02 -resenha_crítica

10.119 visualizações

Publicada em

1 comentário
5 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.119
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
140
Comentários
1
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

02 -resenha_crítica

  1. 1. RESENHA CRÍTICA Prof.: Rodney Caetano
  2. 2. Resenha crítica é uma resenha em que você trabalha com dois autores que escrevem sobre temas parecidos.
  3. 3. Permite comentários e opiniões, julgamentos de valor, avaliação de relevância. O resenhista deve opinar
  4. 4. O gênero resenha crítica é praticado em várias áreas: jornais, revistas, rádio, televisão e internet.
  5. 5. O nível de exigência técnica de apresentação de uma resenha depende do tipo de público a que ela é dirigida. A resenha acadêmica ou científica exige mais rigor na estrutura do texto.
  6. 6. Na hora de escrever, o resenhista precisa ser SELETIVO. Não dá para explicar “tudo”. Quem explica tudo é a obra resenhada
  7. 7. Resenha é um texto breve que serve para apresentar outro texto-base, desconhecido do leitor
  8. 8. MÉTODO DE ESTUDO
  9. 9. Adivinha?
  10. 10. Leitura averiguativa em profundidade: ver arquivo Passos para escrever uma resenha crítica
  11. 11. Leitura analítica e seletiva, seguida da técnica da paragrafação e/ou sumarização no texto-base e no texto complementar.
  12. 12. Fazer a leitura sintópica, isto é, estabelecer um diálogo entre os dois textos, sendo você o mediador
  13. 13. Texto base + texto complementar + posicionamento pessoal.
  14. 14. ESTRUTURA DA RESENHA CRÍTICA
  15. 15. Resenha crítica do primeiro tipo segue o modelo: 1º autor + 2º autor = avaliação
  16. 16. 1 - autoria da primeira obra ou texto-base, título, assunto geral e demais informações pertinentes. 2 - qualificação do autor, suas atividades, funções e importância na área sobre a qual escreve, publicações anteriores. 3 – quadro de referência: linhas ou escolas de pensamento, mentores, autores referenciais do autor do livro que está sendo resenhado.
  17. 17. 4 - dizer sobre o estilo do autor do texto-base: fácil ou difícil de ler 5- resumo: a tese, os conceitos, as ideias principais do texto 6 - comentar a organização do texto 7 - explicar a metodologia do autor do primeiro texto ou texto-base: bibliográfica, pesquisa de campo, entrevista
  18. 18. 8 – ABRA UM NOVO PARÁGRAFO com autoria do segundo texto, obra ou texto complementar, título, assunto geral e demais informações pertinentes. 9 - qualificação do autor, suas atividades, funções e importância na área sobre a qual escreve, publicações anteriores. 10 – quadro de referência: linhas ou escolas de pensamento, mentores, autores referenciais do autor do livro que está sendo resenhado.
  19. 19. 11- dizer sobre o estilo do autor do texto complementar: fácil ou difícil de ler 12- resumo: a tese, os conceitos, as ideias principais do texto complementar 13 - comentar a organização do texto 14 - explicar a metodologia do autor do texto complementar: bibliográfica, pesquisa de campo, entrevista
  20. 20. 15 –ABRA UM NOVO PARÁGRAFO. Avaliar, comentar, opinar sobre as relações existentes entre o texto-básico e o texto complementar, apontando pontos convergentes e divergentes, pontos fortes e fracos, respectivamente. Com o resultado da leitura sintópica, o resenhista “dialoga” com os textos e se posiciona. Essa parte da avaliação dos textos base e complementar deve se estender para além de apenas uma ou duas linhas de sua resenha. Aqui você tem que exercitar sua crítica, isto é, comentar o que pensa de um texto e o que pensa do outro, comparar, apontar onde são convergentes ou divergentes ou se apenas são complementares.
  21. 21. 16 - Dizer para quem as obras são dirigidas, quem é o público- alvo, recomendar ou não a leitura.
  22. 22. 17 – REFERÊNCIAS -Do texto-base -Do texto complementar
  23. 23. ELEMENTOS FORMAIS DA RESENHA CRÍTICA
  24. 24. Normas A apresentação de resenhas obedece aos critérios estabelecidos pela instituição, editora ou periódico onde será veiculada. No caso da Faculdade Dom Bosco: - fonte Arial 12 - espaço 1.5 entre as linhas. - quando a resenha for uma solicitação acadêmica, deverá conter folha de rosto padrão da Instituição. -A RESENHA CRÍTICA dever ter pelo menos uns cinco mil caracteres (com espaço) ou duas páginas e meia, mais ou menos.
  25. 25. TÍTULO: Centralizado na linha, letra toda maiúscula, negritada. NOME DO RESENHISTA No canto direito, abaixo do título com identificação em nota de rodapé.
  26. 26. REFERÊNCIAS: ADLER, M. J.; VAN DOREN, C. Como ler um livro: o guia clássico para uma leitura exigente. Rio de janeiro: UniverCidade, 2000. MEDEIROS, João Bosco. Redação científica. 11ª. ed. São Paulo: Atlas, 2009, p. 145-155.

×