BTG Pactual CEO Conference   São Paulo, 17 de fevereiro de 2011
Agenda1) A Companhia2) Setorial3) Destaques4) Resultados 3T105) Perspectivas                     2
Visão“ SERMOS MUNDIALMENTE RECONHECIDOS COMO O MELHOR FORNECEDOR DE      NÃOTECIDOS”                        3
Estrutura SocietáriaParticipante do Novo Mercado;Total de ações : 82,5 milhões;22,1% de free float                        ...
Estrutura OrganizacionalEm janeiro de 2011:  Total Colaboradores: 742  Pouso Alegre: 66 funcionários; São José dos Pinhais...
Estrutura Física – Brasil           Capacidade Instalada: 80 mil t/ano                                                    ...
Estrutura Física – EUA           Capacidade Instalada: 20 mil t/anoMar/2010                              Jun/2010Jan/2011 ...
Capacidade Instalada x Utilização       150%                                                     82             90        ...
Agenda1) A Companhia2) Setorial3) Destaques4) Resultados 3T105) Perspectivas                     9
O NãoTecido                   Papel                 Nãotecido   Plástico                       TecidoCriado quando as tecn...
Mercado de Atuação                                 Principais                  Nãotecidos                         Principa...
Mercado de TNT              Projeção da Demanda                                                   NAFTA (México e EUA)    ...
Foco em Nãotecidos:         Indústrias de bens de consumo  A Providência está focada em produtos de alto valor agregado e ...
Market Share & Mercado de Fraldas          Market Share Brasil                                     Market Share América La...
Agenda1) A Companhia2) Setorial3) Destaques4) Resultados 3T105) Perspectivas                     15
Destaques   Inauguração de nossa primeira planta no exterior – USA -, na Carolina do Norte, nossoprimeiro grande passo rum...
Agenda1) A Companhia2) Setorial3) Destaques4) Resultados 3T105) Perspectivas                     17
Volume de Vendas      (em milhares de toneladas)                      toneladas)                 20,0            19,7     ...
Receita Líquida Nãotecidos        (em milhões de Reais)                                    Na    comparação        com    ...
CPV (Custo dos Produtos Vendidos)              Nãotecidos                       76,4                                 A red...
Ebitda (R$ milhões)                   milhões)        e Margem Ebitda (%)                                   50,0%         ...
Lucro Líquido (R$ milhões)                                 milhões)               e Margem Líquida (%)                    ...
Caixa e Aplicações Financeiras        (em milhões de Reais)                       Reais)                                  ...
Dívida Líquida        (em milhões de Reais)                                  A Dívida Líquida da Companhia teve um        ...
Endividamento / Caixa                      Dívida Líquida Consolidada                                                     ...
Mercado de Capitais                                     Lucro Líquido¹     % Lucro      Dividendos pagos  Data Base    Div...
Market Cap Peers – Nãotecidos                  em 10/02/2011 (USD)          450Milhões          400                       ...
Agenda1) A Companhia2) Setorial3) Destaques4) Resultados 3T105) Perspectivas                     28
Perspectivas Forte expectativa no 4º trimestre de 2010 de manutenção da plena capacidade deprodução, corroborada pelos ped...
Contato - RI                             CEO: Hermínio V. S. de Freitas                             CFO: Eduardo Feldmann ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

PROVIDENCIA_BTG Pactual CEO Conference

837 visualizações

Publicada em

Apresentação realizada pela Providência no XII BTG Pactual CEO Conference, 17/02/2011.

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
837
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
129
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

PROVIDENCIA_BTG Pactual CEO Conference

  1. 1. BTG Pactual CEO Conference São Paulo, 17 de fevereiro de 2011
  2. 2. Agenda1) A Companhia2) Setorial3) Destaques4) Resultados 3T105) Perspectivas 2
  3. 3. Visão“ SERMOS MUNDIALMENTE RECONHECIDOS COMO O MELHOR FORNECEDOR DE NÃOTECIDOS” 3
  4. 4. Estrutura SocietáriaParticipante do Novo Mercado;Total de ações : 82,5 milhões;22,1% de free float Composição Acionária 4
  5. 5. Estrutura OrganizacionalEm janeiro de 2011: Total Colaboradores: 742 Pouso Alegre: 66 funcionários; São José dos Pinhais: 623; Estados Unidos (PUSA): 53 16% dos colaboradores na área administrativa e 84% na área operacional Presidência Recursos Humanos Diretoria de Diretoria Diretoria Diretoria de Diretoria Engenharia e Financeira / RI Comercial Operações Tecnologia USA Financeiro Vendas Produção Controladoria Customer Service Manutenção Engenharia e Administrativo e R.I. Desenvolvimento Engenharia T.I. Produto Logística Processos Manufatura 5 Jurídico Compras Qualidade
  6. 6. Estrutura Física – Brasil Capacidade Instalada: 80 mil t/ano Pouso Alegre - MG 1 linha de produção – 10 mil t/ano 25 mil m² de área construída em terreno de 75 mil m2 KAMI 10 Pouso Alegre – MG KAMI 1 a 9 São José dos Pinhais - PRSão José dos Pinhais - PR 9 linhas de produção – 70 mil t/ano 72 mil m2 de área construída em terreno de 189 mil m2 6 6
  7. 7. Estrutura Física – EUA Capacidade Instalada: 20 mil t/anoMar/2010 Jun/2010Jan/2011 Statesville – Carolina do Norte – EUA 1 linha de produção – 20 mil t/ano 7,5 mil m2 de área construída em terreno de 17 Hectares Inauguração: 27 de janeiro de 2011 7
  8. 8. Capacidade Instalada x Utilização 150% 82 90 80 75 80 130% 65 70 110% 60 90% 50 91% 90% 70% 83% 83% 40 30 50% 20 30% 10 10% - 2007 2008 2009 2010 (E) Capacidade Instalada (milhares de toneladas) % de utilização2007: Aquisição da Isofilme (Kami 10);2008: Start-up e operação parcial da Kami 9;2009: Plena operação da Kami 9 e expansão das linhas de nãotecidos laminados2010: Plena operação das linhas de nãotecidos laminados;2011: Entrada em operação da Kami 11. 8
  9. 9. Agenda1) A Companhia2) Setorial3) Destaques4) Resultados 3T105) Perspectivas 9
  10. 10. O NãoTecido Papel Nãotecido Plástico TecidoCriado quando as tecnologias do papel, tecido eplástico foram combinadas para produzir novostecidos e produtos com os atributos dos tecidos acustos significativamente mais baixosPolipropileno é a principal matéria-prima 10
  11. 11. Mercado de Atuação Principais Nãotecidos Principais Clientes UsosFabricante #1 de Fraldasnãotecidos na AbsorventesAmérica Latina femininosMarket share de Móveis e colchões51% no Brasil Produtos médicosMarket share de descartáveis35% na AméricaLatina, exceto Brasil Base ativa: 1.000 clientes 11
  12. 12. Mercado de TNT Projeção da Demanda NAFTA (México e EUA) Valores em mil t Crescimento Consumo : 3% a.a. 700 602 620 567 584 600 500 400 300 2010 2011 2012 2013 América do Sul e Central (s/ Brasil) Brasil Crescimento Consumo: 8% a.a. Crescimento Consumo: 10% a.a. 120 105 120 106 97 100 90 96 83 100 87 80 79 80 60 60 40 40 2010 2011 2012 2013 2010 2011 2012 2013Valores estimados 12Fonte: Providência + Relatórios John Starr
  13. 13. Foco em Nãotecidos: Indústrias de bens de consumo A Providência está focada em produtos de alto valor agregado e elevado potencial decrescimento (higiene e descartáveis médicos) Mix de Produtos – 09/2010 Segmentação de Mercado (% da Receita Bruta de Nãotecidos) Produto de Margem Tamanho do Crescimento Valor Operacional Mercado Esperado Agregado Médicos Duráveis 4% Descartáveis Dois dígitos 17% Alta Pequeno Médicos* Higiene / Dois dígitos Higiênicos Bens de Média Grande 79% Consumo* Duráveis Baixa Médio Um dígito 13 * Também exportados para Estados Unidos e América Latina
  14. 14. Market Share & Mercado de Fraldas Market Share Brasil Market Share América Latina, (3T10 em toneladas) excluindo Brasil (3T10, em toneladas) Outros Outros 12% 17% Providência 35%Fitesa Providência Fitesa 26% 51% 15% PGI PGI 11% 33% Evolução da Penetração de Fraldas Infantis no Brasil 42% 48% 35% 15% 20% 1995 2000 2005 2009 2010 (E) 14
  15. 15. Agenda1) A Companhia2) Setorial3) Destaques4) Resultados 3T105) Perspectivas 15
  16. 16. Destaques Inauguração de nossa primeira planta no exterior – USA -, na Carolina do Norte, nossoprimeiro grande passo rumo à internacionalização da Companhia. Essa planta temcapacidade de 20 mil toneladas por ano e tem 50% de sua produção destinada aos atuaisclientes americanos. Com o restante da produção, abasteceremos novos clientes nosegmento de descartáveis higiênicos e ampliaremos o foco no segmento médico-hospitalar.Atenderemos ainda outras regiões em que não éramos competitivos, como o México. Contratação de financiamento à Exportação junto ao BNDES – Banco Nacional deDesenvolvimento Econômico e Social, por meio do Programa BNDES-Exim Pré-Embarque,no montante de R$ 150 milhões, com taxa de juros pré-fixada de 7,0% ao ano e prazo depagamento de 18 meses. Os recursos provenientes deste financiamento serão utilizadospela Companhia nas operações de exportação e foram disponibilizados no mês de outubro; Investimentos no montante de até US$ 120 milhões compreendendo duas linhas deprodução, bem como os demais ativos relacionados a essas linhas, a serem instaladas umano Brasil e a outra nos Estados Unidos da América, junto à Kami 11, ambas no segundosemestre de 2012. Cada uma terá capacidade instalada de 20 mil toneladas por ano denãotecidos destinados aos mercados de artigos descartáveis higiênicos e descartáveismédicos. 16
  17. 17. Agenda1) A Companhia2) Setorial3) Destaques4) Resultados 3T105) Perspectivas 17
  18. 18. Volume de Vendas (em milhares de toneladas) toneladas) 20,0 19,7 Crescimento de 2,4% no volume de19,1 1,31,4 1,6 nãotecidos quando comparado com o 3T09 e redução de 3,2% em relação ao 2T10;17,7 18,7 18,1 Continuamos operando a plena capacidade, aproximadamente 20 mil3T09 2T10 3T10 toneladas por trimestre. Nãotecidos Outros 18
  19. 19. Receita Líquida Nãotecidos (em milhões de Reais) Na comparação com o 3T09, registramos um aumento de R$ 13,4 milhões, equivalente a 13,3%. Os principais fatores para o aumento na receita líquida foram o volume de vendas, realinhamento de preços e 114,8 114,1100,7 efeito câmbio; Em relação ao 2T10, mostramos3T09 2T10 3T10 estabilidade, mesmo em relação a oscilação do câmbio durante este período. 19
  20. 20. CPV (Custo dos Produtos Vendidos) Nãotecidos 76,4 A redução em termos absolutos de 5,6% 72,1 67,1 na comparação com o 2T10 se deve, principalmente, a um recuo no preço do polipropileno neste último trimestre; R$ 3,82 R$ 3,66 R$ 3,51 Ao longo do 3T10 tivemos estabilidade no preço do polipropileno; 3T09 2T10 3T10 CPV (R$ mil) CPV unitário (R$/Kilo)Nota: O CPV referente ao 3T09, foi ajustado para fins de comparabilidade. Durante o 3T09, foi realizado o ajuste dadepreciação acumulada até o mês de setembro de 2009 (CPC 13), o qual foi contabilizado integralmente por revisão davida útil dos bens do ativo imobilizado. Desta forma, o valor do CPV seria R$ 56,0 milhões. 20
  21. 21. Ebitda (R$ milhões) milhões) e Margem Ebitda (%) 50,0% 30,1 O Ebitda fechou o 3T10 , com um 26,1 acréscimo de 21,1% ou R$ 5,2 24,9 40,0% milhões em relação ao 2T10 e 15,6% 30,0% em relação ao mesmo período do ano25,1% 25,8% anterior; 21,4% 20,0% A Margem Ebtida, atingiu 25,8% 10,0% neste trimestre, representando um3T09 2T10 3T10 incremento de 4,4 p.p na Ebitda Margem Ebitda (%) comparação com o 2T10 e 0,8 p.p. com o 3T09. 21
  22. 22. Lucro Líquido (R$ milhões) milhões) e Margem Líquida (%) 14,2 Neste trimestre, o lucro líquido14,0 10,7 atingiu um crescimento de 98,3% em 9,0 comparação com o 2T10 e 33,1% em 7,2 relação ao 3T09. Estes resultados 4,0 12,2% estão ligados a recomposição de 10,3% 6,2% margens e menor despesa financeira.(1,0) 3T09 2T10 3T10 Lucro Líquido Margem Líquida (%)Nota: O Lucro Líquido referente ao 3T09, foi ajustado para fins de comparabilidade. Durante o 3T09, foi realizado oajuste da depreciação acumulada até o mês de setembro de 2009 (CPC13), o qual foi contabilizado integralmente porrevisão da vida útil dos bens do ativo imobilizado. Desta forma, o valor do Lucro Líquido seria R$ 18,0 milhões. 22
  23. 23. Caixa e Aplicações Financeiras (em milhões de Reais) Reais) O Caixa da Companhia reduziu 14,4% ou R$ 39,1 milhões, na comparação com o 3T09, principalmente em função de pagamento de dividendos, juros e principal272,0 da dívida; 225,8 233,0 Quando comparado com o 2T10, o caixa aumentou 3,2%, equivalente a R$ 7,23T09 2T10 3T10 milhões, com destaque a geração de caixa operacional. 23
  24. 24. Dívida Líquida (em milhões de Reais) A Dívida Líquida da Companhia teve um incremento de R$ 38,0 milhões na comparação com o 2T10, tendo como 230,5 destaque a captação de recursos para 192,5161,2 financiamento da nova linha de produção nos EUA;3T09 2T10 3T10 62% do endividamento é baseado em moeda local e 38% em moeda estrangeira. 24
  25. 25. Endividamento / Caixa Dívida Líquida Consolidada Var 3T10 /R$ (MM) 30/09/2009 30/09/2010 3T09 Dívida Total Financiamento Curto Prazo 60,8 145,3 139,1% Financiamento Longo Prazo 372,5 318,1 -14,6% Total 433,2 463,4 7,0% Caixa 272,0 233,0 -14,4% Dívida Líquida 161,2 230,5 43,0% Dívida Líquida / Ebitda Ajustado 1,4 2,5 78,6% Patrimônio Líquido 508,0 521,0 2,6% 25
  26. 26. Mercado de Capitais Lucro Líquido¹ % Lucro Dividendos pagos Data Base Dividendo/Ação (R$ MM) Líquido (R$ MM) 2007 0,01 4,9 25% 1,2 Pagamento de 100% do 2008 0,12 38,3 25% 9,6 2009 0,30 48,4 50% 24,2 Lucro Líquido do 1S10 1S10 0,14 11,1 100% 11,1¹ Já descontado reserva legal (5%) A Cia tem como Market Maker, o BTG Pactual; Debêntures emitidas e classificadas na categoria “A” pela agência de Rating S&P. PRVI3 x IBOVESPA Var. 4T10/ Var. 4T10/Cotações e Volumes Negociados - em R$ 4T10 4T09 3T10 4T09 3T10Cotação no final do período - PRVI3 7,40 7,95 -6,9% 7,00 5,7%Cotação no final do período - IBOVESPA 69.304 68.588 1,0% 69.429 -0,2%Volume Médio Diário Negociado - PRVI3 433.339 677.610 -36,0% 1.250.291 -65,3%Volume Total Negociado no Período - PRVI3 26.433.703 39.978.992 -33,9% 80.058.971 -67,0% 26
  27. 27. Market Cap Peers – Nãotecidos em 10/02/2011 (USD) 450Milhões 400 352.373.411 350 312.329.176 300 250 238.115.248 213.492.591 217.093.038 200 150 100 50 - Jan/10 Fev/10 Mar/10 Abr/10 Mai/10 Jun/10 Jul/10 Ago/10 Set/10 Out/10 Nov/10 Dez/10 Jan/11 Fev/11 Providência Avgol Fiberweb PGI Pégas 27
  28. 28. Agenda1) A Companhia2) Setorial3) Destaques4) Resultados 3T105) Perspectivas 28
  29. 29. Perspectivas Forte expectativa no 4º trimestre de 2010 de manutenção da plena capacidade deprodução, corroborada pelos pedidos de vendas já existentes; O principal investimento da Companhia neste ano, a planta nos Estados Unidos, foiinaugurada dentro do cronograma previsto, tanto do ponto de vista operacionalquanto financeiro. A comercialização deverá ter início ainda no 1T11; Em 2012 entrarão em operação duas novas linhas de produção, uma no Brasil – nospróximos meses concluiremos as negociações para definir a localidade – e outra nosEstados Unidos, em Statesville na Carolina do Norte, com capacidade de produção de20 mil toneladas anuais cada uma e investimentos totais de US$ 120 milhões. 29
  30. 30. Contato - RI CEO: Hermínio V. S. de Freitas CFO: Eduardo Feldmann Costa RI : Gabriela Las Casas Email: ri@providencia.com.br Tel: +55 (41) 3381-8673 Fax: +55 (41) 3283-5909 São José dos Pinhais – PR www.providencia.com.br/ri www.twitter.com/providencia_riAs palavras “acredita”, “antecipa”, “espera”, “estima”, “irá”, “planeja”, “pode”, “poderá”, “pretende”, “prevê”, “projeta”, entre outras palavras com significado semelhante,têm por objetivo identificar estimativas e projeções. Estimativas e projeções futuras envolvem incertezas, riscos e premissas, pois incluem informações relativas aos nossos projeções.resultados operacionais futuros possíveis ou presumidos, estratégia de negócios, planos de financiamento, posição competitiva no mercado, ambiente setorial,oportunidades de crescimento potenciais, efeitos de regulamentação futura e efeitos da competição. Devido aos riscos e incertezas descritos acima, os eventos estimados e competição.futuros discutidos nesta apresentação podem não ocorrer e não são garantia de acontecimento futuro. A Providência não se obriga a atualizar essa apresentação mediante futuro.novas informações e/ou acontecimentos futuros. futuros. 30

×