Trabalho Ppt Ensino A Distância

953 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
953
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho Ppt Ensino A Distância

  1. 1. ENSINO A DISTÂNCIA
  2. 2. Conceito Básico de EaD <ul><li>EAD, no sentido fundamental da expressão, é o ensino que ocorre quando o ensinante e o aprendente (aquele a quem se ensina) estão separados (no tempo ou no espaço). No sentido que a expressão assume hoje (vamos chamá-lo de sentido atual), enfatiza-se mais (ou apenas) a distância no espaço e se propõe que ela seja contornada através do uso de tecnologias de telecomunicação e de transmissão de dados, voz (sons) e imagens (incluindo dinâmicas, isto é, televisão ou vídeo). Não é preciso ressaltar que todas essas tecnologias, hoje, convergem para o computador. </li></ul>
  3. 3. O que é EaD? <ul><li>É a modalidade de ensino que permite que o aprendiz não esteja fisicamente presente em um ambiente formal de ensino-aprendizagem. Diz respeito também à separação temporal ou espacial entre o professor e o aprendiz. A EaD deve ser vista como possibilidade de inserção social, propagação do conhecimento individual e coletivo, e como tal pode ajudar na construção de uma sociedade mais justa e igualitária. </li></ul>
  4. 4. O Histórico do EaD
  5. 6. Os Números do EaD
  6. 7. <ul><li>O crescimento da educação a distância no país, tanto quantitativo quanto qualitativo, vem seguindo de perto uma tendência mundial de expansão. De um lado, estão milhares de jovens ou adultos que enfrentam problemas criados pelo tempo ou as distâncias para completar sua formação escolar. </li></ul><ul><li>De outro, a necessidade de educação continuada para os profissionais que já estão no mercado de trabalho aumenta a cada dia. Um dos principais desafios a ser enfrentado pelo ensino a distância nesse processo de expansão é o de buscar um padrão de qualidade cada vez maior. O país vivencia uma grande demanda por aperfeiçoamento e qualificação docente para o magistério de nível fundamental. São centenas de milhares de professores que precisarão, até 2008, obter formação em nível superior para suas atividades de ensino, a fim de atender uma exigência da Lei de Diretrizes e Bases da Educação. </li></ul>
  7. 8. <ul><li>O montante de alunos que fizeram algum curso de ead em 2007 foi de 2,7 milhões de brasileiros. Em termos de matrículas, 973 mil foram realizadas no ano passado entre ensino fundamental e pós-graduação, há cinco anos o total era de 120 mil. Em termos comparativos, 4,4% é a participação de cursos a distância no total de cursos de graduação do país. Há cinco anos esse percentual era de 1,3%. O crescimento é intenso e crescente ao passo que as matrículas têm decrescido nos últimos anos no ensino presencial. Atualmente, 93 instituições estão credenciadas a oferecer 349 cursos a distância. Há cinco anos eram 20 instituições e 52 cursos, ou seja, crescimento de mais de 100% por ano. </li></ul>
  8. 10. O Aluno e o Professor
  9. 11. O Aluno e o Professor <ul><li>A boa atuação do educador enquanto professor a distância está atrelada a um treinamento adequado, que tenha como base, sobretudo, questões de ordem interacional e psicopedagógica, e não meramente técnica. A sua atuação como professor a distância, enfatizando questões de ordem psicológica e focalizando a relação professor-aluno, fazem-se necessárias. Tais orientações poderão dar origem ao desenvolvimento de um material pedagógico, como base de um curso, com o qual o professor poderá contar para que ele adquira conhecimento o bastante para se sentir seguro e desempenhar de forma satisfatória seu papel como professor de Educação a Distância. </li></ul>
  10. 12. O Aluno e o Professor <ul><li>Na educação on-line, o aluno se vê sozinho diante da tela do computador, dependendo apenas do poder da sua palavra escrita, sem o constante acompanhamento de aprovação ou reprovação dos olhares dos colegas e professor. Sem saber quando sua abordagem está em concordância com o contexto, ou se é preciso mudar de direção. Tenta-se contornar por meio dos recursos tecnológicos, como animação das imagens, sons, promoção de chats, fóruns e tantos outros canais que buscam fazer com que o aluno interaja com a turma, pesquise sites, ampliando seu repertório. “O aluno deve assumir uma postura ativa; para que isto ocorra, não basta que apenas sua competência lingüística seja trabalhada, mas sua competência comunicativa” (Fávero, 1999). </li></ul>
  11. 13. O aluno do EaD <ul><li>Na EaD o aluno não pode ser dependente do professor. Para tanto, precisa ter deisciplina, organização e disponibilidade temporal. Saber trabalhar em grupo e ter empenho e vontade de aprender como qualquer aluno da Educação Presencial. Ou seja, o indivíduo na condição de estudante no contexto da EaD passa a gerir seu processo de aprendizado, sendo pró-ativo, autônomo, criativo e comprometido com o processo de aprendizagem (KRATOCHWILL, 2009). </li></ul>
  12. 14. <ul><li>Desta forma, o estudante em EaD estará necessariamente com os seguintes aspectos: </li></ul><ul><li>Criação do Conhecimento; </li></ul><ul><li>Colaboração; e </li></ul><ul><li>Gestão do Processo. </li></ul>
  13. 15. O Papel do Professor <ul><li>De acordo com Laudrillard (1995), podemos compreender o papel do professor, neste caso na EaD, em quatro diferentes tipos de abordagem, podedo ser mediados pelas diversas Tecnologia da Informação e Comunicação: </li></ul><ul><li>O Professor como contador de história, utilizando vídeos, programas de rádio, teleconferências e etc. </li></ul><ul><li>O Professor assume o papel de negociador, o ensino desenvolve-se por meio de discussãodas temáticas deflagradas pelo uso de textos, filmes, observações como objetos de aprendizagem sensibilizadores, são utilizados textos impressos e digitais, sites, filmes estudo de casos. </li></ul><ul><li>Através da aprendizagem por descoberta o aluno assume o papel de pesquisador e o professor de organizador dos conhecimentos aprendidos. </li></ul><ul><li>Alunos e professores como parceiros e colaboradores. </li></ul>
  14. 16. Educação a Distância X Presencial <ul><li>Benefícios gerados pelas novas ferramentas são ignorados, como maior autonomia ao aluno, facilidade de pesquisa, acesso à informação atualizada, uso de simuladores e jogos educativos interativos, e criação de grupos de debates distribuídos pelo mundo, além de maior acesso a cursos superiores no País. </li></ul>
  15. 17. Educação a Distância X Presencial <ul><li>Nesse momento, o pensamento binário da exclusividade entre “presencial ou a distância” deve ser banido das mentes, pois é preciso refletir em termos de integração e complementação dos métodos. </li></ul>
  16. 18. Educação a Distância X Presencial <ul><li>Enquanto é debatido se determinada inovação tecnológica pode ser benéfica ou não, se o “antigamente” era melhor que o “atualmente”, e se as ferramentas atuais trazem a tão propagada “escravidão” no cotidiano dos profissionais, as inovações chegam e se impõem rapidamente como realidade. </li></ul>
  17. 19. Educação a Distância X Presencial <ul><li>Resta saber como lidar melhor com elas e torná-las fortes aliadas, abandonando as tradicionais posturas refratárias e as lutas improdutivas contra aquilo que se mostra irreversível. E isso independentemente da idade. </li></ul>
  18. 20. E-learning <ul><li>O termo e-Learning é fruto maduro de uma combinação ocorrida entre o ensino com auxílio da tecnologia e a educação a distância. Ambas modalidades convergiram para a educação on-line e para o treinamento baseado em Web, que ao final resultou no e-Learning. </li></ul>

×