Case Doe Sangue

1.278 visualizações

Publicada em

Case Doe Sangue

Publicada em: Marketing
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.278
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
249
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Case Doe Sangue

  1. 1. DOAÇÃO de Sangue
  2. 2. PROBLEMA, DESAFIO E CONTEXTO O Ministério da Saúde registrou um crescimento no atendimento de urgência, número de cirurgias e transplantes de órgãos, entretanto ainda enfrenta obstáculos para aumentar os estoques de sangue no Brasil.
  3. 3. PROBLEMA, DESAFIO E CONTEXTO E essa não tem sido uma tarefa fácil — mesmo com campanhas anuais que contam com estratégias de marketing on e offline. O NÚMERO DE DOADORES NO PAÍS REPRESENTA APENAS 2% DA POPULAÇÃO.
  4. 4. PROBLEMA, DESAFIO E CONTEXTO Entre os grandes desafios para mudar essa situação, estão a manutenção dos doadores ativos e a atração de novos perfis por meio de informações que estimulem a doação de sangue.
  5. 5. PROBLEMA, DESAFIO E CONTEXTO Principalmente na época da Copa do Mundo no Brasil, quando a necessidade de aumentar o volume nos estoques dos hemocentros era ainda maior.
  6. 6. PROBLEMA, DESAFIO E CONTEXTO A missão da Moringa era, então, revigorar a campanha que existia, mostrando ao cliente a importância de uma reestruturação comunicativa, com objetivo de captar novos doadores e, por meio das redes sociais, fidelizar aqueles que já doaram.
  7. 7. ESTRATÉGIA E IDEIA Percebeu-se a necessidade de facilitar os processos para a mobilização social na internet. Informar, conscientizar e engajar foram os pilares para a construção da nossa estratégia.
  8. 8. ESTRATÉGIA E IDEIA APLICATIVO PARA FACEBOOK A partir da estrutura dos aplicativos já existentes no Facebook, desenvolvemos um sistema unificado que facilitava o acesso às informações, de forma intuitiva e dinâmica. O objetivo era mostrar que a doação regular reverte-se em benefício tanto para a população quanto para o doador.
  9. 9. APLICATIVO Ao acessar o sistema, o usuário montava o seu perfil de doador, preenchendo um questionário que o direcionava para as informações de triagem, para que ele entendesse a entrevista e o processo de doação de sangue.
  10. 10. APLICATIVO Com o perfil criado, o usuário era direcionado a um menu com cinco principais funcionalidades, disponíveis para acesso a todo momento, quando ele (o usuário) interagisse com o aplicativo.
  11. 11. APLICATIVO Área em que o usuário encontrava todas as informações necessárias para a doação de sangue, incluindo os endereços dos hemocentros.
  12. 12. APLICATIVO Área para depoimentos onde o usuário poderia contar sua história e se inspirar nas dos outros.
  13. 13. APLICATIVO Percebemos que, referente ao tema doação de sangue, o público culturalmente se mobiliza quando familiares ou amigos precisam da doação. A partir desse estudo, desenvolvemos no aplicativo a aba “Amigo em Risco”, uma funcionalidade que viabilizava a visualização e compartilhamento em massa, gerando mobilização online.
  14. 14. APLICATIVO Integramos o antigo Banco de Doadores com o nosso sistema, para incentivar o cadastro dos usuários.
  15. 15. APLICATIVO E, por fim, facilitamos a disseminação da campanha, de modo que o usuário convidava seus amigos para fazer doações e acessar o aplicativo para obter mais informações.
  16. 16. CONTEÚDOS Diante dos diferentes perfis identificados, trabalhamos uma nova linguagem e linha editorial, com enfoque no lado emocional, tornando a comunicação mais convidativa e informativa para o engajamento do público.
  17. 17. CONTEÚDOS Desenvolvemos duas séries de conteúdo informativo, com curiosidades, mitos e verdades sobre a doação: “30 dicas para você doar mais” e “Doador, você sabia?”. 30 dicas para você doar mais
  18. 18. CONTEÚDOS Doador, você sabia?
  19. 19. CONTEÚDOS Para incentivar a doação no período dos jogos da Copa, criamos a série #torcedorsanguebom. Copa
  20. 20. CONTEÚDOS Também contamos com conteúdos encorajadores, que buscavam envolver emocionalmente os usuários. Encorajadores
  21. 21. CONTEÚDOS Utilizamos ainda alguns depoimentos deixados em nosso aplicativo, na linha editorial “Por que é importante doar”. Por que é importante doar
  22. 22. MÍDIA Como suporte à campanha, tivemos apoio de mídia online, com banners que direcionavam para o próprio aplicativo.
  23. 23. MÍDIA
  24. 24. RESULTADOS ...OU SEJA, nosso objetivo, além de integrar tudo o que se referia ao tema Doação de Sangue, foi criar uma comunicação ativa a partir dos dados coletados. Fizemos um direcionamento com lembretes nas mídias sociais e envios de e-mail para intensificar a comunicação do cliente com o público e, desta forma, captar e fidelizar o maior número de doadores via meio online.
  25. 25. RESULTADOS Em 24 dias de campanha, o aplicativo Doe Sangue obteve CERCA DE 2 MIL USUÁRIOS ATIVOS — uma média de 80 acessos por dia — sendo que 2.100 pessoas foram direcionadas para o aplicativo a partir dos conteúdos divulgados nas redes sociais.
  26. 26. RESULTADOS O tempo médio de acesso foi de 3 MINUTOS demonstrando o interesse por parte dos usuários nas informações referentes à doação de sangue.
  27. 27. RESULTADOS Das pessoas que visitaram a ferramenta, 25% fizeram seu cadastro, aumentando o Banco de Doadores.

×