de Capitais
                                              PRVI3 x IBOVESPA
                                       ...
CEO: Hermínio V. S. de Freitas
   CFO/DRI: Eduardo Feldmann Costa
   RI: Gizele Rigoni
   Tel: +55 (41) 3381-8673
   Fax: ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Reunião Pública – APIMEC RIO

494 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
494
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
94
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reunião Pública – APIMEC RIO

  1. 1. REUNIÃO PÚBLICA – APIMEC RIO Rio de Janeiro, 11 de março de 2010
  2. 2. Agenda 1) A Companhia 2) Setorial 3) Destaques 4) Resultados 4T09 5) Perspectivas 2
  3. 3. Fundamentos VISÃO Sermos mundialmente reconhecidos como o melhor fornecedor de nãotecidos MISSÃO Atender, ampliar e consolidar o mercado de nãotecidos com sustentabilidade e máxima geração de valor. VALORES Melhoria continua em nossos processos, atividades e relacionamentos Antecipação e agilidade no relacionamento com clientes Disciplina no cumprimento das normas de conduta e procedimentos de trabalho Busca contínua pela liderança em inovação tecnológica aplicada ao negócio PRINCÍPIOS Ética Integridade Meritocracia Desenvolvimento humano permanente Respeito aos stakeholders 3 Transparência Cultura da excelência
  4. 4. Estrutura Societária 27,5% das ações da Cia Providência, são negociadas no mercado; A Cia tem como Market Maker, o BTG Pactual; Debêntures emitidas e classificadas na categoria “A” pela agência de Rating Standard & Poor’s. Composição Acionária 4
  5. 5. Estrutura Organizacional Total Colaboradores: 711 Pouso Alegre: 74 funcionários; São José dos Pinhais: 637, sendo 15% na área administrativa e 85% na área operacional Presidência Recursos Humanos Diretoria Diretoria Diretoria Financeira Comercial Industrial Financeiro Produção Vendas Controladoria Manutenção Customer Service R.I. Engenharia Desenvolvimento Produto T.I. Logística Compras Jurídico Qualidade 5
  6. 6. Estrutura Física Pouso Alegre - MG 1 linha de produção – 10 mil ton/ano 25 mil m2 de área construída em KAMI 10 terreno de 75 mil m2 Pouso Alegre – MG KAMI 1 a 9 São José dos Pinhais - PR São José dos Pinhais - PR 9 linhas de produção – 70 mil ton/ano 72 mil m2 de área construída em terreno de 189 mil m2 6
  7. 7. Agenda 1) A Companhia 2) Setorial 3) Destaques 4) Resultados 4T09 5) Perspectivas 7
  8. 8. O Nãotecido Papel Nãotecido Plástico Tecido KAMI 7 Criado quando as tecnologias do papel, tecido e plástico foram combinadas para produzir novos tecidos e produtos com os atributos dos tecidos a custos significativamente mais baixos Polipropileno é a principal matéria-prima 8
  9. 9. Demanda por Região (2008 – 2013) Volume Spunbonded (mil ton) Europa Nãotecidos Spunbonded 28% mercado global 19% China América do Norte 41% 12% 585 490 310 220 540 603 2008 Oriente Médio 2013 42% 2008 2013 2008 2013 136 Ásia-Pacífico (inclui Oceania) América do Sul 96 África 22% Mercado Global 36% 22% 2008 2013 22% 172 141 61 259 45 212 2.126 1.744 2008 2013 2008 2013 2008 2013 2008 2013 9 Fonte: Spunbonded e Spunmelt Outlook 2009 – John Starr
  10. 10. Mercado de Atuação Principais Principais Nãotecidos Usos Clientes Fabricante #1 de Fraldas nãotecidos na Absorventes América Latina femininos Market share de Móveis e colchões 51% no Brasil Produtos médicos Market share de descartáveis 35% na América Latina, exceto Brasil A divisão de tubos e conexões de PVC foi vendida em outubro/2008, e a Providência passou a operar a partir desta data somente com a divisão de nãotecidos; Em novembro de 2009, a Providência retomou o projeto de internacionalização, com a instalação de uma nova planta nos EUA, com capacidade instalada de 20 mil toneladas/ano. A entrada em operação da linha de produção está prevista para o primeiro semestre de 2011. 10
  11. 11. Foco em Nãotecidos: Indústria de Bens de Consumo A Providência está focada em produtos de alto valor agregado e elevado potencial de crescimento (higiene e descartáveis médicos) Mix de Produtos – 12/2009 Segmentação de Mercado (% da Receita Bruta de Nãotecidos) Produto de Margem Tamanho do Cresci-mento Valor Operacional Mercado Esperado Agregado Médicos Duráveis 4% Descartáveis Dois dígitos 17% Alta Pequeno Médicos* Higiene / Dois dígitos Higiênicos Bens de Média Grande 79% Consumo* Duráveis Baixa Médio Um dígito 11 * Também exportados para Estados Unidos e América Latina
  12. 12. Market Share & Mercado de Fraldas Market Share Brasil Market Share América do Sul, (2009 em toneladas) excluindo Brasil (2009, em toneladas) Outros Outros 12% 17% Providência 35% Fitesa Providência Fitesa 26% 51% 15% PGI PGI 11% 33% Evolução da Penetração de Fraldas Infantis no Brasil 42% 35% 20% 15% 12 1995 2000 2005 2009
  13. 13. Agenda 1) A Companhia 2) Setorial 3) Destaques 4) Resultados 4T09 5) Perspectivas 13
  14. 14. Destaques Primeiro ano em que a Companhia tem suas Demonstrações Financeiras originadas exclusivamente do negócio de nãotecidos. Em anos anteriores, tínhamos a divisão de tubos e conexões e de embalagens flexíveis. Isto é um importante marco na trajetória da Providência, mostrando que seu planejamento estratégico está sendo implantado de forma consistente; A retomada do projeto da primeira planta da Companhia nos Estados Unidos, com capacidade instalada de 20 mil toneladas por ano de nãotecidos e um investimento de US$ 80 milhões; Pagamento de dividendos antecipados, no montante de R$ 10,5 milhões, correspondentes a 50% do lucro acumulado do primeiro semestre de 2009; A manutenção do rating brA, tanto de nossa Companhia quanto de nossas debêntures, emitido pela Standard & Poor’s após sua revisão anual em 2009. 14
  15. 15. Destaques Retomada do volume de vendas no último trimestre, em montante superior ao período pré-crise mundial, levando nossa produção próxima a plena capacidade. 2009 Nãotecidos: EBITDA: R$ 116,5 milhões Lucro Líquido: R$ 51,0 milhões Geração de Caixa Operacional: R$ 120,9 milhões Caixa: R$ 265,2 milhões Dívida Líquida: R$ 153,2 milhões Dividendos: R$ 24,2 milhões 15
  16. 16. Agenda 1) A Companhia 2) Setorial 3) Destaques 4) Resultados 4T09 5) Perspectivas 16
  17. 17. VOLUME DE VENDAS (em milhares de toneladas) toneladas) O acumulado do ano, excluindo a divisão de tubos e conexões, mostrou-se estável apesar da “crise mundial”; Crescimento de 5,1% no 4T09 em relação ao 4T08; A partir do 2º semestre, observamos a retomada dos volumes. 88,9 17,3 71,3 3,6 4,8 19,9 19,0 19,1 1,2 1,6 1,4 68,0 66,5 17,7 18,7 17,3 2008 2009 4T08 3T09 4T09 17 Nãotecidos Outros Tubos e Conexões
  18. 18. RECEITA LÍQUIDA DIVISÃO NÃOTECIDOS (em milhões de Reais) No acumulado de 2009, registramos uma redução de R$ 20,4 milhões em relação a 2008, acompanhando, principalmente, variações do câmbio; A Receita Líquida apresentou uma redução de R$ 15,2 milhões em relação ao registrado no 4T08, decorrente da variação cambial. 4T09 vs 3T09 houve um acréscimo de 7,8% em função do aumento de volume. 421,3 401,0 124,4 100,7 109,1 2008 2009 4T08 3T09 4T09 18
  19. 19. CPV DIVISÃO DE NÃOTECIDOS O menor montante no ano de 2009 vs 2008, em 16,4%, tem como causas o ajuste da depreciação e a redução do preço da matéria-prima. Estes também são os fatores para a redução 4T09 vs 4T08; O aumento 4T09 vs 3T09 deve-se basicamente ao ajuste da depreciação realizado no 3T09. 84,5 0 294,8 70,6 0 246,4 56,0 0 0 R$ 4,45 0 R$ 4,12 R$ 3,55 0 R$ 3,45 R$ 2,93 2008 2009 4T08 3T09 4T09 4T08 3T09 4T09 CPV (R$ mil) CPV unitário (R$) 19
  20. 20. EBITDA (R$ milhões) e Margem EBITDA (%) O EBITDA da Divisão de Nãotecidos em relação ao acumulado de 2008, cresceu 8,1%, adicional de R$ 8,8 milhões, devido a melhores margens; O 4T09 foi superior ao 3T09 principalmente em função do maior volume. Observamos a melhora de margem ao longo dos trimestres. 0 116,5 33,3 107,8 31,8 0 26,1 0 29,1% 29,2% 0 26,8% 25,6% 25,9% 0 0 2008 2009 4T08 3T09 4T09 Ebitda Margem Ebitda (%) 20
  21. 21. Lucro Líquido (R$ milhões) e Margem Líquida (%) No acumulado de 2009, o lucro líquido foi superior em 26,6%, contra o registrado em 2008. Lembrando que em 2008 os resultados contemplavam a divisão de tubos e conexões, bem como sua venda; O lucro líquido no 4T09 foi menor comparado ao 4T08 pois este registrou o resultado da venda da divisão de Tubos e Conexões. Já no 3T09 temos o ajuste positivo da depreciação. 51,0 19,0 18,0 40,3 12,4% 17,4% 10,9 8,1% 15,0% 9,5% 2008 2009 4T08 3T09 4T09 Lucro Líquido Margem Líquida (%) 21
  22. 22. CAIXA E APLICAÇÕES FINANCEIRAS (em milhões de Reais) O Caixa da Companhia aumentou R$ 29,9 milhões, equivalente a 12,7%, na comparação com o 2008, principalmente em função da melhoria de margens 265,2 operacionais, aprimoramento na gestão 235,4 tributária e um melhor gerenciamento nas contas de capital de giro (estoques, clientes 2008 2009 e fornecedores). 22
  23. 23. DÍVIDA LÍQUIDA (em milhões de Reais) A Dívida Líquida da Companhia recuou fortemente, 40,5%, uma redução de R$ 104,1 milhões, tendo como destaques a geração de caixa operacional, R$ 120,9 257,3 milhões, bem como um efeito cambial 153,2 positivo; 72% do endividamento é baseado em 2008 2009 moeda local e 28% em Dólar. 23
  24. 24. ENDIVIDAMENTO/ CAIXA Dívida Líquida Consolidada Var 2009 / R$ (MM) 31/12/2008 31/12/2009 2008 Dívida Total Financiamento Curto Prazo 38,4 125,6 226,7% Financiamento Longo Prazo 454,2 292,8 -35,5% Total 492,7 418,4 -15,1% Caixa 235,4 265,2 12,7% Dívida Líquida 257,3 153,2 -40,5% Dívida Líquida / Ebitda Ajustado 2,2 1,3 -0,9 Patrimônio Líquido 471,6 506,9 7,5% 24
  25. 25. Agenda 1) A Companhia 2) Setorial 3) Destaques 4) Resultados 4T09 5) Perspectivas 25
  26. 26. Perspectivas A expectativa para o ano de 2010 será de aumento no volume de vendas em relação a 2009, com plena ocupação da capacidade de produção, já que o nãotecido é matéria- prima para bens de consumo não-duráveis, cuja comercialização está diretamente relacionada à renda mensal das famílias que vêem mostrando crescimento ao longo do tempo e tem boas perspectivas para os próximos anos; O principal projeto de investimento da Companhia neste ano, a planta nos Estados Unidos, está sendo desenvolvido dentro do cronograma previsto. Nossa expectativa é de que será possível manter o cronograma inicial previsto e desta forma começarmos a operação no primeiro semestre de 2011. 26
  27. 27. Mercado de Capitais PRVI3 x IBOVESPA 141% 140% 142% 116% 87% 83% 65% 72% 61% 57% 67% 70% 63% 65% 28% 53% 53% 20% 2% 32% 36% 40% -5% 18% -19% -18% IBOVESPA PRVI3 % participação de investidores no free float ESTRANGEIRO 43,1% BRASIL 56,9% 27 Data base: 26/02/2010
  28. 28. CEO: Hermínio V. S. de Freitas CFO/DRI: Eduardo Feldmann Costa RI: Gizele Rigoni Tel: +55 (41) 3381-8673 Fax: +55 (41) 3283-5909 São José dos Pinhais – PR www.providencia.com.br/ri As palavras “acredita”, “antecipa”, “espera”, “estima”, “irá”, “planeja”, “pode”, “poderá”, “pretende”, “prevê”, “projeta”, entre outras palavras com significado semelhante, têm por objetivo identificar estimativas e projeções. Estimativas e projeções futuras envolvem incertezas, riscos e premissas, pois incluem projeções. informações relativas aos nossos resultados operacionais futuros possíveis ou presumidos, estratégia de negócios, planos de financiamento, posição competitiva no mercado, ambiente setorial, oportunidades de crescimento potenciais, efeitos de regulamentação futura e efeitos da competição. Devido aos competição. riscos e incertezas descritos acima, os eventos estimados e futuros discutidos nesta apresentação podem não ocorrer e não são garantia de acontecimento futuro. futuro. A Providência não se obriga a atualizar essa apresentação mediante novas informações e/ou acontecimentos futuros. futuros.

×