Painel da escola 2011

4.298 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.298
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
39
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Painel da escola 2011

  1. 1. Escola Municipal<br />de Educação Especial<br />André Vidal de Araújo<br />
  2. 2. Prefeitura de Manaus <br />PMM<br />Secretaria Municipal de Educação<br />SEMED<br />Subsecretaria de Gestão Educacional<br />SSGE<br />Departamento Geral de Distritos<br />DEGD<br />Divisão de Avaliação e Monitoramento<br />DAM<br />
  3. 3. 1. DADOS DA ESCOLA <br /><ul><li>Escola Municipal de Educação Especial André Vidal de Araújo.
  4. 4. Situada à Rua da Penetração s/nº, Vila Amazonas, Bairro Parque 10 de Novembro – Manaus.
  5. 5. Modalidade de Ensino: Ensino Fundamental e EJA.
  6. 6. Atualmente possui aproximadamente 449 alunos matriculados nos turnos:
  7. 7. Matutino (7:30 às 11:30h)
  8. 8. Vespertino (13:00 às 17:00h)
  9. 9. Noturno (18:00 às 21:30h)
  10. 10. Patrono o Professor Dr. André Vidal de Araújo.</li></li></ul><li>1. DADOS DA ESCOLA <br />
  11. 11. 2. HISTÓRICO <br /> A Escola Municipal de Educação Especial André Vidal de Araújo foi inaugurada no dia 20 de Junho 2007 e criada pela Lei nº 1.138 de 17 de Agosto do mesmo ano.<br /> Situada à Rua da Penetração s/nº, Vila Amazonas, Bairro Parque 10 de Novembro – Manaus.<br /> Foi a união das duas escolas municipais de educação especial: Emerson Prestes e José Salomão Shwartzmam.<br /> Atende alunos com Síndrome do Autismo, Paralisia Cerebral, Síndrome de Rett, Deficiência Intelectual, Deficiência Auditiva, Deficiência Visual e Múltiplas Deficiências.<br />
  12. 12. PATRONO DA ESCOLA <br />A Escola tem como Patrono o Professor Dr. André Vidal de Araújo, foi o pioneiro da Educação no Estado do Amazonas.<br />Nasceu em Goiânia (Pernambuco), no dia 15/10/1898,estudou em Manaus, tendo concluído o secundário no Ginásio Amazonense Pedro II e na Escola de Comércio Sólon de Lucena. Formou-se pela Faculdade de Direito do Amazonas (1921).<br />Especializou-se em Pedagogia, Psicologia e Filosofia.<br />Foi Presidente do tribunal de Justiça do Amazonas, Deputado Federal, Secretário de Educação e Presidente do Conselho Estadual de Educação. <br />Fundou e dirigiu o Instituto Montessoriano Álvaro Maia, a Escola de Serviço Social do Amazonas. Organizou a Cruz Vermelha do Amazonas, o Conselho de Proteção aos menores e outros. Escreveu diversas Obras. Recebeu a Medalha Plácido de Castro, concedida pelo Ministério da Educação.<br />Faleceu em Manaus, no dia 11 de março de 1975.<br />
  13. 13. 3. VALORES <br /><ul><li>Respeito: as diferenças individuais e as diversidades culturais.
  14. 14. Ética: profissionais éticos.
  15. 15. União: uma equipe democrática que vise os mesmos objetivos.
  16. 16. Inovação: soluções práticas, objetivas, criativas e inovadoras.
  17. 17. Excelência: qualidade em todas as ações desenvolvidas na comunidade escolar</li></li></ul><li>4. MISSÃO <br />Assegurar a todos os alunos uma educação de qualidade, garantindo acesso, inclusão e permanência dos mesmo nesta instituição, <br />como também, nas escolas regulares de ensino, em um ambiente de respeito e companheirismo, <br />objetivando torná-los independentes, pensadores críticos dentro de suas potencialidades, <br />respeitando as suas especificidades, sejam elas de natureza fisicomotor ou cognitivo, <br />conseqüentemente promover maiores e melhores condições de vivencia nos aspectos pessoais como também sociais do seu cotidiano <br />e a cada passo conquistado possamos juntos construir um futuro cada vez melhor.<br />
  18. 18. 5. VISÃO DO FUTURO <br /><ul><li>Visa no transcorrer dos próximos cinco anos a partir de 2010, ser reconhecida como Escola de Referencia a nível nacional, dentro da proposta de preparação do aluno para Inclusão Escolar no Ensino Regular.
  19. 19. Para isto, oferecer ao quadro de funcionários possibilidades de formação continuada e aperfeiçoamento profissional.
  20. 20. Divulgar as ações pedagógicas da escola nas redes sociais. </li></li></ul><li>6. DISTRIBUIÇÃO DOS ALUNOS POR SÉRIE EM 2011 <br />Distribuídos em 49 turmas divididas de acordo com as patologias distintas por turnos: <br />MATUTINO<br />
  21. 21. 6. DISTRIBUIÇÃO DOS ALUNOS POR SÉRIE EM 2011 <br />MATUTINO<br />
  22. 22. 6. DISTRIBUIÇÃO DOS ALUNOS POR SÉRIE EM 2011 <br />MATUTINO<br />
  23. 23. 6. DISTRIBUIÇÃO DOS ALUNOS POR<br /> SÉRIE EM 2011 <br />MATUTINO<br />
  24. 24. 6. DISTRIB6UIÇÃO DOS ALUNOS POR <br />SÉRIE EM 2011<br />VESPERTINO<br />
  25. 25. 6. DISTRIBUIÇÃO DOS ALUNOS POR SÉRIE EM 2011 <br />VESPERTINO<br />
  26. 26. 6.DISTRIBUIÇÃO DOS ALUNOS POR SÉRIE EM 2011<br />VESPERTINO<br />
  27. 27. 6. DISTRIBUIÇÃO DOS ALUNOS POR SÉRIE EM 2011 <br /> VESPERTINO<br />
  28. 28. 6. DISTRIBUIÇÃO DOS ALUNOS POR SÉRIE EM 2011 <br />NOTURNO<br />
  29. 29. 7-ÍNDICES DE PRAZO <br />Tempo de Retenção dos Alunos<br />
  30. 30. 8-ÍNDICE DE MORAL<br />
  31. 31. 8-ÍNDICE DE MORAL<br />
  32. 32. 8-ÍNDICE DE MORAL<br />
  33. 33. 8-ÍNDICE DE MORAL<br />
  34. 34. 9-ÍNDICES DE SEGURANÇA 2010<br />
  35. 35. 10- Índices de qualidade<br />2009<br /> 2010<br />
  36. 36. 10- Índices de qualidade<br />
  37. 37. 10- Índices de qualidade<br />
  38. 38. 10- Índices de qualidade<br /> IDEB (alcançado nos anos de 2005,2007 e 2009 e projetado para 2007, 2009 e 2011)<br />A Escola Municipal de Educação Especial André Vidal de Araújo foi inaugurada no dia 20 de Junho 2007 e criada pela Lei nº 1.138 de 17 de Agosto do mesmo ano..<br /> Foi a união das duas Escolas Municipais de educação especial: Emerson Prestes e José Salomão Shwartzmam.<br /> Atende alunos com Síndrome do Autismo, Paralisia Cerebral, Síndrome de Rett, Deficiência Intelectual, Deficiência Auditiva, Deficiência Visual e Múltiplas Deficiências<br />A Escola tem por finalidade: atender o disposto nas Constituições Federal, Estadual e Municipal, na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional no que rege a Educação Especial, no Estatuto da Criança e do Adolescente, ministrar dentro da Educação Especial o Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos, em cada caso, a legislação e as normas especificamente aplicáveis.<br />A Escola por trabalhar com alunos especiais não participa da Provinha Brasil, pois o nível de compreensão de nossos alunos não atinge o que é solicitado pelo MEC.<br />
  39. 39. 11- METAS <br /><ul><li>Preparar o aluno para uma futura inclusão dentro do âmbito educacional regular de maneira que ele possa permanecer no ensino regular, dando-lhe suporte com o atendimento educacional especializado no contra turno, durante o seu o processo de adaptação;
  40. 40. Ampliar o quadro de profissionais especializados;
  41. 41. valorizar os profissionais docentes proporcionando Formação continuada e melhores condições de trabalho;
  42. 42. Prover o ambiente escolar com mais recursos tecnológicos e pedagógicos que possibilitem o trabalho desenvolvido pelo corpo técnico/escolar melhorando, assim, o desempenho dos alunos e resultando em melhor qualidade de ensino, dentro de uma proposta sócio-interacionista, respeitando sempre as diferenças individuais;
  43. 43. Envolver a comunidade escolar nas atividades desenvolvidas na escola para que possam contribuir dentro de processo democrático.</li></li></ul><li>11- Sugestões de Metas para elevar o desempenho acadêmico dos alunos. <br />É através deste que nos unimos para sugestões que visem o desenvolvimento do aluno e assim elevar o desempenho acadêmico, as habilidades e autoestima dos alunos.<br />
  44. 44. 11- Sugestões de Metas para Reduzir o Abandono Escolar.<br /><ul><li>Maior participação efetiva dos pais na vida escolar de seus filhos.
  45. 45. Melhorar a estrutura física da quadra poliesportiva.
  46. 46. Melhoria do material didático e de apoio, apropriado para as necessidades dos alunos.
  47. 47. Orientar os pais, através de oficinas ,quanto a metodologia usada pelo Professor para dar continuidade no ambiente familiar.</li></li></ul><li>12- Programas e Projetos<br /><ul><li>Grupo de dança: Anos Dourado
  48. 48. Coral: Mãos que encantam</li></li></ul><li><ul><li>Oficina de Artesanato para Mães
  49. 49. Horta e Jardinagem
  50. 50. Cantigas de Roda
  51. 51. Oficina de Artesanato para Mães</li></li></ul><li><ul><li>Para Gostar de Ler
  52. 52. Festival de Brincadeiras</li></ul> André Vidal <br /><ul><li>Informática Educativa
  53. 53. Apoio aos Pais (Psicologia)</li></li></ul><li>13- CONCLUSÃO<br />Aprendemos quando resolvemos nossas dúvidas, superamos nossas incertezas e satisfazemos nossa curiosidade. <br />(Eugenia Augusta G. Fávero,<br />Luísa de Marillac P. Pantoja e<br />Maria Tereza E. Montoan)<br />

×